The Girl Of Cutting escrita por Fafa Moraes


Capítulo 47
Alone Again


Notas iniciais do capítulo

Olá mortos-vivos! Eu sei que eu demorei bastaante com esse capítulo, me desculpem mesmo, mas, é porque minhas aulas começaram segunda-feira e então eu fico com menos tempo pra escrever e para postar, mas...O capítulo está aí, espero não demorar muito mais com o próximo!
Boa Leitura!
Link do blog oficial: http://thegirlofcutting.blogspot.com




Como não demoramos muito para terminar o crime, e eu adoro deixar o Mike louquinho fui para casa logo ao invés de fazê-lo desejar cada vez mais a mim, é, eu sou má...Talvez fui exatamente má em fazer isso, mas, com certeza muito, muito, muito provocante.

Depois disso, já em casa eu fiquei simplesmente planejando o meu próximo passado, ou melhor, meu próximo assassinato...Mas, como já era esperado, uma coisa não saia da minha mente: O assassino misterioso, embora a Belly e a Jess não significassem realmente muito para mim eu teria, acima de tudo que acabar com esse idiota. Ok, talvez a eu me importe um pouco com a Belly, ou apenas seja contra assassinar inocentes criancinhas...Mesmo que eu fosse o monstro mais sem coração do mundo já mais mataria uma criança, porque, qual é, é uma criança....

Em meio aos meus pensamentos mais do que confusos e sangrentos eu ouvi uma batida na janela, quando olhei para o lado eu vi uma figura preta e encapuzada, assassino misterioso é claro, mas, antes que eu pudesse me levantar e tentar descobrir mais algo sobre esse filho da mãe ele saiu de lá, deixando somente um papel, mais um de seus bilhetinhos indesejáveis...

Como a curiosidade sempre fala mais alto, eu me levantei, peguei o papel e comecei a ler:

“Acha que já destruí muito sua vidinha inútil? O pior vem agora, Alicia...Prepare-se

Assassino Misterioso”

Revirei os olhos e guardei o papel no mesmo lugar onde os outros recadinhos sem graça estavam; sinceramente, o assassino misterioso já está começando a me dar tédio, os meus recados aos policiais são muito mais provocantes, interessantes e curiosos, não são como  os totalmente tediosos e inúteis bilhetinhos cheios de blábláblá desse filho da puta idiota ousou mexer comigo; e ainda digo mais, não acho que o assassino misterioso seja realmente capaz de me prejudicar verdadeiramente, o que ele pode fazer? Continuar atingindo pessoas ao meu redor? Realmente isso não vai me prejudicar de verdade. E o que mais? Dizer a policia “Eu sei quem é o assassino X, é Alicia Montgomery” o que ele e/ou ela iria conseguir? Ainda por cima sem provas, provas são os que nem esse cara nem qualquer outra pessoa tem de que sou eu ou qualquer outro o assassino X. O máximo que ele conseguiria com isso é ir parar em um hospício e ficar apodrecendo lá, em uma camisa de força, o que, devo admitir, não seria tão má idéia, mas, eu ainda prefiro uma longa e muuuuito dolorosa morte, com gritos agonizantes e um ótimo método de tortura, feito exclusivamente por mim, e, que com certeza vai me deixar muito, muito, muito feliz, por isso, mais uma vez eu digo: venha, assassino misterioso, me mostre do que é capaz, se é que é capaz de algo que seja realmente digno de atingir a  mim, é capaz? Com certeza não..

XXX

Ah, mais um dia...O amanhecer não é mais tão bonito assim quando você começa a apreciar os acontecimentos da noite, os mais macabros principalmente, já que são os mais interessantes.

Como aluna exemplar que sou tinha que comparecer a escola, mesmo sendo um saco... Mas, graças ao meu lindo trabalho de ontem a noite, hoje só teríamos as aulas da tarde, já que uma das casas que eu incendiei fica na rua da escola, e os policiais tentariam achar pistas, sem sucesso é claro, a diretoria da escola não queria que os alunos ficassem alí, naquele clima meio...Hm, deprimente, por isso, sem aulas de manhã, o que não me impediria de ir para o ' inferno' a tarde...

