A New Life 2.0 escrita por L Angels


Capítulo 19
Capítulo 19 - Algumas verdades.


Notas iniciais do capítulo

As vezes é bom deixar o orgulho de lado e ouvir o que nossos amigos tem pra falar.




** PDV Sophi

 

 

A casa da Manu não era muito longe da Casa do Cameron, parece que todo mundo mora meio que perto nesse lugar. E eu também estava tão furiosa, andando tão rápido que cheguei na metade do tempo que gastaria normalmente. Toquei a campainha algumas vezes, então escutei alguns gritos vindos de lá de dentro.

 

— JÁ ESTOU INDO! CALMAA! – Era a voz da Manu se aproximando.

— Qual é o problema dessa vez? - Ela perguntou abrindo a porta. 

— A Carol já chegou? - Fui entrado. 

— Serve aquela coisa esparramada no meu sofá? - Ela apontou para a sala e a Carol estava jogada no sofá.

— Tenha modos! Você não está na sua casa. – Falei empurrando a Carol no chão.

— Ai! Não tem ninguém em casa então eu posso ficar como quiser! – A Carol disse se levantando. 

— Não tem ninguém em casa? Onde seus pais foram Manu? – Perguntei.

— Viajando a trabalho. –  A Manu comemorou e nós rimos.

— E ela nem conta. Dava pra fazer uma festinha! – A Carol fingiu estar brava.

— Pelo amor de deus, chega de festas. – Fechei a Cara.

— Sim, não quero encrencas para o meu lado. – A Manu concordou.

— Ok suas velhas. Mas então... Qual é a pauta dessa reunião de ultima hora? – A Carol perguntou voltando para o sofá.

 

Ela sentou em uma ponta, a Manu em outra e eu no meio.

 

— Eu estava na casa do Cameron... – Comecei a falar.

— O QUE? PORQUE? – Elas falaram juntas.

— Meu irmão idiota, não viu o Cameron ontem e queria dar os parabéns. – Bufei.

— E o que aconteceu? – A Manu perguntou.

— Bom... Quando nós chegamos ele não estava lá como sempre. Então eu deixei o meu irmão com a velinha e fui para os fundos. Porque eu pensei, ele chega pela porta, fala com o meu irmão, depois eu apareço e vamos embora. Mas não, o imbecil do Cameron resolveu entrar pelo quintal dando de cara comigo porque eu sou a pessoa mais azarada desse mundo. – Bufei.

— Tá, e aí? – Elas estavam esperando.

— E aí que ele já chegou falando gracinha, e eu não preciso nem dizer que perdi a paciência com ele né? Nós começamos a discutir, mas do nada aquele idiota de agarrou e eu não conseguia me soltar de jeito nenhum. – Falei meio tensa.

— E.... ? – Elas estavam prestando bastante atenção.

— E ele ficou segurando o meu rosto para me dar um beijo, ele era muito mais forte que eu, eu juro que tentei me soltar, mas no final acabamos nos beijando. – Dei uma pausa.

— Sério??? – Não consegui identificar a feição delas.

— É, mas depois eu empurrei ele na piscina e vim correndo pra cá. – Disse por fim.

— Você o que? Sophia você só pode estar brincando. Sua maluca! - A Carol tacou uma almofada em mim. 

— Nossa Carol, ninguém nunca me falou isso...  – Fui sarcástica.

— Ok, eu preciso entender isso melhor... O Cameron te beijou e você não gostou? – A Manu perguntou calmamente.

— Qual parte do “eu não tive escolha” você não entendeu? – Perguntei irritada.

— Não foi isso que eu perguntei. – A Manu rebateu.

— E tem diferença? – Bufei.

— Claro que tem! Você gostou, tá na cara. – A Carol riu.

— Não coloquem palavras na minha boca. – Protestei. 

— Eu juro que não te entendo Sophia, pra que você foi empurrar o coitado na piscina nesse frio? - A Manu falou com pena.

 - Coitado? Ele me beijou a força pra calar a minha boca. Eu empurrei porque estava com raiva. Por que... Eu não sei... – Coloquei a almofada na minha cara para abafar um grito.

— Sophia você e o Cameron não soltam faísca, vocês causam um incêndio na mata atlântica inteira! – A Manu arrancou a almofada da minha cara.

— Eu não entendi.  – Reclamei.

— Você não entende porque esta muito ocupada tentando manter o Cameron longe. Você fica transformando ele em um vilão, mas é difícil tentar te mostrar o contrário. É só ele falar uma coisinha que você já está puta da vida.  – A Carol começou.

