New Legends escrita por Matt Wagner 27


Capítulo 63
Bem-vindos a Palaestra


Notas iniciais do capítulo

Bom gente o capítulo saiu meio grande mas espero que voces gostem... Fiz ele assim porque inaugura um novo arco na historia... mas esse arco será que nem a saga contra os Cavaleiros Negros e contra o Gildson, será curta... logo logo estaremos mudando os ares na história mais uma vez... espero que gostem! espero ver muitos comentários seus.
P.S. Archer Shiro caso voce leia este capitulo voce verá um personagem que voce ja viu num trecho de uma outra fanfic minha, consegue identificá-lo?? rsrsrs
Abraços e boa leitura!!
...
...
...
...
Os Cavaleiros de Bronze são recebidos em Palaestra, a escola oficial do Santuário para jovens cavaleiros. Lá, eles receberão importantes ensinamentos para consolidar suas formações e aprimorar seus treinamentos em combate...



No dia seguinte, Matt foi acordado por Isabella.

— Ei, gato – disse ela em tom provocante. – Levante-se

O cavaleiro de Fênix abriu os olhos, relutante, e contemplou a amada.

— O que houve?

— Vocês precisam se arrumar – disse ela. – O Mestre quer vê-los.

Na cama ao lado de Matt, Gustavo, também recém-acordado, resmungou.

— É impressionante que, desde que chegamos aqui, tenho a impressão de que já ouvimos essa frase umas mil vezes. Não podemos nem abrir o olho... “Bem-vindo, Gustavo. O Mestre quer vê-lo.” “Bom dia, Gustavo, o Mestre quer vê-lo.” “Está indo ao banheiro, Gustavo? É que o Mestre quer vê-lo.”

Isabella limitou-se a revirar os olhos.

— Não reclame de barriga cheia. Apressem-se, e vistam isso. – Ela apontou para um conjunto de vestes em cima das mesas de cabeceira de cada um deles.

O conjunto era composto por uma camiseta de aspecto formal de gola alta e cor cinza, com uma linha verde na altura do peito e um símbolo semelhante ao cetro de Atena no lado esquerdo do peito. Junto com a camiseta havia calças da mesma cor e sapatos escuros. Parecia um tipo de farda.

Matt observou que Isabella estava usando um fardamento semelhante: uma camisa também cinza e de gola alta, com uma linha rósea na altura do peito e o símbolo de Nice à esquerda, junto com uma saia da mesma cor que a camisa. Ela também estava com meias roxas que iam quase até a cintura e com sapatilhas cinza. Betinho e Thiago, que haviam levantado primeiro, já estavam terminando de vestir seus uniformes.

— Pode nos explicar... – começou Matt, apontando para o uniforme.

— Depois – disse Isabella. – Agora tomem um banho rápido, os dois, e coloquem os uniformes. E não se esqueçam das Cloth Stones. Vamos todos juntos encontrar o Mestre Shion.

...

...

...

...

Os quatro garotos se reuniram a Rina, Isabella e Marília do lado de fora do dormitório dos Cavaleiros de Bronze, e seguiram em direção a... bom, eles não sabiam. Deixavam que Isabella os guiasse, aonde quer que fosse que o Grande Mestre estivesse esperando por eles.

— Não vamos para a Sala do Mestre? – indagou Betinho.

— O Mestre nos convocou em outro local – disse Marília, à guisa de explicação.

— Ele quer mostrar a vocês como se adequar à rotina do Santuário – acrescentou Isabella.

Matt e Gustavo se entreolharam, sem saber o que pensar dessa frase. O grupo seguiu até as partes altas do Santuário, de onde tinham uma ótima vista das montanhas gregas que cercavam o local. Diante deles, erguia-se uma construção semelhante a uma mansão, com uma estátua dourada de Atena no pátio defronte à entrada do edifício.

Shion os aguardava aos pés da estátua, com seu habitual traje de Grande Mestre. Ao lado dele havia um cavaleiro de armadura prateada, usando óculos redondos e postado de forma séria ao lado do guardião do Santuário. Tinha a pele clara e o cabelo escuro cortado curto, e os traços do rosto eram envelhecidos, apesar de ele não apresentar barba nem cabelo grisalho.

— Bom dia, cavaleiros de Bronze – Shion saudou-os quando eles se aproximaram da estátua. – Este é o cavaleiro de Prata Gomes da constelação de Altar, meu assessor e assistente. Ele irá me auxiliar a passar as instruções do dia para vocês.

