New Legends - Cavaleiros do Zodíaco escrita por Phoenix Matt Marques W MWU 27


Capítulo 80
Derrotem os Cavaleiros de Prata!


Notas iniciais do capítulo

Na versão original desta história, este era o capítulo 59.

Mais Cavaleiros de Prata ressurgem dos mortos e aparecem no Santuário. Enquanto isso, os Cavaleiros de Ouro continuam percorrendo o mundo em busca de reforços para os quadros do Santuário.

No último capítulo pudemos observar uma nova habilidade desenvolvida por Gustavo. Neste aqui, será a vez de Betinho aprimorar uma nova técnica desenvolvida a partir de um de seus golpes.



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/264005/chapter/80

Os cavaleiros de Bronze descansaram no Santuário após as batalhas contra os Cavaleiros de Prata, porém estavam em alerta para a aparição de outros Cavaleiros de Prata revividos. Isabella havia cuidado dos ferimentos de Matt até sarar, revelando uma incrível capacidade em enfermagem. Ela começava a descobrir como utilizar corretamente a habilidade de cura da sua armadura.

Sem os cavaleiros de Ouro para lhes orientar, os cavaleiros de Bronze agora vigiavam por si mesmos as Doze Casas do Zodíaco. Kanon, aproveitando-se da viagem dos outros cavaleiros dourados, também havia chegado a um local distante: Shion fora informado de que Gêmeos estava em Cuba.

— É a cara dele, meter-se em locais comunistas – disse o Mestre, com ar de reprovação. Isabella havia falado das tendências capitalistas de Shion para seus amigos.

Enquanto isso, os cavaleiros de Ouro enviavam relatórios de suas viagens ao cavaleiro Gomes de Altar, que, com o recesso das aulas na Palaestra, havia retomado integralmente suas funções de assistente do Grande Mestre. Todos os cavaleiros de Ouro estavam peregrinando por diversas regiões do mundo, em busca de cavaleiros afastados e novos recrutas para o Santuário. Cada um dos Dourados enviou anotações com o progresso que haviam feito até então:

Kiki havia percorrido o Tibete por inteiro, e agora estava se dirigindo à Índia, ao Nepal e ao Butão.

Josafá havia percorrido todo o Nordeste do Brasil, e agora se preparava para passar pelas demais regiões administrativas do país.

Kanon, antes de chegar a Cuba, havia visitado vários países europeus, passando muito tempo na Inglaterra, na Escócia e na Irlanda. Agora se preparava para excursionar pelo Caribe.

Ikki havia deixado o Havaí e passado por várias ilhas do Oceano Pacífico, percorrendo a Oceania inteira, buscando chegar até a Austrália.

Shun havia visitado a Etiópia, a Somália e a Eritréia, e agora se dirigia aos demais países muçulmanos da costa africana oriental e setentrional.

Shiryu havia saído da China e agora se dirigia aos países da Indochina e do Sudeste Asiático.

Koji deixou o Japão e visitou a Coreia do Sul.

Seiya explorou todo o território da Turquia e depois se dirigiu aos países do Cáucaso, planejando depois voltar à Europa passando pelo Mar Negro.

Javi explorou a Espanha e Portugal, e depois se dirigiu às ilhas europeias do Oceano Atlântico e ao Marrocos.

Hyoga percorreu toda a Sibéria e agora se dirigia para o Alasca.

Liège, partindo da Bélgica, visitou a Holanda, a Alemanha e a França.

Os outros cavaleiros de Bronze, como Lauro de Unicórnio, continuavam com suas obrigações, mesmo com o Santuário em estado de alerta. Cavaleiros de Aço ajudavam os de Bronze a vigiar o Santuário, e os cavaleiros de Prata vivos (exceto Marin e Shaina) eram enviados ao redor do mundo para detectar outros movimentos de Hades.

Nesse período de alerta no Santuário, Rina de Andrômeda estava um dia na casa de Virgem. June havia saído com Marin e Shaina para comprar comida, e seus amigos vigiavam as casas de seus Mestres: Isabella em Áries, Matt em Leão, ela em Virgem, Gustavo em Libra, Betinho em Sagitário e Thiago em Aquário. Então, ela ouviu gargalhadas vindas dos fundos da Casa de Virgem.

Esperando o regresso de June, ou mesmo uma possível volta de Shun, ela se surpreendeu ao ver três Cavaleiros de Prata vindo em sua direção. Um deles perguntou:

— Onde está o Cavaleiro de ouro de Virgem, Shun?

— Não está aqui – disse Rina.

— Então está escondido, hein? – perguntou o mais alto dos três, cuja armadura era verde-escura. – Apareça Cavaleiro de Ouro! Onde ele está?

— Não vou dizer – disse Rina com a voz firme.

— E você é a aprendiz dele? – disse o cavaleiro que havia perguntado o paradeiro de Shun. Sua armadura era acinzentada. – Eu lembro que ele também era Andrômeda. Viemos aqui para matá-lo, mas, se ele não está e você não quer dizer-nos onde ele está, vamos matar você no lugar.

— Podem tentar – disse Rina, ainda mantendo a firmeza da voz. – Eu venci Dante de Cérbero, que parecia mais forte do que vocês três... juntos, o que não era grande coisa.

A provocação da garota fez os cavaleiros de Prata perderem a paciência.

— Garota insolente. Eu Sírius de Cão Maior hei de vencê-la facilmente – disse o cavaleiro de armadura acinzentada.

— Você sentirá a força de Algethi de Hércules – disse o cavaleiro alto de armadura verde.

— E também de Dios de Mosca – disse o terceiro cavaleiro, o mais baixo dos três, de armadura escura. – Eu acabarei com ela, rapazes.

