Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 66
Capítulo 66





Não, não! Deixem-na em paz! Parem, parem! Débora! Espera, eu vou salvar-te! Não lhe toquem!”

Niall acordou num sobressalto. Estava a ter um pesadelo. Respirou fundo e chamou a enfermeira para avisar que estava com fome. Finalmente tinha voltado ao normal.

- Entre. – Grita Niall assim que batem à porta.

- Posso? – Pergunta a rapariga loira entrando lentamente.

O irlandês não podia acreditar. Ficou de boca aberta quando ela entrou no quarto. Julgou ainda estar a sonhar.

- Como é que estás?

- Nem acredito que estás aqui…

Ela simplesmente sorriu.

- Débora… Eu… Fico feliz por teres vindo.

- Oh! E então, como estás?

- Bem. – Responde o rapaz ainda desacreditado de tão feliz que estava.

- Ainda bem. – Sorriu-lhe ela.

Fez-se silêncio por momentos, em que Niall a observou.

- Bem… Só vim par saber se finalmente estavas bem…

- Eu soube que estiveste aqui todo o tempo. – Interrompe o rapaz.

- É… Eu fui a primeira a saber e senti-me na responsabilidade de… sei lá. – Explica-se ela fazendo pouco sentido.

Niall sorriu:

- Obrigado.

- Não tens de quê.

- Mas porque não vieste cá ontem?

- Estava cansada e… não sei. Não me apeteceu vir ontem. Mas estou aqui hoje. Já não é mau!

Niall conseguiu alcançar-lhe a mão:

- É muito bom.

Débora conseguiu fugir-lhe com a mão e respirando fundo.

- Fico feliz por estares bem mas agora tenho de ir. Tenho aulas.

- Débora!

- Diz.

- Voltas?

- Talvez. – Responde ela com um sorriso.

- Fico à tua espera.

E assim a portuguesa saiu do quarto deixando Niall a festejar no quarto por tê-la tido ali ao seu lado, mesmo que por pouco tempo. E só de pensar na hipótese de a voltar a ver…

Hora de almoço. O almoço que Raquel tanto desejava há já muito tempo. Finalmente Liam ia mostrar que não tinha problemas de estar com ela, o que a deixava radiante.

- Sentamo-nos aqui?

- Ok. - Concordou ela sorrindo.

- Hey malta! - Cumprimenta Zayn. - Podemos sentar-nos?

- Se não se importarem que eu faça isto de vez em quando... 

Num momento estava Liam sentado a olhar para Zayn e Débora, noutro está com os seus lábios colados aos de Raquel. O muçulmano e a loira não ficaram muito espantados. Já desconfiavam que ali havia alguma coisa, mas como nunca os tinham visto juntos... 

- É melhor nós irmos para outra mesa, não é Débora?

- É, é. Vamos deixar estes dois sozinhos. Apesar de haver imensa gente no refeitório...

- Muito engraçada Débora. - Ironiza Raquel.

- Eu sei, escusas de estar sempre a dizer.

No outro lado do refeitório, estava Danielle sentada à espera de Kelly para almoçar. Tentou concentrar-se no trabalho que tinha à frente, mas só conseguia pensar em Liam. De tanto pensar nele, começou a procurá-lo. Contudo, foi um grande erro que fez. Apenas levantando ligeiramente a sua cabeça, em frente estava Liam com Raquel a beijarem-se, a dar comida um ao outro, a serem queridos um com o outro. Foi como uma facada no coração da dançarina. O seu melhor amigo, por quem se apaixonara, estava com outra, como se nada se tivesse passado entre eles. Contudo, embora estivesse magoada, ia ser forte. Nenhum rapaz iria merecer as suas lágrimas.

Mónica e Harry marcaram almoçar juntos. Há muito que o não faziam e Harry precisava de falar com Mónica, desabafar o ódio que sentia por determinada pessoa.

-A sério… Eu cada vez menos entendo como é que tu tiveste estômago para um dia andar com essa gaja!

- Nem me digas nada!

- Eu por certo lado compreendo a Gina. Ela ouve cobras e lagartos sobre ti e depois fica com medo que tu a magoes. E tudo por causa daquela trenga! Que raiva!

- Pois. E agora pergunto-te: que posso mais eu fazer? Já tentei aproximar-me dela de todas as formas, tentei mostrar que sou um bom rapaz, já mostrei o meu lado romântico… Estou a ficar farto também. Está sempre a dar para trás. Sempre a tratar mal. No princípio dava-me pica, mas agora só a quero ter ao meu lado. Não tenho mais forças para lutar por ela. Entendes?

- Entendo fofinho.

- E então, que faço?

- Nada.

- Como assim? Achas que devo desistir dela? Eu não consigo!

- Não trenguinho! Tu não vais fazer nada porque quem vai fazer vou ser eu.

- Tu?

- Deixa comigo.

- Não falaste o caminho todo... O que é que se passa? - Pergunta Kelly preocupada.

- Não é nada, tonta! É só sono. Se calhar vou fazer uma sesta...

- E o ensaio?

- É só amanhã ao final da tarde.

- Então vê se descansas, não gosto de te ver assim. Para deprimida já basto eu!

Danielle aproxima-se da amiga e dá-lhe um beijo na testa.

- Não te preocupes.

A morena dos caracóis caminhou para o seu quarto, ligou o rádio e começou a dançar ao desafio. Sempre que estava desanimada dançava. Sentia-se sempre muito melhor.

"Eu sabia que ela não ia resistir" - Pensou Kelly ao ouvir a música que saia do quarto de Danielle.

Contudo, ao longo do tempo, Danielle ia perdendo as forças. Liam voltava a ocupar a sua mente. E imagens dele e de Raquel apareciam-lhe na cabeça como relâmpagos de uma trovoada.

A dançarina acabou por se deitar na cama. E, por mais que ela tentasse controlar, as lágrimas começaram a escorrer-lhe pelo rosto. Por fim, adormeceu. A amiga loira foi chamá-la para jantar. Tinha encomendado pizza. Mas quando foi ao quarto de Danielle, ela dormia. Cobriu-a e levou o jantar para a casa do lado.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.