I Should Have Kissed You! escrita por Vanessa R


Capítulo 40
39º Capítulo: Band-Aid!


Notas iniciais do capítulo

Oi Oi Gente :)
Primeiramente queria falar que já tou preparando tudo pra postar minha fic em outro site, que vai ser como se fosse interativa, naquelas paginas do tumblr, só que os personagens vão manter, mas prometo que se eu fizer outra fic, posto como interativa =)
Segundo, queria dar as bem-vindas pras leitoras novas e queria falar pras leitoras mais velhas que eu nunca vou esquecer do carinho delas, porque foi por causa delas que eu cheguei até aqui :)
Boa leitura :**
PS: Eu e os meus nomes de capitulos super criativo -__-
♥♥♥ Quem tem facebook, visite minha fã page do One Direction :) http://www.facebook.com/pages/One-Direction-Infection/395731357157459




Dia Seguinte –26 de Dezembro!

Angel’s POV

As janelas do avião estavam encobertas pela fina neve que começava a cair. Estava nevando em Paris como já era de se esperar. Paris estava num dia tipicamente fria, pessoas cobertas até a cabeça com milhares de camadas de roupas na tentativa de esquentar ainda mais os corpos quentes que possuem, lógico que numa tentativa falha pois não aguentam nem dez minutos longe de um aquecedor qualquer.

Muitas pessoas odeiam o inverno, tempo em que se pode morrer congelado, ficar doente milhões de vezes mais fácil do que no verão e o tempo nublado que impede um mísero raio de sol encostar no chão. Mas eu adoro, quer dizer, AMO! Não sei bem como explicar o porquê mas eu simplesmente prefiro mil vezes me cobrir com camadas de roupa do que ficar mofando, cheia de calor em casa ou na rua, e essa é uma das razões da garota aqui ser a esquisitinha, já que todo mundo que eu conheço prefere verão em vez de inverno.

– A gente já tá chegando. – falei empolgada enquanto encarava Paris pela janela do avião.

– Já percebi. – Zayn falou com os olhos fechados enquanto algumas crianças gritavam de alegria ao ver Paris pela janela do avião.

– Porra pra você ein?! – falei dando um tapa nele. – Custa muito prestar atenção nessa beleza?

Zayn abriu um olho e me encarou.

– Custa e MUITO. – ele falou e fechou os olhos de novo se aconchegando na cadeira do avião que não era assim tão confortável.

– Senhores passageiros, a gente acabou de chegar em Paris. Vamos aterrar dentro de minutos. Enquanto isso, permaneçam sentados com os vossos cintos de segurança bem apertados. Espero que tenham tido uma óptima viagem e continuação de um bom dia. – disse uma das assistentes de bordo.

Zayn abriu um olho e olhou em volta parando em mim.

– Finalmente! – ele falou abrindo o outro olho e se ajeitando ficando sentado. – Você me desculpa, mas quando a gente chegar no hotel eu vou dormir e só depois a gente pensa em sair. – Zayn falou coçando os olhos.

– Tá de brinks neh? É claro que sim porra. Eu tambem preciso dormir. – falei encarando Zayn que ajeitava seu gorro. – Não consegui pregar o olho nessa viagem. – falei revirando os olhos fazendo Zayn rir.

Quando finalmente a gente aterrou e vi que era seguro – não que eu tivesse medo de avião –, tirei meu cinto de segurança me preparando pra levantar.

– Desculpa. – ouvi a voz de Zayn falar me fazendo encarar ele. – O senhor se importava de tirar a gente uma foto? – ele perguntou fazendo um senhor que tava em pé sorrir e pegar no celular que Zayn acabara de entregar pra ele.

– Sério? – perguntei matando Zayn com os olhos.

– Recordação. – Zayn disse sorrindo. – E pra deixar a galera com inveja. – ele falou me fazendo rir.

Peguei meu cabelo que devia tar um caco depois da viagem e me aproximei de Zayn dando ele um beijo na bochecha.

