I Should Have Kissed You! escrita por Vanessa R


Capítulo 21
20º Capítulo: E eu faço seu tipo?!


Notas iniciais do capítulo

MOMENTO HANGEL (Harry e Angel) ♥ Espero que gostem =)
UM SUPER OBRIGADOOOOOO PRA MINHA LEITORA LINDA QUE RECOMENDOU MINHA FIC: Giih ♥♥♥ SIGAM O EXEMPLO DELA PESSOAL KKKKKKKK
Queria deixar um recadinho pra vocês cenourinhas ♥
- No capitulo anterior, foi o capitulo que eu mais ganhei reviews e claro que fiquei SUPER HIPER MEGA CONTENTE ♥ Agora tenho a certeza absoluta que tem muitas pessoas lendo minha fic. E espero que vocês continuem postando muitos reviews, e grandes de preferência ♥ Amo Vocês ♥
- Queria deixar um obrigado em especial, pra todas vocês que acompanham minha fic, pras novas, pras velhas, pras taradas (pra Giih, por causa do review passado, do bumbum do Louis e do ... do Zayn kkkkk), pras que estão na TPM (Carol DiAngelo Directioner, essa é pra tu, por causa do review anterior), pras malvadas (Beatriz, por causa do review da chantagem psicologica), pras retardadas (essa é pra você MalikManiac ♥), pras apaixonadas (marina_sartori, iAngel & izabelasantiago, essa é pra vocês, por causa do Zayn e Angel :) O beijo já vai acontecer, FINALMENTE!), pras chatas (kkkkk), pras super fofas (Divos1D, Meu Amor ♥) e pras que como eu, AMAM 1D ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
PS 1: Título do capítulo sem noção :/
PS 2: Eu não tou louca ok?! Só um pouco amorosa, e chata, e louca, e sempre tarada :p
MEU TWITTER: https://twitter.com/vavie_12
MEU TUMBLR DO 1D: http://vansdirectionfever.tumblr.com/




Angel’s POV

– Conheço um lugar que com certeza você vai adorar. – Harry falou.

Ele me guiou até uma praça, onde haviam algumas barraquinhas, e pelo que eu vi, pareciam vender muitas coisas, desde comida, a bonecos, roupas...

– Tcharan! – Harry disse abrindo os braços como se estivesse fazendo uma surpresa.

– Uma feira?! – perguntei encarando aquelas barraquinhas.

– Você não gostou?! – perguntou fazendo bico. – Eu te trouxe aqui, justamente porque pensei que você ia gostar.

– Não é que eu não gostei, só que tava pensando em uma coisa diferente sabe?! É que isso não tem muito a tua cara. – falei em minha defesa.

Ele gargalhou e me encarou.

– Vamos. – ele falou segurando minha mão e me puxando na direção das barracas.

A gente deve ter ficado mais de horas fazendo compras.

– Meu deus. – Harry exclamou me dando um susto.

– Que foi garoto?! – perguntei o encarando assustada.

– Já são quase 6 horas da tarde. – ele falou encarando seu relógio de pulso.

– E daí?! – perguntei dando uma vista de olhos numas roupas que estavam na nossa frente.

– A gente já devia ter voltado pro hotel. – ele respondeu.

– Nem por isso. – falei e entre aquelas roupas todas, consegui encontrar algo que me chamou atenção. – Eu quero! – exclamei e Harry me encarou confuso.

– Ainda fazendo compras garota?! Pensei que você já tinha acabado. – Harry falou com o olhar cansado.

– Só essa bolsa. – falei pegando na bolsa. – Depois a gente volta pro hotel, antes que Louis telefone pra gente. – eu disse encarando Harry.

– Antes que ele telefone pra você neh?! Porque o meu eu deixei no hotel pra carregar. – ele falou olhando pros lados.

– Tanto faz! – falei e encarei a mulher que estava na barraquinha.

Paguei a tal bolsa que eu tinha visto e tinha amado, e a gente deu ré, voltando no mesmo caminho que a gente tinha ido pra feira.

Depois de muito andar, a gente percebeu (quer dizer, eu percebi, porque pra Harry tava tudo bem), que a gente tava perdido. Sério que a um dado momento, eu tava quase matando o maldito do Harry. Felizmente eu consegui me controlar.

Eram quase 7 horas e nada da gente encontrar o caminho de volta.

– Pelo menos a gente tá junto. – Harry falou sorrindo de lado.

Revirei os olhos e o encarei.

