Better With You escrita por Holliday


Capítulo 9
Ira das Ruivas


Notas iniciais do capítulo

Oláá meus amorzinhos, espero que estejam bem!! :3
Primeiramente, quero dizer que não fiquem bravas pelos reviews não estarem respondidos, eu sempre respondo vocês, é que eu estou escondida no pc, e vou responder amanhã, ook?
Enjoy!



Música do James do cap passado e desse (é meio exagerada, só uma brincadeira kkk)

~~\\~~\\~~

Observei uma vez mais a foto de James tentando, sem algum motivo em particular, gravar o seu sorriso espontâneo em minha mente.

Agarrei sua foto junta de meu corpo, e assim acabei adormecendo, com milhares de pensamentos em mente que se esvanecessem conforme o sono chegou.

James me apertava ao seu corpo e eu tinha meus braços envolvidos em seu pescoço.

Estávamos sentados no gramado, embaixo da sombra da árvore próxima ao Lago Negro. O sorriso de James brilhava mais que o sol, e os seus óculos torto dava um aspecto engraçado, porém fofo, nele.

Eu sorria para ele da mesma forma. Claro que não era um sorriso tão bonito, mas ainda assim era sincero.

James me puxou para mais perto, e selou com seus lábios com os meus. Suas mãos passearam livremente pelo meu corpo, e eu acariciava seus cabelos, tentando puxá-lo para mais perto, mesmo que não houvesse distância para ser quebrada.

Ele se separou de mim por um momento, enquanto tentávamos recobrar o ar. Ele olhou dentro dos meus olhos como se pudesse enxergar minha alma, antes de proferir:

- Eu te amo, Lílian Evans – senti meus olhos marejarem e uma sensação de felicidade infinita tomar conta de mim. Nunca ninguém dissera aquelas palavras para mim, e na boca de James, elas soavam verdadeiras e mais bonitas do que deveriam ser.

Tentei respondê-lo, mas algo na minha garganta impedia que minha voz saísse. Vamos lá Lily, são só três palavrinhas, e no fundo você sabe que quer dizê-las.

Eu tentava com muito esforço dizer, mas algo estava determinado a impedir que eu dissesse. De repente os olhos de James demonstravam decepção, e eu queria poder explicar, poder explicar que as palavras estavam sendo impedidas por alguma coisa além do meu alcance.

- Sempre tentei ser o melhor para você, fazer o melhor para você, mas você sempre me desprezou não é mesmo? Cansei de me preocupar com você quando você não se preocupa comigo ou com o que eu sinto por você! – ele estava berrando as mesmas palavras do dia em que brigamos em Hogsmead e eu não entendia o porquê disso. Eu não entendia mais nada. O que eu fiz de tão errado?

No segundo seguinte eu não estava mais no colo de James, era Emmeline Vane quem ocupava meu lugar, com o mais sínico dos sorrisos.

- Eu te amo James! Te amo muito, sempre vou te amar! Te amo, como nunca amei ninguém – sua voz soava falsa, mas James não percebeu, ou preferiu não se importar, porque logo em seguida estava beijando Emmeline.

Não! Eu queria berrar desesperadamente, mas a minha voz ainda não saia, e eu o perdi mais uma vez.

Acordei suando e arfando, e quando olhei ao redor de certa forma me senti grata por tudo não ter passado de um pesadelo. Olhei ao redor da minha cama, procurando algo que não achei.

Meu coração deu um salto e eu entrei em desespero, mas quando passei as mãos por debaixo do travesseiro, senti a textura da metade da foto de James roçando em meus dedos.

Respirei mais tranquila e tentei voltar a dormir, apagando a imagem bizarra que fora meu pesadelo.

|| POV James Potter ||

Segurava com força a foto da Lílian, tanto que estava quase amaçando ela.

- Vou não vai conseguir esquecer ela, cara! Não conseguiu nem se desfazer de uma foto... – Sirius, sempre me dando apoio nas horas mais difíceis.

- Eu só... Estou tentando acreditar que a Lily pode vir pedir desculpas – murmurei olhando para o teto imerso em pensamentos.

Eu não queria ter de fazer isso, mas foi a gota d’ água. Eu não queria ter de desistir do meu Lírio, mas não podia sofrer para sempre. Deixei a minha metade da foto com um sinal, e se dessa vez Lily não cedesse, não seria eu quem iria fazê-lo.

