Ino Gaara - sem Fôlego escrita por Vênnice


Capítulo 3
Capítulo 3




Ino & Gaara - Sem Fôlego


 


 


 


Um toque, um olhar, um sorriso que a desafiava... Cada gesto, cada palavra, qualquer movimento a deixava mais atraída, com mais vontade de estar perto dele. Ino não sabia até quando iria resistir, mas estava gostando (e muito!) de estar ali, mesmo machucada, o que importava era senti-lo, tocá-lo.


            Após alguns minutos, Gaara retirou a camisa do ferimento, não sangrava mais. Ino apenas sorriu em sinal de agradecimento, com ele tão perto, a última coisa que a preocupava era o seu machucado.


            Um pequeno silêncio se instalou entre os dois, os olhos de Gaara a analisavam, como se buscassem algo através de sua roupa molhada. Foi nesse momento que Ino se lembrou, o vestido que estava usando, apesar de longo, era branco, estava praticamente nua. No reflexo, ela se encolheu e cruzou os braços tentando esconder o que o vestido molhado deixava a mostra.


 


- Não se preocupe Ino. – Falou Gaara. – Não farei nada que você não queira...


 


            O sangue de Ino pareceu congelar, seu coração batia forte, suas mãos tremiam, ela estava totalmente sem controle. Não sabia como agir, não sabia o que dizer, respirou fundo, precisava de ar, o desejo por ele a estava sufocando.


            Lá fora a tempestade continuava forte, sons de raios e trovões invadiam Konoha com uma violência assustadora, mas, toda aquela fúria tornava-se pequena se comparada a tempestade interior que Ino estava enfrentando. De repente o chão estremeceu, a fraca luz que entrava pela casa apagou, a escuridão invadiu o lugar e Ino ficou com medo.


            Segundos, para ela eternos, se passaram, até que sentiu um toque suave em seu rosto, fechou os olhos, não iria mais resistir, se entregou ao seu desejo, tocou o rosto dele também.


            Sentiu os dedos dele em sua boca, logo depois um beijo em seu pescoço, como aquele que recebera de manhã, ela retribuiu com um beijo próximo a boca dele, era a resposta que ele estava esperando desde o momento em que perguntou se ela queria alguma coisa.


            Com violência a puxou contra o seu corpo e lhe deu um beijo. Um beijo que revelou um desejo contido há muito tempo, um beijo forte, malicioso, envolvente que provocou nela uma overdose de sensações.


Clarões, provocados por raios e relâmpagos, revelavam em rápidos flashs os olhos sedutores de Gaara o que deixava Ino ainda mais atraída. Pudor, razão, nada disso existia para ela naquele momento, o desejo que sentia por ele era devastador.


            As mãos de Ino percorriam o corpo de Gaara que lentamente a conduziu a deitar-se no sofá. Toques, gemidos, calafrios, os beijos dele faziam Ino não querer parar, mas precisava, tudo estava acontecendo rápido demais.


 


- Arrependida? – Perguntou Gaara percebendo uma pequena preocupação nos olhos dela.


- Nem um pouco! – Respondeu Ino com um sorriso nos lábios. – Está acontecendo muito rápido...


- Rápido? – Interrompeu Gaara, ainda deitado sobre o corpo de Ino. –  Então... basta desacelerarmos um pouco...


 


            Ele levantou-se, puxou Ino sobre o seu corpo e com um olhar desafiador a provocou:


 


- Como já disse, não farei nada que você não queira... me conduza, nesse momento eu te pertenço...


 


Continua...