Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 71
Capítulo 71





Ia ser naquele dia que Harry ia ter o seu tão esperado primeiro encontro com Gina. O oficial.

- É hoje a tua visita de estudo, não é, fofa?

- Sim, Lúcia. Já vos avisei ontem, lembram-se?

- Era só para ter a certeza...

Gina suspirou.

- Vais ter que levar com a Caroline. - Recorda a rapariga dos caracóis.

- Eish! Coitadinha de ti...

- Já andei a treinar o meu sorriso cínico. - Diz Gina, piscando o olho às amigas.

- Ah! Como é que eu me fui esquecer disto!

- O quê?!

- Hoje é o encontro, encontro, da Gina e do Harry!

- Wiii, que felicidade...! - Ironiza a morena.

- Não estás contente?

- Claro que está, só não quer é demonstrar! - Afirma confiante a aspirante a juíza.

- Oh que caralho...

- Vês? Está toda ansiosa e nervosa por dentro.

- Será que podem acabar de tomar o pequeno-almoço para irem comigo até à universidade?

- Olha, mudou de assunto. - Constata Lúcia, rindo-se juntamente com Sofia.

- Vocês querem deixar-me nervosa não é?

- Calma fofa. Não é a primeira vez que vais estar com ele.

- Eu sei, mas... Desta vez é diferente. Vamos começar tudo do zero. Sem boatos, sem respostas secas. É a altura de ele mostrar o que vale.

Com Gina na visita de estudo e Lúcia a namorar com Louis no quarto, Sofia deixou-se ficar pela sala. A televisão estava ligada e ela estava a olhar para ela, mas não via nada. Estava absorta nos seus pensamentos. O aparecimento de Vitor tinha-a deixado com medo. Sabia que não era forte o suficiente para lhe resistir. As boas lembranças passavam-lhe todas pela mente. Também Zayn a tinha surpreendido na noite anterior. Tinham falado de manhã na possibilidade de talvez estarem um pouco juntos depois da festa, contudo ele foi-se embora relativamente cedo. Fizera-lhe falta a companhia dele. Na semana anterior tinha estado com ele todos os dias, porque ele todos os dias a procurava e, naquela noite… Pensou que talvez pudesse ter ido ver uma outra “amiga” dele. A ideia fez-lhe o estômago dar uma volta. Tocou a campainha e, francamente, pensou que fosse Zayn a pedir desculpa pela noite anterior e a disponibilizar-se para passar um bocadinho da tarde com ela. Antes fosse.

- Tó…

A morena abriu a porta, deixou o sorriso e virou costas deixando a porta aberta.

- Achas que estou perdoado por ontem de manhã?- Pergunta o rapaz entrando.

Ela sorriu.

- Infelizmente sabes como me dar a volta.

- Ah… Eu sabia que ias gostar.

Ela sentou-se e ele fez o mesmo.

- Eu não paro de pensar nos nossos momentos. Tenho tantas saudades! – Diz-lhe ele, relembrando ainda mais tudo aquilo que ambos tinham vivido no passado.

Quando deu conta, Sofia e ele riam-se das besteiras que tinham feito juntos e até com os amigos que ela deixara em Portugal. Já lá iam uns meses que ela não os via e isso fazia-a sentir-se triste. Os amigos para ela eram tudo.

- Bons momentos… - Rematou ela.

- Mas não tem de ser necessariamente passado. Podemos reviver esses momentos e vivermos outros pela primeira vez. – Diz-lhe ele enquanto se aproxima mais dela.

- Vitor…

- Shh… Não digas nada.

A rapariga deixou-se levar e os lábios dos dois voltaram a encontrar-se levemente.

- Não Vitor…

- Porquê?

- Porque… Sei lá. É melhor ires. Preciso assentar as ideias.

- Mas…

- Por favor Tó.

- Está bem. Mas eu volto a procurar-te!

Depois disto o rapaz levantou e saiu.

- Estás com esse sorriso estúpido porquê? - Pergunta Niall.

- Que sorriso?

- É hoje o encontro com a princesa dele! - Relembra Louis dando uns carolos a Harry.

- Escusas é de mostrar tanta felicidade. Até enjoa! - Comenta Zayn, maldisposto.

- Nunca estiveste apaixonado, Zayn? - Questiona Liam num tom de gozo.

- Não, nem pretendo! Estar apaixonado só trás problemas!

- E felicidade... - Continua Liam. - E boa disposição...Olha para a cara daquele!

- O que é que foi?

- Até queria ver a cara dele se ela não aparecer! - Brinca Niall.

