O Poder Daqueles Olhos escrita por TenYearsAfter, JustMe


Capítulo 24
Sobre Ajuda e Amizade


Notas iniciais do capítulo

Um capitulo sobre a Dorcas e o Remus! Espero que gostem!



~~Remus~~

Violet e Sirius estavam se beijando em algum canto do castelo, Lily e James passeando e Frank e Alice deviam estar em Hogsmeade, parece que hoje todo mundo deu o dia para passear com a namorada, menos eu.

A Dorcas estava com uns problemas, os quais ela não quis me falar quais são, o que me deixou preocupado, mas hoje de manhã a Lily me falou o que era.

-Tire a Dorcas da biblioteca e ajude ela Remus! – Lily disse, quando eu desci junto ao James, que beijou a namorada.

-O que quer dizer?

-Ela não te falou? – Ela perguntou com a sobrancelha erguida.

-Não.

-Ela está com um certo problema em transfiguração e não aceita nossa ajuda! E vive enfurnada naquela biblioteca! – Lily reclamou.

-Parece alguém que eu conheço – James disse, revirando os olhos.

-Ei!

-Ah lírio! Você não pode negar que sempre que chega a época dos teste, e até antes, você fica vinte quatros naquela biblioteca! Até esquece de me dar atenção!

-Ah, coitadinho! – Ela disse e beijou ela, o que me fez fazer uma careta e então procurar minha namorada.

Não entendo porque ela não me disse que estava com problema nas matérias! Eu podia ajudar ela!

Entrei na biblioteca e fui procurar a Dorcas, foi fácil acha-la, já que hoje nós não tínhamos aula e todo mundo decidiu passear, foram poucos que decidiram ficar na biblioteca. Ela estava sentada numa mesa, lendo um livro concentrada, mas parecia bem desesperada.

-E então, o que eu posso fazer pra te ajudar? – Sussurrei no ouvido dela.

-Remus! O que você faz aqui?! – Ela disse fechando o livro rapidamente e ficando vermelha, que é o que acontece quando ou ela está com vergonha, ou está nervosa.

-Vim te ajudar, a Lily me contou que está com uns problemas com transfiguração – Eu disse, me sentando ao lado dela.

-A Lily é uma grande fofoqueira! – Ela bufou irritada.

-Por que não me contou Dorcas? – Perguntei, queria saber porque ela não estava confiando em mim.

-Porque... porque eu me sinto uma burra! Todos vocês são bons em todas as matérias, especialmente você Remus, que é um dos melhores alunos da escola! Eu me senti burra, por não conseguir entender a matéria e ainda só ter tirado nota baixa – Ela falou cabisbaixa.

Peguei o queixo dela e levantei ele, para ela poder me fitar.

-Dorcas, você não tem que sentir vergonha nenhuma, todos temos alguma dificuldade e quando você tiver algum problema, qualquer um, por mais bobo que seja eu quero que você me conte! Porque eu sou seu namorado e eu me preocupo com você, eu quero poder te ajudar, ok?

-Ok – Ela concordou depois de um breve momento de silencio – Me desculpe.

-Tudo bem – Eu disse dando um selinho nela, o que a fez sorri também – Eu te amo.

-Eu também te amo Remus – Ela me abraçou fortemente – Obrigado pela ajuda.

-Disponha, mas então, o que você não está entendo?

Ela me admitiu com vergonha, que não estava entendo muito bem o conteúdo desde o começo do ano, então eu peguei uns livros e comecei a explica-la desde o começo, e acho que ela começou a entender, porque logo ela foi explicando as coisas, antes mesmo de eu explicar.

-Parece que você está entendendo tudo, só falta agora animagia, que é o ultimo... Tem um livro que os meninos aprenderam bastante sobre ele, vem comigo – A puxei pela mão e fomos até as prateleiras que ficavam no fundo, onde ficavam os livros de animagia.

-O que estamos procurando?

-Um livro antigo, em tom de vinho, chamado tudo sobre animagos (n/a: eu sou criativa para títulos ein?) – Falei, procurando em uma estante, enquanto ela via na outra.

