Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 15
Capítulo 15


Notas iniciais do capítulo

*.*




Danielle passou a tarde toda a preparar a sua festa. Com a ajuda de Kelly conseguiram criar um bom ambiente naquela casa.

Eram 19.30h, e Lúcia não conseguia decidir que roupa vestir, enquanto que as outras duas já estavam prontas.

- Levo este ou este? – Pergunta Lúcia às amigas olhando para dois vestidos que tinha na mão.

- Leva este. – Diz Sofia apontando para o vestido turquesa.

- Mas esse faz-me gorda. – Replica Lúcia.

- Então leva o outro! – Soluciona Gina.

- Mas fica-me muito grande…

Sofia e Gina entreolham-se e riem-se da figura da sua amiga. Lúcia senta-se na cama desanimada. Louis estava quase a chegar e ela ainda não estava pronta.

- Olha, é assim, eu gosto mais do turquesa, por isso vais levar o turquesa! – Exclama Gina. – Tens 5 min. para estar pronta, estamos à tua espera na sala!

- Mas e se eu levar aquele…

- Não! – Exclamam Gina e Sofia.

- Levas o turquesa e acabou-se a conversa. – Diz Sofia batendo a porta do quarto.


Entretanto Louis e os 4 rapazes tinham chegado à entrada do prédio das raparigas.

- Como é que eu estou? O meu cabelo está bem? Exagerei no perfume? – Pergunta Louis nervoso.

Os rapazes riem-se e Liam responde-lhe, fazendo uma careta:

- Por acaso, acho que se sente o teu perfume em França.

A gargalhada volta a soar. Mas por fim, Harry descansa o amigo:

- Estás bem Loueh. Agora vamos subir.


Ao chegarem à porta de Danielle e Kelly, a porta das raparigas portuguesas abre-se. O coração de Louis disparou. Como não viu Lúcia, logo perguntou por ela.

- Ainda não chegou. Sabes como é, muitos pretendentes. – Goza Gina.

Todos se riem e Louis fica sem reação.

- Calma, não é nada disso Louis. – Acalma-o Sofia.

- A Cinderela está só a acabar de calçar os sapatinhos. – Volta Gina a gozar, fazendo todos rir novamente.

- Entra e espera por ela. – Convida Sofia.

- Vá lá garanhão! – Diz Harry dando uma sapatada no cú de Louis.

E com isto, os restantes entram na casa de Danielle.

- A festa pode começar, porque nós chegamos! – Anuncia Liam muito animado, sorrindo e piscando o olho a Danielle.

As raparigas logo se prontificaram a ajudar nos últimos pormenores enquanto que os rapazes se viram uns ao sofá, atirando-se loucamente, outros, como Niall, à comida.


Quando Lúcia entra na sala, muito apressada, procurando o telemóvel e perguntando a si própria onde o tinha posto viu Louis e corou.

- Ai, já estás aqui?

- Elas disseram-me para te esperar cá dentro.

- Eu não me demoro muito. – Diz-lhe ela, correndo para o quarto soltando um enorme suspiro.

- Não te preocupes que eu não saio daqui sem ti. – Lúcia ouve-o gritando.

Ganhando coragem finalmente e constatando que o telemóvel estava afinal em cima da cama, Lúcia dirige-se à sala.

- Já te vi há bocado, mas não tive oportunidade de te dizer isto: Uau!

Lúcia corou mais uma vez e sorriu sem saber o que dizer.

- Vamos?

Os dois, meio embaraçados, fazem-se ao caminho.


Na festa todos de estavam a divertir a dançar ao som de música bem alta. Nisto, ouve-se a campainha tocar. Kelly manda baixar o volume ficando preocupada. Tanto ela como Danielle estavam certas de que era algum vizinho mal-humorado que não tinha nada melhor para fazer do que estragar a festa a quem se queria divertir.

- Deixem lá meninas, eu vou lá tratar do assunto. – Disponibiliza-se Liam com um ar responsável.

Ele abre a porta e vê um velho, baixinho, gordinho, com uns óculos redondos na ponta do nariz, com pouco cabelo e com uma aparência carrancuda.

