A New Life 2.0 escrita por L Angels


Capítulo 21
Capítulo 21 - Coisa de cinema.


Notas iniciais do capítulo

Esse capítulo é um dos meus xodós kkkk Muito love por ele.




** PDV Sophi

 

 

 

Já estava de noite quando comecei a conversar com a Rafa no Skype, tínhamos muito papo para colocar em dia e eu não podia esperar até amanhã para isso.

Ela começou me contando das aulas de inglês que ela estava fazendo, estava muito empenhada em aprender mais para vir logo me visitar. Também me contou de alguns caras com quem ela andou conversando e tudo mais. E Rafa é sempre cheia de amores.

Então finalmente chegou a minha vez de falar da festa, do Batman, do Cameron e de tudo que aconteceu depois disso. Até eu contar a história toda lá se foi bom tempo. E no final ela acabou me falando praticamente as mesmas coisas que as meninas já tinham me dito hoje cedo.

 

— Essas meninas são geniais! Fico feliz em ter alguém aí para botar um pouco de juízo nessa sua cabeça dura. – A Rafa disse séria.

— Ok eu mereço ouvir isso, mas chega de Cameron por hoje né? Não tenho mais nada para contar... – Começei a falar, mas me assustei com meu celular vibrando.

Quem é o ser humano que me mandaria uma mensagem quase três horas da manhã? Pensei que era alguma brincadeira da Rafa, mas o número era desconhecido.

— O que houve? – A Rafa perguntou do outro lado da terra.

— Alguém acabou de me mandar uma mensagem. – Respondi.

— Quem? É o Cameron? Seria muito louco se fosse ele. – Ele começou a falar e nós rimos.

— Não li ainda. - Confessei.

— Bom... Pois trate de ler e depois me conta tudo porque agora tenho que sair, meu pai acordou e se ele ver que ainda estou essa hora acho que ele me mata, beijinhos... – Ela falou baixinho.

— Tudo bem depois te conto no que deu! Beijos nega, boa noite... – Respondi e ela encerrou a chamada rapidinho.

Certeza que ela pulou na cama rapidinho para o pai dela não brigar com ela. Ri sozinha e peguei o celular para ler a mensagem.

 

 

*Mensagem on*

 

 

*******: Acordada ainda?

*******: Ah, é o Cameron só para você saber.

Sophia: Posso saber como você conseguiu meu número?

Cameron: Tenho minhas fontes... Está fazendo o que acordada essa hora? Aposto que estava pensando em mim.

Sophia: Mas é muito amor próprio mesmo! Você que veio me chamar e eu que estou pensando em você? Explica essa.

Cameron: Eu não disse que não estou pensando em você também.

Sophia: Não tem nada melhor para fazer não?

Cameron: No momento não!

Sophia: Que tal ir dormir?

Cameron: Não consigo :’(

Sophia: Desculpa, mas eu não tenho nada a ver com isso.

Cameron: Claro que tem, não consigo dormir porque estou pensando em você! Não gostei nada de ser jogado na piscina daquele jeito. Estava congelando lá dentro e ainda tive que falar para o seu irmão e para a minha Vó que eu caí sem querer.

Sophia: Se você não tivesse me beijado eu não teria te jogado na piscina. Mas eu não estou afim de ter mais brigas com você ok?

Cameron: Ótimo porque eu também não estou afim de brigas e aquele beijo fez o banho valer a pena. Vai me dizer que você também não gostou?

Sophia: Prefiro não comentar...

Cameron: Você quer me deixar maluco não é? Você me xinga de todos os nomes possíveis, depois é totalmente apaixonante e nos beijamos. Ai você volta a me xingar, aí logo em seguida lá estamos nós nos beijando pela segunda vez, então você vai e me empurra na piscina.

Sophia: Pois é... Eu sou complicada.

Cameron: Eu não gosto de complicações. Para mim as coisas são bem simples. Adorei o seu beijo sua doida, não paro de pensar em você e se você falar que também gostou eu posso te mostrar que não sou esse monstro que você acha que eu sou.

Sophia: E se eu falar que não gostei?

Cameron: Aí eu vou precisar que você diga isso olhando nos meus olhos para ter certeza.

Sophia: Então depois nos falamos.

Cameron: Depois não, preciso resolver isso agora ou eu não durmo.

Sophia: Fique sabendo que eu não vou para lugar nenhum agora.

Cameron: Você só precisa ir até a sacada.

Sophia: Você só pode estar brincando...

Cameron: Não estou não!