— Cavaleiros de Bronze, a construção que vocês agora observam é Palaestra – disse Gomes de Altar. – É a Escola do Santuário. Aqui os jovens cavaleiros aprendem a se aprimorar nas técnicas de combate e de controle do cosmo... Bem como em outros pontos fundamentais. Refiro-me a um estudo escolar tradicional. Vocês terão aulas regulares para obterem uma formação acadêmica, de modo a estarem aptos a serem designados em missões pelo mundo afora, representando o Santuário nas mais diversas áreas de atuação.

— Minha nossa – exclamou Betinho. – Tudo isso para dizer que vamos ter aulas enquanto estivermos no Santuário? Eu acho que o senhor poderia ter sido mais direto na sua fala...

— Diga-nos, por que exatamente precisamos ter essas aulas? – quis saber Thiago.

Gomes o fitou.

— Cavaleiros, o Santuário sofreu várias mudanças com o decorrer dos anos. Ultimamente temos percebido que nossa presença em meio aos mortais tem se feito cada vez mais necessária, face à necessidade de defender a vida na Terra das mais diversas formas. Um cavaleiro deve ser capaz de se misturar com a sociedade para poder protegê-la. Em outras palavras, vocês, após graduados, atuarão infiltrados nos mais diversos países, em especial àqueles com situação mais instável, onde os mortais mais precisam de nossa ajuda.

— Fascinante – disse Rina. Parecia a única empolgada com toda aquela perspectiva de ter aulas.

— Como é o primeiro dia de vocês, não terão aulas propriamente ditas, apenas serão apresentados aos professores e poderão se matricular nos cursos que almejam cursar. Antes, entretanto, de ingressarem no curso superior, vocês prestarão aulas de nível médio para concluírem o ensino básico, para só depois poderem cursar a graduação que preferirem – explicou Shion. – Quaisquer dúvidas, podem consultar o Gomes, ele atua também como diretor da Palaestra.

Embora ainda não estivessem totalmente animados com a ideia de frequentar aulas, os cavaleiros de Bronze seguiram Shion, Gomes, Isabella e Marília para dentro da escola.

Palaestra tinha um ambiente interno enorme, semelhante a uma antiga escola grega clássica. Havia centenas de salas de aula, espaço de convivência, praça de alimentação, cantinas, laboratórios, centro de treinamento, academia, anfiteatro e auditórios divididos em quatro andares extensos. Fazia a sede da Fundação Graad parecer um cortiço.

Além dos Cavaleiros de Bronze, havia vários novos alunos, a maioria deles Cavaleiros de Bronze e de Aço recém-saídos de seus treinamentos para obter armaduras. O grupo dos antigos rebeldes Cavaleiros de Aço também se achava presente; aguardavam a apresentação dos professores bem como a escolha dos cursos, conforme Shion e Gomes haviam instruído aos Cavaleiros de Bronze.

Os alunos novatos foram direcionados para um dos auditórios. Os professores que seriam apresentados seriam os responsáveis pelo curso supletivo de ensino médio que os cavaleiros jovens teriam que passar antes de ingressarem nos cursos superiores. A Palaestra contava ainda com mais professores, mas muitos deles estavam no estrangeiro e só voltariam nas próximas semanas, para recomeçar a ministrar as aulas do ensino superior. Segue aqui a lista dos professores apresentados aos novos alunos.

O professor Júnior Jácome é docente de Física. Potiguar, formado em Engenharia Elétrica, Engenharia Civil e Licenciatura em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Baixinho, olhos castanhos e pele morena, com cabelo castanho, ralo e calvo. Natural de Natal.

O professor Ewerton Barros é docente de Física. Norte-americano, formado em Engenharia Civil e em Licenciatura em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Alto, musculoso, pele branca, olhos amendoados, cabelo grisalho em corte militar. Natural de Miami, Flórida.

O professor Hilton Raulino é docente de Física. Cearense, formado em Física pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Alto, magro, pele morena, cabelo crespo e escuro, e olhos negros. Natural de Fortaleza.

O professor Sales Germano é docente de Química. Paraibano, formado em Engenharia Química e Licenciatura em Química pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Alto, magro, pele branca, olhos negros, cabelo grisalho. Natural de João Pessoa.

O professor Charlton Jean é docente de Química. Macauense, formado em Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Alto, forte, pele bronzeada, cabelo curto e negro, e olhos negros. Natural de Macau, Rio Grande do Norte.

O professor Iran Lima é docente de Química. Paraibano, formado em Química pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Baixinho, pele bronzeada, cabelo curto e negro, olhos castanho-escuros. Natural de Campina Grande.

O professor Carlos Moura é docente de Biologia. Brasiliense, formado em Ciências Biológicas pela Universidade Potiguar (UnP). Alto, magro, pele branca, cabelo negro e olhos castanho-claros. Natural de Brasília.

