Muito Mais Que Uma Simples Amizade. escrita por Iz Maslow


Capítulo 3
Capítulo 3





Ainda estávamos no hospital. Eu e Carlos, Milena já havia ido embora... Enquanto isso Carlos e eu ficamos conversando, ele pareceu um pouco interessado na doida da Milena.

– Essa sua amiga, ela tem namorado?

– Não, por que?. Falei um pouco desconfiada.

– Nada só curiosidade!. Ele disse um pouco sem graça.

Eu não consegui me conter e soltei uma risada.

– O que foi?

– Olha se vamos ser amigos não comece mentindo pra mim, pode me contar qualquer coisa que eu não vou contar pra ninguém!

– É serio, foi só curiosidade!

– Vou fingir que acredito!

– Você me conhece à algumas horas, e parece que já me conhece a muito tempo!

– Eu sei.

– Tá bom, foi por que eu achei ela bem legal!

– E meio doida né?!

– É pode até ser mas convivendo por anos com amigos malucos a gente se acostuma!

Soltei uma risada e ele também. - Por falar em amigos você vai me falar sobre os seus?

– Sem chances, você vai conhecer eles na hora certa!

Eu tinha certeza de que ele era o Carlos, mas é obvio que eu não vou falar isso pra ele. Eu poderia ate ser muito fã dele mas se nós íamos ser amigos como ele disse ele tinha que confiar em mim, e me falar tudo tipo: ele quer ser meu amigo mas primeiro ele que tem que me falar quem realmente ele é, ele que tem que falar não eu perguntar. Entende o meu raciocínio? Espero que sim.

– E você Juh?

– Eu o que?

– Tem namorado?

– Não, por que?

– Por que eu tenho um amigo muito legal e bonito que adoraria te conhecer!

– Nossa ate você? agora sim, tenho certeza de que você combina com a Milena, vem com um papinho furado e depois termina tentando me arranjar um namorado!

Ele soltou uma gargalhada. - Serio? Então você realmente precisa de um namorado! disse com um pouco de sarcasmo.

– Carlos!

– Tudo bem, mas você ainda vai conhecer os meus amigos né?

– Já que insiste!

– Ta tudo bem, eu sei que logo logo vai mudar de ideia.

– O que ?

– Esquece tá!

– Tá bom.

Já havia passado três horas desde que o médico disse que eu iria sair daquele hospital, e nada. Era por que minha mãe ainda não tinha chegado no hospital, estranho isso ela diz que já está vindo se passam três horas e nada.

– Podemos ser amigos?

– Claro, Carlitos, Carlos... Carlos...?

– Garcia, Carlos Garcia!

– Carlos Garcia, belo nome!. Entao o que voce faz alem de cantar é claro?

– Como você...

– Carlos não sou boba sabia! Eu sou Rusher assumida tipo numero um, você achou que eu não te reconheceria? Falei o interrompendo.

– Eu só pensei que se fosse, você me trataria como todas as outras Rushers, tipo eu e os meninos somos pessoas normais ou quase.

– Tudo bem, mas eu não faria nada disso por que eu sabia que se fosse eu, eu nao gostaria de toda essa loucura de fã, pelo menos não o tempo todo.

Sorrimos um para o outro, e ficamos mudos por alguns segundos.

– Você me desculpa? Não quis mentir... Você sabe. Ele falou serio e bem sincero.

– Tudo bem.

Sorrimos e depois ficamos calados por alguns segundos, ele saiu do meu lado na cama e se sentou na cadeira pra acompanhante e depois de alguns segundos percebi que ele estava cochilando então tentei não fazer nada que pudesse acordar ele, já que eu era um pouco desastrada. Peguei o meu Ipod e fiquei ouvindo algumas musicas das minhas bandas favoritas: Kansas, Big time rush, Linkin park, Red hot chilli pepers, e outros, ate sem perceber cair no sono também. Carlos estava muito cansado já que ficara acordado a noite toda comigo no hospital e eu ainda estava a base de medicamentos digamos assim.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Muito Mais Que Uma Simples Amizade." morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.