A New Life 2.0 escrita por L Angels


Capítulo 14
Capítulo 14 - Convites na mão.


Notas iniciais do capítulo

Preparem suas fantasias porque tem festa chegando.




** PDV Cameron

 

 

— Ei Zach! O que houve cara? Está no mundo da lua e eu aqui falando com você. – Dei um tapa na testa dele.

— Ai! Foi mal, eu estava viajando aqui... – Ele disse esfregando onde eu bati.

— Não diga... – Revirei os olhos. - Enfim... Como eu estava dizendo, esse é o seu convite e esse é o da Sophia.

— Ué... Porque você está me entregando o convite da Sophia? Achei que você nem ia convidar ela para a sua festa. – Ele disse meio confuso.

— Se você entregar talvez ela vá, ela não precisa gostar de mim para ir na minha festa de aniversário. É uma festa com bebida e comida de graça, quem não gosta?  – Dei de ombros.

— Eu não vou convidar a Sophia para a SUA festa! Se você quiser, você convida! – Ele me devolveu um dos convites.

— Qual é Zach... – Protestei.

— Cameron, você tentou passar esses dois meses evitando contato com a Sophia porque você não tem coragem de enfrentar ela, mas no fundo você continua tentando fazer coisas legais para ver se ela para de te odiar. Deixa de ser bundão e faz as coisas direito. - O Zach cruzou os braços.

— Eu não estou evitando fazer contato com a Sophia! – Protestei.

— Que ótimo! Porque ela acabou de chegar, já pode ir lá entregar o convite... – Ele apontou para onde a Sophia estava com a Manu e a Carol.

— Zach você é um vacilão. - Disse com raiva.

— Ei sei disso, agora vai lá... Anda. – Ele começou a me empurrar.  

— Ta bom eu vou... Estou indo... ME LARGA ZACH. – Levantei a voz e ele me soltou.

 

 

 

** PDV Sophi

 

 

 

Já é segunda feira e eu ainda não falei com o Zach desde sábado, eu pensei muito sobre aquele quase beijo e eu cheguei a conclusão de que é melhor fingir que nada aconteceu, até porque nada aconteceu realmente.

Eu tenho certeza que foi só coisa da minha cabeça, eu gosto muito do Zach, mas não daquele jeito, não mesmo.

Estava perto do meu armário conversando um assunto qualquer com a Carol e a Manu quando vejo o Quiseng se aproximando.

 

— Eaí meninas tudo bom? – Ele disse muito simpático pro meu gosto.

 

Peguei meu celular e comecei fingir que tinha algo muito interessante nele, essa é a minha tática infalível quando eu não quero participar de alguma conversa.

 

— Tudo bom sim, e com você? – A Carol devolveu a pergunta.

— Estou ótimo. – Ele respondeu.

— Então... O que nos conta? – Foi a vez da Manu falar.

— Bom... Sábado dia 5 é meu aniversário! E como vocês sabem eu sempre dou uma festa, vim entregar o convite de vocês. - Ele falou tirando um montinho de convites do bolso. 

 

Ele começou a procurar os nomes nos envelopes então entregou um para a Carol, um para a Manu e colocou um entre o meu rosto e a tela do celular.

 

— Você também Sophia. – Ele falou quando eu olhei pra cara dele.

— Não vou, mas obrigada. – Recusei empurrando a mão dele para longe.

— Ela está brincando, é claro que ela vai. – A Carol me olhou de um jeito que eu fiquei até com medo.

— Pega o convite agora Sophia. – A Manu disse séria e eu obedeci.  

— Vai ser uma festa a fantasia! – O Cameron disse assim que peguei o convite.

— Você não está um pouco grandinho para essas coisas? – Perguntei.

— Agora é que as fantasias vão ficando interessantes. – Ele fez uma cara de safado.

— Não diga... - Revirei os olhos.

 - Bom... Conto com a presença de vocês. Até mais! – Ele disse por fim e saiu.

— Qual é a tua Sophia? Não se nega o convite para um festão desses. - A Carol me deu um tapa no braço. 

— Eu não vou nessa droga de festa. - Disse tentando ignorar a dor daquele tapa.