O professor Augusto Marinho é docente de Biologia. Baiano, formado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Estatura mediana, cabelo negro, olhos verdes, pele morena e levemente gordo. Natural de Salvador.

O professor Hamilton Barbosa é docente de Biologia, Química, Geografia e Filosofia. Carioca, formado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal Fluminense (UFF), em Química e em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Estatura mediana, magro, atleta nas horas vagas, cabelo grisalho, olhos castanhos e pele negra. Natural do Rio de Janeiro, capital.

O professor José Arimatéia é docente de Matemática. Espanhol, formado em Matemática pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) e mestrado em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Estatura mediana, cabelo castanho calvo, olhos castanhos, pele morena. Natural de Barcelona.

O professor Magno Alexandre é docente de Matemática. Potiguar, formado em Matemática pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Alto, magro, cabelo castanho em corte militar, olhos castanhos e pele negra. É natural de Ceará-Mirim, Rio Grande do Norte.

O professor Fabio Felipe Denzel é docente de Matemática. Potiguar, formado em Matemática pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte e pós-graduado em Cinema pela mesma instituição. Alto, magro, olhos cinzentos, cabelo grisalho ralo, pele branca. É natural de Natal.

O professor Elmar Anselmo é docente de Geografia. Potiguar, formado em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Alto, magro, de pele negra, olhos castanhos e cabelo castanho curto. É natural de Santana do Matos, Rio Grande do Norte.

O professor Sami Andrade é docente de Geografia. Potiguar, formado em Geografia e em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Baixo, magro, de pele morena, careca, e de olhos negros. É natural de Natal.

O professor Henrique Lucena é docente de História. Potiguar, formado em História e em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. É alto, gorducho, corpulento, de pele branca, cabelo castanho curto e olhos negros. É natural de Natal.

O professor Eudes Gurgel é docente de História. Potiguar, formado em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Alto, musculoso, atlético, de pele branca, cabelo grisalho e olhos cinzentos. É natural de Natal.

O professor Josemi Medeiros é docente de Sociologia e Filosofia. Potiguar, formado em Ciências Sociais e em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte e com mestrado em Antropologia e doutorado em Ciências Sociais pela mesma instituição. Alto, magro, de pele branca, cabelo negro, olhos negros e com uma densa barba negra. É natural de Natal.

O professor Dian Araujo é docente de Filosofia e Ensino Religioso. Peruano, formado em Teologia e em Filosofia pela Faculdade Dom Heitor Sales (FAHS). É alto, magro, de pele branca, olhos verdes e cabelo castanho ralo. É natural de Lima, Peru.

O professor Ari Silva é docente de Língua Portuguesa (afinal a maioria dos jovens cavaleiros é de origem brasileira ou portuguesa, por isso teremos professores de Português na narrativa). Paulista, formado em Letras pela Universidade de São Paulo (USP) e com mestrado e doutorado em Linguística pela Universidade de Harvard. É alto, gorducho, de pele branca, olhos verdes, cabelo longo e grisalho e barba grisalha. É natural de Mogi das Cruzes, São Paulo.

A professora Fátima Fonseca é docente de Língua Portuguesa. É Portuguesa, formada em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte com mestrado em Redação pela Universidade de Coimbra. É baixinha, gordinha, de pele morena, cabelo castanho e olhos amendoados. É natural de Lisboa, Portugal.

O professor Josivan Monte é docente de Língua Portuguesa e Literatura. Potiguar, formado em Letras pela Universidade Potiguar com especialização em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. É alto, forte, corpulento, negro, de cabelo curto e grisalho e olhos negros. Natural de São Bento do Norte, no Rio Grande do Norte.

O professor Jurandir Oliveira é docente de Língua Inglesa, Língua Espanhola e Língua Portuguesa; tem como tarefa principal instruir os alunos cavaleiros a serem fluentes nos principais idiomas falados no mundo, para auxiliá-los em suas futuras missões em outros países. Jurandir é potiguar, formado em Letras-Inglês, Letras-Espanhol, Engenharia Elétrica e em Letras-Português pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com especialização em Redação e mestrado em Linguística pela Universidade de Stanford. Estatura mediana, magro, de pele branca, olhos castanhos e cabelo grisalho ralo. É natural de Natal.

O professor Israel França é docente de Sociologia e de Geografia. Gaúcho, é formado em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte e em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). É magro, negro, de estatura mediana, olhos negros, cabelo castanho escuro e barba escura. É natural de Porto Alegre, RS.

A professora Ana Régis é docente de Língua Portuguesa e Literatura. Potiguar, é formada em Letras e em Pedagogia, com especialização em Literatura Brasileira, mestrado em Educação e doutorado em Linguística pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Além de professora, é também a coordenadora do curso de ensino médio. É baixinha, gordinha, de pele clara, cabelos negros e olhos escuros. É natural de Janduís, RN.

