Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 24
Capítulo 24


Notas iniciais do capítulo

ANTES DE LER, ACONSELHO A QUE VEJAM ISTO, PARA QUE POSSAM ENTENDER MELHOR O FINAL DA HISTÓRIA E NÃO PENSAREM QUE A GINA É UMA MALUQUINHA QUE SE LEMBROU DE DIZER ALGO DE REPENTE. SÃO INFLUÊNCIAS DESTE MENINO DE QUEM ELA É FÃ: http://www.youtube.com/watch?v=xJxBhKl9qSg&list=UU2XYxNzagU-XDTPrMS0JxeA&index=9&feature=plpp_video --> grande Nurb!
Atentem do minuto 3:48 ao minuto 3:51 ;)




Os dois amigos chegaram ao andar das suas amigas e cada um se dirigiu à respetiva porta, mostrando um pouco de nervosismo. Mas Liam ainda aparentava mais nervosismo, pelo que Louis reparou.

– Que se passa Liam? Pareces nervoso…

– Nada, está tudo bem. – Força Liam um sorriso para o amigo. - É impressão tua.

Entretanto Danielle abre a porta a Liam.

– Olá! – Cumprimenta-os Danielle. – Vieram os dois visitar-me?

– Eu por acaso vim ter com a Lúcia. Uma surpresinha! – Responde-lhe Louis entusiasmado.

– Mas estás com azar, elas não estão. Mas queres entrar?

– Oh, não deixa estar. Eu vou andando, então. Até logo Liam. Xau Danielle. – Despede-se Louis muito desiludido, indo-se embora.

Fez-se silêncio. Liam e Danielle não diziam uma palavra.

– Rhm, entra.

Os dois avançam para o quarto de Danielle pois Kelly estava na sala e eles precisavam de falar a sós.

– Danielle, eu não quero perder a tua amizade!

– Liam, eu percebo o porquê de fazeres o que fizeste. Estavas frágil, recordaste a dor que tinhas tido… E tu nunca vais perder a minha amizade. Sabes que eu gosto demasiado de ti para deixar de ser tua amiga. – Explica-lhe ela virando o olhar para o chão.

Danielle sentiu-se envergonhada com o que disse. No fundo os seus sentimentos por Liam tinham mudado depois dos últimos acontecimentos entre eles os dois. Não quis falar a Liam dos seus verdadeiros sentimentos porque achava que ele só a via mesmo como uma amiga, e servia como prova disso o que ele lhe tinha dito no inicio da conversa “eu não quero perder a tua amizade”.

– Eu não quero que penses que eu vou voltar aos velhos tempos de depressão. Sim eu senti-me frágil, mas foi do momento, daquele choque de voltar a vê-la.

– Tens a certeza que vais suportar vê-la praticamente todos os dias?

– Eu não sei… Mas acredita em mim, eu não vou mais sofrer por ela.


Louis estava prestes a entrar no seu carro, que tinha estacionado a poucos metros do prédio das raparigas, quando ao longe avista Lúcia e Gina a chegarem. A felicidade e o nervosismo voltaram a percorre-lo.

– Louis! – Chama-o Lúcia enquanto se dirige a ele. – Que fazes por aqui?

– Eu vim falar contigo, mas não estavas e eu ia embora quando te vi.

– E olhei para o lado e vi uma bela princesa a caminhar… - Goza Gina com Louis olhando para o céu imitando o olhar de alguém apaixonado.

– Que gracinha, estúpida… - Diz Lúcia aborrecida e envergonhada com o comentário de Gina. – E o que é que me querias Lou?

–Queria convidar-te para uma festa em que eu vou ser o Dj. Eu e o Malik. É no 93 Feet East, no dia 19, sexta-feira.

– Ah! É no dia em que a Gina faz anos!

– Shhhh! – Manda-a calar. Gina não queria que soubessem que ela ia fazer anos.

– Fixe! Vou parar a festa para todos te cantarem os parabéns.

Gina solta uma gargalhada sarcástica.

– Eu já te disse que ia por acaso?

– Claro que vais, nem venhas! – Resmunga Lúcia.

– Mas não é para me cantarem os parabéns! Eu nem queria que soubessem que eu fazia anos.

– Pois, mas agora eu sei, e vou já contar ao Harry. – Louis dá um beijo a cada uma delas, despedindo-se, rindo-se da cara de pânico de Gina.

– Espera, não vás já. – Pede Lúcia.

– E eu vou para cima, vou ligar à minha mãe. – Brinca Gina para não ter de ficar a fazer de tocha olímpica.

– Estúpida… - Sussurra Lúcia, porque não gostava quando Gina a deixava.

– Então, pediste-me para ficar…

– Já estava com saudades tuas… - Ao dizer isto, Lúcia cora.

– Eu também.

Ambos sorriram, ficaram a olhar-se durante algum tempo. Notava-se que gostavam um do outro, mas nenhum, ainda, tinha coragem suficiente para dar o passo seguinte.


Gina entrou em casa e atirou-se para o sofá. De repente lembra-se de ir à janela ver o que Lúcia e Louis estavam a fazer. Eles os dois estavam prestes a beijarem-se e ela, abrindo a janela, grita em português:

– Ó boi, está a fazer o quê?!




Notas finais do capítulo

Espero que tenham gostado e que tenham entendido que a Gina fez o que fez de propósito. Apenas para atrapalhar ;)



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.