Just In One Direction escrita por CostaSalazar


Capítulo 10
Capítulo 10





Depois de Gina ter deixado Harry daquela maneira, ele não conseguia tirá-la da sua cabeça. Era algo incontrolável, não sabia explicar. Algo naquela rapariga estrangeira o deixara tolinho. E depois de ter descoberto que ela estava em Inglaterra, na mesma universidade que ele, sentia-se ainda mais feliz. Não sabia se ela sentia o mesmo, mas a esperança era a última a morrer.

No dia seguinte, Mónica, que costumava estar com o seu melhor amigo Harry, notou que ele estava diferente. Estava mais aluado do que era normal.

- Harry, tu estás bem? - Pergunta-lhe Mónica. - Está-me a escapar alguma coisa?

- Está tudo muito bem. - Responde-lhe ele lançando-lhe um enorme sorriso.

Mónica ouvindo aquela resposta e vendo aquele sorriso, arregalou os olhos e disse, soltando uma enorme gargalhada no fim:

- Oh meu Deus Harry! Tu estás apaixonado!

Caroline fora, nos tempos do liceu, namorada de Harry. Contudo ela era muito controladora e Harry não suportava isso sendo esse o motivo que levara ao fim do seu relacionamento. Apesar de ele ter gostado muito dela, conseguiu ultrapassar aquela fase, sempre tendo o apoio da sua grande amiga Mónica. Mas, infelizmente, o mesmo não aconteceu com Caroline, ela nunca ultrapassou o fim do seu namoro com Harry e nem mesmo tinha desistido, continuando atrás dele, candidatando-se à mesma universidade.

- Sim, eu já sei... Descansa pai, vai correr tudo... Eu já te ligo. - Caroline desliga o telemóvel e tenta ouvir a conversa de Mónica e de Harry, quando ouve "Oh meu Deus Harry! Tu estás apaixonado!".

- Não, não, não. Não pode ser... - Pensa Caroline para si mesma, começando a ouvir a conversa.

- Quem é ela? - Questiona Mónica a Harry entusiasmada.

- Não a conheces... Ela nem era de Inglaterra... - Harry cora - Chama-se Gina.

- Gina? É portuguesa? - Mónica olha para ele e este abana a cabeça afirmativamente mostrando-se intrigado. - Já sei quem é!

- Já? Como?

- Conheci-a quando ela chegou a Londres, veio no mesmo avião que a Débora.

Harry não diz nada, apenas sorri.

- Ela parece ser boa rapariga, tens olho para a coisa. - Mónica sorri. - Seu safadinho...

Ambos riram-se com o comentário de Mónica, despediram-se e cada um foi para a sua aula.

- Gina e portuguesa. Quem é que será esta lambisgóia que está a tentar roubar o meu Harry?! - Pergunta a si mesma Caroline entrando na sala onde iria ter a próxima aula. - Hei-de descobrir...

A aula já estava a terminar e a professora começou a distribuir os pares para os trabalhos de grupo.

- …Alison e Michel, e por fim, Caroline e Gina.

O toque de saída soou e ouvem-se cadeiras a arrastar. Caroline iria ficar com uma Gina. Seria a Gina de Harry? Não havia melhor maneira de descobrir senão perguntando-lhe.

- Olá! Eu sou a Caroline a tua colega de trabalhos de grupo.

- Eu sou a Gina, prazer em conhecer-te.

- Sotaque diferente... Não és inglesa pois não?

- Não, sou portuguesa. - Responde Gina com simpatia.

Caroline sentia-se eufórica, tinha descoberto quem era Gina e sem ter de fazer muito esforço. Só conseguia pensar "Mantém os amigos perto e os inimigos ainda mais!", e acabou por dizer:

- Uau, nunca conheci ninguém de Portugal. Vai ser um prazer trabalhar contigo. - Caroline começa a caminhar e despede-se - Vemo-nos por aí!

Depois do almoço com Louis, Lúcia não conseguia parar de pensar nele. Ele era querido, simpático, bonito, engraçado, um sonho! A primeira conversa dos dois deu para se conhecerem um pouco melhor, mas ela queria estar mais vezes com ele. E o mesmo se passava com o Dj Tommo. No final desse dia Louis decidiu convidar Lúcia para saírem a sós e, então, esperou-a à porta da universidade.

- Estavas à minha espera? - Pergunta Harry mostrando-se atrevido.

- Obviamente, não! Estou à espera da Lúcia.

- Porquê? Já a vais pedir em casamento? - Harry solta uma gargalhada e dá um leve murro no ombro do seu amigo.

- Harry, não tens ninguém para engatar? - Pergunta Louis tentado vingar-se da pergunta inapropriada do amigo.

- Sabes perfeitamente que eu não sou de engatar, eu sou de uma só. E neste momento já sei quem vai ser. - Responde firmemente Harry.

- Ui! Temos Romeu.

- Eu vou mas é embora, vemo-nos logo? - Goza Harry piscando-lhe o olho.

- Já sabes!

Mais um dia de aulas estava terminado para Gina e Lúcia que tinham combinado irem juntas para casa. A estudante de biologia estava à espera da amiga, até que por fim ela chegou.

- Porque é que demoraste tanto? - Questiona Gina um pouco revoltada pelo tempo que esteve à espera.

- Desculpa, esqueci-me onde era o meu cacifo... - Responde Lúcia envergonhada com aquela situação.

- Pois, agora na tua cabeça dever ser só "DJ Tommo" e "DJ Tommo"...

- DJ Tommo?

- Sim, o Louis... Não me digas que não reparaste que ele era o DJ que estava com o Malik naquela noite, lá na discoteca?!

- Eu já nem me lembrava da cara dele…

- Que burra! Eu devo ser a única com memória de elefante, só pode... - Ambas riem-se e Gina continua - Mas vá lá admite que tu não o tiras da cabeça desde o almoço, admite.

- E qual é o problema? - Lúcia sorri olhando para o chão.

- Nenhum, mas prepara-te porque o teu coração vai começar a bater muito.

Nisto, sem que as raparigas se apercebessem, Louis aproximou-se das raparigas deixando-as um pouco atrapalhadas, pois estavam a falar dele. No entanto parecia que ele não tinha ouvido nada. Acenou a Gina e perguntou timidamente, mas com um sorriso na cara:

- Lúcia, posso falar contigo?

- Eu espero por ti lá fora. - Avisa Gina piscando o olho a Lúcia.

- Eu vou direto ao assunto... Sábado, às oito, jantar os dois, vou-te buscar a casa. Ok?

- Demasiado direto até! - Lúcia ri-se e olha-o com carinho. - Está bem, mas tu não sabes onde é a minha casa.

- Pormenores.

- Tu é que sabes. - Lúcia aproxima-se de Louis e dá-lhe um beijo na face. - Adeus.

O rapaz derreteu completamente com aquele ato de Lúcia. Foi "a voar" para casa. Mal podia esperar por sábado para estar com ela a sós.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "Just In One Direction" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.