 

 

*Mensagem off*

 

 

Li a mensagem algumas vezes e resolvi ir até a sacada para ver se aquilo era brincadeira. Abri a porta de vidro da pequena sacada sentindo um vento frio entrar no meu quarto, dei alguns passos para a frente e pude ver o Cameron lá em baixo encostado no carro do outro lado da rua.

Não estou acreditando que esse maluco veio até aqui. Ele fez um sinal indicando que ia e eu dei de ombros. Não ia abrir a porta para ele, vai ter que dar uma de Tarzan.

Ele usando a calha e os relevos da madeira da parede para escalar até a minha janela. Parecia uma cena de alguma comédia romântica, Jacob é você???

 

— Você é maluco. – Falei baixinho quando ele finalmente subiu.

— Você que me deixa assim. – O Cameron me olhava de cima a baixo.

Droga! Eu estava com uma camisola curtíssima. Como eu ia adivinhar que uma coisa dessas ia acontecer? Para ele é fácil, ele pode ir para qualquer canto com aquela uma regata e a calça de moletom. 

Look:

http://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_180/set?id=169284997

http://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_181/set?id=169309806

 

 

— Para de me olhar assim é só um pijama, não achei que alguém fosse invadir o meu quarto do nada. – Corei a hora.

— Você fica linda envergonhada. – Ele riu.

— Como você chegou aqui tão rápido? – Mudei de assunto.

— Eu estava aqui desde a primeira mensagem. – Ele fez uma cara engraçada.

— Sério? – Comecei a rir. – Depois a maluca sou eu.

— Eu precisava falar com você, preciso que você me diga que não gostou do que rolou entre a gente, que não rolou química nenhuma e então eu vou te deixar em paz. - Ele disse sério.

— Eu não... – Olhei nos fundos dos seus olhos. – Droga, eu não consigo.

— Isso quer dizer que... – Ele foi se aproximando.

— Eu não sei Cameron, não posso olhar na sua cara e dizer que não foi bom. Vou estar mentindo para nós dois. – Me afastei.

— Para com essa mania de fugir de mim, eu não sou um lobo mal. – Ele disse e eu ri lembrando do meu pensamento anterior.

— Seu sorriso é lindo. - O Cameron me encarou.

— Não sei se consigo me acostumar com todos esses elogios... - Fiquei vermelha.

— Vai ter que se acostumar, porque você é linda. - Ele disse passando um dos seus braços em volta da minha cintura.

— Cameron... – Tentei empurra-lo.

— Sophia, relaxa por favor. – Ele me puxou para perto.

— Estou tentando... – Respondi e ele colocou meus braços em volta do seu pescoço.

— Não é tão ruim assim, é? - Ele praticamente sussurrou.

 

Eu neguei com a cabeça e ele me beijou, ou melhor, NÓS nos beijamos. Esse beijo foi diferente dos outros, era um beijo calmo, totalmente apaixonante.

Fui deslizando minhas mãos hora em sua nuca, hora entre os seus cabelos, em quanto ele me puxava cada vez mais para si, sem muita brutalidade como das outras vezes.

 

— Ok, isso foi muito bom! – Confessei quando nos separamos.

— Fico feliz em saber disso. - Ele sorriu.

Então ele me deu um selinho, que foi seguido de vários outros selinhos e se transformou em um beijo de verdade.

— Cameron... Para está tarde e amanhã tem escola... - Disse nos separando meio sem vontade.

— Sério que você vai me expulsar desse jeito? - Ele falou uma voz rouca.

— É sério... – Implorei.

— Tudo beeem... Você tem razão, está tarde e amanhã tem escola. Sem falar que se o seu irmão me pegar aqui nós dois estamos ferrados. Nos vemos mais tarde. - Ele sorriu de lado.

— Cameron... Eu não quero apressar as coisas ok? Não quero que todos saibam que... – Comecei a falar.

— Vamos manter isso só entre nós pôr em quanto. Melhor assim. - Ele me interrompeu.

— Só tenta conversar com o Zach, não vou me sentir confortável com isso. – Falei meio preocupada.

— Como assim? – Ele perguntou sem entender.

— Você sabe que ele meio que... Como posso dizer... Você sabe que o Zach tem uma quedinha por mim né? – Fiz uma cara séria.

—  Ele... Você está brincando né? – O Cameron perguntou e eu neguei com a cabeça. – Droga, agora eu entendi tudo... Prometo que vou falar com ele amanhã ok? Não se preocupa.

— Tudo bem então. – Sorri aliviada.

— Agora tenho que ir! Até daqui a pouco... – Ele me deu um beijo rápido.

— Até. – O segui até a sacada.

 

Ele desceu usando a mesma tática da subida, me mandou um beijo quando já estava lá em baixo, depois entrou no carro e foi embora.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A New Life 2.0" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.