Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 81
Capítulo 81





- Hoje quem cozinha é o Louis? Ui! O que lhe deu? – Surpreendeu-se Sofia quando Gina chega da cozinha.

- Não sei. Ele é que disse que hoje queria cozinhar ele.

- Ele até não cozinha assim tão mal. – Acalma-as Niall.

- Esperemos que sim.

Ainda não era muito tarde, seriam umas sete horas, mas os recém-chegados estavam cansados e além do mais Lúcia tinha de apanhar o avião de manhã, pelo que convinha ir cedinho para a cama. Então Sofia e Gina começaram a pôr a mesa enquanto na cozinha Louis se preparava para começar a cozinhar, com a ajuda de Lúcia, para saber os locais onde encontrar o que ele iria precisar. Entretanto toca a campainha.

- Fogo! A esta hora? – Estranha Sofia que estava a preparar a mesa.

- Vais lá tu? – Pergunta-lhe Gina.

- Não. O Niall vai lá. – Responde-lhe a outra. – Niall! Vais abrir se fazes favor?

O loiro levantou-se e abriu a porta. Não estava lá ninguém. Apenas um grande saco de papel com um grande laço com um bilhete dobrado, pendurado pela asa da saca que dizia apenas “Sofia”. Além disso, uma bonita rosa vermelha estava ali abandonada mesmo em frente ao saco propositadamente. Niall começou a rir-se e não mexeu em nada.

- Sofia! Sofia! Anda cá!

Ela e a amiga de ascendência peruana correram à porta.

- Óie… - Ri-se Gina.

- Eu não acredito! – Exclama a outra, indo pegar nas coisas.

- Não me digas que é do Vitor… - Lamenta-se Niall.

Sofia temia que realmente fosse. Por outro lado algo lhe dizia que aquilo não era coisa do Vitor. Parou ali com o cartão na mão a ganhar coragem para ler. Como desejava ler ali aquele nome. Era difícil pois sabia que ele só voltava no dia 30, mas depois da mensagem da noite anterior… A esperança é sempre a última a morrer. Abriu o cartão e leu para si:

“ Daqui a uma hora estou à tua espera à frente ao teu prédio.

Só porque não quero sentir mais a tua falta.

Beijinhos

Tu sabes de quem.

♥”

Os olhos dela iluminaram-se. Não era possível! Ele tinha vindo de Bradford antes do previsto! Tinha a certeza de que era ele por causa do “Só porque não quero sentir mais a tua falta.” Começou aos saltinhos e a exclamar “Eu não acredito! Eu não acredito!...”. À volta dela, Gina e Niall estavam curiosos para perceber quem teria sido.

- Quem foi? – Pergunta Niall.

Sofia histérica não parava quieta!

- Óie! Sofia! Tem calma! Imagino que não seja o Vitor. – Chama-a Gina.

- Não, não foi ele. Claro que não seria ele.

A rapariga por fim começou a acalmar-se.

Desculpem mas tenho de me preparar. Só tenho uma hora! – Diz-lhes ela pegando também no saco e na rosa e dirigindo-se ao quarto.

- Mas Sofia! Vais-nos deixar assim curiosos? – Tenta Niall falar para ela mas já sem sucesso pois ela já não o ouviu.

- Que achas que se passou? – Questiona Gina a Niall.

- Não faço a mínima. Mas se não foi o Vitor, quem mais poderá ser? Sabes de algo que ela não me tenha contado?

Gina, pensativa, em voz baixa respondeu-lhe:

- Podia ser o Zayn, mas ele está em Bradford…

- Será que…

- Eu vou lá falar com ela.

- É, faz isso.

Zayn tinha já tudo preparado. Doniya ajudara-o a escolher o vestido, os sapatos e a bijuteria. Confiava nos gostos da irmã e ele sabia perfeitamente os tamanhos de Sofia. Fez as reservas necessárias para aquela noite, inventou a desculpa perfeita para a família e também se quis cuidar para não parecer mal à beira dela. Só teve um problema: não tinha voo à hora que ele necessitava. Só às 21h podia apanhar um voo. Isso seria tarde. Então teve de contar com um dos carros do pai. Teve de se pôr a viagem às três da tarde. Tinha pela sua frente cerca de 3h de condução. Chegou a Londres cerca das 6h, procurou uma florista mas estava tudo fechado por ser natal. Finalmente encontrou uma mas estava já a fechar e então comprou apenas uma simples rosa com um lacinho. Depois de tudo isso, foi deixar tudo à porta dela, tocou à campainha e fugiu. De seguida foi para casa preparar-se. Sabia que ninguém lá estava porque tinha visto o carro de Niall estacionado no prédio das portuguesas e nem se lembrava que Louis e Lúcia chegavam naquele dia a Londres. Tomou um banho, vestiu-se e perfumou-se com o perfume que ela lhe dera de prenda de Natal. Às 19h45 estava a sair de casa no Jaguar do pai que trouxera de Bradford.

