Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 150
Capítulo 150


Notas iniciais do capítulo

Aqui mais um capítulo :)




Poucas notícias de Raquel chegavam aos amigos. Já duas semanas se tinham passado desde que ela se aventurara. Só de vez em quando alguém a encontrava no Skype. Ela entretanto já tinha telemóvel, mas as chamadas para o extrangeiro eram um balúrdio! Dessa forma, as nvidades eram escassas. Apenas se sabia que ela endava contente, a cumprir um sonho!

O grupo de amigos, entretanto, começava com as duas longas semanas de exames finais. Uns a seguir aos outros, todos os dias havia quem tivesse um exame. Finalmente se via o grupo parado, sem festas, saídas ou convívios na casa uns dos outros. Todos se mostravam muito empenhados, menos Zayn. Já há algum tempo que ele se queixava que não era bem aquilo que ele queria. Gostava sim de representar, tal como fizera nos seus tempos de ensino básico, mas já não sabia se era bem aquilo que queria para o futuro. Era por isso que andava desmotivado. Tinha até encasquetado que não queria saber de passar nos exames porque no ano seguinte começaria tudo de novo, num outro curso. Se o pai descobrisse essa sua rebeldia…

Gina e Harry andavam finalmente descansados. Caroline já não os incomodaria mais. Mesmo tendo ele se abstido de a denunciar pelo rapto, Caroline tinha sido afastada da vida quotidiana por apresentar distúrbios psíquicos. Após ter sido detida, com o passar do tempo a inglesa ia mostrando alguns sinais anormais. Foi por isso que chamaram um psiquiatra que depois de alguns minutos com Caroline lhe diagnosticou princípios de esquizofrenia. Chamados os familiares à esquadra, pelo que se viria a saber, a rapariga acabou por ser internada numa clínica psiquiátrica por alguns meses.

Mónica e Josh andavam cada vez mais juntos. O rapaz, tal como Zayn, pouco interessado nos estudos, por apenas ser obrigado pelos pais a tirar gestão empresarial, só conseguia pensar nela. Por muito que ela o incentivasse a pegar nos livros, após cada uma das muitas chamadas telefónicas, ele acabava sempre por pegar no comando da PlayStation ou nas baquetas. No entanto, quase todos os dias à noite, ia a casa de Mónica. Débora já gozava com a situação fazendo piadinhas sobre os dois, mas Mónica não gostava nada. Ainda pensava em Dylan e sentia a sua falta. A prima tentava fazê-la ver que a vida continuava e que ela ainda era jovem, tendo um longo percurso pela sua frente… e que Josh poderia ser a pessoa certa para a acompanhar nesse percurso. Mas era escusado. Era complicado para ela esquecer de um dia para o outro um amor como o de Dylan.

-x-x-x-

No dia seguinte, Lúcia tinha exame e, como combinado, ela andava a estudar com o seu colega de turma Tom. Louis sabia disso e, em casa, não conseguia controlar-se no seu estudo. A verdade é que depois do que vira em Portugal, ficara um pouco inseguro. Queria dar liberdade à namorada e mostrar-lhe que confiava nela, mas sentia também que precisava de cuidá-la e marcar presença. Foi assim que decidiu fazer-lhe uma visitinha a meio da tarde.

Entretanto, na casa das portuguesas, Lúcia, Tom, Sofia e Harry, que estudavam a pares, tinham feito uma breve pausa para o lanche. Nessa altura chegou Louis. Sofia abriu-lhe a porta e conduziu-o à cozinha onde veio a encontrar, às gargalhadas, a namorada com o colega de turma, visto que Harry tinha ido à casa de banho. Naturalmente, sentiu-se ciumento, mas a portuguesa dos cabelos lisos, ao vê-lo teve uma reação que o viria a deixar mais descontraído. Um abraço e um beijo de quem amamos cura qualquer coisa.

- O que vieste cá fazer?

- Visitar a minha namorada. – Responde frisando bem o “minha”. – Não posso?

- Claro que podes.

- Sim Louis… Visitar, sei. – Goza Sofia que se apercebera dos ciúmes do amigo.

- E o Harry? – Pergunta ele tentando desviar o assunto. – Está com a Gina?

- Estou aqui. – Chega ele da casa de banho. – A Gina foi trabalhar para o Zoo.

- Ela não tem exame amanhã também?

- Tem, mas ela estudou de manhã e deve estudar mais alguma coisa quando chegar. – Explica Lúcia.

- E tu Louis? Que vieste cá fazer? Atrapalhar a Lú?

- Eu acho que foi mais por “saudades”. – Insinua Sofia apontando Tom com um gesto da cabeça.

- Ah, pois. Estou a ver… Estás com ciúmes Boo Bear?

- Eu? Ciúmes? Vocês… Já não posso visitar a minha namorada?

- Podes. Eles é que são uns invejosos! – Conforta-o Lúcia. – Mas eu tenho de estudar fofinho. Tenho o Tom aqui. Podes lanchar connosco e depois tens de ir embora.

- Não se prendam por mim. Se quiseres vou-me embora Lú. Já não falta assim tanta coisa.

- Não. Eu não percebo muito bem esta parte. Juntos pode ser que nos safemos melhor.

- Como queiras.

- Ó Louis, e o Zayn por onde anda? Mandei-lhe uma mensagem há meia hora e nada… - Questiona Sofia.

- Eu acho que ele saiu com o Danny.

- Ai… Desde que o Danny chegou a Londres, o Zayn não pára em casa.

- Isso também são ciúmes? - Vinga-se Louis.

- Não. Mas ele precisa de estudar. Já viste a desgraça das notas dele?

- Relaxa Sofia. Não é ele que quer mudar de curso? Então não importa… - Interfere a namorada de Louis.

