Your Love Is My Drug escrita por Tatto


Capítulo 7
Capítulo 7





Quando chegamos lá, Ryan praticamente me esqueceu. Ele foi falar com os amigos dele e disse pra eu ir falar com algumas garotas que estavam naquela "festinha".

Eu não ia nem chegar perto, aquelas garotas são putas, é só um cara mostrar a carteira que elas obedecem, não se valorizam.

Fiquei sentada lá, Ryan começou a beber, aquelas garotas dançando, vi que as drogas rolavam solta. Não podia ficar ali, fui até ele e disse:

- Amor, vou embora.

- Ah por que gata?

- Não to me sentindo muito bem.

- Ah deixa que eu te levo. - Falou ele pegando as chaves.

- Não, não precisa. Pode ficar aqui.

- Tem certeza?

- Sim.

Dei um beijo nele e saí daquela casa horrível, não to julgando a aparência, mas sim, as pessoas que se encontravam nela.

Minha casa não era muito longe dali, então fui andando.

Não fui direto para a casa, antes passei em uma lanchonete que tinha cada milk shake que era uma delícia.

Lá tinha um casal, que acho que esqueceram que estavam em um lugar público, porque eles estavam se pegando que nem uns adolescentes.

Continuei andando e sentei-me naqueles bancos giratórios encostados no balcão.

- Por favor, quero um milk shake de chocolate.

- Em um minuto eu trago. - Respondeu o garçom, sendo bem simpático.

- Obrigada.

Olhei novamente para eles, e quando vi quem era aquele cara, quase caí da cadeira, não podia acreditar no que eu estava vendo, aproveitei quando ele entrou no banheiro e saí correndo de lá, com as lágrimas nos olhos.

 [...]

* P.O.V Taylor *

Bom, era sexta-feira, o melhor dia da semana para os estudantes.

Eu estava bem animado, planejava ir viajar nesse fim de semana. Tudo estava ocorrendo do jeito que eu queria, exceto uma coisa: Lisa estava muito estranha, ela não carregava aquele sorriso que eu tanto gostava. Ela não estava com Ryan, muito menos com a Gabi e nem com a Lu. Estava quieta e pensativa.

Quando todos estavam indo embora, ela saiu correndo, como se estivesse segurando as lágrimas por muito tempo.

- Lisa, o que aconteceu? -  Parei ela.

- Nada não. - Tentou se livrar de mim.

- Não, me fala, o que você tem?

Ela não aguentou e caiu no choro, simplesmente me abraçou.

Peguei na mão dela e a levei para um lugar mais reservado.

- Agora me fala, o que ta te incomodando?

- Taylor...Ontem eu vi uma coisa horrível... - ela soluçava muito.

- O que?

- Meu pai...Ele tava com outra mulher.

- Como assim Lisa? Você tem certeza do que tá falando?

- Sim, ele estava com outra mulher, beijava ela de um jeito, ai Taylor, não sei o que eu faço. To muito chocada, nunca pensei que meu pai faria isso, sinceramente. 

- Olha Lisa, essa situação é muito complicada, mas se eu fosse você, eu contaria sim, melhor do que ela ficar com um homem que não a ama de verdade.

- Será que é o melhor a fazer? Ela vai ficar muito triste.

- Triste sim, mas não vai ser mais enganada. Entende isso.

- Bom Taylor, acho que você ta certo, vou ver o que eu faço, obrigada por tudo. - Ela me deu um abraço bem forte e se foi.

[...]

* P.O.V Lisa *

Desabafar com o Taylor foi ótimo, nenhum dos meus outros amigos perceberam que eu estava estranha e se perceberam, não vieram falar comigo.

Em casa, encontrei minha mãe no jardim, ela cuidava de algumas flores quando eu a chamei:

- Mãe, a senhora pode vir aqui?

- Claro filha, já to indo.

Alguns minutos depois, minha mãe apareceu na sala.

- Algum problema?

Peguei na mão dela e nos sentamos no sofá.

- Olha mãe, preciso te contar uma coisa.

- O que?

- Mãe, por favor, seja forte, isso não é fácil de contar.

Vi que seu olhar demonstrava medo.

- Conta logo, o que aconteceu? Lisa, eu to ficando preocupada.

- Mãe, eu vi o pai com outra.

Ela ficou em silêncio.

- Não filha, você tá brincando.

- Eu não brincaria com uma coisa dessas, só to te contando mãe, porque acho que é o certo a fazer, não quero ver a senhora sendo enganada.

- Onde você viu?

- Ele estava com ela em um restaurante, eles se beijavam e quando ele foi pro banheiro, vi embora, não queria que ele me visse.

Vi que uma lágrima caiu do seu rosto, mãe vem aqui, me dá um abraço.

Abracei, o que ela mais precisava agora era de apoio. Ela chorou muito, perguntou diversas vezes se eu tinha certeza, desabafava, foi muito dolorido ver aquilo.

Ela tomou um calmante e conseguiu dormir, eu fui pro meu quarto e fiquei o tempo todo imaginando como seria a situação depois que meu pai chegasse da noite de farra...

Continua....



Notas finais do capítulo

Reviews? Estão gostando da fic? :)