Recomeçando escrita por Bia Snow


Capítulo 25
Capítulo 26


Notas iniciais do capítulo

Oi gente é a Caele!
E ai está mais um capitulo pra vocês,espero que gostem.
Não poupem os reviews ok?Somos autoras movidas por eles então fantasminhas se puderem dar uma força e comentar um pouquinho iriam fazer muito bem pra esse par de autoras aqui! :)



Pov Katniss

     Definitivamente essa era mais uma daquelas cenas.O tipo de cena que há algum tempo atrás jamais ocorreria na minha vida,a mera sugestão de que essas coisas aconteceriam no meu futuro me faria rir.Mas ali estava eu ajudando minha irmãzinha a sair para seu primeiro encontro,enquanto meu marido preparava nosso jantar e minha filha dormia.Como o mundo da voltas.Casada ,mãe e dando conselhos pra namoro.Sinceramente ás vezes eu ainda achava que ia acordar desse  sonho bizarro e maravilhoso.

   Minha patinha estava diante do espelho mordendo os lábios,acho que provavelmente não confiava em minhas decisões de moda.Mas hei,eu havia convivido o suficiente com Cinna pra ter algum noção nesse quesito e depois ela estava absolutamente encantadora!Um vestido branco bonito,nos pés sandálias num tom rosa suave e seus cabelos dourados caiam em cachos modelados ....é tão estranho ver ela desse jeito.Meus devaneios são interrompidos por ela:

-Eu não sei não Kat.De repente é melhor eu sei lá...dizer que estou com gripe?.-diz ela me olhando nervosa.

-Gripe?Primrose Everdeen,você tem meu dom para inventar deculpas- digo rindo.

-Isso quer dizer que meus dotes são nulos?-diz ela cruzando os braços contra o peito.

-Hei!-protesto,afinal eu enrolei um pai inteiro por um bom tempo!mas pensando bem,sou boa só no improviso essa coisa de premeditar não é pra mim -Bom é quer dizer isso sim!-digo rindo novamente

 Ela ri um pouquinho,mas depois seus olhos ficam tensos e ela se volta para o espelho  em busca de alguma imperfeição,ou talvez buscando coragem pra seu primeiro encontro.Suspiro e começo:

-Você tá linda patinha!Mas se não gostou podemos sei lá chamar a Madge?E ela escolhe outra coisa pra você vestir...-minha irmã se volta pra mim num misto de surpresa e confusão e diz:

-Não são as roupas Kat!Sou eu!Eu gosto do Rory,e ele parece gostar mesmo de mim,mas...-ela se senta na cama e esconde o rosto nas mãos.E eu sei bem o que ela deve estar sentindo.

 É claro que minhas experiências foram totalmente diferentes das dela,mas mesmo assim eu aprendi umas coisa sobre amor com meu marido então definitivamente posso dar conselhos,o problema é que sou tão sutil quanto Haymitch,então preciso realmente me concentrar e então me sento junto a ela e digo:

-Você está com medo não é?-ela simplesmente assente-Eu não posso dizer pra você não ficar com medo Prim.Porque o amor é mesmo assustador.Mas sabe o que é pior?

-O que?-disse ela levantando os olhos pra mim.

-Deixar o amor pra depois.Porque pode não haver um depois Primrose.Nada acontece duas vezes do mesmo jeito se você deixar essa oportunidade passar,nunca vai ter outra tão especial.

-Mas e se eu fizer alguma coisa errada e estragar tudo?-perguntou ela ainda não convencida

-Bom então não era para ser.Eu já fiz um monte de besteiras,mas elas nunca estragaram tudo.E sabe porque?

-Porque seu marido não consegue pensar quando se trata de você?-perguntou ela com um leve sorriso.Não resisto e sorrio pra ela também.

-Não.Por que ele me ama.Simples assim.Então por mais que você faça alguma coisa errada,ela não vai estragar tudo.

-Você acha?-disse ela mais confiante.

-Acho.-digo abraçando com ternura.

  Ficamos assim por tempo até Peeta aparecer na porta sorrindo e dizer:

-Prim você tem visitas.

  Ela se levanta respira fundo tentando se acalmar e todos nós descemos.Peeta passa os braços em minha cintura e sorrimos quando vemos um encabulado Rory nos cumprimentar:

-Boa noite gente.-diz ele e então estende uma primrose pra minha irmã e diz-Pra você.

 -Obrigada-diz minha irmãzinha corada.

-Boa noite-dizemos eu e Peeta ao mesmo tempo.

 Rory brinca com os botões da camisa e então diz:

-Ahn..você está muito bonita.-em seguida desvia os olhos e minha irmão cora até a raiz dos cabelos e agradece:

-O-Obrigada,você também está muito bonito.-é a vez de Rory corar.Peeta olha pra mim divertido e dou um leve sorriso e decido dar uma forcinha.

-Então meninos vocês não vão fazer um piquenique?-Meu marido revira os olhos pra mim.

-Vamos sim.-diz o irmão de Gale –Podemos ir Prim?

-Claro-responde ela.

