Alone But Loved escrita por Filipinha Babes


Capítulo 4
Capítulo 4


Notas iniciais do capítulo

aqui vai o 4º capitulo. POR FAVOR MANDEM COMENTÁRIOS!! :c



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/289713/chapter/4

-Gostaria de falar consigo acerca dos seus trabalhos de design.

-Tra...trabalhos de design?

-A sua assinatura não é "Hing"?

-Sim. M...mas o que gostaria de falar sobre os meus trabalhos?

-A diretoria da empresa gostou dos seus trabalhos. Precisamos de alguém como a menina para a nossa empresa. A menina tem ideias novas. Refrescantes! Uma rapariga do seu calibre merece estar numa empresa de tão grande influência mundial como a nossa! Queremos que a menina certamente pense na proposta de trabalho que lhe estamos a oferecer. Terá de se decidir até para a semana.

-Para a semana?!

-Sim. Se aceitar, devo lhe informar que tem a garantia de uma casa para si e para a sua filha e dois bilhetes de avião para Londres, tudo pago pela "The redrut fashion". Se precisar de mais informações, poderá telefonar-me para este número.

-Obrigada. Tenha uma boa tarde.

-De nada. Boa tarde. -Desliguei o telefone.

Não queria acreditar no que estava acontecer! Que sonho!

-Mamã, mamã! Quem era? - peguei-a ao colo e rodopiei-a no ar.

-Era um senhor muito simpático que quer que a mamã trabalhe com ele.

-Oh... mamã podes ir trabalhar, mas só depois de me dares as minhas torradinhas com manteiga? - por momentos até me esqueci que estava a dar-lhe o lanche...! Ri-me um pouco:

-Claro bebé! Desculpa... - fui acabar as torradas.

------------------

Tinha decidido aceitar a proposta de trabalho. Neste momento estava a pegar nas minhas malas e nas da Catarina. "Despedi-me" da casa e entrei no táxi que nos iría levar para o aeroporto com destino a Londres.

Chegá-mos ao aeroporto e fizemos os check-in. Esperámos mais uns 30 min e fomos para o avião. Nas 2 horas de viagens a minha gatinha dormiu com a cabeça no meu colo e eu pus os fones e também passei pelas brasas.

------------------

Já tinhamos aterrado e ía-mos num táxi direito à nossa nova casa (já paga! \o/) para podermos arrumar as nossas coisas e depois conhecer-mos melhor a zona. O emissário que me tinha telefonado, foi nos buscar. Ele chama-se Carlos e é muito simpático! Ele e a Catarina ficaram amigos de imediato. O Carlos lida muito bem com crianças, tenho que admitir.

Chegámos... wow.


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

espero que tenham gostado! comentários pessoal!
luv ya all! ♥



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Alone But Loved" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.