— Faça como quiser Dios – disse Sírius.

— Aqui vou eu! VOO MORTAL!

O chute aéreo de Dios foi barrado, porém, pela Corrente de Andrômeda, que reagiu rapidamente ao ataque,

— Quer dizer que você também domina a técnica com correntes como Shun? – perguntou Dios.

— É óbvio, se não, não seria amazona de Andrômeda – respondeu Rina duramente, encarando Dios e preparando o golpe. O aturdido Dios nem percebeu o movimento das correntes no chão.

Essa era a vantagem da Rina. Quanto mais seus oponentes esnobavam dela, mais o poder dela crescia na batalha – um poder que, até agora, só Shun, Lauro de Unicórnio, Matt de Fênix, Júlia de Gato, Kanon de Gêmeos e Gildson de Câncer tinham conhecido no campo de batalha. A jovem direcionou a corrente para Dios e berrou:

ONDA RELÂMPAGO!!

BUM!! A corrente perfurou a armadura de Dios; o cavaleiro de Mosca caiu ao chão, sem vida. Porém, Rina não via mais Sírius nem Algethi. Então...

Alguém a segurou por trás e a arremessou para o alto; a corrente não conseguiu reagir ao ataque surpresa e Rina caiu com um baque forte no chão. Ergueu os olhos e viu Sírius e Algethi à sua frente, gargalhando.

— Ora, a isca do Dios funcionou perfeitamente – disse Sírius. – Você estava tão concentrada em golpeá-lo que nem percebeu nosso movimento.

— Foi muito fácil! – disse Algethi. – Sem nem suar...

— Vocês são uns covardes e trapaceiros, isso sim... – gemeu Rina do chão, esforçando-se para se erguer. – Entregaram seu companheiro à própria sorte só para me atacar por trás...

— Chega – interpôs Sírius. – Não vale à pena gastarmos nosso tempo com você. O golpe de Algethi foi suficiente. Vamos, Algethi, atrás dos outros cavaleiros.

— Fiquem aí mesmo! – disse uma voz vinda do outro lado da casa.

Sírius e Algethi ergueram os olhos: um novo cavaleiro de Bronze havia acabado de chegar à Casa de Virgem.

— Vocês terão que passar por Betinho de Pégaso, para chegar aos demais cavaleiros – disse ele.

— Ora, ora... Pégaso! – exclamou Algethi. – Se há um cavaleiro a quem queremos matar mais do que Shun de Virgem, esse é Seiya de Pégaso... ou melhor, de Sagitário.

— Por que não matar também o discípulo dele? – provocou Sírius.

— É o que veremos – disse Betinho, mas Rina alertou-o:

— Cuidado, Betinho... Não os subestime...

Betinho olhou confuso para Rina; então, Algethi jogou-se contra Betinho, agarrou suas pernas e jogou-o para o alto, como fizera com Rina.

PODER SUPREMO DE HÉRCULES! – berrou Algethi. Porém...

Betinho girou no ar; então começou a cair rapidamente, não para o chão, mas na direção de Algethi; então ele gritou:

COMETA DE PÉGASO!!

BUM!!! O golpe de Betinho veio com a força do golpe de Algethi e jogou-o contra a parede da Casa. O cavaleiro de Bronze olhou para Algethi morto no chão e depois para Sírius.

— Já disse isso uma vez – falou Betinho. – Vários cavaleiros que me enfrentaram já me jogaram ou me sugaram com seus golpes; porém, meu Cometa de Pégaso desfez os golpes deles e os rebateu. Seu amigo fez o mesmo e teve azar. Só conseguiram bater Rina porque ela não enfrentou ninguém com tal habilidade...

—... e porque me atacaram por trás – completou a amazona, que havia conseguido ficar ajoelhada.

Realmente, quando os cavaleiros de Bronze enfrentaram Tatiane de Orca, Inácia de Jubarte, Susana de Camelo, Jéssica de Pó, Chiara de Furacão, Misty de Lagarto e Mouses de Baleia, Betinho descobrira uma segunda finalidade muito útil do golpe Cometa de Pégaso; justamente a de reverter golpes que sugavam ou arremessavam o oponente no ar. Sírius, porém, não parecia nem um pouco impressionado.

— Mesmo que tenham derrotado Dios e Algethi, eu sou mais forte do que ambos – declarou ele. – É muito improvável que me vençam, uma vez que já conheço sua técnica que reverte golpes, e que sua amiga esteja fora de ação. Tome isso, Pégaso! GRANDE PUNHO ESMAGADOR!!

BUM!! O punho de Sírius jogou Betinho longe; porém, o cavaleiro de Bronze de Pégaso não caiu e continuou fitando Sírius.

— Não desiste, Pégaso?? É tão idiota quanto o Seiya – falou Sírius; Betinho, porém, manteve-se calmo e esperou que o Cão Maior baixasse a guarda.

Então, antes que Betinho ou Sírius pudessem reagir, a corrente de Andrômeda atacou o cavaleiro de Prata, perfurando suas pernas; Sírius urrou de dor, e Betinho atacou-o:

METEORO DE PÉGASO!!

BUM! Sírius foi jogado longe assim como Algethi; Betinho disse:

— Viu como é bom apanhar de surpresa, seu covarde? Fizeram isso com a Rina; porque não podemos fazer o mesmo com você?

Sírius soltou um último gemido e foi novamente a óbito. Betinho voltou-se para Rina e ajudou-a a se levantar.

— Bem bolado, colega – disse Betinho, sorrindo.

— De nada – retrucou Rina, retribuindo o sorriso.


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

Revisão do capítulo concluída em 09.05.2020



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "New Legends - Cavaleiros do Zodíaco" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.