Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 100
Capítulo 100


Notas iniciais do capítulo

Chegamos ao capítulo 100. Obrigada a todas(os) que nos acompanharam até aqui. Esperemos que continuem a acompanhar até ao fim (que não me parece que estava muito próximo).
Não estariamos a gostar tanto de escrever se não vos tivessemos como leitoras(es). Um enorme obrigado!




Já há algum tempo que os rapazes não tiravam uma noite para a borga entre amigos. Por isso, combinaram que sexta-feira deixariam as namoradas de lado e dedicar-se-iam a uma noite de vagabundagem. Só que depois do jantar nenhum deles estava com vontade de sair. A preguiça invadiu-os e preferiram fazer uma noite no quarto, deitados cada um na sua cama, a comer batatas fritas e a beber cerveja ou coca-cola.

- É pá, vocês já repararam no que as coisas mudaram do ano passado para este ano? Nem parece a mesma vida… - Desabafa Niall.

- Mesmo! – Concorda Zayn. – Ainda no outro dia falei disso com a Sofia. E o Harry foi o que mais mudou.

- Oh! Compreende-se. O Harry nem na universidade andava. Era um puto de 17 anos. – Defende Louis.

- Mas quando tu o ias buscar às vezes para sair connosco, ele era uma peça mais ou menos… - Diz ainda Zayn fazendo o rapaz de caracóis rir-se.

- Velhos tempos…

- Eiah Harry… Até parece que és muito velho. – Ironiza Niall.

- Esse gajo faz-se de santinho mas ele apanhava-as todas na noite.

- É Zayn… Toda a gente se lembra das apostas que tu e ele faziam… - Diz Liam.

- E desculpa lá Zayn, mas ele dava-te um baile do caracinhas! – Goza Louis.

Todos se riram.

- Isso é porque eu não tenho os caracolinhos para chamar a atenção delas, como ele. Elas só gostam dos caracóis… - Justifica-se.

Harry ria-se a ouvir os amigos falar.

- Sim, sim Zayn. Lembras-te daquela noite, já não me lembro em que discoteca foi, em que apostamos para ver quem conseguia mais números de gajas?

- Nessa eu ganhei-te! Eu lembro-me dessa!

- Pois, mas tu foste embora sozinho e o Harry foi muito bem acompanhado. – Goza o melhor amigo de Danielle.

- Com uma mãezinha… Quantos anos ela teria Harreh? Quarenta, não? – Goza Zayn.

- Eeeih… Que exagero! Já não me lembro mas devia andar pelos trinta e poucos.

- Tu e as mais velhas, ó Harry… - Lamenta Niall.

- Oh! Ela não se deitava fora. Isso não podeis negar. Tinha uns olhos…

Niall riu-se.

- Sim… Uns olhos… - Insinua ele fazendo gestos que davam a entender um peito feminino grande.

Todos se riram depois.

- Mas e onde ficou esse Harry mulherengo? O Harry que só olhava para gajas dos trinta para cima? Desde que começamos este ano letivo, nunca mais! – Instiga o namorado de Sofia.

- Amor… - Goza Liam.

- Desde que vi pela primeira vez a pessoa de quem eu gostava, acabou. É muito lindo, muito lindo andar-se por ai a gozar a vida, mas quando se conhece um sentimento verdadeiro não dá mais.

- Uh! Falas bonito, falas. – Admira-se o ex-namorado de Lúcia.

- Mas o Zayn também fala, fala, e o que ele era há um mês atrás e o que ele agora. – Infere Harry. – Não há uma conversa em que não entre o nome “Sofia”.

O muçulmano sorriu.

- Estou feliz, qual é a cena?

- Pois claro… Festa a toda a hora agora… - Goza Harry.

- A toda a hora também não…

- Exato… Dois tarados como vocês são… Nem sei quem é pior, se tu ou se ela… - Continua o colega de turma de Sofia.

- Pelo menos uma vez por semana…

- Vá… Vindo de ti pensava que era mesmo quase todos os dias… - Insinua o comilão do grupo.

- A sério que estais a falar da vida privada da rapariga na ausência dela? – Questiona Liam, sempre muito moralista.

- Olha tu cala-te que aquilo com a Raquel também havia de ser pouca festa… - Retorna Louis.

- Realmente… A Raquel também não é nada santinha… - Constata o namorado de Gina.

- Vocês não estão à espera que eu abra a minha boca em respeito a isso, pois não?

- Nem é preciso… Nós imaginamos. – Zayn responde. – Mas ó Harry, tu até podes ter estado à espera muito tempo pela Gina, mas agora que conseguiste conquistá-la já deves ter compensado…

Louis, que já sabia a resposta àquilo, logo tentou esconder o riso.

- Ri-te Louis, ri-te! – Manda-lhe Harry uma almofada. – Ele ri-se mas andou mais tempo com a Lúcia e nada também.

- Eu respeitei a opção dela. Não obrigo ninguém a fazer algo para o qual não está ainda preparada.

- E eu prefiro ir com calma. Custou-me tanto chegar até aqui, não vou estragar tudo agora.

- Eu compreendo… - Assente Zayn.- Quando estamos apaixonados somos capazes de tudo! Mesmo de mudar completamente. Assim como o Harry mudou.

- E tu! Tu também mudaste muito! – Acusa-o Niall.