- Eu ainda não entendi o porquê de tu estares certa de que é o Zayn…

- Gina! Pega no raio do bilhete e lê! Além do mais está em inglês… Mas até nem foi nisso que eu reparei quando li. Eu pensei nessa segunda frase. – Explica Sofia ainda envolta na toalha depois do banho e a secar o cabelo com uma outra. Parou e sentou-se à beira da amiga. – Ontem à noite ele mandou-me uma mensagem. Disse que tinha saudades minhas. E eu disse o mesmo.

- Ok… O Zayn gosta de ti. – Constata a estudante de biologia.

- Ai… - Suspira a rapariga. – Começo a achar que sim. Já viste o vestido? Os sapatos? Tudo? Ele é tão fofo!

Lúcia bateu à porta e chamou-as para jantar.

- A Sofia não janta cá hoje.

- Ah? Porquê?

- Eu depois explico-te. – Responde Gina saindo do quarto.

Sofia continuou a arranjar-se. Estava felicíssima! As amigas despacharam-se a comer propositadamente para irem ajudar a amiga. Imaginavam que fosse precisar de ajuda. Gina e Sofia contavam toda a história à amiga que estava excitadíssima com tudo! Achava-o um fofo e concordava com a ideia de Gina: Zayn gostava de Sofia.

Já eram quase oito horas e ela ainda não estava maquilhada.

- Não te preocupes, ele espera! – Descansava-a Lúcia.

- Ainda bem que eu pintei as unhas ontem! Parece que adivinhei! – Dizia Sofia nervosa e preocupada com a sua aparência.

- Tem calma! Estás linda, linda linda! – Acalmava-a ainda Lúcia.

- E a lingerie? Ãh? É uma parte muito importante! – Goza a outra amiga.

Todas se riem.

- É, é… Ó Sofia, escolheste uma lingerie bem sexy, não escolheste? Ele hoje merece. – Concorda Lúcia.

- Não se preocupem que eu sei tratar do assunto.

Faltavam cerca de dois minutos para as oito horas e a rapariga dos caracóis cada vez mais se preocupava.

- Será que ele já chegou? Vê aí à janela Gina! Por favor!

- Okay… - Respondeu ela caminhando lentamente para a janela do quarto. – Wow!

- É ele?

- Não é nada Sofia, ela está a gozar! – Acalma-a Lúcia que estava a maquilhar Sofia.

- Não estou nada. Está lá em baixo mas hoje tem outro carro. Um carro grande e branco.

- Comprou outro carro? – Surpreende-se Lúcia.

- Pois, não sei.

- Óie! Deixa ver! – Interessa-se a namorada de Louis.

Sofia ria-se de nervosismo.

- Anda lá Lúcia, acaba a maquilhagem. O rapaz já está à espera!

- Vai telefonar-te ou mandar mensagem. Está a mexer no telemóvel encostado ao carro. – Descreve Gina.

- E como é que ele está? – Pergunta curiosa Sofia.

- Um gatito, claro! – Responde-lhe Lúcia, mesmo sem ter visto, dando aquilo por óbvio.

- É. Depois tu vês.

Nesse momento o telemóvel dela recebe uma mensagem.

- É ele, é ele! – Festejam Sofia e Lúcia ao mesmo tempo.

Gina corre para o telemóvel.

- O que diz?

- “Já estou cá em baixo. Se não estiveres pronta, não te preocupes. Temos tempo. Até já. Beijinhos.”

- Awn… Que fofo! – Exclama Lúcia.

Minutinhos depois, Sofia deslumbrava. As amigas aconselharam-lhe o casaco mais adequando e ela, na sala, preparava-se já para sair. Os outros dois, que ainda não sabiam de nada, não pouparam em elogios. Sofia ainda se chegou a Niall e prometeu explicar-lhe tudo depois. Devia-lhe isso enquanto sua melhor amiga. Depois disso, saiu e fechou a porta. Sentia que não voltava mais a casa naquela noite.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.