– Xisss!!! – o senhor falou antes de tirar a foto. – Ficou lindo. – ele falou todo sorridente entregando o celular pra Zayn que agradeceu.

– Deixa ver. – falei pegando o celular na mão de Zayn. – Até que ficou bonitinho. – falei fazendo Zayn revirar os olhos.

– Bonitinho é essa tatuagem que eu tenho no peito. – ele falou fazendo uma senhora que passava rir. – Vou colocar no twitter. – ele disse pegando seu celular de volta.

– Ah não, por favor! Tu tá fazendo isso só pras fãs me xingarem neh? – falei enquanto pegava na minha bolsa e na minha jaqueta que tava no chão.

– Elas podem xingar, mas isso não quer dizer que vai afetar a gente neh? – Zayn falou sério me encarando. – E não esquece que tem fãs que apoiam Zangel. – ele falou mexendo no celular.

– Zangel? – perguntei franzindo a testa.

– A junção dos nossos nomes. – ele falou me fazendo rir.

– Só elas mesmo. As directioners são incríveis. – falei fazendo Zayn sorrir e fechar o celular colocando o mesmo no bolso de sua jaqueta.

Levantei da cadeira segurando nas minhas coisas e fazendo um sinal pra Zayn levantar.


Quando a gente finalmente saiu do avião, fomos direto buscar as nossas malas, já que algo me dizia que quando a gente saísse do aeroporto, estaria lotado de fãs na rua.

– Finalmente! – falei quando avistei minha mala. – Pega essa. – falei apontando pra minha mala enquanto Zayn aproximava da mesma. Senti meu celular vibrar e peguei o mesmo pra ver o que era. Era uma mensagem dizendo que alguám havia me mencionado no twitter. Quando fui ver, era a foto de Zayn e eu dentro do avião com a seguinte legenda: Posso não ter tudo que quero, mas o pouco que tenho valorizo @Tomlinson_Angel ♥

Se vomitei arco iris quando vi? Não, claro que não! Eu não sou dessas, só vomito arco iris quando vejo animais ultra hiper mega fofos – SÓ!!!

Deixei pra responder depois já que Zayn se aproximava de mim com as nossas malas e tambem porque eu não sabia como responder. Tinha que responder algo com o mesmo nivel de fofura neh gente, mesmo que não seja o tipo de coisa que eu faço.


– FINALMENTE! – gritei abrindo a porta do quarto de hotel onde Zayn e eu iamos ficar até o final do ano. – Ah cama. Eu senti sua falta. – falei depois de jogar minha mala por um lado e me jogar sobre a cama abraçando a mesma.

– Sua linda, tive saudades. – Zayn falou fazendo o mesmo que eu, se jogando sobre a cama e ficando por cima de mim.

– A gente... dorme e depois... saímos neh? – falei com dificuldades me ajeitando sobre a cama ficando de conchinha com Zayn.

– Exata... mente... – foi a ultima coisa que Zayn falou e depois a gente acabou pegando no sono mesmo, já que a gente tava super cansado depois daquela viagem toda.

(***)

Eu havia caído no sono assim como Zayn. Quando acordei estava 2 e meia da tarde, e minha barriga já começava a roncar, já que eu não tinha comido nada desde ontem. Tentei me mexer, mas fui impedido por um braço que envolvia meu corpo. Segurei no braço de Zayn lentamente e o empurrei pro outro lado me levantando rapidamente, só que quando me preparava pra calçar meus chinelos, tropecei no meu sapato e acabei caindo reta no chão e batendo com o nariz.

– Q-que foi isso? – ouvi a voz assustada de Zayn perguntar. – Angel?! ANGEL?! Hahhahahahahaha!!! – ele começou a rir colocando a mão na barriga e caindo de costas sobre a cama, mas acabou rindo tanto que desiquilibrou deitado – se é que isso é possivel – e acabou caindo de costas no chão. – PUTA QUE PARIU! – ele gritou me fazendo rir pra caralho, só parei quando me dei conta que meu nariz tava sangrando.

