Your Love Is My Drug escrita por Tatto


Capítulo 18
Capítulo 18


Notas iniciais do capítulo

Vish....acho que vocês vão pirar u.u




No caminho de casa, passei na minha tia, meu pai esta "hospedado" lá, até arranjar um lugar melhor, pensei em conversar um pouco com ele, é muito estranho não ter ele com a gente.

Toquei a campanhia e esperei um pouco.

Minha tia abriu a porta e ja foi me convidando para entrar!

- Oi tia, tudo bem?

- Tudo sim, querida! E você?

- To bem! Cadê meu pai?

- Ah ele ta lá no jardim com seu tio.

- Bom, então eu vou ir lá.

- Ta bom.

Passei pela cozinha e saí pelas portas do fundo, meu pai estava la sentado conversando sobe carros junto com o meu tio.

Ele se levantou, parecia feliz e veio me abraçar, já não tinha mais raiva dele, e como a saudade era enorme, abracei ele com todas as minhas forças.

- Estou feliz em te ver aqui!

- Se eu não venho te visitar, a gente nunca mais iria se ver.

- Você sabe que sua mãe não quer me ver nem pitado de ouro.- riu baixo.

- Ta, mas existe outros lugares, sabia?

- Ah para de drama vai.

- Não é drama. - Falei fazendo biquinho.

De repente ele ficou sério.

- Filha, me desculpa pela aquela noite, não queria ter te batido, eu perdi a cabeça.... Fui um completo idiota.

- É pai, aquela noite foi difícil, mas deixa quieto, já passou. Agora eu só to preocupada com uma coisa, aonde é que você vai morar?

[...]

Fiquei feliz em ver meu pai hoje, não sabia como reagiria a essa situação, mas a saudade dele ganhou de tudo. Agora, que ele vai morar próximo da minha casa, poderei vê-lo semore.

Bom, nem me dei conta do tempo, e quando fui ver, já era umas 18h, comecei a caminhar de volta pra casa.

Fiquei pensando no Ryan, fazia tempo que eu não via ele, estava ausente na minha vida, talvez, ficou sabendo sobre meus pais, já que alguem deve ter contado e acho que ele nem se importou de eu ter passado o fim de semana inteiro ao lado do Taylor.... É, to perdendo o valor pra ele.

Assim que eu cheguei em casa, a primeira coisa que falei foi:

- MÃÃE...TO TRABALHANDO!

Minha mãe saiu da cozinha enquanto secava as mãos, fez cara de espantada e perguntou:

- Por que?

- Ué, já tenho 16 anos, tenho que trabalhar, concorda?

- Concordo, mas por quê você arrumou um emprego sem ninguém mandar? Logo a menina mais preguiçosa do mundo.

- Ah, precisava fazer alguma coisa.

- Então tá né, mas arrumou emprego aonde?

- Na biblioteca.

- E quando você começa?

- Amanhã, só que tenho que chegar um pouco mais cedo, pra aprender os negócios dos registros e tal.

- Atah, entendi. E filha, cadê o Ryan? Ele sumiu né?

- Nem me fale, mãe. Já to cheia de problema e ele parece que ta me evitando.

- Por quê?

- Sei lá, ligo ele não atende e quando atende, diz que ta ocupado e assim vai.

- Já tentou falar com ele?

- Quem disse que ele ta indo pra escola? Hoje mesmo não foi porque tava de ressaca, segundo a Gabi.

- Esse menino não toma jeito viu.

- Não mesmo, mãe. Bom, vou subir e fazer o dever de casa.

- Ta bom e eu vou terminar de preparar o jantar.

Subi a escada com aquela coragem e assim que cheguei no meu quarto, me joguei na cama, fazer lição? Isso é pros fracos.

To meio que anciosa pra começar a trabalhar, mas também to com preguiça, vou ter que ficar lá a tarde inteira....Véi, isso não é bem a minha cara.

Meu celular começou a tocar, peguei ele na bolsa toda esperançosa, ciente de que era o Ryan, mas na verdade era uma mensagem do Taylor.

*Oii, minha linda! Tudo bem? Vamos sair essa noite?*

Velho, ele não desiste mesmo, e cara, é segunda-feira.

*Oii Taylor! Tudo sim e com você? Hum, hoje? Poxa, amanhã temos que acordar cedo*

*To ótimo! Sim, calma, eu prometo que te deixo em casa cedo*

*Sei não*

*Olha pela sua janela*

*O que?*

*Olha*

Fui até a minha janela, e quando tirei a cortina da frente, vi que o Taylor estava na frente da minha casa, junto com seu carro.

Abri a janela e falei: 

- Sério mesmo?

- Qual é? Eu disse que eu ia te procurar mais tarde.

- Não pensei que viria até a minha casa.

- Bom, onde mais você estaria? Na casa do Ryan? Acho que não, já que no caminho vindo pra cá, ele estava com aqueles amigos dele.

- Você diz isso só pra me deixar triste, né?

- Não, só pra você ver quem é a melhor opção.

- Taylor, entenda. Eu não vou ficar com você.

- Não vai? Duvido muito.

Ignorei.

- Sério Lisa, bora sair?

- Hoje não dá, Taylor.

- Dá sim, eu te levo pra jantar...Sei lá, você escolhe.

- Eu janto aqui em casa mesmo.

- Ta bom então.

Taylor foi em direção á porta.

- O que você vai fazer?

- Vou jantar com você.

- Mas eu não te convidei.

- Mas acho que sua mãe vai convidar.

-Taylor....Não.

* P.O.V TAYLOR *

Ja que ela não quer jantar comigo, eu vou jantar com ela.

Toquei a campanhia e logo a mãe dela abriu a porta.

- Oi, tudo bem?

- Oi, tudo e com vc Taylor? 

- To bem. A Lisa ta aí?

- Ta sim, sobe lá.

- Okay.

Quando entrei no quarto dela, vi que ela não tinha gostado da minha atitude.

- Fala sério, Taylor. Você já ta exagerando.

- Não to nada, qual é? Você não gosta mais de mim, é?

- Nunca gostei.

- Vou fingir que acredito.

- Sério, você é um bom amigo, mas ja ta enxendo o saco com isso.

- Sinto muito, mas não posso fazer nada.

- Pode sim, me deixa em paz.


Me levantei, me aproximei e disse em seu ouvido:


- Sinto muito, mas não sou desses que desisti sem ter o que tanto quer.

- E o que é que você quer?


Continua....





Notas finais do capítulo

MENINAS...NÃO ME MATEM, SEI QUE PAREI EM UMA HORA BOA, MAS VOCÊS NÃO PERDEM POR ESPERAR =D
REVIEWS?
RECOMENDAÇÕES?
NÃO?
OKAY =/