Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 75
Capítulo 75





Estavam todos juntos na casa dos rapazes depois de terem ido buscar os dois perdidos. Todos tinham uma prenda para Louis por causa do seu aniversário. Era o que tinha mais prendas, não havia dúvida. Mas só as poderia abrir no dia de natal. Ninguém o deixou abrir as prendas ali. Teria de as levar para Doncaster. Também outras pessoas trocaram prendas.

Só Gina e Niall estavam à mesa. Harry chegou-se à beira deles e Niall entendeu que estava a mais. O caracolinhos, logo de seguida, pegou numa caixinha e pô-la em cima da mesa.

- O que é isso? – Pergunta-lhe ela.

- Abre!

- Bilhetes para o oceanário?

- Espero que me acompanhes. Penso que gostas.

- Obrigada. - Agradece ela. – Eu também tenho uma prenda para ti.

- A sério?

A rapariga foi buscar à sua bolsa um pequeno saquinho e entregou-o em mãos. Ele abriu, olhou para ela e voltou a olhar para dentro do saco. Riu-se.

- Um kazoo?

- Espero que gostes! – Diz-lhe ela sorridente. – É para aumentares as tuas capacidades nesse instrumento.

Harry pegou no kazoo e fez soar umas notas. Todos olharam.

- Gostaram? Foi a prenda da Gina! – Conta-lhes ele orgulhoso, mas gozador ao mesmo tempo. – Obrigado Gina! Sempre sonhei ter um destes.

- Danielle! – Chama Liam.

- Liam! Eu também queria falar contigo por…

- Toma! – Interrompe-a ele com um sorriso, entregando-lhe um embrulho. – Espero que gostes.

- Awn! Que fofo! Obrigada Liam. És um querido! – Agradece ela ao ver a bolsa personalizada com o seu nome. – Eu também tenho um presente para ti.

Danielle foi buscar o embrulho e ele abriu.

- A sério? Tu sabes que eu amo isto! Ow! Nem sei o que te dizer! Tu sabes que os desenhos animados da Disney para mim são… tudo! Obrigado.

Os dois amigos abraçam-se e sorriem um para o outro como não faziam desde o envolvimento deles. Afinal era Natal e a amizade deve ultrapassar quaisquer obstáculos. Do outro lado da sala Raquel chama Liam. Sentira ciúmes ao vê-lo reagir tão efusivamente à prenda de Danielle. Quando ela lhe dera o seu presente, minutos antes, eles não reagira de todo de tal forma. Provavelmente ler não era o passatempo preferido dele. Sentiu-se envergonhada por errar no presente do namorado quando ele, mesmo sendo rapaz, conseguira encontrar o presente perfeito para ela. Ele sabia o quanto ela gostava de um vestido curto e justinho. A cor vermelha era boa para o agradar a ele. Ele amava vê-la vestida de vermelho!

Todos se riram com a prenda de Sofia para Harry. Combinava com ele. Todos achavam que sim.

Um pouco mais tarde, Zayn foi fumar, mas quis levar consigo Sofia. Ela pediu-lhe que esperasse para ela ir buscar algo. Já na varanda, a rapariga entrega-lhe o pequeno embrulho.

- Para mim?

- Não. Para mim… - Ironiza ela.

- Trenga!

- Vá, abre! Espero que gostes.

- 212 Sexy Men… Wow!

- Vê se cheira bem. Eu não sabia o que te dar. Achei que um perfume seria sempre bem-vindo.

Ele cheirou, gostou e pousou a caixinha com o frasquinho no parapeito da janela. Olhou para ela. Chegou-lhe o cabelo para trás das orelhas para que pudesse olhar mais profundamente nos seus olhos.

- Obrigado.

- De nada.

- Eu também tenho uma lembrancinha para ti.

Zayn tirou do bolso das calças um lindo colar que dizia “Forever”.

- Zayn! É tão lindo! – Exclama a rapariga.

- É de prata. – Explica-lhe ele desviando-lhe o cabelo para o colocar. Depois beijou-lhe o pescoço e ela respondeu-lhe com um beijo nos lábios.

- Obrigada.

Zayn, Louis e Liam iam voltar para as suas terras. Era sábado e todos os voos iam ser de manhã, exceto o de Zayn. Niall levou Louis, Lúcia e Liam ao aeroporto para que não tivessem de deixar lá o carro. Caberia a Harry levar Zayn de tarde. Mas primeiro passariam na casa de Gina para a apanhar.

Quando lá chegaram, viram Vitor a dirigir-se para lá. Zayn ficou logo cheio de ciúmes. Ia estar fora, não ia poder controlar as visitas daquele português.

Gina entrou no carro. Eles saudaram-na, mas o muçulmano não aguentou e perguntou:

- A Sofia gosta dele?

- Dele quem? Do Vitor?

- Sim, desse.

- Não. Achas? Ele é que é uma praga que não a larga.

- Tens a certeza?

- Zayn, sou uma das melhores amigas dela, achas que eu não ia saber? Ou pelo menos perceber?

Ele calou-se. Tinha de conquistar a Sofia antes que Vitor o fizesse.

Vitor tocou à campainha e Sofia abriu-lhe a porta.

- Por aqui outra vez?

- Vim ver-te. Ontem não estive contigo. Já tinha saudades.

- Tó… - Chama-o Sofia de modo a ele perceber que não devia dizer coisas do género.

- Pronto está bem.

- Olha lá, ainda não me disseste em que dia vais embora.

- Dia 31 de manhã.

- Hum… Onde vais passar o Natal?

- Sei lá… Por aí.

- Eu estive a falar com a Gina e, se quiseres, podes passar cá.

- Fixe. Obrigado.

- Isto é só por ser Natal! – Avisa-o a rapariga.

- Mesmo assim é já muito bom.

- Eu quero sublinhar aquilo que te disse anteontem! Eu perdoo-te tudo, mas ficamos só amigos! Não quero mais nada!

- E eu também já te disse que respeito a tua vontade mas que não vou desistir de tentar reconquistar-te. De te mostrar que mereço outra oportunidade porque estou diferente.

- Sim… sim… sim… Já me disseste isso tudo. Mas agora, sei que pensaste que poderias passar cá a tarde comigo, mas eu não posso. Tenho coisas marcadas.

- Vais sair lá com o teu amigo moreno?

- Se estás a falar do Zayn, não. Ele foi hoje para a terra dele, para passar o Natal com a família.

- Ahm…

- Por isso, se não te importares…

- Ok, ok. Fica bem então.

- Está. Tu também. Xau.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.