 Os dois se dirigem a porta e murmuram um tchau e saem para fora,eu fico olhando pra eles por um momento e então olho para aquela bele lua no céu e me permito dar mais conselho:

-Comportem-se!digo alto.Os dois se voltam pra mim e embora não possa vê-los sei que ambos devem estar extremamente corados agora.

-Você é sutil como Haymitch-diz Peeta me puxando para dentro com sorriso.

-Hei!Eu não sou assim tão ruim!-digo mesmo sabendo que sou.

-Pra mim você é absolutamente perfeita-diz ele me puxando pra um beijo.Quando nos separamos ele encosta sua testa na minha.

-Querendo aproveitar o momento senhor Mellark?-pergunto a ele.

-Pois é,temos que aproveitar a casa tranquila- diz ele me puxando para o sofá.Nos beijamos,e quando a camisa de Peeta Fo para em algum lugar no pisso um cheiro estranho me perturba e só por desencargo de consciência pergunto:

-Amor que cheiro é esse?

-Cheiro?-pergunta ele erguendo a cabeça de meu pescoço-O ASSADO! –grita ele correndo para cozinha.

 Mal tenho tempo de me sentar quando um fino chorinho corta o ar.Me dirijo para o  quarto de Pearl e a acalmo até que ela esteja dormindo novamente.Quando desço meu marido está olhando entristecido pra uma pilha de carvão que suponho ser nosso jantar.Me encosto na parede e pergunto:

-E então?Dá pra salvar alguma coisa?

-A culpa é toda sua Katniss.Se não ficasse me distraindo desse jeito ainda teríamos um jantar!-diz ele num tom debochado.

-Ah é?Quem é que queria aproveitar o momento mesmo?- pergunto franzindo o cenho-Tudo bem se você mudou de ideia eu vou lá ficar com a Pearl-e me viro paa as escadas.

O resultado é imediato,meu marido abandona a pilha escura e começa a beijar meu pescoço.Ficamos entretidos e quando minha camisa esta indo em direção ao piso ouvimos batidas na porta.Ignoramos completamente aquele som,e teríamos feito isso por mais tempo se não fosse a voz irritantes de nosso mentor :

-Docinhos!Eu sei que estão ai!Parem dese agarrar e venham abrir logo a porta!-grita ele irritado.

-Haymitch!-Ouvimos a voz de Effie.

  O barulho acordou nossa pequena,e eu peguei minha camisa e fui atende-la enquanto Peeta saia para atender a porta reclamando do censo de oportunidade das visitas,e momentos curtos demais.

Pov Prim

 Acho que foi a primeira vez que desejei com todas as forças que a Katniss não estivesse perto de mim.Ela quase me matou de vergonha!Eu não sei o que fazer,o que falar e parece que o Rory também não.Andamos em silêncio por um tempo até que ele pega a minha mão.

 Imediatamente sinto uma corrente elétrica passando por mim,como sempre acontece quando ele me toca e torço para ele não reparar no quanto minhas mãos estão anormalmente frias.Ele então diz:

-Adoro a lua cheia.

-Eu também é linda demais-digo erguendo os olhos para o céu.

-Não mais do que você.Nada é mais bonito que você-ele diz desviando o olhar de mim.

 Coro violentamente e digo para ele

-Tem uma coisa que é .

-Não não tem nada que seja assim tão incrível.-diz ele e seu olhar encontra os meus por um momento,mas ele os desvia novamente.

-Tem sim-insisto.

-O que seria?-Pergunta ele parando de andar e ficando de frente para mim,mas sem soltar minha mão.

-V-você-minha voz sai estrangulada.

-Não ouvi-diz ele se aproximando mais de mim.

-Você-repito.E ele ergue as sobrancelhas e posso ver em seus olhos que ele realmente está surpreso pelo que eu disse.

-Você realmente não faz ideia do efeito que causa.

 Então ele se aproxima de mim,e eu fecho meus olhos.O cheiro amadeirado dele invade meu nariz e sinto um arrepio.Seus lábios quentes encostam nos meus ,e eu sinto meu coração acelerando ,a língua dele pede passagem e eu cedo.Nos abraçamos,e levo minas mãos para os cabelos dele e o ouço soltar um leve gemido.Nos afastamos ambos ofegantes demais.

 Ele apenas me puxa para perto dele,e assim  abraçados vamos para a campina.Chegando lá olho para toalha quadriculada estendida no chão ,e os pratos arrumados perto de uma cesta.Nos sentamos e Rory abre a cesta e puxa meus biscoitos favoritos e entrega para mim.

-Eu fiz pra você!-diz ele me entregando e eu sorrio.Lamento não ter nada para dar a ele

-Obrigada!-digo e é só quando estendoa mão para pegar que me recordo da flor de primrose que ainda está na minha mão.

Sorrimos e ele a pega da minha mão para coloca-la em meus cabelos.Eu stendo a mão e toco seus rosto,ele me dá um beijo cálido e delicado e se deita na toalha  me puxando de modo que eu fique contra seu peito.Ficamos olhando as estrelas e eu sinto o coração dele acelerado por minha causa não posso evitar um sorriso.E tenho certeza que a vida não poderia ser mais perfeita.