Nosso Amor escrita por lininhaaa


Capítulo 21
Capítulo XXI




 

 

No capítulo anterior...

Tsu.: AGORA JÁ BASTA! GUARDAS, POR FAVOR, PRENDAM ESSA MULHER. – Disse apontando para Karin.  – E vocês, Sasuke e Naruto... vão com eles. Eles precisam do depoimento dos dois.

Os guardas a levavam, enquanto se ouviam os gritos de “Vocês me pagam... Rosadinha, essa criança vai morrer. Você não merece ser feliz.“.Sasuke ficou observando Tsunade indo até Sakura, que estava abraçada a Hinata, chorando, mas tinha que ir. Ia ser rápido.

Hin.: Calma Sakura. Já acabou... está tudo bem.  – disse conduzindo Sakura até uma das cadeiras que ficavam no corredor.

Sak.: Eu não agüento mais Hina... não agüento... tudo que eu quero e ver minha Saya-chan fora do hospital.

.....................................

Tsunade pediu que Hinata se afastasse um pouco.

Tsu.: Sakura, olha para mim. – esperou ela  a encarar.- A Saya está melhorando. Já está no quarto que consegui. – disse, esboçando um sorriso. – Mas só vou te deixar entrar com duas  condições... a primeira é que você se acalme. O pior já passou, Sakura.  – Tsunade deu uma pausa e Sakura confirmou com a cabeça. – a outra é que, depois, você e Sasuke tenham uma conversa. Você viu que o culpado não foi ele.

Sakura não respondeu nada. Apenas olhou para Tsunade por um tempo. Estava muito magoada. Sabia que a culpa não era dele, mas tudo que havia passado... era tudo tão recente.

Tsunade foi com Sakura até o quarto onde Saya ficaria internada.

Tsu.: Pode entrar! Preciso voltar aos meus afazeres. Qualquer coisa me chame.

Sakura entrou sozinha e foi caminhando até o bercinho. Ela se sentou numa cadeira bem próxima ao mesmo e começou a acariciar a cabeça da menina.

........................

Sasuke e Naruto já haviam dado seus depoimentos. Tudo o que o moreno queria, era ver sua filha. Encontraram Tsunade que também lhe mostrou o caminho do quarto.

Tsu.: A Sakura está aí dentro. Por favor, não discutam. Saya ainda não está bem e Sakura também está muito fraca e cansada. – disse olhando para Sasuke que apenas concordou.

Tsunade se retirou. Ficaram apenas os dois amigos. Naruto via nos olhos do amigo a agonia. Sasuke se sentia culpado por tudo que havia acontecido.

Nar.: Por que não vai lá, Teme?!

Sasuke abriu a porta e ficou ouvindo Sakura conversar com Saya.

Sak.: Você já ta melhorzinha, né meu amor?! – Sakura ficava acariciando a menina. – Você tem que ficar boa logo, Saya-chan. O papai e eu precisamos de você. Nós te amamos tanto.

Sasuke não teve coragem de ir até Sakura. Ficou apenas observando. Depois de um longo tempo, Sakura acabou adormecendo ao lado do bercinho de Saya.

Sas.: Sakura, você precisa descansar. Não se preocupe, eu fico com ela.

Sakura apenas concordou e saiu. Ele sentou-se no lugar da esposa. Ficava vendo sua pequena princesa dormindo, tranquilamente. Como se nada tivesse acontecido.

Sas.: Papai está aqui, Saya-chan. A culpa é minha por você estar assim, não é?! Saiba que eu amo muito você e a mamãe.. sempre amei... – Sasuke não pôde conter as lágrimas.- Você precisa melhorar, princesinha...

..........................

Saya estava cada vez melhor, ficou 6  dias internada. Sasuke e Sakura trocaram apenas algumas palavras. Finalmente chegou o dia da alta da menina. Sakura já estava com ela nos braços.

