Snowflakes escrita por Jupiter rousse


Capítulo 1
One-shot


Notas iniciais do capítulo

Espero que gostem *-*



Era irônico, ou como eu preferia chamar: uma grande sacanagem do destino. E era injusto também. Fora frustrante. 

 Eu estava confusa, de repente meus sentimentos faziam com que eu fosse contra tudo aquilo que eu sempre acreditei. Ok, ok talvez eu esteja exagerando um pouquinho.

Mas me dê um desconto! Quer dizer em um minuto eu estava ali, a mesma garota normal de sempre, a mesma ruiva de sempre, rodeada pelos meus amigos celebrando aquela noite de Natal e em outro puf! Foram  5 segundos, 5 malditos segundos e eu já não me reconhecia mais. 

 Primeiro eu notei em como ele estava cheiroso enquanto nós nos abraçamos, segundo foi como seus lábios pareciam macios enquanto ele me desejava Feliz Natal, terceiro foram seus cabelos que nunca pareceram tão bagunçados e tão... Sexy. Quarto foi como de repente pareceu tão frio quando ele se afastou e quinto. Ah, quinto foram aqueles olhos, aqueles olhos avelãs que pareciam tão profundos e brilhantes... Foi isso, parecia que eu tinha visto James Potter pela primeira vez.

E agora afastada de todos, quase congelando sentada em baixo dessa árvore em frente ao lago negro (que mais parecia um superfície de vidro, já que estava congelado) vinha a parte completamente irônica da situação. Por que se eu, Lily Evans, estivesse pensando seriamente na possibilidade de estar apaixonada por James Potter, aquele garoto que eu sempre fiz questão de odiar e que é afim de mim desde o segundo que nos conhecemos, não é irônico eu não sei mais o que é. 

Fiquei ainda mais irritada quando percebi que lágrimas começaram a escorrer pelos meus olhos, porque se realmente fosse verdade. Se fosse verdade aqueles sentimentos... Eu tinha estragado tudo. Eu não só o dispensei milhares de vezes como fiz questão de humilha-lo sempre que ele tentava. Eu era uma vaca. 

Limpei as lágrimas com força e caminhei até a superfície do lago, sem pensar nas consequências comecei a andar, tentando não escorregar e quebrar a bunda no gelo, ou pior cair naquela água gelada e morrer congelada. Quando cheguei no meio e olhei ao meu redor fiquei ainda mais deprimida. Eu estava completamente sozinha, todas aquelas árvores cobertas por neve e o castelo longe todo iluminado... Eu quase podia ouvir as risadas de todos que estavam lá dentro, felizes... Sim, talvez eu fosse um pouco dramática.

 - O que está fazendo aqui fora, ruiva? 

Realmente Merlin, era tudo o que eu queria agora!

 - Pensando James.

Virei-me para encara-lo, seu rosto parecia surpreso, provavelmente por eu tê-lo chamado de James. Não dei tempo dele perguntar, cuidadosamente sentei sobre o gelo, sentindo minha bunda arder por conta do frio. 

 - Senta - Sorri para ele que me olhava cada vez mais confuso.

Eu podia gritar, espernear e jogar na cara dele todas as minhas frustrações, mas quer saber? Naquele momento, sentar ali e ter sua companhia parecia bem mais  acolhedor. Ficamos em um silêncio confortável, eu abraçava as minhas pernas e quando respirava fumaça sai de minha boca.

- Está bem frio aqui fora - Ele provavelmente deve ter percebido que eu tremia levemente.

 - É meio confortável sabe? O frio “cortando” seu rosto... 

 James riu, o que fez meu coração mudar seu ritmo. Eu nem me reconhecia mais.

 - É... Talvez seja por isso que você esteja tremendo tanto... 

Fica comprovado que a minha mente não estava em perfeito estado nesse momento, não quando eu virei meu rosto para James e peguei seu braço. Ainda olhando para ele, que estava bastante surpreso, ergui o seu braço e passei pelos meus ombros, enquanto me aconchegava sobre seu peito. Ele estava quente e seu peito era largo e forte. Depois de alguns segundos, acho que James saiu do choque, pois senti seus braços me apertarem mais. 

Fechei os olhos e deliciei-me com aquela sensação, meu coração palpitava e se algumas semanas antes alguém descrevesse essas cenas eu riria na cara da pessoa. De fato eu nunca pensa que me sentiria tão bem nos braços de James Potter. 

 - Hum... Quem é você e o que fez com a Lily?

Eu ri, ou melhor, eu gargalhei, não sei porque mais o tom que ele disse isso... Parecia tão confuso, tão divertido, parecia tão bem que me deu vontade de rir.

 - Eu não sei James - fui sincera - Eu não sei... 

 - Vamos lá para dentro Lily.

Eu não queria. Não queria sair dali. Mas quando ele me olhou com aqueles olhos eu sabia que faria o que ele pedisse. Me afastei dele e meu corpo logo sentiu a diferença de temperatura, o meu coração sentiu outra coisa também. Olhei para o lado e vi que James já havia levantado, ele se aproximou de mim e colocou a mão na minha cintura, abraçando-me de lado eu sorri e deitei a cabeça em seu ombro. 

Andávamos cuidadosamente para não cairmos de bunda no gelo e eu tentava raciocinar alguma coisa, mas parecia impossível com ele tão perto.

Foi ai que aconteceu. James espirrou e eu como qualquer pessoa normal me afastei dele rapidamente, por mais que ele tenha colocado a mão na boca, a sensação de que algo pudesse cair no meu cabelo me fez pular para longe. O que fez com que eu escorregasse e batesse a cabeça no gelo e cada parte do meu corpo estava gelada.

