Gêmeos escrita por bechelli, Bell, Jeniffer Lestrange Riddle 2


Capítulo 15
Capítulo 12


Notas iniciais do capítulo

Heyyyy Loves!! Tudo bem com vocês???
Estou muito feliz!!! A fanfic chegou a 200 acompanhamentos, 36 favoritos, mais de 185 comentários e mais de 20.000 de visualizações!!
Capítulo especial para comemorar!!! Boa leitura.
P.S: Desculpe-me por qualquer erro de ortografia.


Capítulo editado no dia 12/04/2018



 

P.O.V.S Jeniffer

 

—Como…. Como isso é possível? - pergunta Klaus olhando para mim como se eu fosse um fantasma. Pensando bem, se fosse eu no lugar dele, também acharia que estava vendo um fantasma… A não ser se o véu cair de novo…- Você estava morta! Eu a enterrei.

—Ela irá explicar tudo a você, Nik…-responde Bella por mim, para piorar a situação. Que bela amiga…- Por enquanto, Elijah, meu querido irmão você poderia ajudar Damon e Stefan com as malas? -pergunta ela a Elijah, mas nem espera a resposta puxando os três para fora.

—Como? -pergunta Klaus novamente.

—É uma longa história… Mas irei de contar tudo. -o respondo suspirando e me sentando no sofá o chamando para sentar ao meu lado.- Irei contar tudo desde que nos conhecemos… Assim você entenderá tudo. Principalmente a atitude de Tatia. Tudo começou em 29 de Julho de 1001, na comemoração do sucesso da caçada.

“Era a primeira festa que eu participava na aldeia… Mamãe deixou eu e Tatia sentadas em uma mesa, perto da entrada de uma campina… Ela dizia que era um bom lugar para se ver as estrelas a noite. Mas Tatia assim que mamãe saiu, falou-me que iria conversar com alguns amigos…

 

#FlashBack On (Tudo que estiver em negrito)

 

—Baby Jeh, irei encontrar alguns amigos… Se mamãe perguntar aonde estou, diga que precisei ir ao banheiro. -fala Tatia se levantando e saindo logo em seguida, sem esperar uma resposta.

Tinha se passado um bom tempo que ela tinha ido conversar com estes “amigos”... Mamãe já tinha vindo duas vezes perguntar de Tatia… E toda vez eu dizia que ela estava no banheiro… Então ela me pediu para procura-lá… Andei a aldeia inteira… Até que trombei com um de seus irmãos.

—Aonde você se meteu? -pergunto em um tom baixo olhando em volta para ver se a achava. Eu estava distraída, até que me sinto trombar com alguém.

—Desculpe-me, estava distraído. -se desculpou um rapaz com aproximadamente 19 anos, me ajudando a levantar.

—A culpa também é minha… Estava distraída.- falo envergonhada.

—Assumo toda a culpa, senhorita…?

—Petrova… Mas me chame de Jeniffer. -respondo.

—Prazer, senhorita Petrova. Sou Kol, Kol Mikaelson. -se apresenta ele.

—Prazer Kol.

—É nova na aldeia? -pergunta Kol.

—Sim, me mudei com minha família a pouco tempo para cá. -respondo.

—Então seja bem-vinda. Espero que nos encontremos por aí. -fala Kol se despedindo, dando um beijo em minhas mãos e indo logo em seguida.

Depois continuei a procurar. Até que a achei na árvore de carvalho branco conversando com você… Ela te olhava com os olhos brilhando… Parecia apaixonada por você… E no seu olhar parecia que você também a amava.

—Com licença-pedi chegando perto de Tatia e do lindo rapaz que a acompanhava. – Desculpe interromper a conversa de vocês, mas Tatia, mamãe está lhe procurando.-digo a ela.

—Oh! Tinha me esquecido… Adeus senhor Mikaelson. -se despede Tatia do lindo rapaz.

—Adeus. -falo me virando quando o lindo rapaz me chama.

—Sou Niklaus, Niklaus Mikaelson. -ele se apresenta beijando minha mão. Quando seus lábios encostaram em minha pele, um choque percorreu todo meu corpo. Quando ele cortou o contato, parecia que o calor do meu corpo havia acabado…

—Sou Jeniffer, Jeniffer Petrova.

“Deste aquele dia, nos aproximamos cada vez mais. Eramos melhores amigos, para a raiva de Tatia. Ela se afastava cada vez mais que eu me aproximava dos Mikaelson e a cada dia que passava mais apaixonada por você eu ficava.”

—E eu por você. -fala Klaus juntando nossas mãos, me fazendo sorrir.

“Quando começamos a namorar, eu e Tatia brigávamos muito. E ao decorrer do tempo, as coisas só ia piorando cada vez mais. Quando ficamos noivos e descobrimos que estava gravida, ela se isolou completamente. Mas quando nossa pequena Alice nasceu, Tatia estava completamente fora de si… Ela me queria morta… Eu e a Alice… Ela me acusou de roubar seu amor, ela me acusou de roubar você dela. A última coisa que eu vi, foi ela enfiando a faca em Alice. Os últimos segundos da minha vida humana foram os piores da minha vida… A dor de ver sua filha morta, é muito maior que uma faca enfiada em seu coração… Ela cumpriu com o que me prometeu… Fez minha vida um inferno…. Tirando minha filha de mim. -termino de contar chorando, sendo abraçada por Klaus.

—Shiu… Calma meu amor…-fala Klaus ainda me abraçando. Como eu senti falta do seu toque…

—Depois eu me lembro de acordar em um cemitério- continuo a contar.- Sua mãe me trouxe de volta a vida… E me contou tudo o que aconteceu enquanto eu estava morta… E depois me transformou em uma Vampira Original… Sempre soube o que aconteceu com você estes anos todos… Eu estava sempre por perto… Mas nunca tive coragem de olhar na sua cara… Quando eu olhava para você, eu lembrava de Alice… Então me afastei completamente de você… Até que reencontrei Isa… E agora estou aqui. -termino de contar chorando cada vez mais.

—E agora voltou para mim. -fala Klaus me abraçando mais forte deixando algumas lagrimas caírem -Você não sabe o quanto senti sua falta meu amor.

—Não, Klaus… Não voltei para você. Eu só achava que precisava lhe contar, porque querendo ou não, eu ainda te amo. Mas estou tentando seguir minha vida. -falo me levantando e saindo do Quarter.

 

 



Notas finais do capítulo

Gostaram?? Comentários??
Votem:
No próximo capítulo vocês querem:
1- Especial Bella/Damos
2-Especial Jeniffer/Klaus
XOXO: Jeniffer P. Mikaelson