Não achei nada, então presumi que estava na outro. Me virei para ver a Dorcas ficando na ponta dos pés, quase pulando, para alcançar o livro. Eu, com o meu metro e oitenta e cinco, alcançávamos facilmente, então eu peguei o livro pra ela, que virou bufando de raiva, para depois corar.

Definitivamente, se nos encontrassem agora, não seria algo legal, ela estava encurralada entre mim e a estante e estávamos muito, mas muito perto.

Eu então sorri, maroto, coisa que eu não faço facilmente e eu ouvi ela suspirar. Então eu não resisti, larguei o livro e a puxei pela cintura, colando nossos corpos e iniciando um beijo mais urgente do que normalmente, mas que era muito bom. As mãozinhas da minha pequena foram pro meu cabelo, o que me fez suspirar e aprofundar o beijo.

-Podemos ser pegos Remus – Ela sussurrou entre beijos.

-E dai? – Acreditem ou não eu disse isso, o que essa menina está fazendo comigo?!

Iniciamos mais um beijo, mais lento dessa vez, porem nós ouvimos os passos de alguém chegando, então nos separamos e eu peguei o livro do chão, abrindo em qualquer pagina e fingindo explicar para ela. Madame Prince nos olhou desconfiada, mas depois foi embora, o que fez nós dois suspirarmos aliviados.

-Uau, essa foi por pouco.

-Eu disse que alguém podia aparecer.

-Mas não fomos pegos e isso que importa – Falei guardando o livro de volta.

-Você não ia me explicar animagia? – Ela disse confusa.

-Depois eu te explico, temos tempo. Vamos dar uma volta? Afinal, essa semana minha namorada me abandonou sabia? – Eu sorri para ela.

-Ah, que namorada relapsa a sua! Ela devia corrigir isso! – Ela disse entrando na brincadeira.

-E ela pode, vamos dar uma volta? – Sugeri e ela concordou, pegando minha mão.

-Para onde vamos?

-Para Hogsmeade, nós marcamos de nos encontrar lá hoje – Sorri para ela e ela ficou pensativa por um tempo.

-Nós temos amigos incríveis – Ela disse.

-É verdade, eu não poderia pedir amigos melhores – Comentei, pensando em tudo que eu passei com os marotos e do quanto eles fizeram por mim. Eles até me ajudaram com meu probleminha peludo.

-E se não fosse por eles, não estaríamos juntos – Ela comentou sorrindo.

-É verdade! Mas mudando de assunto, fico feliz por eles terem se acertado também.

-Ah, acredite, eu também! Não aguentava mais as cantadas idiotas do Sirius em cima da Violet e nem os gritos e berros da Lily pra cima do James! – Ela fez uma careta, o que me fez gargalhar.

-Eu também agradeço por não ouvir mais os gritos da Lily! Ela realmente tem cordas vocais... potentes.

Chegamos em Hogsmeade e caminhamos em direção ao três vassouras, logo achando a mesa dos nossos amigos, que logo nos fez sorrir. Violet e Sirius estavam se beijando e de vez se separavam só para sorrir e sussurrar algo um pro outro. Lily e James conversavam entre si e bebiam cerveja amanteigada. Alice estava rindo do Frank, que fazia palhaçadas para ela, como beber a cerveja amanteigada e ficar com um “bigode”, o que fazia ela gargalhar e depois dar um beijo nele para limpar. Meus amigos estavam felizes e aquilo me deixava feliz, eles mereciam tudo isso, afinal, esses caras, apesar dos defeitos, ainda são as melhores pessoas que conheço.

-Ah, já tava na hora né Moony?! – James reclamou.

-Ainda bem que tirou a Dorcas dos livros! – Lily reclamou.

-Olha quem fala né Lily?! Seu lugar favorito do mundo é a biblioteca – Violet provocou.

-Vai beijar o Sirius, Violet! E fica quieta! – Lily disse irritada, o que fez a loira rir.

Nós nos sentamos e todos começamos a conversar e dar risada das palhaçadas. É, é como dizem, é dos pequenos momentos, que surgem as melhores risadas.