 - Ai Merlin! 

- Outch... 

 - Desculpe Lily, eu não...

 - Tudo bem... - Sorri maliciosa - Só me ajude a levantar.

James veio para perto de mim e estendeu uma mão e eu a aceitei é claro, logo em seguida puxando ele para baixo com toda a minha força, fazendo ele ir de cara no gelo enquanto eu ria.

 - Você é do mal - ele reclamou e eu ri

 - Eu sei James, eu sei...

 - Eu também posso ser mal Lily - Arregalei meus olhos diante do sorriso perverso dele, Lily sua imbecil não se faz uma pegadinha com um Maroto.

No segundo seguinte eu estava rolando no gelo enquanto James fazia cócegas em mim, minha barriga doía e eu tinha certeza que estava me debatendo. 

 - Para - risos - James por favor - risos - James - Mais risos - Amor

James parou de repente e me encarou, um sorriso brincando na boca enquanto eu respirava depois de tantas cócegas estava sem ar.

 - Do que você me chamou?

Eu corei me lembrando do motivo por ele ter parado.

 - Eu precisava chamar a sua atenção! - O que era verdade, mas ele não precisava saber que eu gostei de chama-lo assim. 

Ao contrário do que eu pensei ele não ficou abalado, ou nada do tipo, pelo contrário parecia mais feliz que nunca e eu me senti feliz por vê-lo feliz. Eu me senti feliz por fazer ele feliz e era isso que eu queria fazer, faze-lo feliz. 

E mais uma vez eu me surpreendi novamente naquela noite, levantei do gelo sorrindo, encostei rapidamente os nossos lábios, 3 segundos.

 - Corrida até o castelo - gritei para um James que me olhava boquiaberto enquanto levantava-se e sai correndo atrás de mim.

Novamente eu me senti idiota, eu sempre fui lerda e agora estava apostando corrida com um jogador de quadribol em perfeita forma física. Levou só alguns minutos comigo na liderança porque logo fui ultrapassada, era uma sensação boa, ter o vento gelado batendo em seu rosto enquanto corria. Poucos minutos depois estávamos ofegantes no salão de entrada do castelo.

 - Ganhei - James sorriu, o que fez minha respiração ficar um pouco mais descompassada. - Mesmo com pessoas me distraindo antes da corrida.

Fiquei vermelha e ri, enquanto ele fazia o mesmo. 

 - Vamos para o salão comunal da Grifinória - disse começando a subir as escadas - Já passou do toque de recolher. 

O silêncio durante o percurso foi de certa forma confortável, o interior do castelo estava quentinho e eu e James andávamos lado a lado, nossas mãos roçando as vezes. 

- Está entregue - Ele sorriu, nós dois estávamos parado em frente a escada do dormitório feminino, eu estava no terceiro degrau e ele lá em baixo.

 - Obrigada James, foi divertido - Eu sorri colocando uma mexa do meu cabelo atrás da orelha. 

 - É... foi divertido.

Ele se afastou indo em direção ao dormitório masculino, eu comecei a subir as escadas. Mas porque meu coração ficava cada vez mais pesado quando eu subia um degrau? Porque eu estava tão triste se tinha me divertido tanto com ele? 

Desci os degraus rapidamente e voei em direção as escadas do dormitório masculino, James estava quase no final das escadas.

 - JAMES! 

Ele virou-se sorrindo, eu comecei a subir as escadas em sua direção.

 - O que foi Lily? - Nós dois estávamos no mesmo degrau.

 - Eu esqueci uma coisa.

 - O que? - ele enrugou a testa.

- Meu presente - Dessa vez não foram apenas três segundos. Sua boca era macia e quente, sua lingua se movia lenta e cuidadosamente como se quisesse prolongar esse momento, meu estômago revirava e se ele não estivesse segurando minha cintura tão fortemente eu teria caído. Minhas mão passeavam pelo seu cabelo bagunçando-o mais do que já era.

Eu não sabia quanto tempo ficamos nos beijando, quando um beijo acabava logo outro começava, eu já estava encostada na parede e sinceramente poderia ficar ali por o tempo que fosse.

***

Eu estava nervosa, Dorcas e Marlene não paravam de tagarelar ao meu lado e no momento em que eu cheguei no salão achei que ia ter um treco. Meu coração estava disparado, fui andando lentamente em direção a mesa da grifinória onde ele estava sentado.

 - Não vai falar onde você estava James?

 - Por ai Sirius.

 - Não vem com essa! Você não pode sumir na festa de Natal e não querer que eu faça perguntas.

- Ah Sirius você e eu sabemos que ele estava com uma garota - Remus disse e eu reprimi a vontade de rir, ele virou-se para James - Depois você pergunta porque a Lily não te dá bola, fica saindo com um bando de garotas e dizendo que ama ela.

Dessa vez eu ri, me aproximando mais deles. James sorriu quando me viu e eu o abracei.

 - Relaxa Remmy dessa vez ele tava com a garota certa - Pisquei para ele.

Remus me olhou boquiaberto, enquanto eu me virava para James e o beijava finalmente ouvi as meninas atrás de mim calarem a boca, provavelmente em choque.

É talvez a vida não fosse tão injusta assim e nem tão frustrante. Eu estava feliz com James e o meu único arrependimento era não ter admitido o que eu sentia mais cedo.

Fim



Notas finais do capítulo

Ownttt eles são tão fofos que eu tenho vontade de morder!! Hahahaha. Espero que vocês tenham gostado, Feliz Natal para todos.
Beijoooos ;)