– Zayn... uma ajudinha aqui por favor? – perguntei tentando me levantar, colocando a cara pra cima, pro sangue não cair no chão.

– Eu acho... que quebrei... minha coluna... – Zayn falou tentando levantar com as mãos na costa sentando na cama.

– E eu acho que quebrei meu nariz. – falei caminhando lentamente até o banheiro.

Me inclinei sobre a pia fazendo um bocado de sangue cair. Abri a torneira e coloquei o nariz debaixo dele tentando limpar. Quando tirei o máximo de sangue possivel, peguei numa toalha que tava sobre uma cômoda do banheiro e coloquei no nariz, tentando parar o sangue.

– Uma ajuda aqui por favor? – perguntei enquanto ouvia Zayn balbuciar palavras desconhecidas. – Vai me ajudar ou eu tenho que implorar? – perguntei me virando pra ele e vendo ele deitado na cama se contorcendo de dor.

– Eu ajudaria muito mais aqui... dormindo na cama e... me roendo de dor. – Zayn respondeu com a voz ainda sonolenta.

Revirei os olhos e segurei mais forte na toalha aproximando dele.

– Vai te foder porra. – falei tirando a toalha pra ver se o sangue tinha parado. – Eu quase morro aqui sangrando e você aí se contorcendo por causa de uma dorzinha nas costas. – falei voltando pro banheiro e me encarando no espelho, quando reparei que uma parte do sangue tinha sido por causa de uma ferida em cima do nariz, que eu provavelmente tinha feito durante a queda. Abri o armário que ficava sobre a pia e encontrei uma caixa de band-aid, só que era de alguma criança que tinha deixado aqui, já que tinha uma imagem do Perry Ornitorinco nela. – Vai ser essa mesmo. – falei tirando o band-aid da caixa e colocando o mesmo sobre meu nariz.


Zayn’s POV

A Angel parecia uma criança com aquele band-aid do Perry Ornitorinco sobre o nariz. A gente só via que ela não era criança por causa da altura dela (apesar dela ter só 1.60) e por causa da roupa que ela usava.

– Finalmente. – Angel falou quando avistou uma loja que mais parecia uma lanchonete, onde havia imagens de cafés e donuts na vitrine. Angel me puxou pelo braço até lá me fazendo roer de dor porque eu ainda sentia umas dores nas costas por causa da minha queda.

– O que é isso? – perguntei apontando pra uma comida que estava numa pequena vitrine ao lado do caixa.

– Sei lá, quer experimentar? – Angel perguntou e eu assenti. – Oi, tudo bem? Você fala inglês? – Angel perguntou para uma senhora que aparentava ter uns 30 e tal anos que estava no caixa. A senhora franziu a testa encarando ela, e a gente logo viu que ia ser dificil pedir alguma coisa aqui, já que ela parecia não falar nossa língua. – E agora? – ela perguntou me encarando.

– Faz com o dedo a quantidade de coisas que você quer, e aponta pra vitrine indicando. – eu falei dando uma de inteligente.

– Aham... d-dois cafés, - Angel falou fazendo com a mão o número dois e apontando pra vitrine da loja onde se encontra o café fazendo a senhora anotar qualquer coisa no papel. – e dois... dessa coisa aqui. – ela falou fazendo mais uma vez o número dois com a mão e apontando pra vitrine ao lado do caixa pra aquela comida misteriosa.

A senhora anotou mais qualquer coisa no papel, sorriu pra gente e se afastou até uma moça que entregava alguns donuts e cafés pros outros clientes. A senhora se aproximou do caixa mexendo no mesmo, enquanto que a moça foi até a cozinha e pegou em dois cafés e em dois daquela comida e trouxe pra gente me fazendo sorrir simpaticamente pra ela.

– Parece delicioso. – Angel falou colcoando a comida logo em seguida na boca e saboreando a mesma.

