Opposite Attraction escrita por Giu, Bloody Mari


Capítulo 11
Capítulo 8





PDV NESS


– Acorda Renesmee. Voce vai perder a hora. - Ouvi alguém falar. Me cutucando.


–Huuurgh. - Reclamei e me remexi na cama, sem abrir os olhos.


– Anda logo. Voce tem aula. Acorda. - Minha mãe falou mais uma vez. Continuei deitada, ouvi passos pelo quarto, e o barulho da cortina sendo aberta, entrou uma puta claridade no quarto.


– Fecha isso! Me deixa dormir! - Falei, tapando minha cara com uma travesseiro.


– Se você não descer em dez minutos para tomar seu café, vou vir com um balde de agua aqui. - Minha mãe falou, e saiu do quarto.


– Merda. - Falei, irritada, me levantando da cama, e vendo que iria me atrasar.


Entrei no banheiro, e fiz minha higiene, saí enrolada numa toalha, indo pro meu closet escolher uma roupa, optei por uma blusa básica estampada, um short preto rasgadinho, minhas botinhas novas lindas e uma bolsa de tachinhas. Coloquei algumas bijuterias, e fiz uma maquiagem simples, delineador, e um batom vermelho. Deixei meu cabelo no natural.


Estava arrasando, e Alice com certeza aprovaria o look.


Desci para tomar café, e meu pai me olhava com cara de poucos amigos.


– Hey mamis. - Falei, sorrindo para ela. - Pai. Ainda estressado por ontem a noite? - Falei me aproximando dele. - Desculpa. - Falei, lhe abraçando e dando um beijo. Esse era o melhor jeito de ser perdoada.


– Ta tudo bem filha. Só nao quero que se repita. - Ele falou. Quase revirei os olhos, mas tinha que manter minha pose de boa filha.


– Ok pai. - Peguei o leite na geladeira, e um copo e me sentei na mesa com eles, entornando meu leite no cereal.


– Filha, seu aniversário está próximo. Vai querer o que de presente. - Perguntou minha mãe.


– Você sabe que eu quero, e preciso de um carro, ou uma moto, tanto faz. - Falei.


– Moto? Voce ta doida menina? - Falou meu pai.


Levantei, indo para a porta.


– Exatamente. E preferia que o presente viesse bem depressa. To precisando. - Falei saindo de casa sem esperar uma resposta.


Alice chegou lá na frente praticamente no mesmo momento que eu sai.


– Hey Lice. - Falei, entrando no carro, que estava com o teto abaixado.


– Ness. Conte tudo da noite passada. - Ela falou, com a empolgaçao de sempre.


– Ah foi ótimo. Ele ta caindo direitinho no meu plano, não dou mais um mês para ele estar andando atras de mim que nem um cachorrinho. - Falei rindo. Ela riu junto comigo.


– Cuidado com o que voce faz Ness. Voce nao quer perdê-lo né.


– Pode deixar, tenho meu plano todo bolado, ele não vai me largar. - Falei sorrindo.


– Então tá. - Ela disse. Fomos conversando e rindo nos cinco minutos até a escola. Chegamos lá e parecia ter o mesmo alvoroço do dia anterior, todos olhavam para a gente.


Saimos do carro, e fomos nos encostar numa muretinha perto da entrada do colégio. Logo veio Jasper, namorado, agora assumido da Alice, e com ele alguns amigos.


– Oi, sou Mike. - Falou um loirinho do time de futebol. - E você é Renesmee, certo?


– Nessie. - Corrigi.


– Ah sim. - Ele falou, se encostando do meu lado. - Então.. queria saber se você tá afim de sair essa noite?


– Que horas você passa lá para me buscar? - Falei sorrindo para ele. Brinquedinho perfeito para colocar um pouco de ciúmes no Jacob.


Marquei tudo com o tal do Mike, e continuei lá conversando, rapidamente chegou algumas meninas, entre elas a tal da Angela, que veio logo falar comigo.


– Nessie! Queria mesmo falar com você! - Falou, eufórica.


– Fale.


– Hoje vai ter a reunião das líderes de torcida. Nós estamos praticamente decididas a tirar Rosalie do cargo de líder. Ela não serve mais. Ninguém a suporta. O único problema é que vai ter que entrar alguém em seu lugar, se não o time fica pequeno.- Ela falava rapidamente. - Então, você topa ir fazer o teste?


