Bloody Mary escrita por Kuroi Namida


Capítulo 11
Bloody Mary - Parte 11


Notas iniciais do capítulo

- desculpem a demora! eh que estou trabalhando e estou com pouco tempo para escrever!! mas estou me esforçando!! espero que apreciem o caps!! bjus



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/295195/chapter/11

Bryan e Jordan conseguem entrar na casa, depois de muitos procurar uma abertura por onde pudessem passar. Encontraram uma fissura nos fundos da mansão e invadiram a mesma. Já no interior da casa ambos se separaram para procurar as garotas pelos cômodos.

Annie acorda meio sonsa e com dores na cabeça, em um lugar diferente do que estava antes. Ela estava novamente em um dos quartos, mas a porta dessa vez não estava trancada, e sim apenas encostada deixando um feixe de luz atravessar pela mesma. Ela ouve a voz de Bryan ecoar pelo corredor.

-Annie? –ele gritava pelo nome dela- Annie?

-Bryan? –ela reconhece a voz assim que acorda- Bryan! –ela diz alto para que ele ouça-a-

-Annie? –ele corre pelo corredor seguindo a voz da amiga-

Annie se levanta e corre ate a porta. Ela a empurra sentindo o peso da mesma, e então encontra Bryan no centro do corredor. Ele se aproxima dela e a garota sorri ao vê-lo e abraço-o forte, dizendo:

-Ah Bryan... Como estou feliz em ver voce...

-O que aconteceu Annie? Voce ta gelada? –ele segura-a nos braços-

-Eu vi ela... Mary. –ela afasta o rosto e o olha-

-Quem?

-Mary. A garota morta. Ela morreu aqui Bryan... Eu a vi.

-Como assim? Que historia de Mary é essa?

-A garota que morreu nessa casa Bryan. Ela ta aqui...

-Mortos não habitam casas Annie. Do que voce ta falando? Aquele idiota do Zack que trouxe voce pra cá não é? Ele te encheu com essas babaquices...

-Não Bryan, eu a vi. Pendurada no teto...

-Isso é tudo armação daqueles idiotas Annie. Vem comigo que eu vou levar voce pra casa...

Annie estava um pouco nervosa demais pra tentar convencer o amigo do que ela tinha visto. E a pancada em sua cabeça foi tão forte, que ela pensava que fora um delírio. Então Bryan segura-a pela mão, e ambos se dirigem pelo corredor, ate ouvirem a voz de Zack. Ele os chama:

-Annie... –Zack corre ate Annie, vindo da outra direção e a segura pela mão afastando-a de Bryan- Tem que me ajudar a encontrar o Roger. O Nate tambem sumiu, e eu não encontro eles em lugar algum.

-Fica longe dela Zack... –Bryan toma a frente e puxa Annie para trás dele-

-Tem alguma coisa muito errada acontecendo aqui... Annie?

-Eu vou levar ela pra casa, e acho melhor voce ficar na sua... –diz Bryan franzindo a testa-

-Não podem sair daqui. Tem que me ajudar a encontrar os caras.

-Vai se ferrar Zack. –Bryan empurra Zack e puxa Annie pela mão-

-Não. Annie... Isso foi só uma brincadeira... –ele a puxa de volta- Olha pra mim. Ainda confia em mim não? Nós nos damos tão bem...

Bryan se irrita definitivamente e afasta Annie de Zack e avança em sua direção dando-lhe um soco certeiro no meio da face fazendo com que Zack quase caísse dando três passos pra trás com a mão no nariz que imediatamente começou a sangrar.

-Falei pra ficar longe dela babaca. –diz Bryan cheio de raiva- Deixa ela em paz...

Bryan encara Zack por alguns segundos, que fica apenas calado com a mão segurando o nariz. Depois ele volta a segurar a mão de Annie e a leva de volta pelo corredor. Assim que estavam distantes, enquanto Annie sentia-se devidamente segura, Bryan sacode a mão fazendo careta e diz:

-Ai! Essa doeu... –Annie olha para Bryan e quase sorri-

-Como voce conseguiu entrar? Alias como sabia onde eu estava? –ela pergunta-

-Encontrei o seu buque na estrada... Sabia que voce não se livraria dele...

-Zack e os outros colocaram alguma coisa na bebida das meninas e ele deve ter usado alguma coisa pra me fazer dormir... E... Caramba! –ela lembra- Espera Bryan... Agente tem que achar a Grace e a Heather... –ela para no meio do corredor-

-Jordan ta procurando pela Grace...

-Quem?

-Jordan! Um cara da minha turma... Eles já devem estar lá fora, to há quase uma hora aqui dentro te procurando...

...

Assim que saem da casa, pelo mesmo lugar por onde Bryan e Jordan entraram. Annie e o amigo encontram Grace com o amigo Jordan. Grace estava escorada no carro, abraçando os próprios braços enquanto Jordan retirava sua jaqueta e colocava sobre seus ombros.

Ao ver Grace segura, Annie sentiu-se aliviada, o mesmo sentiu Grace ao ver a amiga. Assim que entraram no carro e se preparavam para sair daquele lugar, eles viram Zack sair da casa sozinho.


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!




Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Bloody Mary" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.