Ariot - A Gangue Dos Góticos Assassinos escrita por Ariane F Rossi


Capítulo 15
Destruição contida


Notas iniciais do capítulo

Voltei.. Hey to viva gente



Este capítulo também está disponível no +Fiction: plusfiction.com/book/260161/chapter/15

 Sigo meus instintos, tinhamos sidos escoltados ate em casa nos carros da policia, meu irmão tinha recebido a ligação da policia e nos esperava do lado de fora de casa. 

Tim entrou na minha casa como se fosse a dele. David suspirou alto e viu nos três uma combinação de derrota  e cansaço na cara de cada um. Meus pais voltariam em breve e acho que não ligaram para isso, não tanto quanto se eu não tivesse prestado os primeiros socorros. 

Meu irmão avisa que minha carteira seria confiscada por seis meses, foi o jeito dos meus pais me punirem, andar de ônibus para escola.

Tim se joga no colchão da minha cama e dorme na hora. Max fica me encarando por um tempo e depois agradece o que me faz sair do meu desvaneio que significava ver a perna da mulher inúmeras vezes em replay constate. 

—- Em? 

Ele sorri passa a mão na minha e fala: 

—- Você é especial, obrigada por não me deixar ir para a cadeia. 

Nesta hora a vadia aparece, e como se estivesse comigo o tempo todo fala:

—- A piroca dele compensa mais que a do Tim, transa com ele agora. - Danielly sussurra no meu ouvido e sei que não é para mim fazer isso, não importa o quanto ache o Max atraente, sempre vou amar o Tim. 

Suspiro e falo:

—- Acho que não fiz mas que minha obrigação salvando vocês dois. Obrigada por não me desmentirem.  - Ele assente e se joga no colchão também. Fecho a porta do meu quarto e caminho na direção quarto dos meus pais. 

Acordo sentindo alguém me beijar, antes de abrir os olhos rezo baixinho para que seja o Tim. E acordo aliviada ao me tocar que era ele mesmo. Ele ri e fala: 

—- Tens aula daqui a meia hora. David vai nos levar hoje, amanha é sábado. -- Ele sorri e joga algo em mim. Vejo uma sacola que tinha visto no meu quarto ontem mais não dei atenção abro e vejo minha jaqueta igual a dele, porém com alguns detalhes mais fofos que o dele. Sorrio  e agradeço. 

Era uma jaqueta de couro.

Quanto vejo ja estou em cima dele, beijando-o e ele sorrindo me segura pela cintura em cima dele. Escapa um gemido da minha boca e tento me levantar e ele fala: 

—- Sábado, prometo que se você aceitar fazer comigo, vamos nos divertir bastante, porém sei que Max vai tentar hoje também. Quem sabe ate a Katie. - Coro e ele ri. 

Danielly aparece e fala: 

—- Quem mandou ser a unica virgem do role.


Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no Nyah e em seu sucessor, o +Fiction, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!


Notas finais do capítulo

Espero que gostem
(Tem só mais um capitulo e ele vai ser longinho) beijos.



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Ariot - A Gangue Dos Góticos Assassinos" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.