Sak.: Obrigada Tsunade. Obrigada Hina!Não sei o que faria sem vocês

Tsu.: Não precisa agradecer, Sakura. Fico feliz que Saya tenha se recuperado. Agora vocês podem ir para casa.

Hin.: É mesmo. A Saya teve uma recuperação rápida.

Sak.: Vamos para casa, né Saya-chan?! – dizia ela para a menina, que ficava brincando com os cabelos da mãe.

Hin.: Venha Sakura. Eu te levo para casa.

Na saída do hospital, Sakura e Hinata se deparam com Sasuke, esperando no carro.

Sas.: Entra, Sakura. Vamos para casa.- disse ele abrindo a porta para a esposa.

Sak.: Não precisa se incomodar. Hinata vai me levar, né Hina?!

Hin.: Errr – ela olhou para Sasuke. – Aii Sakura. Esqueci. Tsunade me pediu para fazer umas coisas. Vá com ele. – disse ela dando um sorriso e saindo correndo.

Sakura respirou fundo e entrou no carro.

------------------

Quando chegaram em casa, Sakura colocou a menina no berço, já que ela está adormecida no seu colo. Sasuke ficou esperando na sala, pois pensava que a esposa, desceria. Quase meia hora depois, Sasuke resolveu subir e encontro Sakura adormecida na poltrona no quarto de Saya. Sabia que ela estava exausta. Não saiu do hospital um dia sequer.

Ele a pegou no colo, e a levou para o quarto de casal. Antes que ele saísse, Sakura acordou.

Sak.: Sasuke?! – ele se virou e sentou ao lado dela.

Sas.: Desculpe se te acordei. – ele pegou na mão dela, que dessa vez, não retirou a mão. – Precisamos conversar.

Sakura abaixou a cabeça. Não deu nenhuma resposta. Ele pegou no queixo dela, para encará-la.

Sas.: Me perdoa, amor. Eu estava errado. Descontei meu nervoso e minha raiva nas pessoas erradas.... Não devia ter feito aquela cena, só por que o Sai estava aqui. Falei coisas horríveis pra você. Só que.... – ele acariciou o rosto de Sakura. – Não queria te perder pra ninguém. Eu te amo.. e sempre vou te amar.

Sak.: Eu senti tanto sua falta. – disse ela em lágrimas. – Eu te amo tanto, Sasuke-kun.

Sas.: Eu também te amo. – eles se beijaram ternamente. Depois se separaram para tomar ar. Um sorria para o outro.

Sas.: Ahh.. Quase me esqueci... – disse ele com a mão no bolso, retirando a corrente que ele havia dado a ela. – Acho que isso aqui é seu. A única pessoa que realmente merece é você, Sakura.

..........................

Quase 3 meses se passaram desde que Sasuke e Sakura fizeram as pazes.  A empresa estava estava sendo reconhecida internacionalmente. Saya já havia sido batizada, e oficialmente, Hinata e Naruto já eram padrinhos da menina. Karin havia sido internada em um manicômio depois de tentar se matar na cadeia. Sai havia se casado e ido embora do país e Karin havia se matado na cadeira, já que realmente estava louca.

Tudo finalmente havia entrado nos eixos.

.............

O casal estava na sala, brincando com Saya e conversando.

Sak.: Sasuke-kun... aconteceram tantas coisas né?! – disse ela deitada no peito do marido.

Sas.: Mas sabe de uma coisa? – Sakura levanta a cabeça para encará-lo.

Sak.: O que, amor?!

Ele lhe dá um beijo na testa, dá um beijo em Saya e diz.

Sas.:  Mas nada foi maior que o nosso amor!

*FIM*

 



Notas finais do capítulo

Genteee! O último capítulo! :(
Acabouu!
Queria agradecer a todos que mandaram reviews e que leram essa fic! Obrigada! Espero que essa fic tenha sido da satisfação de todos.
Mil beijokas e até a próxima fic!
;)