– Vixi, essa coisa é gostosa. – falei depois de exprimentar. Essa comida tinha quase o mesmo gosto que donuts, só que tinha qualquer coisa a mais e o formato tambem era diferente. – Tá mesmo gostoso cara. – falei encarando Angel que riu.

– Fala pra ela então. – Angel falou enquanto a senhora entregava pra ela um papel que parecia ser a conta.

Falar pra ela? Tá maluca Angel? Eu lá sei falar que essa coisa tá gostosa em francês? Mas pronto, eu posso tentar neh?! Não sou nenhum Harry Styles ou Louis Tomlinson, mas acho que posso me safar.
– Eu vou tentar. – falei encarando Angel e voltei minha cara pro caixa. – Ahmm... eu... quer dizer... me... me gusta mucho... disso. – falei apontando pra comida que tava na minha mão, enquanto encarava a senhora do caixa logo a seguir que franziu a testa, ou seja, eu tinha falado besteira e ela não tinha entendido nada. Um ataque de riso deve ter invadido Angel aquela hora fazendo ela rir SUPER alto e fazendo todo mundo da lanchonete encarar a gente. – Psiu. – falei baixo tentando fazer Angel parar de rir. – Tá rindo de quê garota? Dá pra parar com esse riso todo? Todo mundo tá olhando. – falei dando alguns tapas no braço dela. – Que vergonha! – falei colocando a mão na cabeça e tentando me esconder de todos. – O que deu em você??

– Hahahahaha, tu é mesmo burro. – Angel falou entre risos. – Tu sabe que o que você acabou de falar é espanhol neh? – ela disse me fazendo franzir a testa. – Me gusta mucho é espanhol caralho. – ela falou me dando um tapa na cabeça me fazendo sorrir quando finalmente me dei conta da estupidez que eu havia acabado de falar. – E ainda eu que sou a vergonha. – ela falou rindo mais ainda até a senhora do caixa fazer um barulho com a garganta chamando a nossa atenção. Angel ainda rindo, abriu sua bolsa e tirou de lá o dinheiro e entregou pra senhora. – Merci. – ela falou sorrindo simpática fazendo a senhora do caixa sorrir amarelo pra ela. E depois ela diz que não sabe falar francês -_-

– Num acredito que passei esse mico. – falei seguindo Angel até uma mesa um pouco distante da porta. – Você é traíra sabia? Tu falou que não sabe falar francês mas disse aquela coisa, merqui ou quê e me pareceu que a senhora entendeu. – falei amuado.

– Zayn, merci - Angel falou fazendo enfâse no merci. – significa obrigada, e é uma palavra tão fácil que acho que todo mundo sabe. É uma das palavras básicas que todo mundo deve saber. – ela disse começando a rir de novo.

– Mas eu não sei. – falei cruzando os braços. – Ainda bem que a galera não tá aqui, pra me zoar. – falei fazendo Angel rir. – Se bem que você tá aqui representando eles. – falei matando ela com os olhos e fazendo ela rir mais ainda.

SUA.DESGRAÇADA. Eu me vingo, pode deixar!!!

– Você tem certeza que tu não bateu com a cabeça quando caiu da cama? – Angel debochou enquanto pegava seu celular que se encontrava dentro de sua bolsa.

– Ha ha ha! Engraçadinha... – falei com uma voz ironica fazendo ela rir. – Tu gosta de implicar comigo neh? – perguntei enquanto bebia meu café.

– Geralmente quem implica gosta não é? – Angel falou me encarando fazendo minhas bochechas corarem.

Ok, eu sei que é bem gay e bem clichê, mas eu não tou acostumado a ouvir elogios da Angel e nem frases sobre sentimentos, por isso, sempre que ela fala qualquer coisa do tipo eu fico meio que sem jeito, e o pior é que ela acaba dando conta e fica me zoando, me chamando de gay!!

– Desculpa! – uma garota que aparentava ter uns 15 anos de idade falou aproximando da nossa mesa acompanhado por outra garota. – Americanos certo? – perguntou sorrindo pra gente.

– Britânico. – falei sorrindo pra ela.

