Minha Garotinha escrita por novacullen


Capítulo 14
Capítulo -14


Notas iniciais do capítulo

Boa leitura !!!



PV EDWARD

Bella abriu os olhos.

E eu me sentei ao seu lado na cama.

— Edward porque eu estou em um hospital? Ah! Os vampiros. Ai meu Deus você esta bem? – me perguntou nervosa.

Ela que esta deitada em uma cama de hospital e fica preocupada comigo ao invés de se preocupar com ela. Bella é inacreditável.

— Minha garotinha eu estou bem, mas agora você precisa se acalmar por eles.

— Eles quem? – me perguntou confusa.

— Eles. - repito colocando a minha mão em sua barriga.

Ela ficou olhando para minha mão e paralisou.

— Bella respire.

Ela puxou o ar com força e soltou.

— Você esta dizendo que... Mas não é possível. É possível?- me perguntou incrédula.

— Sim você está grávida e de gêmeos. – digo feliz.

— Minha nossa! Seremos pais e de gêmeos! – Bella fala feliz e emocionada ao mesmo tempo.

— Sim seremos pais. – lhe dou um selinho.

— Mas que espécie de mãe eu sou? Que nem percebe que estava grávida. – se recrimina.

— Bom primeiro não tinha porque você suspeitar disso, já que em teoria você engravidar de mim não era possível, e esta grávida de apenas três semanas, é pouco tempo. Na maioria das vezes a mulher só percebe depois de um mês.

— Tem razão. Eu já posso ir para casa?

— Não, você tem que ficar aqui hoje em observação.

— E a dor que eu senti o que era? Os bebês estão realmente bem? Não me esconda nada, por favor.

— Você teve um princípio de aborto, devido ao susto.

Ficou apreensiva.

— Mas fique tranquila já esta tudo bem com vocês. Até o momento sua gravidez corre bem.

— O que quer dizer até o momento?

— Bella eles não são bebês comuns.

Ela me olha confusa.

— Quero dizer, eles são filhos de pais de espécie diferente, Carlisle colheu liquido amniótico e descobriu que nossos filhos são híbridos, metade humano e metade vampiro não sabemos como será sua gravidez, mas até o momento eles se desenvolvem da mesma forma que um bebê totalmente humano.

Me levantei da cama e fiquei fitando a janela, não queria que ela visse minha expressão de preocupado.

— Edward o que há?

Não tive coragem de dizer.

— Ei! Você não pode se levantar. -  a repreendo quando percebe ela se erguer na cama.

Fui até a cama e a fiz se deitar novamente.

— Então me diga o que o deixou assim, por favor.

— Eu estou com medo Bella. 

— De que?

— Do desconhecido. Não temos a menor ideia de como será sua gravidez. E eu temo por você e por eles. Mal fiquei sabendo da existência deles e já sou totalmente dependente de nossos filhos, como sou de você. Não vou suportar perder nenhum de vocês.

— E não vai, temos de acreditar nisso. Seremos uma família para sempre.

— Para sempre? 

Desde aquela conversa de quando ela quis desistir do tratamento, que não falamos mais nisso.

— Sim, eu quero me transformar depois de alguns meses que eles nascerem e bem se nossos filhos não herdarem a imortalidade de você, podemos sugeri isso a eles que se transformem  quando forem adultos.

— Muito obrigado minha garotinha, seremos uma família para sempre. - a beijo.

— Parabéns papais! - diz Alice ao entrar no quarto segurando balões coloridos acompanhada da nossa família.

— Alice, essa coisa de balões é só quando os bebês nascem. 

— Sério Bella?

— Eu te disse Alice, mas você não quis me ouvir - diz Rosalie.

A minha família sorriu. E cada um deles veio nos dar os parabéns.

— Balões rosa e azul. Então é um casal Alice.

Ela deve ter tido alguma visão sobre o sexo deles.

— Er bem Edward eu comprei azul e rosa, porque eu não sei o sexo dos bebês. Quando fui comprar os balões, tentei ver, mas tudo que vi foi um borrão. E foi aí que me toquei também que não tive uma visão que Bella ia engravidar.

