Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 104
Capítulo 104





No dia seguinte de manhã, quando os rapazes que tinham aulas de manhã se levantaram para tal, surpreenderam-se ao chegar à cozinha e ver a mesa do pequeno-almoço posta. Eleanor dera-se ao trabalho de preparar um pequeno-almoço tipicamente inglês para os rapazes começarem bem o dia.

- Wow! A sério Eleanor? – Surpreende-se Zayn ao entrar na cozinha.

- Já nos estás a habituar mal… E o Niall vai ficar com saudades tuas quando fores embora. – Brinca Liam.

- Mesmo! Não queres vir cá fazer isto todos os dias? – Concorda Niall.

Ela sorria.

- Não se habituem mal. Isto é só porque vou cá estar dois dias.

- Hum… Agora fora de brincadeiras. Está tudo perfeito. Obrigado Eleanor. – Agradece Liam.

- De nada.

-x-x-x-

Quando Liam chegou à universidade viu, de longe, Danielle sentada no bar. Decidiu ir dar os bons dias à amiga. Haveria melhor forma de começar o dia do que sentindo o cheiro da rapariga que amava ao lhe dar um beijo na face? Por enquanto teria de ser assim. Quem sabe um dia o beijo passava a ser algo mais ousado, como os de Gina e Harry, ou os de Zayn e Sofia e até mesmo os de Louis e Lúcia num passado ainda recente. No entanto ainda não tinha coragem, não sentia que fosse o momento certo para admitir tudo e entregar-se. Só que no momento em que ia a chegar à beira dela aparece Josh com o pequeno-almoço para ele e para ela. Não conseguia evitar ter ciúmes do rapaz. Por muito que ele até parece ser bom moço, Liam invejava o facto de ele poder ter mais hipóteses de Danielle olhar para ele. Afinal, Liam era o melhor amigo dela. Paixão do melhor amigo, não é algo de que se esteja à espera. Ainda assim, continuou a caminhar em direção a eles.

- Liam! – Entusiasmou-se logo ela ao ver o amigo aproximar-se dela.

Ele chegou a beira dela e baixou-se para lhe beijar a testa.

- Tudo bem linda?

- Tudo. – Respondeu ela com um grande sorriso.

- Olá Josh. – Cumprimentou ainda.

- Olá. Queres sentar-te connosco?

- Posso sentar-me.

- Não vais comer nada? – Questiona a rapariga.

- Não, obrigado. A nossa hóspede lá de casa fez-nos um pequeno-almoço digno de rei.

- Ah? Hóspede?

Liam explicou toda a história. Ela preocupou-se com Lúcia.

- Quando a Lúcia souber… Coitada. Eu estava com fé que eles pudessem voltar, mas assim já não sei.

- Eu conheço o Louis há já alguns anos e posso dizer-vos que nunca o vi tão apaixonado como ele andava pela Lúcia. Não me parece que ele a tenha esquecido. Essa rapariga deve ser apenas uma velha amiga a quem ele está a fazer um favor. – Sugere Josh.

- Pois, não sei. Espero que sim, pela Lúcia. – Preocupa-se a amiga.

- Eu tenho a certeza de que eles vão voltar. Só agora que me mudei lá para casa é que tive oportunidade de a conhecer mas achei-a bem fixe. E quando ela fala do Louis os olhos dela brilham.

- Eles sempre se adoraram. Agora é que estão com este problemazinho, mas também tenho fé que se resolva.

- A história deles faz-me lembrar o filme que vimos ontem à noite, Josh, lembras-te?

- Por acaso… É parecida.

Os dois amigos começaram a falar da noite anterior e a contar a Liam as cenas que um e outro faziam. O rapaz tentava disfarçar o interesse, mas na realidade não estava a gostar nada da aproximação daqueles dois.

- Bem, eu tenho aula agora. – Acaba por interromper o rapaz de Wolverhampton. – Tu também tens, não tens Danielle?

- Ah, pois é. Não é que apeteça, mas tem de ser.

- Eu também tenho. Eu acompanho-vos.

-x-x-x-

Naquela noite, Gina e Sofia preparavam-se para fazerem o que estava combinado. Lúcia preferiu ficar em casa sozinha ao invés de ir para a casa de Danielle. Então, as duas portuguesas, apanharam um táxi e antes de seguir caminho para a casa dos rapazes, pararam numa pastelaria onde compraram uma tarte que parecia deliciosa. Quando chegaram e tocaram à campainha, Louis abriu-lhes a porta.

- Olha elas…

- Olá Louis. – Cumprimentaram em uníssono.

A Niall, que ia a passar no corredor, pareceu ouvir a voz da melhor amiga. Voltou atrás e constatou que não estava enganado.

- Meninas! Vieram visitar-nos? – Surpreende-se ele.

- Mais ou menos. – Explica Sofia aproximando-se dele para lhe dar um abraço com um único braço, visto que o outro carregava a tarte. – Na verdade viemos jantar cá.

- Que engraçado, as cabeças ocas do Zayn e do Harry não nos avisaram de nada. – Diz-lhes Louis.

- É natural. – Continua Sofia entregando a tarte a Niall que logo tentou espreitar para dentro da caixa ver do que se tratava.

- Eles não sabiam. – Explica-se a outra.

Enquanto iam falando com eles, elas dirigiam-se para a sala. Em casa deles já se sentiam como na própria casa.