O professor Ygor Aethim é docente de Música e de Latim. Grego, é formado em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte e em Língua Latina pela Universidade de Atenas. É alto, gorducho, de pele negra, cabelo negro em corte militar, olhos negros e barba rala. É natural de Esparta, Grécia.

O professor Val Dias é docente de Teatro, de Grego e de Latim. Potiguar, é formado em Teatro e em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, e em Língua Latina e Língua Grega pela Universidade de Istambul. É de estatura mediana, magro, de pele negra, careca, de barba escura e olhos negros. É natural de Natal.

O professor Carlos Lima é docente de Língua Portuguesa. Potiguar, é formado em Letras e em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com especialização em Redação pela mesma instituição. É alto, magro, de pele clara, cabelo grisalho espetado e olhos cinzentos. Natural de Apodi, RN.

O professor Rodolfo Mário é docente de Língua Portuguesa e Literatura. Potiguar, é formado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte com especialização em Literatura Brasileira pela mesma instituição. É magro, de estatura mediana, cabelo curto castanho e olhos castanhos. Natural de Natal.

Apresentados os professores, os novos alunos se prepararão para começar a frequentar as aulas por eles ministradas, nas disciplinas de Física, Química, Matemática, Biologia, Geografia, História, Sociologia, Filosofia, Português, Literatura, Redação, Ensino Religioso, Artes, Inglês, Espanhol, Latim, Grego e as disciplinas opcionais de Música e de Teatro, para os alunos que desejarem cursar estas últimas; todas essas disciplinas serão aplicadas aos alunos visando à obtenção do diploma de ensino médio por eles, a fim de poderem ingressar nos cursos superiores de sua escolha. O curso supletivo de ensino médio que os cavaleiros frequentarão tem previsão de duração de dois meses, ao final dos quais eles se submeterão a um exame no estilo vestibular para avaliar se eles obtiveram conhecimento suficiente para entrar no ensino superior.

Após a apresentação do curso de ensino médio, os novos cavaleiros foram liberados para escolherem os cursos que querem fazer ao entrarem no ensino superior. Aqui vamos listar, agora, as opções de curso dos cavaleiros de Bronze e de alguns cavaleiros de Aço.

— Thiago: Engenharia Civil

— Betinho: Administração

— Matt: História

— Gustavo: Engenharia do Petróleo

— Rina: Psicologia

— Marília: Artes Visuais

— Isabella: Direito

— Júlia: Medicina

— Ubarana: Oceanografia

— Ilana: Turismo

— Fernanda: Gestão de Políticas Públicas

— Jota: Ciências da Computação

— Luiz: Música

— Kevynne: Ciências Econômicas

— Fidelis: Farmácia

— Leonardo: Direito

— Marcolino: Ciência e Tecnologia

— Inácia: Engenharia Elétrica

— Beatriz: Publicidade

— Jadiel: Design Gráfico

— Karine: Agronomia

— Fael: Tecnologia da Informação

— Mello: Serviço Social

— Gabriella: Ciências Sociais

— Bianca: Engenharia de Produção

Após a escolha dos cursos, os cavaleiros de Bronze e de Aço passaram o resto do dia conhecendo as instalações da Palaestra. No dia seguinte, suas aulas teriam início.



Notas finais do capítulo

Gente, complementando o que escrevi la nas notas iniciais, quero dizer que estou muito contente com o retorno que a fanfic está tendo. Chegamos a marca de 100 comentários, em pouco mais de 60 capítulos postados. Ainda há muita água pra rolar nessa fanfic, mas estou adorando a resposta que voces estão me dando. Além dos 100 reviews, ja temos 19 acompanhamentos, 6 favoritações, 1 recomendação e 2363 acessos recentes. São números que me deixam feliz e contente com o retorno e o respaldo de voces leitores que me apoiam e me criticam quando necessário. espero que voces possam continuar comigo , acompanhando o desenvolvimento da historia e meu crescimento como escritor. Estou incluindo voces nas minhas orações ha um bom tempo, em agradecimento pelo apoio de voces.
Quero agradecer a todos que estão acompanhando , lendo e comentando, mas principalmente a alguns de voces que merecem destaque, a saber: Archer Shiro, Eleus, Bills o Destruidor, Greed the Ambitious, StarLight, Senhorita Nada, Guiga, Storm Phoenix, EricYue e claro todos os demais leitores anônimos que também deram apoio.
É isso. Muito obrigado! espero por mais 100 comentários de voces!!! vejo voces nos capitulos seguintes. valeeeeeeeeeeeeeeeu!



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "New Legends" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.