Lol - Só Mais Essa Noite escrita por Nan3da


Capítulo 1
Capítulo Único


Notas iniciais do capítulo

Boa Leitura!



- Quer saber Grissom! Cansei de você - disse Sara já chorando.

Mais uma vez estavam brigando. 

- Também cansei de você Sara! Não confia em mim, fica me perguntando onde estou, o que estou fazendo, fica fuçando no meu celular, no meu e-mail, nas minhas redes sociais... - respondeu já chorando também.

- Você sabe muito bem porque eu faço isso! - retrucou Sara.

- Eu jã te disse! Eu nunca te traí.

- Não, eu que traí - disse irônica - Ver você aos beijos com aquela loirade farmácia foi o que?

- Já te disse! Ela que me beijou! 

- E você não fez nada pra impedir! Nunca mais fala comigo Gilbert Arthur Grissom!

- Para onde você vai Sara? - perguntou ele vendo a amada partir.

- Qualquer lugar - respondeu limpando as lágrimas.

- Suas coisas estão aqui. Você mora aqui. Não pode sair assim...

- Eu volto pra pegar as coisas, mas se minhas coisas te incomodam tanto eu dou um jeito e já levo.

- Não quis dizer isso!

- Mas disse. To indo embora, amanhã pego minhas coisas..

- Fica aqui. Por favor. Só mais essa noite...

Sara resolveu ficar, ela não tinha para onde ir.

- Eu durmo no quarto de hóspedes - disse ele.

Sara assentiu. Ela entrou no quarto deles, pegou uma troca de roupa, tomou banho, chorou durante o banho, depois ela saiu, se trocou, deu uma secada de leve no cabelo, e se jogou na cama.

Grissom estava muito triste com ele e com Sara. Ele estava trite com ele por não ter impedido o beijo, e triste com Sara por ela não entender que ele ama ela, e não a Teri.

Ele pegou uma troca de roupa, tomou banho, e se jogou na cama. Ele olhava pra a cama, grande e espaçosa e se perguntava "Por que estou sozinho? Cadê a Sara? Eu a amo tanto..."

Grissom chorou, a ideia de perder Sara deixava-o muito mal. Ele tinha que consetar a cagadinha que ele tinha feito.

Ele se levantou, foi até a sala, pegou uma rosa vermelha do vaso que tinha lá e foi para o quarto onde sua amada estava.

- Licensa - pediu ele.

Sara o olhou com a maior cara de sono, esfregou os olhos, e o olhou.

- O que você quer?

- Você. Só você. 

- Não perca sua noite de sono Grissom - disse Sara se fazendo de durona.

- Por favor, me escuta.

Ela fez sinal para ele falar.

- Não me deixa sozinho. Por favor, eu não sei viver sem você, você é minha vida Sara, sem você eu não tenho motivos pra viver. Minha vida nunca ficará completa se você não estiver ao meu lado, você me fez acreditar que eu ainda podia amar alguém, e esse amor ser correspondido, você me fez ver o outro lado das pessoas, você me fez um homem decente. Por favor, não larga tudo agora, dê-me mais uma chance, só mais uma, é o que eu te peço. - pediu chorando.

- Ta. Tudo bem. - disse dando aquele sorriso. - Vem aqui - disse puxando para seu lado.

Grissom se deitou ao lado dela e a beijou. Ele deixou algumas lágrimas caírem, mas quando se afastaram Sara as limpou.

- Você é o homem mais chorão que eu já conheci - disse Sara.

- Eu quase te perco e você me chama de chorão?! - disse se fazendo de bravo, mas a verade era que ele estava tentando esconder o rosto vermelho.

- E você fica lindo quanto fica corado.

- Para Sara. - disse sem-graça.

- Ta bom... Mas tenho uma coisa pra contar, ou melhor, mostrar. - disse ela.

- O que meu amor? - perguntou curioso.

Sara se levantou, foi até o banheiro e voltou com algo na mão. 

- Por que você estã segurando um teste de gravidez Sara? - perguntou ele imaginando.

- Porque eu vou comprar carne - respondeu ironicamente.

- Aff Sar...

- Estou grávida amor - respondeu ela suavemente.

Ele não conteve a felicidade e a puxou para mais perto dele.

- Te amo, te amo, te amo, te amo, te amo, te amo - dizia ele.

- Eu amo vocês - falou Sara passando a mão na barriga.

- Será que é menina ou menino?!

- Não sei, mas pra mim tanto faz, vindo com saúde ta ótimo.

- Verdade... Se for menina pode se chamar Júlia - falou Grissom lunático.

- Hahaha, se for menino Júlio.

- Gostei, fácil de lembrar - disse Grissom rindo.

Eles continuaram a conversar sobre o bebê que viria, se era menino ou menina... O nome que poderia ter, como seria o quarto... Mas eles mal sabiam que uma pequena garotinha, que estava no útero de Sara estava ouvindo tudo. 



Notas finais do capítulo

Reviews?!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Lol - Só Mais Essa Noite" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.