— Isso é estranho. Sei que você não vê tudo, mais você sempre vê as coisas mais importantes.

— Será que minhas visões estão falhando? – Alice fala apreensiva.

É segunda vez que deixo de ver algo importante, a primeiro quando não vi que Bella ia ter leucemia e agora não a vi ficando grávida. – pensou Alice triste.

— Claro que não Alice você viu Melissa nos atacando.

— Na verdade maninho eu só vi você, Melissa e os dois vampiros ao lado dela, eu só sabia que a Bella estava ali porque na visão você pedia para deixar a Bella de fora.

— E qual foi a última vez que teve uma visão com a Bella?

— No dia que vocês foram para a ilha Esme, eu tive uma visão de Bella vampira, na verdade eu já havia visto isso várias vezes desde que a encontramos, mas dessa vez a visão foi tão forte quanto a visão de você dois juntos no baile da escola.

— Então você passou a não ver Bella depois que ela ficou grávida. - deduzi.

— Sim deve ser isso, acho que os bebês estão interferindo. Eu não estou familiarizada com híbridos, então eu só vejo o que esta em volta da Bella, mas ela propriamente dito não mais.

— Então como vamos saber se tudo vai dar certo? – perguntou Bella apreensiva.

— Ei calma, Alice a viu você sendo vampira, e você decidiu que se transformaria alguns meses depois que nossos filhos nascerem. Então a visão de Alice é prova de que vai dar certo. Fique tranquila, não era você que estava me dizendo que iria dar tudo certo agora a pouco.

— Sim era, me desculpe.

— Tudo bem. 

— Bom vocês tem de ir agora. 

— Ah! Mais já, só mais um pouquinho pai. – pediu Rosalie.

— Vocês todos aqui a esse hora não é permitido, só pode ficar um acompanhante, eu abri uma exceção, mas não vou abusar da boa vontade do meu superior.

— Ok pai. Fique bem filha. - Rosalie lhe dá um abraço.

— Nos vemos amanhã em casa formiguinha. – Emmet dá um beijo na testa de Bella.

Os demais desejaram melhoras a ela e saíram com Carlisle.

Passei a mão na barriga de Bella e me lembrei de quando ela tinha três anos e me perguntou como dois bebês cabiam na barriga da mãe.

— Do que esta rindo?

— De uma lembrança. Sabia que quando você tinha três anos e foi pela primeira vez na escola você chegou em casa toda empolgada me contando como foi seu primeiro dia de aula e que fez dois amigos a Angelina e o Matt. Você lembra? – me sento ao seu lado na cama.

— Não lembro, mas o que tem de engraçado nisso?

— Bom é que eles eram irmãos gêmeos e você me falou que os perguntou o que era irmãos gêmeos e eles disseram que era porque eles ficaram juntos na barriga da mãe deles e você não acreditou, então perguntou para mim, eu te expliquei que era verdade ai você falou que quando crescer gostaria de ter dois filhos de uma só vez. Você falou isso tão decidida, acho que teve uma espécie de premonição, porque agora você está aqui grávida de gêmeos. Seu desejo de infância se tornou realidade.

— Por isso você falou para mim com relação a filhos daquela vez. – se recorda de nossa conversa quando a pedi em namoro.

— Sim eu não queria tirar isso de você e, no entanto felizmente eu estava errado eu posso de dar filhos e ainda lhe dei os dois filhos que desejou ter. Sabe se eu dormisse eu diria que estou sonhando agora. 

— Bom ainda bem que você não dorme, assim temos a certeza de que a existência deles é real. – Bella diz bocejando.

Agora eu não ficava mais apreensivo com o seu excesso de sono, por que sei que é por um bom motivo.

— Descanse um pouco minha garotinha. – canto a sua de música de ninar e dormiu rapidamente. Fiquei a admirando e acariciando sua barriga onde milagrosamente abrigava nossos dois filhos.



Notas finais do capítulo

Até !!!