– Americana. – Angel falou séria encarando ela.

– Ohh... é desculpa incomodar vocês mas, a gente podia sentar aqui? É que tá lotado e vocês são os unicos que sentaram numa mesa de 4 pessoas. – ela falou fazendo Angel revirar os olhos e me fazendo encarar ela tentando falar telepaticamente “Seja simpática”.

– É claro que vocês podem sentar. – falei sorrindo simpático pra ela, me levantando e sentando do lado da Angel, deixando um bom espaço do outro lado pras duas.

Angel me encarou com aquela cara dela, cheia de raiva me fazendo sorrir, enquanto reparava pelo canto do olho as duas garotas cochicharem qualquer coisa em francês.

– Er... eu não quero parecer esquisita, mas acho que eu já te vi em algum lugar. – a garota falou, estalando os dedos, tentando se lembrar. – Oh meu deus, é você! – ela falou apontando o dedo pra mim e me fazendo rezar pra deus que ela não tenha me reconhecido, senão seria o fim. – Você é aquele garotinho lindo do One Direction, a banda britânica neh? – ela falou me fazendo sorrir amarelo pra ela e balancando a cabeça afirmamente.

– Eu sabia. – a amiga dela se pronunciou pela primeira vez fazendo Angel encarar ela. – Sou meio que uma fã de vocês. – ela falou sorrindo.

– Quer um autógrafo? – perguntei simpático fazendo Angel me matar com os olhos – “discretamente”.

– C-claro. – a “meia fã” falou quase não acreditando no que eu acabara de falar, enquanto tirava de sua bolsa um pedaço de papel e uma caneta. – Meu nome é Clara. – ela falou toda feliz me fazendo sorrir.

Era óptimo encontrar uma fã, principalmente em outro pais. Era muito agradável ver a felicidade delas só de me ver e ainda mais depois de uma foto e um autógrafo. Eu me sinto um super heroi nesses momentos.

– Eu sei que pode ser muito mas... podia tirar uma foto com você? – Clara perguntou sorrindo esperançosa pra mim. – E uma foto com sua namorada se fosse possivel tambem. – Clara falou toda simpática encarando Angel que mantia sua cara séria.

Vocês tão juntos? – a garota de 15 anos, amiga de Claro, perguntou descaradamente me encarando.

Angel revirou os olhos e se aproximou de mim.

– Eu não vou tirar foto nenhuma com elas. – Angel falou baixo enquanto Clara encarava a gente confusa.

– Por favor, só com a Clara. – implorei encarando ela. - Só de saber que ela é daqui, e que é uma fã da banda me deixa feliz. Por favor! – pedi encarando Angel.

– Você sabe que eu te odeio, não? – Angel disse, derrotada.

– Vamos deixar a demonstração de afeto pra depois. – eu disse, puxando ela pela mão, fazendo a gente levantar e fazer nascer um sorriso enorme no rosto de Clara, enquanto sua amiga – a garota de 15 anos – ficava com uma cara meio que metida e com inveja encarando Angel.




Notas finais do capítulo

Então gente?! Gostaram?! Espero que sim =)
Pra quem não tinha reparado, a tal surpresa que Zayn tinha dito pra Angel era essa tal viagem pra Paris que vai acabar rendendo pra muitas outras coisas hehehehe
PS: Fantasmas please apareceram a opinião de vcs é muito importante pra mim!!!
PS 2: Falem comigo no twitter gente, todos os dias tou conhecendo pessoas novas e fazendo novas amizades com pessoas brasileiras kkkkkk
CONTACTO:
Meu twitter pra quem quiser falar comigo (@Vanessa_R_1D) e meu tumblr do One Direction (http://vansdirectionfever.tumblr.com)
♥♥♥ Quem tem facebook, visite minha fã page do One Direction :) http://www.facebook.com/pages/One-Direction-Infection/395731357157459
PERGUNTA DE HOJE:
- Comida e bebida favorita =)
Continuação de um bom fim de semana galera!! XOXO ♥ ♥ ♥