- Pois é… Só o menino é que não tem tido ninguém nos últimos tempos… - Insinua o outro. - Conta lá ó irlandês pervertido, como vão as coisas ao nível de… tu sabes.

- Não tenho tempo para me preocupar com essas coisas. O meu tempo é dedicado a pensar em quem eu quero ter ao meu lado para o resto da minha vida e não em quem eu vou ter ao meu lado por umas horas.

- Ui, ui… - Goza Liam com Zayn. – Toma lá e embrulha. Boa resposta Niall.

Zayn deita a língua de fora para o amigo de Danielle e responde a Niall.

- Pois acho muito bem que assim seja. A minha loira merece um menino que a respeite! De outra forma não estavas aprovado por mim para ela.

- Até porque tu é que deves mandar… - Diz Niall para os seus botões.

- E já falaram tudo o que tinham a falar sobre esse assunto sem lógica? – Pergunta Liam.

- Deixa de ser cortes! – Atira Harry a sua última almofada a ele.

- É, daqui a bocado estão a descrever o que fazem e o que deixam de fazer… - Lamenta-se Liam.

Harry e Zayn picaram o olho um ao outro e o rapaz dos caracóis começou.

- Mas conta mais coisas Zayn… E então a Sofia?

Zayn começou a falar e o mais sensível dos rapazes atirou-lhes as almofadas que tinha, percebendo que eles estavam no gozo com ele.

- A Sofia que saiba o que andas para aí a dizer…

- Ela não se chateia. E eu também não disse nada de mais, ó Liam.

- Tu estás para aí a falar porque sabes que és o único no ativo… Mas todos lá chegaremos. Depois falamos… - Resigna-se Louis.

- Claro! Estou a gabar-me do que posso e enquanto posso. Mas agora a falar a sério, eu só estou na brincadeira convosco. Acho muito bem que esperem por elas. E ali o Liam… Santinho, santinho…

- Também acho que sim, também acho que sim… - Concorda o mais velho deles.

- Não queres contar mesmo nada, Liamzinho? – Aferroa Harry. – Assim o que a Raquel te fazia, nem nada?

- Ide todos plantar batatas mas é!

Todos se riram.

- Vamos a coisas sérias mas é… - Propõe Harry.

- Tipo o quê? – Pergunta Louis.

- Tipo… Já está na hora de perdoares a Lúcia, Boo Bear.

- Isso é que é assunto sério?

- Louis! Estamos a falar da rapariga de quem tu gostas!

O rapaz não falou mais.

- Não é por nada Harreh, mas acho que é melhor mudarmos o assunto. Não vamos estragar hoje a noite que estava até agora tão divertida. – Opinou Zayn.

- Também acho que sim. – Concordou Liam.

- Está bem, mas só quero que o Louis fique a saber de uma coisa. Louis, a Lúcia ama-te e estás a fazê-la sofrer imenso por algo de que ela não teve culpa. Não tentes fazer a Lúcia pagar pelos erros de outras pessoas no passado. É só disso que eu quero que tu tenhas consciência.

- Hey… Lá se foi o ambiente… Alguém quer mais cerveja? – Questiona Niall levantando-se para ir à cozinha.

- Uma para mim! – Pede Louis mostrando indiferença ao que o amigo lhe dissera.

Quando Niall voltou o ambiente estava já um pouco melhor. O muçulmano tratou de animar os ânimos e já todos se riam. Depois começou a pegar com o irlandês.

- E a Débora? Quando é que a fazes a menina Horan?

- Goza mais um bocadinho, goza…

- Eu, gozar? Tu sabes que ela é difícil de conquistar. Estou para ver quantos anos isso demora.

- Anos? Foda-se!

Todos se riem.

- Ela gosta de ti.

- Ai gosta? Não parece.

- Mas gosta. Só tens de saber como lidar com ela. Não é fácil.

- E agora com a novela dela… - Complica Liam.

- É… Sabes que as atrizes costumam simpatizar bastante com aqueles atores com quem elas contracenam. Olha por exemplo para o Brad Pitt e para a Angelina Jolie. Ou o Zac Efron e a Vanessa Hudgens. Entre outros... – Aferro-a também Louis.

- Vocês são muito inspiradores de coragem, não hajam dúvidas!

- Coitado do rapaz… - Compreende-o Harry. – Ele vai conseguir ficar com a Débora. Ides ver!

- Obrigado Harry.

- Eu também acho que sim, ó loirinho. Só estou no gozo. És o cunhadinho perfeito para mim. – Admite Zayn. – Isto se não abusares demasiado enquanto MADU da minha fofinha.

- Não te preocupes… Eu fico bem com a tua “irmãzinha”, como tu lhe chamas. Mas fica a saber, já agora, que ai de ti se aprontas com a minha MADU. É que se eu sei de alguma que tu aprontes, eu conto-lhe! É que não fico do teu lado!

- Ok… Vocês parecem gajas a falar. – Lamenta-se Harry.

- MADU para um lado, irmãzinha para o outro… Estão bem, vocês? Ou é da cerveja? – Goza Louis.

Niall e Zayn entreolharam-se e compreenderam o que tinham a fazer. Levantaram-se e atiraram-se ao Harry e ao Louis, no gozo, a pedirem beijinhos e a fazerem cócegas.

Liam ria-se a observar a cena.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.