– Pelo azar do destino, a gente tá junto. – falei e Harry gargalhou. – O pior, é que a gente nem sabe o nome do hotel, ou nem sequer, o nome da rua que a gente tava, pra pedir indicações.

– Facto! – Harry falou e depois me encarou. – Vamos aproveitar pra comer um sorvete?! É que tou com fome.

Gargalhei alto e o encarei. Mesmo nessa situação, ele consegue pensar em comida. Tá parecendo o Niall cara.

A gente caminhou com cuidado, até uma sorveteria que ficava perto de onde a gente estava (que nem sei onde).

– Quer sorvete mesmo ou outra coisa?! – Harry perguntou caminhando até o caixa.

– Um sorvete de chocolate e uma coca-cola. – falei enquanto mexia na minha bolsa.

– Precisa não amor. – Harry falou me encarando risonho. – É o minimo que eu posso fazer, depois de ter feito a gente se perder. – ele completou me fazendo sorrir. Eu percebi o amor mas resolvi deixar pra lá.

Ele pediu dois sorvetes e dois refrigerantes. Caminhamos até uma mesa que ficava junto do caixa e a gente sentou um a frente do outro.

– Então Harry?! – falei depois de dar uma lambidela no meu sorvete. – Me contaram que o senhor também tava na onde de pegar velhinhas. – falei rindo e Harry de repente ficou sério.

– Eu não quero falar sobre isso. – ele falou encarando a mesa.

Confesso que fiquei um pouco mal depois disso, porque pelo que me contaram (Niall e Louis), ele namorou com uma garota mais velha, que diga-se de passagem que era bem MAIS velha que ele, e que depois de certos acontecimentos (não me disseram quais eram), eles terminaram, e desde então, Harry adoptou essa faceta de garanhão, e não quer namorar com ninguém.

– Desculpa. – falei baixo encarando a mesa, mas foi o suficiente pra ele ouvir.

– Não precisa. – ele falou levantando a cara me encarando. – A gente fala sobre isso depois, mas não agora. A gente não vai estragar a nossa noite, por causa disso certo?! – ele falou rindo.

– Certo! – falei o encarando risonha.

– Desculpe! – uma senhora ruiva, que parecia ter uns 40 e pouco, falou aproximando da gente. – Podia deixar minha filha com vocês por um instante?! É que preciso ir até o banheiro.

Encarei Harry e assentimos.

– Senta aí filha, a mama já volta. – a senhora falou encarando sua filha.

Ela sentou do meu lado e a sua mãe caminhou até a porta do banheiro.

– Como você se chama princesa?! – Harry perguntou encarando a garotinha.

– Mel. – ela disse toda fofa. Faltava eu vomitar arco-iris.

– Nome bonito. – Harry disse. – E quantos anos você tem?!

– 4. – ela respondeu fazendo 4 com os dedos.

Eu sorri largamente encarando a Mel. Sério gente, ela é muito fofaaaaa. Dá vontade de apertar aquelas bochechinhas rechonchudas dela.

– Ela parece com você. – Harry falou me encarando. – Menos na parte de ser linda e fofa. – ele falou sorrindo.

– Idiota. – falei rindo, dando um tapa no braço dele. – Vai te foder.

Ele gargalhou e me encarou.

– Não fala esse tipo de coisa na frente da garota. – Harry falou rindo. – Porque ela pode aprender, e quem vai ser a culpada?! É você claro.

– V-vai te... f-foder. – Mel falou com um pouco de dificuldade, encarando Harry que se raxou de rir.

– Não coisa fofa. Não pode falar essa palavra. – eu falei encarando Mel que me olhava confusa.

Minutos depois a mãe dela apareceu e veio até a gente sorrindo.

– Obrigada! – a mãe da Mel falou pegando a Mel no colo.

– De nada. – Harry respondeu sorrindo e dando um txau pra Mel.

– Txau Mel. – falei enquanto acenava pra Mel que sorria.

– É melhor a gente sair rápido daqui, antes da mãe dela aparecer, pra perguntar, porque razão, a gente andou ensinando palavrões pra filha dela. – Harry sussurou enquanto encarava Mel e sua mãe sair da sorveteria.

Eu apenas gargalhei e voltei minha atenção pro meu sorvete.


Harry’s POV

– Ei Harry. – Angel chamou.

– Q-que f-foi?! – perguntei mastigando meu sorvete.

