Save Me escrita por Lena


Capítulo 5
I've been waiting for you


Notas iniciais do capítulo

Heeey sexy ladies. OBRIGADA PELAS DIVAS PERFEITAS MARAVILHOSAS RECOMENDAÇÕES BellsMioneAnnie E MrsAnnaMikaelson!! O que eu posso dizer para vocês duas, amoras? Obrigada de coração, fico muuuuuito feliz.
Capítulo dedicado inteiramente a vocês!
Pronto ~le eu me recomponho.
Bem no capítulo anterior eu disse que esse seria o último cap, pois bem, vocês me convenceram e vou escrever só mais UM além desse. Por que? - Vocês perguntam.
Porque - eu respondo - a ideia sempre foi fazer uma short-fic e eu nem sei se conseguiria escrever algo maior e decente para vocês aqui. Sinto muito, mas a fic é pequena assim mesmo e além do mais, apesar de GRAÇAS A DEUS já estar de férias da escola e do Inglês, meu tempo está sendo tomado por várias outras coisas, inclusive que eu estou escrevendo um livro e outras fics e blá blá todas essas coisas de fim de ano, viagens e tal.
Chega de falar (ou escrever, no caso), vamos à fic.



Ele olhou para os dois lados antes de recomeçar a caminhar. Os passos denunciavam o quão apressado e ansioso ele estava. Dos lábios, saiam um som costumeiro de alguém que tentava disfarçar. Estaria o garoto fazendo algo errado? A resposta era positiva, porém, vindo de alguém como ele, quem se importaria? Era o que demônios faziam, afinal. Embora, é claro, ele tenha atingido um nível de insanidade demasiado preocupante. E por outro lado, ele era Cameron Briel. Fazia coisas erradas o tempo todo. Os passos se alargavam, o som irritante que saia de seus lábios parou de ser transmitido, e a expressão de seu rosto se tornou séria. Cam cruzava os corredores rapidamente, de fato, com pressa. Ele ansiava por algo. Ele ansiava por vê-la.

Ao final do corredor à direita, se encontrava uma janela. Há muito já usada para a mesma finalidade pelo qual Cameron praticamente corria em sua direção. Era um ponto de encontro entre casais que almejavam pela privacidade. Era o caso dele, e bem, dela. Gabrielle se postara em frente à janela, encarava a lua cheia e prateada que a pouco atingira seu auge de beleza.

Cameron se aproximou silencioso como um felino, beijando o rosto de Gabbe por trás. A garota se virou com um sorriso estampado no rosto, os cabelos loiros sendo levados com o vento que soprava. Os olhos azuis encontraram com os verdes, e se demoraram ali. Haviam se passado dois meses. Dois breves meses.

A anjo e o demônio, haviam se encontrado durante esse tempo as escondidas. Haviam sido bem sucedidos em fingir que não se suportavam na frente do resto das pessoas. Além de Ariane, ninguém mais sabia sobre isso. E esperavam que continuasse assim até decidir o que fazer, de fato.

Mas eles tinham que decidir o mais breve possível. Tinha a segurança de Luce no meio disso tudo, e um casal apaixonado não deveriam atrapalhar os planos de um grupo inteiro. As mãos de Gabbe foram para o colarinho da camisa que Cam usava por debaixo do casaco.

O sorriso dela que o iluminava se apagou como um sopro de uma vela. Os olhos que cintilavam com a luz da lua deixaram de brilhar. O sorriso dele escorreu pelo rosto assim como o dela. Sua expressão era de pura confusão.

― Não podemos mais fazer isso. ― Gabbe falou, não conseguindo o encarar nos olhos. Ele a encarou.

― Do que você está falando? ― ele perguntou. A incredulidade estampada no rosto.

Um suspiro escapou dos lábios de Gabrielle Givens, e murmurou algo inaudível em seguida. Gabbe, que estava com a cabeça baixa, não conseguia encará-lo nos olhos até ser obrigada a fazê-lo. Voltara para a estaca zero. Uma das mãos de Cam puxou o rosto dela para que, dessa forma, ela o olhasse nos olhos. Apenas dessa forma saberia se a verdade estava neles.

― Do que você está falando? ― ele repetiu a pergunta pausadamente, apertando um pouco mais a mãos em que segurava o queixo da garota, fazendo com que ele parecesse nervoso.

― Sobre tudo. ― foi a resposta que Cameron Briel obteve fazendo com que suas mãos afrouxasse um pouco em volta do queixo do anjo.

― É isso o que você quer? ― os lábios dele se moveram formando um som em tom alto e claro. Ela se virou de frente para a janela, deixando um Cameron a encarando lividamente.

― Parece ser o certo a se fazer. ― Gabbe respondeu simplesmente.

― Acho que você não entendeu a minha pergunta, Gabrielle. ― ele murmurou, postando-se ao lado dela em frente à janela ― É isso o que você quer? - repetiu a pergunta dando ênfase no “Você”. Não era uma pergunta retórica, mas mesmo assim, o silêncio pairou sobre eles, fazendo com que apenas suas respirações que estavam pesadas fossem ouvidas.

O silêncio.

Fora a resposta de Gabbe. Mas mesmo assim, ele não precisava de mais nada para ter a certeza de que ela sentia o mesmo que ele. Os braços dele envolveram instintivamente os ombros dela fazendo com que dessa forma, eles ficassem mais perto um do outro.

― Sou adepto à teoria de que o errado pode ser certo. ― ele sussurrou contra o ouvido dela.

Gabbe encostou sua cabeça no ombro do maior. Ela sabia o que queria, na verdade, e isso não tinha absolutamente nada a ver com ficar longe do demônio ao seu lado. E pensando desta forma, tudo o que queria fazer era gritar pelo nome de Cam, assim, Deus e Lúcifer ouviriam. E ela se sentiria invencível porque nenhum dos dois poderiam separá-los agora e nem nunca mais.



Notas finais do capítulo

Eu sei que ficou pequeno mas o próximo que é o Epílogo, vai ser maior, espero eu.
Amo vocês que me inspiram com esses reviews maravilhosos!
E como meu aniversário é daqui dois dias quero reviews de presente okay?
XOXO