Pelo menos a metanfetamina diminuiu a minha necessidade de dormir, me fazendo poder aproveitar mais a melhor parte do dia ao invés de desperdiçá-la dormindo.

Se eu sentia falta dos sonhos? E se preferia não dormir porque não gostava de ter pesadelos? Sonhos? Para mim são idiotas e repulsivos...Pesadelos? Eu sou imune a eles, não importa o quão assustadores sejam, eu sempre serei o pior pesadelo de muita gente, e, um pesadelo não pode e não precisa temer pesadelos...

Cheguei na escola como sempre com um cigarro na boca, uma garrafa de vodka escondida na mochila junto com comprimidos de metanfetamina, eu tenho vícios, preciso alimentá-los, me chamem de drogada e de alcoólatra, mas, isso me faz bem...O que chega até a ser irônico, mas, eu gosto da sensação...

- Oooi, cafetão...Gostou do resultado da noite de ontem? - falei com o Mike assim que o ví passando no corredor...- Incrível, não acha? - tentei dar um beijo nele, exato, eu tentei, mas, ele desviou....E, confesso, eu não entendi nada... - Éh...porque você desviou do meu beijo, Mike?

- Ali, não fala como se não tivesse acontecido nada, tá legal?

- O que exatamente aconteceu, Mike? Eu passei anos em coma, aconteceram milhares de coisas e eu não percebi isso? Não, acho que não...Ou sim?

- Alicia...Isso já tá ficando sem graça, ok? Admite logo, para de fazer as coisas e depois ficar dando uma de desentendida, tá? Não tem mais porque...

- Puta que pariu, Mike, de que porra você tá falando?

- Do que você fez, Ali...Primeiro a Belly, depois a Jess, eu não poderia ficar de fora, certo? Eu só pensei que você fosse diferente, Ali...Eu pensei que você me amasse de verdade, que gostasse mesmo de mim, mas, depois do que você fez...

- Espera aí, o que eu fiz?

- Sério, Ali..Para, ok? Já não tem mais porque..Como se não fosse você que tivesse ido até a casa da minha irmãzinha e deixado a droga de um papel explicando exatamente T-U-D-O que eu faço, ok? Aproveitando que não teríamos aulas hoje de manhã, eu fui até a casa da minha madrasta não exatamente madrasta e da minha irmã, eu sempre vou visitar a Amy e você sabe disso, e, quando ela me viu ela ficou com medo...Muito medo, começou a chorar e tacar coisas em mim, eu perguntei o que tinha acontecido...E ela me disse, quando ela acordou tinha um papel na cama dela, ela leu...E, leia você mesma, Alicia...- Mike tirou um papel do bolso e me deu...:

"Olá, Amy, tenho umas coisas á te dizer...Você adora o seu meio-irmão Mike, certo? Acho que não deveria ser tão próximo dele quanto é... Mike pode aparentar ser um garoto legal, bom...Mas, não é assim...Talvez de dia...Mas, a noite, nem tanto, Amy....A noite ele tira a máscara, é um dos responsáveis pelos assassinatos que andam acontecendo, um ladrão memorável...Que já matou e roubou milhões de dólares e outras coisas em diversos lugares, não acredita? Que tal fotos? Sei que certas coisas só são provadas quando são vistas.... - Abaixo haviam várias fotos do Mike roubando, arrombando lugares, e também do pai dele -

Opa, esqueci de contar...O seu papaizinho também está metido nisso, Amy..Gosta deles tanto quanto antes agora? Aposto que não...

Bons sonhos..Durma bem, enquanto ainda pode fazer algo que não seja apenas isso..

A.M."

- Mike! Você acha mesmo que sou que fiz isso? A.M. Assassino Misterioso, tá na cara! Você não pode achar que fui eu que fiz isso!