- O menino sabe por acaso que horas são? – Pergunta o homem muito chateado.

- E então e o senhor acha que isto são horas de se bater à porta das pessoas só para se perguntar as horas? – Questiona Liam agindo naturalmente mostrando-se revoltado com a pergunta do homem.

De dentro ouve-se duas sonoras gargalhadas de Harry e Zayn, juntamente com os risos dos restantes.

- O menino deixe de ser insolente! – Irrita-se o homem.

- Ai eu é que sou insolente? O senhor que vem bater à porta das outras pessoas a horas indecentes só para perguntar as horas e eu é que sou insolente?

Niall afasta o amigo e começa:

- Deixe lá o meu amigo, ele é um bocadinho antipático. São precisamente onze e quarenta e cinco.

- O menino está a gozar comigo? Eu sei perfeitamente que horas são.

- Então se sabe porque veio incomodar-nos para perguntar as horas?

O homem já estava a ficar vermelho de nervos quando intervém Danielle:

- Desculpe, Mr. Fitzenpatrick pelo incómodo que lhe causamos e pela insolência dos meus amigos. Já sabe como é: malta nova, beberam um bocadinho a mais e depois não sabem o que fazem. Fique descansado que não o incomodamos mais.

- Desta vez passa menina Peazer. Mas para a próxima chamo a polícia! – Ameaça o velho homem indo-se embora.

Danielle olha para os amigos zangada, mas lembrando-se das ceninhas de Liam e Niall, ri-se, fazendo todos acompanhá-la.

- Pois. Mas e sem música o que vamos fazer agora? – Questiona Zayn.

Ouve-se novamente a campainha.

- Será novamente o homem? O que quererá desta vez?

Gina, corre para abrir.

- Oh! Os pombinhos já chegaram!

Os dois entram, ignorando o comentário de Gina, e Louis surpreendido com o fraco ambiente naquela casa pergunta:

- Então pessoal, não se faz nada por aqui?

- Tivemos que desligar a música porque um vizinho já se veio queixar… - Lamenta-se Kelly.

- E vão ficar aqui feitos mongas? Eu não quero ir já para casa! – Queixa-se Lúcia.

- Ainda tens comida Danielle? – Pergunta Niall, fazendo Harry rir-se. – Já estou com um fomeca.

- Oh Niall, acabaste de comer! – Constata Sofia rindo-se.

- Tu ainda não o conheces? Por ele esta era a única coisa que fazia na vida. – Comenta Liam.

- Mas ok, e o que é que vamos fazer? – Questiona Gina.

- Isto pode parecer um bocado estúpido, mas, e se jogássemos ao verdade e consequência? – Sugere Sofia com um pouco de receio da resposta dos amigos.

- Eu sou o primeiro! – Exclama Zayn.

Todos se sentam à volta da mesa e Zayn começa:

- Sofia, verdade ou consequência?

- Porque é que eu tinha um feeling que ia ser a primeira? – Ela aguarda por uma resposta mas apenas obtém sorrisos malandros. – Verdade.

- É verdade que quando voltaste para Portugal nunca pensaste em mim?

- É verdade! – Responde firmemente Sofia olhando para Zayn que estava com um aspecto surpreso. – Agora sou eu a perguntar… Harry.

E assim o jogo continuou ao longo de algumas horas, com algumas consequências engraçadas e embaraçosas.

Quando já estavam fartos do jogo, Kelly sugeriu verem um filme de terror. Ao longo do filme, Zayn e Niall acabam por adormecer encostados um ao outro. Num momento mais assustador do filme, Gina assusta-se e, sem dar por isso, acaba por abraçar-se a Harry. Quando deu conta do que acabara de fazer, sentiu-se constrangida, largando-o de imediato.

Com aquela reação de Gina, Harry sentiu algo que não sabia explicar. Era tudo o que ele queria, tê-la nos seus braços. Com isto ganhou coragem e sussurrou-lhe, entrelaçando-a nos seus braços:

- Deixa te estar.  

- Eu vou fazer mais pipocas. – Anuncia Danielle.

- Espera, eu vou contigo. – Diz Liam. 




Notas finais do capítulo

Espero que gostem :)



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.