– Primeiro, não se fala com boca cheia. Odeio gente que faz isso. – ela falou e eu sorri. – Segundo, saca só aquela garota. – ela falou apontado pro lado.

Me virei na direção que sua mão indicava, e olhei atentamente uma garota que entrava na sorveteria com uma sacola na mão.

– Lindo cabelo. – falei encarando seu cabelo.

– Isso não interessa. – Angel falou. – Vai lá falar com ela.

– Como é que é?! – perguntei a encarando.

– Falar.Com.Ela. – ela falou pausadamente.

– Essa parte eu entendi, mas porquê?! – perguntei levantando uma das sobrancelhas.

– Sei lá. Ela é bonita, gostosa, parece ser bem mais velha do que você. – ela falou me fazendo rir alto. – Parece fazer seu tipo. – ela concluiu.

– Sem chances. – falei voltando minha atenção pro meu sorvete.

– Sério que você vai deixar essa oportunidade passar?! Não vai nem pedir o número do celular dela?! – Angel perguntou levantando as duas sobrancelhas.

– Você fala de um jeito, que parece que eu dou em cima de todas as garotas bonitas que eu encontrar. – falei a encarando.

Ela gargalhou alto e me encarou levantando uma das sobrancelhas.

– E não é verdade?! – ela perguntou como se fosse óbvio.

Revirei os olhos e encarei meu refri.

– Nem é. – falei e Angel suspirou.

Revirei os olhos outra vez e encarei a garota.

– Ok, já volto. – falei levantando da cadeira e Angel abriu um grande sorriso.

Caminhei até a garota que no momento parecia entretida enquanto lia uma revista, e parei quando fiquei bem próximo da mesa dela.

Ao notar a minha presença, ela levantou a cabeça levemente e me encarou.

– Um mil-shake por favor. – ela falou e encarou sua revista.

Soltei uma pequena gargalhada e ela me encarou de novo.

– Que foi?! – perguntou com uma expressão confusa.

– Eu não trabalho aqui. – falei e pela primeira vez ela sorriu.

– Ai meu pai, me desculpe. Sério, pensei que você travalhava aqui. – ela falou e eu sorri. – Mas então, posso te ajudar em alguma coisa?! – ela perguntou.

– Isso depende se você concordar. – falei me sentando na frente dela. – A minha amiga ali, - falei apontando pra Angel que de imediato desviou o olhar da gente. – falou pra mim vir falar com você.

– Porquê?! – ela perguntou levantando as duas sobrancelhas.

– Ela falou que você é muita bonita e tal, e que faz o meu tipo. – falei sorrindo timidamente.

– Humm... – ela falou em uma forma pensativa. – E eu faço seu tipo?! – perguntou com um sorriso no canto.

– Até que faz. – falei e ela riu. – Mas eu vim por outro motivo.


Angel’s POV

Eu encarava tudo da minha mesa enquanto terminava de comer meu sorvete (podem me xingar, eu sei que tou aqui já faz horas, e que já devia ter acabado de comer meu sorvete, mas é que sorvete, é a unica comida que eu demoro um tempão pra terminar de comer – não me perguntem o porquê).

No início a garota não parecia lá muito interessada, e estaba bastante séria ás vezes, mas com o tempo, a garota meio que começou a jogar charminhos pra cima do Harry, e tenho certeza que o Harry tava adorando.

Uns minutos depois, a garota levantou da sua mesa e veio na minha direção. Meu coração começou a acelerar.

O que será que Harry aprontou?! Certamente ele não fez o que ele disse que ia fazer. Mas se ele não foi dar uma cantada pra ela, o que ele fez então?! E será que isso incluia a minha pessoa?!

– Oii. – a garota falou toda sorridente me encarando.



Notas finais do capítulo

MUAHAHAHHAHAHA!!! Eu sou muito má! Termino o capitulo logo nessa parte kkkkk Agora vocês vão ficar super curiosas pra saber o que Harry falou pra tal garota.
Mas então, o que acham que aconteceu?! Deixem nos reviews.
Queria agradecer mais uma vez á minha leitora linda, Giih, que recomendou minha fic ♥♥♥
PS: Mas então?! O que acham que aconteceu com Harry e sua ex-namorada que era bem mais velha que ele, e quando Angel tocou nesse assunto, Harry parecia bastante incomodado com isso?! Reviews =)
MEU TWITTER: https://twitter.com/vavie_12
MEU TUMBLR DO 1D: http://vansdirectionfever.tumblr.com/