- É, Ali? Mas eu andei pensando, todos os recados do Assassino Misterioso são impressos, como eu posso realmente saber que não é você que faz isso? Muito bem poderia você mesma digitar isso, imprimir e se fazer de vítima! E, sinceramente, é o que eu acho...Você mente muito bem, Ali, pode muito bem estar mentindo sobre não ser o assassino misterioso....

- Mike! Esse cara quase me matou na floresta naquele dia! Não sou eu!

- Jura, Alicia?!! Jura que o cara atirou na sua direção? Não tinha mais ninguém lá, Ali...Ninguém viu, como eu e qualquer outra pessoa pode saber que tinha realmente alguém lá e que esse alguém apertou o gatilho com a arma apontada pra você?

- Você vai ter que confiar em mim, Mike, e, você confia, certo?

- Já não tenho tanta certeza disso, Alicia..

- Mike! Eu sei o quanto a Amy é importante pra você! Porque eu faria isso?! Pelo amor de Deus! Não fui eu! Eu sei o quanto você gosta da sua irmã! Eu não sou um monstro sem coração, Mike, eu tenho sentimentos...Eu já mais faria isso com você....Porque eu faria?!!

- Lembra da frase ''culpado até que se prove o contrário?'' acho que ela se aplica agora, Alicia....Você pode sim, ser um monstro sem coração, Alicia...Você não sente nada por ninguém, e eu realmente achava que nós tínhamos algo....Você é uma mentirosa digna de um prêmio, e não precisa de motivos para fazer nada....Eu não posso mais acreditar em você, Alicia... - Eu sabia que tudo que eu falasse naquele momento não iria adiantar em nada...Então simplesmente me virei e fui andando....O que eu não sabia é que a Jess e a Belly estavam vendo toda aquela cena...Eu precisava dizer algo, não poderia ficar calada...

- Felizes agora? Vocês duas estão felizes agora, não é? Todos contra mim...Porque eu sou sempre o alvo, eu sou sempre culpada de tudo...Quando não tem quem culpar, a culpada sou sempre eu...Fiquem aí, com sua felicidade nojenta.... - Ótimo, agora era questão de honra...O assassino X poderia mexer com todos os meus amigos e conhecidos, mas, não, não com o Mike, não com o meu cafetão, agora já era questão de honra, eu acabaria com esse idiota, custando qualquer coisa, e, isso era mais do que uma promessa!

Mesmo com toda essa raiva e mil sentimentos e coisas explodindo na minha mente eu precisava me manter calma, afinal, eu sou uma serial killer organizada, certo? Não poderia de forma alguma pisar em falso agora, meu maior objetivo era acabar com o assassino misterioso, mas, eu já mais poderia fazer isso sem pensar um pouco antes, embora estivesse determinada a qualquer coisa para conseguir isso...

Com aquilo tudo acontecendo em um só momento, eu perdi totalmente a cabeça para me fazer de Alicia boazinha e exemplar, traduzindo: eu saí da escola, precisava esfriar a cabeça, assim que entrei no meu carro dei de cara com mais um bilhetinho do filho da puta, morto, jurado a morte e ao inferno que pagaria mais do que qualquer outra pessoa por ter feito algo ruim a alguém...e dessa vez dizia algo até mais criativo...

"Alicia! A quanto tempo, não é mesmo? Acho que já transformei sua vida em um inferno completo, não é? Pobre Alicia, brigou com o namoradinho....Está sozinha de novo, Ali...O que você vai fazer? Todos te odeiam novamente...Gostou de relembrar o passado?  Como já dizia William Shakespeare: Atiramos o passado ao abismo, mas não nos inclinamos para ver se está bem morto. Parece que alguém por aí não viu se o passado realmente tinha morrido de verdade...

Assassino Misterioso"



Notas finais do capítulo

Reviews ou eu e vocês ficaremos na história pela morte causada por tortura mais longa e dolorosa de toda a história?
♥ Lady Suicide ♥