- Tu tens é medo que o Danny venha para cá ressuscitar o Zayn mulherengo. - Continua Louis.

- Não! O Danny prometeu-me que não.

- Pois sim… - Continua Louis a provocar.

- Vais ver que às tantas foram fazer mais uma tatuagem. – Sugere Lúcia.

- Hum… É possível. E estudar? Já acabaste de comer Harreh?

- Já, já. Vamos lá.

- Tu também já acabaste Tom?

- Já, Lúcia.

- Então vamos. Louis, logo falamos. – Sai ela da cozinha dando um beijo na testa do namorado.

-x-x-x-

Entretanto os dias iam passando, os exames, piores ou melhores, estavam feitos, e as férias aproximavam-se. Os primeiros a partir em viagem foram Louis, Lúcia e Sofia, em direção a Portugal. Zayn não foi com a namorada porque quis ficar mais algum tempo com o melhor amigo, indo até Bradford uns dias. Era melhor assim para que Sofia passasse algum tempo cem por cento dedicada a matar as saudades da família, porque quando Zayn fosse para Portugal, iriam finalmente conhecer a casa de férias do pai dele, onde iriam ficar. Liam e Danielle também partiram para Wolverhampton no mesmo dia. Permaneceriam cerca de quatro semanas, altura em que partiriam para Nova Iorque para visitarem Kelly. Harry e Gina começariam as férias só no final da semana. Ela tinha de acabar o trabalho no Jardim Zoológico. Depois, finalmente, iriam até Holmes Champel para conhecer a família dele.

Mónica não queria grandes férias. Não estava disposta para isso após ainda tão pouco tempo da morte do namorado. Por muito que não transmitisse isso, por dentro ela ainda sentia falta dele, sofria com isso. Aos poucos e poucos ia aceitando a dura realidade da vida, mas sabia que nunca o esqueceria por completo. Por isso, queria passar uns tempos com os pais. Josh ia ficar por Londres. Não conseguia pensar na possibilidade de ficar longe dela, até porque sentia que ela também não queria isso, mesmo não o dizendo. Realmente, Mónica sentia-se protegida ao lado dele. Mesmo Débora e Sofia já lhe tinham dito que, perto dele, Mónica transformava-se. No entanto, os amigos, mesmo aceitando a decisão deles de ficarem por Inglaterra todo o Verão, fizeram-lhes prometer que em Agosto iriam a Portugal. Acabariam lá as férias para todo o grupo de amigos, na casa de férias da família Malik.

Niall e Débora conservar-se-iam em Londres até à segunda fase de exames. Débora temia que, devido às gravações, as notas não fossem como ela desejava. Já a Niall, um dos exames correra-lhe muito mal. Não tinha feito quase nada e de certeza que a nota seria horrível! Por isso já se andava a preparar para a segunda fase. Depois logo se via para onde iriam.

-x-x-x-

No dia em que Harry e Gina iam viajar para Holmes Chapel faziam 6 meses de namoro (uns longos e complicados 6 meses).

Ele já andava a pensar no que lhe dar há uns dias, e, surpreendemente, Gina também. Decidiram trocar os presentes quando estivessem em Holmes Chapel pois a prenda para Gina estava lá.

Assim que chegaram, Anne, mãe de Harry, encheu-o de beijos. Ambos estavam cheios de saudades. Quando Harry apresentou a namorada à família, Anne reparou que ela não falava muito, era completamente diferente das outras namoradas do filho. No entanto, à medida que a tarde ia passando, Gina já estava mais à vontade. Gemma, a irmã de Harry, também gostou da morena, até porque ambas partilhavam a mesma vocação: estudavam na mesma área, Biologia.

Para o jantar, Robin, o padrasto de Harry, Liam, o namorado de Gemma e Harry preparavam o churrasco, enquanto que Anne e Gemma mostravam a Gina as fotos de família.

Já depois do jantar e depois de todos se irem deitar, Gina e Harry deitaram-se no jardim a olhar para o céu quase a dormir, até que ele se lembrou dos presentes. Harry teve de o ir buscar à garagem e Gina ao quarto em que ia ficar.

- O que é que tens aí para precisares de uma caixa tão grande, Harry?

- Não te preocupes que não é a minha pila que está aqui dentro.

Ela riu-se.

- Toma, abre.

- Oh meu Deus! Que fofo! Nem acredito que me deste um cão! Acabaste de ganhar o título de melhor namorado de sempre.

- Só agora é que ganhei esse título?

- Hum, sim. Como é que se chama?

- Não tem nome. És tu que tens de o escolher.

- Aww... Vamos chamar-lhe... Ginger!

- Por ele ser meio ruivo?

- Sim.

- Muito original.

- Fala aquele que chamou ao seu hamster “Hamster”...

- E o que é que tu tens para mim?

- Super discreto a mudar de assunto. Está ali na mesa, podes ir lá buscar.

- O que é que sairá daqui?

- Umas cuecas com um elefante na frente.

- O quê?!

- Anda cá que eu abro a prenda contigo, já que não tens a capacidade de fazer isso sozinho...

Eles abriram a saca e lá dentro estava um gorro que Harry tinha visto numa loja um outro dia. No fundo da saca estava uma caixinha. Ele abriu-a e lá estavam dois colares em forma de puzzle.

- Estou bastante surpreendido. Quando é que te tornaste amorosa e fofa?

- Ouh, vê lá se queres saltar de um avião outra vez, só que desta vez sem paraquedas...



Notas finais do capítulo

Começaram as férias deles! Este capítulo serve como que para introduzir a nova fase da história. Muitas aventuras ainda os esperam... ;)
Novo capítulo talvez domingo :)



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.