- Se ela não aparecer o Hazza vai comprar gatos para lhe fazerem companhia. - Goza Zayn.

- Não sejam tão maus, rapazes... - Defende Louis. - Deixem o apaixonado estar assim enquanto pode.

- Obrigado, boo bear!

- Cala-te. Não me chames isso! - Grita Louis dando um estalo ao de leve ao amigo.

- Já estamos todos? - Perguntou a professora de Ecologia.

Os alunos assentiram. Iam visitar umas estufas. Um hora de viagem. Eram oito universitários que iam naquela viagem. Uma das carrinhas da universidade iria levá-los. Oportunidade perfeita para Gina pôr o seu plano em prática. Ia sentar-se à beira de Caroline e fazer-se de amiga dela, assim como ela se fez.

- Caroline! Senta-te aqui!

- Bem! Estás muito sorridente hoje. - Comentou Caroline.

"A tua felicidade enjoa-me". Pensou a ex de Harry. 

"Vou-te espetar a minha felicidade na tua cara, cabra.". Pensou a morena.

- Pois... Tenho motivos para isso. - Continua Gina sorrindo.

- O que é que se passou?

- O Harry convidou-me para sair, e eu disse que sim!

- Como? Mesmo com as men... coisas! Coisas que te contei?

- Oh... Ele se calhar mudou, tenho que lhe dar o benefício da dúvida, não achas?

- Não! Ele é um sacana, não sei como consegues!

- Caroline, obrigada pelos teus avisos e conselhos, és uma grande amiga sem dúvida, mas eu tenho que arriscar...

"Devia ganhar um óscar!"

- E quando é esse vosso encontro?- Perguntou, com cara de enjoada, a colega de Gina.

- É hoje!

Caroline sorriu cinicamente e calou-se. Na sua cabeça só tentava arranjar uma maneira de impedir Gina de ir àquele encontro. Não tinha tempo de inventar alguma história, nem imaginação. Já tinha inventado tantas! Tinha que lhe surgir algo rapidamente.

- Como devem saber "Aloe barbadensis" é uma planta medicinal anti-inflamatória e desinfetante utilizada para feridas e queimaduras. É, também, geralmente, apresentada sob a forma de gel ou pomadas. Constituída por mucilagens, antraquinonas, aloína, aminoácidos, vitaminas E e C ...

- A ler também eu sei isso. - Comenta Gina com o colega do lado.

- O gel de aloé vera contém aproximadamente 90 % de água. O resto é à base de aminoácidos, vitaminas (A, C e E) e outros nutrientes. - Continuou a Sra. Harris.

A professora continuou a andar e falar de outras plantas. Caroline não estava nada atenta. Olhava para todos os lados para ter alguma ideia.

Já era hora de almoço e assim os estudantes saíram das estufas e procuraram um local para comerem.

- Às 14h30 quero-vos na carrinha. Durante a tarde vamos visitar um parque natural.

- É muito longe?

- Não, são 15 min daqui.

Por fim, chegou a hora do último sítio que tinham de visitar. E mais uma vez lá começou a professora a tagarelar. Basicamente ela lia o que dizia nos panfletos, por isso, ela não estava a ser muito útil. Contudo, desta vez não ia ser ela a guia. O Sr. Chris Daniells, o guarda.

- Vocês tiveram uma sorte. Não nevou o fim-de-semana inteiro, por isso devem conseguir ver algumas árvores... Mas cuidado que há pocinhas de gelo.

Mas não valeu de nada o aviso do guarda. A meio do caminho, John, escorregou e caiu. Sempre serviu para animar o grupo que estava cheio de frio no meio do monte. Nas estufas sempre estava quente.

- Ahm, senhor guarda, o que é aquilo ali?

- Aquilo é o que nós chamamos casa de banho.

- Boa! Estava mesmo a precisar de uma.

- Não se demore, menina Salazar!

"Isto é a oportunidade perfeita!". Pensou Caroline. "Vou trancá-la naquela casa de banho no meio do nada!"

- Ei! Porque é que isto não abre?

Gina tentou um, duas, três, quatro vezes. A porta não abria. Tentou telefonar a alguém, só que não havia rede. Estava trancada e faltava cerca de uma hora para o seu encontro.

- Isto não me pode estar a acontecer...

- Menina Flack, sabe onde está a menina Salazar?

- Ela mandou-me uma mensagem a dizer que estava maldisposta e que apanhou o metro e foi para casa.

- Aw, esperemos que melhore então!





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.