Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 45
Capítulo 45





Depois daquele beijo, Gina não foi de imediato para casa. Precisava de pensar. Entrou no metro e deixou-se levar. Saiu numa paragem que já lhe era familiar: Embankment. Ficava ao pé do Thames, e do outro lado do rio estava o London Eye. Era uma zona turística e por isso à noite não devia ser um local perigoso. E a paisagem era maravilhosa, principalmente para pensar na vida.

Aquele ósculo não lhe fora indiferente. Estava apaixonada e não parava de sorrir. Neste seu passeio noturno pensava: "Será que lhe devo dar uma oportunidade? Se calhar elas têm razão. Mas ele também! Tem sempre de andar com gajas atrás dele? Podia era ser um charmoso que não desse nas vistas, sempre me facilitava a vida..."

 Por fim, despertou com as badaladas do Big Ben.

- Ai meu Deus, vou perder o último metro da noite!

Zayn foi ter com Sofia, tal como ela lhe pedira. Como ele tinha demorado um bocado e não lhe tinha respondido à mensagem, ela pensou que ele não ia aparecer. Quando ouviu a campainha tocar, estava em frente à televisão a ver qualquer coisa desinteressante, quase a adormecer. Acordou de sobressalto e lembrou-se que talvez fosse o Zayn, mas logo de seguida pensou “Ele não é de certeza. Nem à mensagem respondeu… Deve ser a descabeçada da Gina.” Então a rapariga, com o seu mínimo pijama, de um top e uns mini calções, muito femininos, e um robe fofinho que estava aberto, abriu a porta sem muito interesse em ver quem seria. Estava realmente convencida de que era Gina e, para além do mais, estava bastante ensonada.

- Ui, chamaste-me para nem olhares para mim sequer? Olha que eu vou-me embora! – Brinca Zayn, entrando e fechando a porta.

Ela, ao ouvir aquela voz que de imediato reconheceu, virou-se e viu-o lindo, vestido de preto e cinzento. E o cabelo dele… Deixava-a sempre maluca! O sono foi-se embora por completo.

- Zayn! És tu! Eu… eu pensava que era a Gina.

Zayn já estava próximo dela neste momento. Puxou-a para si bruscamente, aproximou a boca dele à dela e ficou a olha-la nos olhos. A ideia era levá-la à loucura com aquele “joguinho”. Ela riu-se e ele deu-lhe um leve beijo nos lábios. Ao soltar-se dele, reparou que o robe estava totalmente aberto e que muito do seu corpo fica à vista. Tentou fechar.

- Que estás a fazer? Deixar estar… Gosto tanto de ver… - Brinca ele.

- Tu hoje estás de mais Zayn! – Exclama ela entre risos. - Andaste a beber ou assim?

Zayn atirou-se ao sofá sem lhe responder e ela, já com o robe apertado, chegou-se à beira dele, ficando a apreciá-lo ali de olhos fechados como se estivesse estafado. Ela esboçou um sorriso e tornou-se mais malandra: sentou-se de pernas afastadas na anca dele massajando-lhe o peito. Ele abriu só um olho e ambos se riram. Então segurou-a, ficou sentado, desapertou-lhe o robe, levou-lhe as fortes mãos à cintura e posicionou-a em cima do seu “zaynezinho”. Sofia beijou-o arrebatadamente pegando-lhe nas mãos e segurando-as contra o sofá, enquanto movia a anca lentamente sobre o colo do rapaz. Depois continuaram a trocar olhares, o calor a chegar, ele tirou-lhe o robe, trocaram algumas palavras, ela levantou-se e puxou-o até ao seu quarto.

Seriam umas 2h da manhã quando Gina chegou a casa. Louis e Lúcia estavam, ao que parecia a acabar de chegar. Os dois pombinhos estavam cheios de fome e, por isso, estavam a atacar a cozinha.

- E a Sofia? Já está a dormir? – Pergunta Gina surpreendida. Sabia perfeitamente que ela não era menina de se deitar antes das 3h ao fim de semana.

- Não sei. Quando cheguei as luzes da sala estavam a acesas e não estava ninguém na sala. Devia estar com tanto sono que até das luzes se esqueceu. Ou então foi fazer alguma coisa ao quarto e acabou por adormecer.

- É… Deve ter sido isso. – Concorda Louis com a namorada.

- Ahm… Ok.

- E o Bruno Mars ao vivo? É gatito?

- Não o vi.

Louis e Lúcia entreolharam-se imaginando que talvez ela e Harry…

- Mas porquê? Pode-se saber? – Questionou Lúcia.

- Não havia bilhetes.

- E o que andaste a fazer até esta hora então? – Pergunta Louis.

- Erm… Andei por aí. A ver a cidade à noite.

- Foi só isso mesmo? – Insiste Lúcia.

- Foi.

- E não viste por lá o Harry? – Perguntou Louis.

- Vi… infelizmente.

- És mesmo má para o rapaz! - Constata Lúcia.

- Eu? Má? Pff… Eu vou para a cama mas é. Estou cheia de sono! – Informa a rapariga bocejando. – Até amanhã.

Ao passar pela sala, a morena deu conta do robe de Sofia no chão. Muito estranho tudo aquilo… Luzes ligadas, robe no chão, não era costume da amiga. Pegou no robe e dirigiu-se ao quarto dela, porém viu a porta fechada. Assim sendo só podia estar mesmo a dormir. Achou melhor não incomodar e deixou o robe engalhado na maçaneta da porta, indo de seguida dormir.

- Temos de ajudar aqueles dois a arranjarem-se. Dar um empurrãozinho, entendes? – Sugere Louis à namorada, que estava com a cabeça deitada sobre o seu colo, no sofá.

- Por acaso já tinha pensado no mesmo, mas não me surgem ideias nenhumas. Ela é super complicada!

- O Harry gosta mesmo dela… Vejo-o a sofrer tanto…

- Pois, coitadinho. Mas a Gina também gosta dele. Eu sei que gosta. Vamos pensar em alguma coisa para se pôr em prática. Até ao Natal aqueles dois têm de estar juntos!

- Hum… Somos tão marotos!

E assim os dois se beijam como casal apaixonado que eram.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.