Remembering Moments escrita por ReLe


Capítulo 4
Capítulo 4




Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/280907/chapter/4

Passando por mais algumas fotos ele encontra uma de um dia diferente, onde algo que fazemos no nosso dia-a-dia se torna especial e único...

            Flashback on

_Amor pode me passar o aspirador_Sara pede enquanto afasta alguns moveis da sala.

Era primavera e como costume Sara fazia uma faxina em seu apartamento, mas já tinha uns sete meses que morava com Grissom e mesmo eles serendo bastante organizados com suas coisas, Sara achou por bem conversar com Grissom para fazerem a limpeza do apartamento. A principio ele se preocupou com ela, pois tinham trabalhado bastante aquela semana e imaginava que ela queria descansar e além do mais poderiam chamar a empregada para limpar a casa, Sara agradeceu, mas disse já estar acostumada a fazer a faxina, pois nessa epoca do ano quando era pequena sempre via sua mãe fazer e gostava de ajuda-la.

E agora ali estavam eles fazendo a faxina de primavera.

_Querida você já limpou o nosso banheiro?_Grissom pergunta a observando arrumar os livros na estante da sala.

_Não amor, estava pensando em deixar para limpar por último, queria dar um banho no Hank.

Sara tinha sido a unica mulher, com quem Grissom teve um relacionamento, que havia se dado bem de primeira com Hank. Ela gostava de cuidar bem dele,pois na sua ausencia era ele que fazia compania ao seu amor, e depois que ela e Grissom foram morar juntos, dar banho nele era uma tarefa que ela adorava fazer.

_Tem certeza querida, ele parece um pouco agitado hoje_Grissom fez a observaçao.

_Tenho sim, ele só deve estar com calor, está quente hoje!_ela diz colocando os últimos livros na estante.

_Tudo bem então, já terminei na cozinha vou dar uma arrumada no meu escritorio.

_Ok amor, tambem já terminei aqui.

            .............................................

A casa estava com cheirinho de limpeza, tudo no seu devido lugar, o unico comodo que restava agora era a suite deles. Enquanto Grissom arrumava a cama, Sara enchia a banheira para o banho de Hank.

_Tem certeza que quer dar banho nele? Não acha melhor levarmos ao pet shop?_Grissom pergunta vendo Hank, que rolava pelo chao do quarto todo bobo querendo brincar.

_Por que você insisti em perguntar se tenho certeza?_Sara pergunta calmamente da porta do banheiro.

_Bom é que Hank quer brincar_diz apontando o cachorro_e se ele aprontar alguma coisa?

_Ele não vai! _ela diz ajoelhada fazendo um cafune no cachorro_você vai se comportar, não é amorzinho?_Sara conversa com Hank, e ele da um latido_viu amor ele vai se comportar_ela diz agora olhando para Grissom que sorri do seu jeito de menina ao conversar com Hank.

Em uma das conversas deles sobre a infância dela, ela lhe contou que em seu aniversario de seis anos ganhou um cachorro de sua mãe, ele era uma graça e bastante esperto e por ser todo peludinho e branquinho, colocou o nome de Snow, ele não saia de perto dela, tanto que dormia junto com ela. Na noite que fez dois meses que Sara tinha ganhado Snow, seu pai chegou a casa bebado a procura de dinheiro para comprar mais bebidas, depois de bater em sua mãe por ela não ter dinheiro, entrou em seu quarto para pegar as moedas que guardava em seu cofrinho. Sara pediu ao pai para não pegar suas moedas, mas ele não deu ouvido e quebrou jogando no chao, o cofrinho de porcelana em formato de porquinho, nessa hora Snow o atacou mordendo seu calcanhar, nervoso ele deu um chute no cachorro que caiu perto da cama onde sara estava chorando e pedindo para ele parar. Meio cambaleando, por causa da bebida, ele pegou o cachorro no colo e o levou embora mesmo com os pedidos de Sara para ele não leva-lo. Aquela foi a ultima vez que Sara viu seu cachorro Snow. Alguns dias depois de Sara ter contado a historia, Grissom lhe comprou um cachorro de pelucia todo peludinho e branquinho, igualzinho ao Snow, apenas com um detalhe a mais que fez Sara se emocionar, a coleira vermelha com pingente em formato de osso onde estava escrito Snow.

_Vem Hank!_ depois de ter enchido a banheira e pegado os produtos para lava-lo, Sara o chama que vem correndo e pula dentro da banheira, molhando tudo ao redor inclusive Sara_é isso aí garotão_ela diz o ensaboando, enquanto ele está bem quietinho, e Grissom para na porta apenas observando_ mostre pro papai que você é um menino comportado.

Sara fica de pé do lado da banheira para pegar o shampoo, quando Hank pula para fora da banheira, a derrubando dentro, e sai correndo pra fora do banheiro todo ensaboado com papel higiênico grudado no corpo passando por debaixo das pernas de Grissom.

Grissom não sabia se ia atras de Hank, se ajudava Sara ou se ria da situaçao dela.

_Grissom para de rir e me ajuda aqui!_Sara diz emburrada.

_Desculpe querida, mas eu avisei!_ele diz estendendo a mão para ela segurar, enquanto ela sai da banheira com uma cara feia pra ele.

Ela começa a torcer o cabelo para tirar o excesso de água e Grissom para e fica encarando aquele corpo maravilhoso, que conhecia como a palma de sua mão. E não era pra menos, pois a regata branca tinha colado no corpo dela além de ter ficado transparente aparecendo o sutiã cor chocolate que usava, e o short de malha cinza, que grudado em seu corpo parecia ter nascido com ela, lhe agraciou com a visão das nádegas perfeitas, que ele adorava apertar quando faziam amor.

_Grissom!_ela chama o tirando de seu devaneio, e é quando ouvem algo quebrar na sala.

_Hank!_os dois dizem juntos.

Eles seguem o rastro de água, espuma e papel higiênico que leva ate a sala.

_Não acredito nisso!_Sara diz levando a mão ate o rosto.

_Hank!_Grissom fala alto para o cachorro que para na hora de morder a almofada.

A sala com certeza iria precisar de outra limpeza. Não só o chão estava molhado como tambem o tapete, o sofá e algumas almofadas que também estavam mastigadas. Tinha também alguns livros no chao que antes estavam na estante, e sem esquecer do abajur que se partiu em milhões de pedaços, com certeza era o barulho que ouviram quando estavam no banheiro, e além de ter espuma e papel higiênico em tudo.

_Olha só o que você fez com a sala!_Grissom briga com Hank que apenas ficou de cabeça baixa.  

Por mais que a sala tivesse uma bagunça, vendo aquela cena Sara ficou com pena de Hank e resolveu intervir em seu favor.

_Amor... não precisa brigar com ele_ela diz ajoelhada ao lado do cachorro, fazendo um carinho nele.

_Não acredito que esta defendendo ele, olha so como esta a sala!_ele diz indignado.

_Ele só queria brincar... não é amorzinho?_Hank deu um latido como se estivesse concordando. Sara olha para Grissom fazendo um biquinho meigo, que só faz ele suspirar derrotado. Sara lhe da um sorriso de menina e volta a falar com Hank_agora vamos terminar seu banho para depois arrumar a sala... de novo!_Hank lambe seu rosto_ Ei não precisa me agradecer, mas vai ficar me devendo essa!

Grissom apenas balança a cabeça "essa é minha mulher com seu jeito de menina", e aproveita o momento de distração dela para pegar a câmera, e registrar o estado em que sua mulher, seu cachorro e sua sala se encontravam.

            Flashback off


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

Reviews?