- Lílian é uma das garotas mais maravilhosas que eu já conheci James, e ela só está confusa, dê um tempo para ela – Remus começou a dizer – Ela acha que conhece você pelas suas atitudes passadas, mostre que ela está errada! Faça com que ela te conheça de verdade.

- O problema é que ela não permite uma aproximação minha, Moony.

-De qualquer forma, acho que você não deveria ceder, não agora. Se você voltar correndo agora, ela vai te tratar como antes achando que tem na palma da mão – Sirius disse como se já tivesse tido muitos relacionamentos sérios e fosse expert no assunto. Mas eu concordava com ele.

Credo, estava parecendo uma reunião feminina, o que está havendo com os Marotos? E nossa dignidade? 

Um ronco alto até demais de Peter fez com que nos lembrássemos de que tínhamos que dormir. Segurei a foto de Lily contra mim, e adormeci.

|| POV Lílian Evans ||

Na manhã seguinte acordei determinada a me desculpar com James, mas quem disse que na falar e fazer eram a mesma coisa?

O máximo que consegui foi dar pistas – horríveis – de que eu estava magoada. Como por exemplo, no café da manhã.

Eu fiz questão de entrar no Salão Principal com o saco de jujubas de morango em mãos. Quando me sentei na mesa da Grifinória, ao invés de pegar o café da manhã, abri o saco de jujubas e comecei a comer ali mesmo.

Os olhos de James relampejaram em minha direção, e percebi certo brilho neles. Uma onda de esperança inflou em meu corpo, antes que James chamasse Emmeline para sentar-se junto dele, e a sessão agarração começasse.

Automaticamente me lembrei de meu pesadelo, e aquilo apenas fez com que meu estômago se revirasse, mas eu me recusava a vomitar, novamente, na frente de todos.

O fato de que era domingo – ou seja, sem aulas – só fazia com que eu tivesse que ficar ouvindo as fofocas pelos corredores, e tendo de ver James e Emmeline trocando saliva, uma cena pavorosamente nojenta.

Cheguei até mesmo a colar a foto de James na última página do meu livro de Transfiguração. Fiquei o segurando de forma que ele pudesse ver, mas ele não viu, o que não quer dizer que Emmeline não teve a chance de dar uma boa olhada na foto e me encarar com fúria.

Estava no banheiro do terceiro andar quando ouvi uma voz melosa e falsa atrás de mim:

- Lily! Que surpresa agradável te encontrar aqui...

- Não posso dizer o mesmo, Emmeline – respondi fria.

- Queria esclarecer uma coisa Lílian. Agora que James está pouco se lixando pra você, e está começando um relacionamento comigo, eu quero que você mantenha distância.

Eu cerrei meus punhos e travei minha mandíbula, tentando manter minha calma.

- Acha mesmo que James pode me esquecer da noite para o dia? O amor dele não é superficial igual ao seu.

- Olha aqui sua o foguetinha, se você ficar no meu caminho, eu juro que eu mesma acabo com você! – ela gritou apontando o dedo para mim e eu revirei os olhos.

- Não se iluda Emmeline... Se eu disser agora para o James que eu gosto dele, ele larga de você no mesmo instante.

- Se eu achar que você está me ameaçando, você vai se dar muito mal, Evans! – ela berrou descontrolada.

Eu puxei a varinha do meu bolso e fiquei olhando para ela.

- Puxa, faz um tempinho que eu não uso minha varinha, e ela está implorando para estuporar alguém – vi suas mãos tremerem – viu querida? Isso foi uma ameaça, aquilo era apenas fatos.

Ela bufou indignada antes de sair em passos firmes sabe-se lá para onde.

Ninguém desafia ou ameaça Lílian Evans, e se tem uma verdade sólida nesse mundo é que o temperamento das ruivas é incontrolável. Eu quero James Potter de volta, e se para isso Emmeline Vance tenha que conhecer a minha ira, então ela conhecerá. 



Notas finais do capítulo

Espero que tenham gostado bebês ♥
Reviews divos? Recomendações divas? ~lê SUPER indireta~hauashuah
Sweet Kisses ♥