 - Sabe quantas garotas se matariam pra conseguir um convite para uma festa do Cameron? - A Manu disse me dando um tapa no outro braço, acho que virei um saco de pancadas.

— Eu dou o meu para uma delas, sem problemas. – Disse indo pra sala.

— Você só pode estar brincando... – A Carol bufou me seguindo.

 

Elas não disseram mais nenhuma palavra até chegarmos na sala. Eu sou uma pessoa muito teimosa, elas devem saber disso, se eu disse que não vou, é preciso ter um motivo muito bom para me convencer a ir.

Finalmente sentei no meu lugar achando que aquele assunto tinha acabado, mas é claro que não, adivinha quem entra na sala e começa a dar um showzinho? A Selina Vaca e suas clones esqueléticas!

 

— Ai meninas, tenho que comprar uma fantasia maravilhosa para a festa do meu namorado. Não da pra ser qualquer uma, tem que se A FANTASIA. Essa festa vai ser o evento mais badalado dos últimos tempos. – A vaca falava alto o suficiente para a sala toda ouvir.

— Ela é ridícula, ainda não perdoei o que ela fez comigo. A vingança tarda, mas não falha. – Bufei.

— Olhem e aprendam! – A Manu disse indo até a Selina.

 

Eu e a Carol conhecemos a Manu o suficiente para saber que quando essa fala nesse tom não vem coisa muito boa pela frente. Resolvemos ir atrás dela e no meio do caminho eu puxei o Zach que tinha acabado de entrar na sala, para que ele viesse junto.

 

— O que houve? – Ele me perguntou em quanto eu o arrastava.

— Mais um show da Manu. – Eu disse e ele riu.

— Oi Selina querida... Desculpa mas não pude deixar de escutar você falando sobre a festa do Cameron. Sabe... Eu queria te fazer uma pergunta. – A Manu disse toda fofa.

— Pode falar... – A Selina respondeu com aquele jeito nojento de ser.

— Não é nada de mais. Eu só não entendo direito esse esquema de festa de gente que tem dinheiro. Só entra com o convite e se tiver o nome na lista? É isso mesmo? – A Manu se fez de desentendida.

— É isso mesmo, eu entendo que você não saiba dessas coisas. Está na cara que nunca foi em um evento VIP como essa festa. Só vão as pessoas mais populares do colégio claro! Todas muito bem selecionadas, não entra ralé... - Ela respondeu com o ego lá em cima. 

— Nossa sério mesmo? – A Manu fez a cara mais falsa que eu já vi na vida.

— Pois é queridinha... Mas não fica triste não, você pode se fantasiar no halloween. – A cobra tentou ser engraçadinha.

 

Eu não entendo como a Manu faz isso, eu já tinha voado na cara dessa vadia faz um bom tempo, mas ela até riu da piadinha escrota da Selina.

 

— Você é mesmo um amor! Sério, muito obrigada, mas não precisa se preocupar com meus sentimentos... Até porque se eu não estiver MUITO enganada eu fui convidada para a mesma festa que você. Devemos estar no mesmo nível...  – A Manu falou tirando o convite do bolso.

 

A cara de surpresa da Selina enquanto ela encarava o convite foi a melhor, eu, a Carol, o Zach e todas as outras pessoas que estavam a nossa volta só observando a cena tivemos que nos segurar pra não rir.

 

— Que ótimo para você! Parece que finalmente vai conhecer o que é uma festa de verdade. – A Selina fingiu um sorriso falso.  

— Com certeza! Vou me esbaldar. Espero que não economizem na comida, porque ralé adora sair com a barriga cheia. Até a festa queridinha... – A Manu deu um sorrisinho e veio até nós.

— Ah Selina... Depois me avisa qual vai ser o seu look, seria super desconfortável se alguma de nós fosse com a mesma fantasia que você! – Eu não podia perder a oportunidade de provocar também.

 

Ela apenas revirou os olhos e me ignorou, então voltamos para os nossos lugares. Só depois que eu sentei eu percebi que tinha feito uma coisa que encheu as meninas de esperanças.

 

— Então você vai? – O Zach perguntou.

— Diz que siiiiim. – A Carol fez uma cara de choro.

— Não perco isso por nada!! – Respondi encarando a Selina.

— Uhuul! – As meninas comemoraram.





Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A New Life 2.0" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.