Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 59
Capítulo 59





- Como é que entraste? - Pergunta surpreendida Kelly ao ver Niall na sala de sua casa.

- Não te zangues, mas foi a Danielle que me deixou entrar...

- Tudo bem. O que é que queres?

- Eu sei que não querias que ninguém soubesse que compunhas, e eu revelei isso a muita gente, e por isso… devo-te um pedido de desculpas.

Kelly virou-lhe as costas para limpar as lágrimas que tinham ido aos olhos.

- Estou... perdoado? Kelly... responde-me!

- Achas que é por isto que eu estou assim? Achas que foi por isto que eu não fui à universidade? Achas que foi por isto que eu não te abri a porta? Não, Niall, não é por teres revelado o meu "segredo" que eu estou assim!

- Não estou a perceber...

- Claro que não! Porque se tivesses percebido não tinhas feito o que fizeste!

Niall tentou falar mas foi interrompido pela amiga irlandesa que chorava.

- Niall... Eu gosto de ti! Como é que não percebeste?

- Eu... eu... eu não tinha percebido... Tu para mim és como uma irmã, não consigo olhar para ti de outra maneira.

- Já deu para reparar.

- A sério que eu não queria que isto acontecesse. Eu não te quero perder como amiga...

- Neste momento eu não consigo estar contigo sem me lembrar do que aconteceu, lamento...

- Por favor... Kelly!

- Não dá! Mas não te preocupes que daqui a uns dias não terás de levar mais comigo.

- Kelly?

- Não te preocupes. Eu aceitei a proposta do Sr. Martin.

- Não sei o que te dizer. Eu não quero que vás para fugir de mim. Eu sempre te apoiei para aceitares, mas… Não é a razão correta.

A loirinha fingiu um sorriso e acrescentou:

- Espero que tu e a Débora sejam felizes.

Kelly caminhou para a porta e abriu-a.

- Adeus Niall.

- Não Kelly! Eu não te quero ver a sofrer por mim. Eu… A sério Kelly. Ouve-me por favor!

- Não temos mais nada a falar. O meu futuro está já decidido. E não se cruza com o teu. Corre atrás de quem amas e sê feliz.

- Mas…

- Adeus Nial! – Sublinhou a loira.

O irlandês não resistiu e abraçou-a sussurrando-lhe "Desculpa-me". Os dois olharam-se com tristeza, e Niall abandona a casa da rapariga. Kelly ficou de rastos. Correu para o quarto e deitou-se na cama, tentando abafar o choro na almofada.

No exterior do apartamento, Niall ficou a olhar a porta, absorto, sem reação. Uma lágrima correu-lhe o rosto. Nunca imaginara que a Kelly, aquela rapariga que ele tanto admirava pelo seu talento, que já tão amiga ele considerava, o seu primeiro grande amor de criança aquando de viver na Irlanda… que ela… gostasse dele. Não era justo ele fazê-la sofrer. Mas ele também achava que nunca tinha feito nada que lhe pudesse dar falsas esperanças. Não entendia, estava totalmente confuso.

Do outro lado abre-se a porta.

- Niall?

O loiro virou-se instintivamente. Gina percebeu que algo não estava bem com ele.

- Está tudo bem?

- Ahn, sim… sim… A Sofia está?

- Está, está. Entra. Eu vou só comprar umas coisas para o jantar. Sempre jantas cá hoje como a Sofia me disse, não jantas?

- Ahn, acho que sim… sim.

- Boa! Entra então. Ela está no sofá.

- Niall? Já chegaste? Não contava contigo tão cedo! – Cumprimenta-o a amiga sem reparar na fragilidade dele.

Niall parou a meio do caminho e outra lágrima lhe correu o rosto.

- Que se passa Niall?

- Preciso de falar contigo. Preciso de desabafar.

- Estás a assustar-me. Que se passou?

- O que se passou é que eu só faço sofrer as pessoas. Faço sofrer quem não gosta de mim e quem gosta, e sem dar conta disso. Só faço merda e… Porque sou eu tão mau? Eu não queria ser assim. Eu não queria magoar ninguém. Só queria ser feliz ao lado de quem gosto sem ter de magoar ninguém. Mas para mim as coisas não são assim tão fáceis. Só me apetece desaparecer!

Sofia abraçou-o.

- Tem calma loirinho! Então? Não estou a perceber nada do que estás a falar. Vamos para o meu quarto para falarmos mais à vontade. Mas tem calma!

- Quem faz o jantar hoje? – Pergunta Harry sentado no sofá com os outros três.

- És tu. – Responde Zayn sem despregar os olhos da televisão.

- Awrr… Estou tão cansado… Liam, nã…

- Esquece!

- Louis, tu…

- Naaaaa…

- Nem penses! – Impõe-se logo Zayn.

- Pronto. Eu vou para a cozinha.

- Eu vou também. Vou até à varanda fumar. – Avisa Zayn.

Harry começou a preparar as coisas para o jantar e o moreno foi para a varanda. No final do seu cigarrinho, voltou à cozinha.

- Olha lá Harry, o Niall?

- Foi jantar à casa da Sofia.

- Ahm…

- Olha, é verdade! A falar em Sofia… Já desde o outro dia que tenho um conversinha para ter contigo.

- Ui… O Haroldo quer falar comigo.

- Pois é… Conta-me lá: o que se passa entre ti e a Sofia.

Zayn ficou sem fala por momentos.

- Ah? Como assim?

- Estás a fazer-me de burro? Vá lá! Confessa que tu e ela… tal e coise, e coise e tal…

Zayn riu-se e Harry ficou à espera de que o amigo dissesse alguma coisa.

- A sério Harry. Eu e a Sofia somos só amigos. Assim como tu e ela.

- Hey, hey, hey! Calma aí e para o baile! Eu nunca fui para a cama com a Sofia!

Zayn voltou a rir-se.

- Pronto. Não queres contar não contes. Eu entendo-vos e acho muito bem que gozeis a vida. E… Ah! Não se preocupem que eu guardo o vosso segredo.

- Harry!

- Vais continuar com desculpas?

- Pronto… Mas como é que descobriste?

- Tu e ela no corredor, não muito longe da minha sala de aula de Direito Civil e ainda assim a Sofia chega no final da aula, super cansada, ofegante e meia descabelada… Sabes, ser burro não é uma das minhas qualidades. Desculpa. – Goza o amigo.

- Isso não quer dizer nada.

- Zayn! Não me fodas!

- A ti não de certeza! Não fazes de todo o meu estilo.

- Pois. Agora é mais a Sofia, não é? – Riposta o amigo.

- Olha, espero é que não comeces a pegar muito com isso, porque a rapariga quer segredo sobre o assunto.

- Não te preocupes. É um segredo nosso. – Pisca-lhe o olho o caracolinhos.

Zayn, rindo-se, vai a sair da cozinha quando Harry ainda o alerta.

- Olha!

Zayn voltou atrás e o amigo aproximou-se dele para lhe segredar.

- Se precisares de ajuda para preparar os vossos encontros… Podes contar aqui com o amigão.

Zayn gargalhou e saiu da cozinha.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.