Quando entraram na sala, os olhos das duas raparigas procuram em primeiro lugar a nova hóspede que as matava de curiosidade. Harry e Gina já tinham estado juntos essa tarde, mas muito pouco tinham falado porque ela estava atrasada para a aula. Foi só um beijo e uma troca rápida de palavras. Já Zayn e Sofia, ainda só tinham falado por mensagens e provavelmente só falariam por chamada à hora de deitar. Assim sendo, elas ainda nada sabiam sobre ela. E ali a viram, sentada à beira de Zayn, com quem mantinha, aliás, uma conversa bastante animada em que ele mostrava bastante interesse. Sofia prometeu a si mesmo que se controlaria. Harry, sentado noutro sofá, prestava atenção à mesma conversa, rindo-se. Mas quando viu Gina, logo se levantou.

- Gininha!

Ambos caminharam ao encontro um do outro e ele beijou-a.

- Já te disse que te amo, hoje?

Os olhos do rapaz brilharam ao ouvir aquilo.

- Não. – Responde ele, amarrando-a para a beijar.

- Pois, não gosto de falsidade.

- Todos se riram, inclusive ela, que tentava esconder o riso.

- Ai é? Ora anda cá então para vermos se isso é assim tão falso. – Diz-lhe numa voz rouca ele aproximando-se lentamente, acabando por beijá-la desvairadamente ali, em frente a todos.

Já Zayn, só se alertou com as visitas quando Harry se levantou. Aí olhou para a entrada e viu a namorada, sorrindo automaticamente. Era certo que o bichinho de mulherengo ainda estava dentro dele e que a beleza de Eleanor o despertara, mas ele amava verdadeiramente Sofia. Aquele sorriso era a prova disso. Ela respondeu-lhe da mesma forma e não hesitou em aproximar-se dele. Com ela a chegar à sua beira, levantou-se e cumprimentaram-se com um beijo e algumas palavras que mais ninguém ouviu. Depois de se rirem com o sucedido entre o outro casal Sofia sentou-se no braço do sofá à beira do namorado e ele apresentou-a a Eleanor. Depois, quando Gina se sentou com Harry, Zayn fez questão de preceder às mesmas apresentações.

- E então andas a passear, é? – Pergunta Zayn à namorada, à parte da conversa dos outros.

- Não é bem passear. Vim jantar à casa do meu namorado. Não posso?

- Gostei da ideia.

- É, acho que me vou convidar mais vezes.

- E eu acho muito bem. – Concorda, esticando o pescoço e fazendo biquinho como pedindo um beijo à namorada que se encontrava sentada a um nível superior ao dele. Ela respondeu e aproveitou para lhe pedir ao ouvido para irem para outro sítio. Ele sorriu e acedeu ao pedido dela. Levantaram-se, ele pegou no maço de tabaco e no isqueiro e foram para a varanda.

- E pronto, basicamente é isto que acontece quando tens amigos que namoram e as namoradas chegam… Uns namoram para um lado, outros para outro e tu ficas aqui feito nhónhó sem nada para fazer, um pouco constrangido, e a sentires a cera a derreter… - Comenta Niall com Eleanor, saindo do sofá onde estavam Gina e Harry, para ocupar o lugar de Zayn.

Louis e a ex-namorada riram.

- Hey! Ouvi essa. – Resigna-se Gina.

Niall piscou-lhe o olho.

- Daqui a bocado vamos os três para a cozinha preparar o jantar. É que pelos outros dois… esquece! Bem que não comemos hoje. – Comenta Louis.

- E o Liam? – Questiona Gina.

- Tinha acabado de avisar que ia tomar banho pouquíssimo antes de vocês chegarem. – Explica-lhe o namorado.

- Não é por nada, mas porque não vamos fazer o jantar como disse o Louis e deixamos o casalinho mais à vontade? – Sugere Eleanor.

- Não se incomodem connosco. – Pede Gina.

- É, é… Incomodem-se sim. Ide lá, ide! – Despacha-os Harry, rindo.

Os amigos obedeceram de bom grado. Depois, Louis disse-lhe para entrarem calmamente na cozinha sem fazer barulho. Niall percebeu logo o que o amigo tinha em mente. A rapariga estranhou mas fez a vontade. Os dois rapazes, caminharam lentamente para a porta de vidro que dava acesso à varanda e puseram-se dali a observar o casalinho lá fora enquanto trocavam um beijo, estando Zayn encostado à parede com o corpo da namorada colado ao seu por entre os seus braços, conservando ele as mãos no rabo dela.

Eleanor ria-se com as ceninhas de Niall e Louis que combinavam por gestos o que fazer para atrapalhar o momento. No instante seguinte, os dois malandros dispararam a bater na porta de vidro feitos louquinhos.

O casal, envolvido no momento, parou de imediato. Sofia riu-se.

- Ide arranjar o que fazer, bando de desocupados! – Gritou-lhes Zayn.

- É melhor entrarmos. – Diz-lhe Sofia.

O rapaz protestou mas ela lá o conseguiu fazer entrar.

- Obrigadinho, ó totós. – Agradece ironicamente Zayn aos amigos ao passar pela cozinha com Sofia a puxar-lhe pela mão.

Na sala, Gina e Harry comentavam a preocupação acerca da relação de Louis e Lúcia. E agora com a Eleanor ali em Londres, na mesma casa de Louis… Gina lembrava-se de Lúcia lhe falar dela. Tinha sentido um choque quando Zayn lhe disse o nome dela. Temiam agora que Louis esquecesse Lúcia e ressuscitasse a paixão pela rapariga de Doncaster. O certo é que não podiam fazer nada. Dizer apenas o nome de Lúcia a ele era propício a que logo ficasse de fuças.

Entretanto chegaram Sofia e Zayn e o tema de conversa mudou.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.