— É óbvio que o Cameron não te contou que era Batman ontem à noite. Sophi você já parou para pensar que pela primeira vez na vida você conversou com ele sem o julgar, provocar ou o agredir com as palavras? – Ela perguntou e eu fiquei quieta.

— Pela primeira vez ele pôde ser quem ele é o tempo inteiro e olha só, você gostou dessa pessoa e muito! Apesar de eu achar essa coisa de deus fantasias uma coisa absurda, o que ele fez é compreensível! Se eu estivesse no lugar dele também não falaria. – Ela completou.

— Ele só estava fingindo... – Reclamei.

— ELE NÃO ESTAVA FINGINDO! ENFIA NESSA TUA CABEÇA OCA QUE O CAMERON É UM CARA LEGAL E QUE VOCÊ ESTÁ CAIDINHA POR ELE. – A Carol começou a me chacoalhar.

 

Fiquei sem palavras... Falando assim parece que o problema sou eu. Para falar a verdade acho que é isso mesmo! Eu que nunca deixo o Cameron se aproximar, eu que sempre estou tirando ele do sério, eu que estou sempre com 4 pedras na mão quando ele tenta ser legal.

Poxa o meu irmão é o melhor cara que eu conheço e ele adora o Cameron, todos os meus amigos são muito amigos dele. Nunca encontrei uma pessoa que chegasse em mim e falasse mal dele, muito pelo contrário.

 

— Acho que vocês tem razão! – Disse depois de um tempo.

— ALELUIA! – A Carol gritou.

— Mas agora não tem mais jeito. Ele ficou com bastante raiva hoje... – Dei de ombros.

— Hoje e todas as outras vezes né Sophia? Não vai ser por um banho gelado que o Cameron vai desistir de algo e eu conheço o Cameron há bastante tempo para saber que ele esta meio balançado. – A Manu falou.

— Gente... Só eu estou pensando que tipo assim... O Cameron traiu a Selina com a Sophi? - A Carol perguntou séria.

— Então... Para falar a verdade... Ele meio que terminou com a Selina antes de virar o Batman, então não teve traição. – Respondi.

— Droga, o Cameron é muito bonzinho mesmo. – A Carol bufou.

— CAROLINA! – A Manu a repreendeu.

— Ai gente... Vocês são de mais! – Eu ri. 

 

 

** PDV Zach

 

 

Meu domingo estava sendo péssimo! Além de estar com uma leve ressaca, não paro de pensar no que o Cameron me disse. Dá pra acreditar que ele e a Sophia se beijaram? Pior ainda, que eles se beijaram e o Cameron ficou amarradão?

Preciso muito conversar com alguém, mas não tinha muitas opções no momento. Fui até a casa do Mike para ver se conseguia conversar, mas ele e o Nathan estavam com uma ressaca tão forte, mas tão forte, que nem sabiam onde eles estavam direito.

Aquelas duas criaturas não serviam para dar conselho algum, mas eu até que me diverti bastante zoando com eles. Comecei a inventar várias coisas absurdas, falei que o Nathan deitou no balcão do bar e fez uns caras beberem tequila de dentro do umbigo dele, e que eu tinha certeza que uma das fadinhas que o Mike beijou tinha a varinha maior do que a dele.

Aquilo estava muito engraçado, mas ainda não me fazia esquecer a noite passada. Eu precisava desabafar e só tinha mais uma pessoa com quem eu me sinto a vontade o suficiente para falar sobre uma coisa dessas. A Manu...

Ela é minha amiga á quase tanto tempo quanto os meninos, ela praticamente faz parte da família. Toda vez que eu tenho algum problema com garotas acabo me abrindo com o Cameron ou com ela.

Nesse caso o Cameron está fora de cogitação então era hora de recorrer á Manu, peguei meu celular e mandei uma mensagem pra ela...

 

 

*Mensagem on*

 

 

Zach: Manu, estou precisando conversar. Posso ir aí?

Manu: Vir aqui? É muito urgente? Pode vir daqui à uma hora mais ou menos?

Zach: UMA HORA?

Manu: Desculpa. A Manu conselheira está trabalhando em um caso nesse momento, vai ter que entrar na fila.

Zach: É... Parece que não sou o único com problemas.

Manu: Você nem imagina!!!!

Zach: Tudo bem então. Eu espero... Não tenho muita opção. Mais tarde passo aí, beijos.

Manu: Ok! Até mais tarde! Beijos.

 

*Mensagem off*

 





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A New Life 2.0" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.