Bloody Mary escrita por Kuroi Namida


Capítulo 9
Bloody Mray - Parte 9


Notas iniciais do capítulo

Não demorei muito pra postar!!! mas talves demore um pouco pra os proximos!! motivo: trabalho! mas tentarei postar em breve como este!! bjus deixem comentarios!



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/295195/chapter/9

Annie e Grace se perdem uma da outra entre os corredores, sem querer. Grace fica sozinha sem saber por aonde ir, entre os corredores que pareciam todos iguais. Enquanto isso Annie, seguia pelo corredor abaixo do dela, cuidando os lugares por onde passava tentando se encontrar.

-Tenho certeza que já passei por aqui... –ela constata- Isso parece um labirinto...

No mesmo corredor Zack estava a procura de Nate ou de Roger. Ele entra em um dos quartos de onde pensava ter visto Nate pelas câmeras. Mas não encontra nada, alem das paredes escuras queimadas. Porem algo chama atenção de Zack. Ele se aproxima da porta, pelo lado de dentro do cômodo e toca algo que parecia ser uma mecha de cabelo não muito longo. Ele avista na ponta da pequena quantidade de cabelo, um tipo de tecido epitelial, como se o cabelo tivesse sido arrancado da cabeça de alguém junto com o escalpo.

-Que isso? –ele se livra do cabelo jogando-o no chão- Que porcaria Nate... –ele resmunga pensando se tratar de alguma das especiarias usadas para assustar as meninas-

Zack se vira rapidamente ao ouvir uma voz parecida com a voz de Nate. Era como se o amigo pedisse socorro em um tom de voz sussurrante e agonizante. Ele franze a testa, se virando de um lado para o outro no quarto. A porta se fecha batendo com força. Zack corre ate a mesma e tenta abrir, mas não consegue.

-Tem alguém ai? –ele bate na porta com a palma da mão- Abre a droga da porta...

Ele se vira como se sentisse alguém falando seu nome ao seu ouvido. Depois se afasta da porta, e tenta encontrar algo dentro do quarto. No mesmo instante no mesmo corredor ele ouve a voz de Annie:

-Zack? –ela chama- Zack é voce?

-Annie? –ele bate na porta-

A porta do cômodo se abre sozinha, e Zack sai do cômodo as pressas correndo pelo corredor ate dar de encontro com Annie.

-Zack? –ela o interroga vendo sua expressão assustada- O que ta fazendo?

-Tem alguma coisa acontecendo aqui Annie. O Roger e o Nate sumiram...

-Para com isso Zack...

-Eu to falando sério Annie. –ele a segura pelos braços- Eu ouvi alguém... Em um dos quartos... Como se tivesse alguém comigo, mas não tinha ninguém alem de mim lá...

-Eu não acredito! Voce quer que eu caia nessa? –ela franze a testa-

-Tinha alguém naquela sala Annie...

-Tinha... Voce e sua mente doentia... –ela se solta- Fica longe de mim Zack... Eu vou encontrar a Grace e nos duas vamos sair daqui. Fica longe de mim...

-Annie... –ele chama enquanto ela se afasta-

-Não Zack... Não vem atrás de mim...

Annie corre pelo corredor, ate estar bem longe de Zack, deixando-o sozinho naquele corredor. Ele por sua vez segue pelo lado oposto em busca dos amigos. Annie avança pelos corredores do terceiro andar da casa sem saber onde estava.

-Droga! –ela anda em volta- Eu não devia ter me afastado tanto. Grace? –ela grita- Heather?

De repente todas as portas do corredor se abrem. Annie se vira estando no final do corredor e olha para trás. Ela dá um pulo no susto depois arregala os olhos apavorados. Ela examina o corredor, e logo imagina ser mais uma brincadeira dos garotos.

-Não é nada Annie. São apenas esses idiotas tentando te deixar apavorada. Vai ficar tudo bem! –ela se aproxima das primeiras portas-

Ao passar pelos quartos ela não vê nada, alem da escuridão retida no interior dos mesmos. Exceto pela ultima porta. Annie ouve um barulho estranho, como se fosse de algo suspenso no teto sacudindo de um lado para o outro. Ela se aproxima da porta e no meio do escuro não consegue ver absolutamente nada. Mas ao colocar um dos pés dentro do quarto, ela vê como em um relâmpago no meio da noite escura, o corpo de uma garota pendurado em uma corda pelo pescoço, balançando de um lado para o outro. Ela se assusta e cobre os lábios, encostando-se a porta.

O rosto da garota morta parecia encarar Annie, e sorrir. Depois ela ouve um sussurro como se alguém atrás de si dissesse: “Morra vadia... Voce vai morrer...”

Apavorada, Annie sai do quarto e corre pelo corredor sem olhar para trás. Annie desce correndo o lance de escadas, e acaba tropeçando em um dos degraus e cai batendo com a cabeça no final da escada e apagando aos poucos enquanto vê uma garota de vestido branco descer as escadas devagar, com os cabelos sobre o rosto. Annie não consegue se mexer, e então desmaia...


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!




Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Bloody Mary" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.