– Hmm.. - Fingi pensar. Por dentro eu pulava de alegria. Esse seria o primeiro passo para acabar com a reputaçao de Rosalie. - Aceito sim.


– Então vem comigo. Vai ser agora. Tem que avisar ao seu professor que voce nao vai na aula. - Ela falou. Estava gostando daquilo. Sendo líder de torcida eu poderia perder algumas aulas. - Você vem Alice?


– Vou sim. - Ela falou, saindo do abraço do seu namorado, e caminhando com a gente para o vestiário feminino.



PDV JACOB


Acordei feliz. E irritado.


Saber que não poderia falar com a Renesmee na escola me chateava demais.


Cheguei na escola e Rosalie já me esperava.


– Oi amor. - Ela disse falsamente, - Tentei te ligar ontem...- Ela falou, vindo me abraçar. Suas amiguinhas estavam ali. Estranhei que não tinha mais ninguem com as quatro.


– Sai Rosalie. - Falei, me esquivando dela.


– Ei, acho melhor você fingir que está tudo bem.. - Ela falou se aproximando do meu ouvido. - Sabe.. nós ainda somos namorados.


– Argh. - Suspirei frustado, e sai de lá, deixando ela plantada me olhando com raiva.


Estava caminhando para dentro do colégio e vi encostada numa mureta, Renesmee e sua amiga Alice. E elas não estavam sozinha. Tinha entendido o por que de Rosalie e duas amigas estarem sozinhas. Todos estavam ali, conversando com elas.


Entrei irritado, minha vontade era dar meia volta, e ir lá, poder abraçar a Ness, como o Jasper fazia com a Alice.


Fui direto pra sala, exatamente quando tocou o sinal.


PDV NESS


– Merda! Nao trouxe roupa de educaçao fisica! Como vou fazer o teste?! - Reclamei com Alice, chutando a porta do armario do vestiario.


– Calma Ness, eu sou previnida, e trouxe, já sabia que hoje seria o teste. - Falou Alice, sorrindo para mim.


– Aaaaah, jura que você trouxe?! - Falei, pulando para abraçá-la. - Você é a melhor amiga do muuundo! - Falei, esmagando ela num abraço.


– Vou morrer sufocada. - Ela falou, se desvencilhando do meu abraço e indo na sua bolsa, pegar as roupas. - Toma. - Falou, jogando para mim.


– Valeu. - Falei pegando as roupas, e tirando meus short.


Vesti a saia roxa, e o top, antes eu teria vergonha de sair com a barriga de fora. Coloquei as meias e o tênis. Prendi meu cabelo, e coloquei uma faixa no cabelo.


Eu me sentia parecida com essas meninas metidinhas. Alice também se vestiu, parecida com o que eu usava, e fomos para o gramado, onde as meninas já nos esperavam. Elas estavam sentadas, algumas conversando sobre essas futilidades irritantes de patricinha.


Angela acenou animadamente para mim. Rosalie me olhou com ódio. Dei um sorrisinho falso para ela, e caminhei até perto do grupinho da Angela, que era as meninas que queriam tirar a Rosalie do time.


– Senta aqui com a gente, já já é o seu teste. - Falou Angela, simpatica como sempre.


– To nervosa, ai meu Deus e se eu nao conseguir - Falou Alice.


– Lice, deixa de ser pessimista. Nós duas vamos conseguir, vamos arrasar, voce vai ver só.


Eu queria demonstrar que estava confiante.


PDV Jacob


Saí puto da aula, indo diretamente para sala de detençao, meu comum destino durante as aulas do Tanner.


Fui, e um pedacinho de mim tinha esperanças de encontrar com a Ness lá. Quando entrei, fiquei decepcionado, tinha dois alunos lá, um era o Jasper, e o outro Seth, um amigo nosso.


– Ei caras, fazendo merdas? - Falei, indo me juntar com eles, rindo.


– Que nada pô. - Falou Seth.


– To morrendo de tédio nessa merda. Bora fugir? - Falou Jasper.


– To sabendo que agora ta tendo o teste das líderes, querem ir espiar, será que entra alguma gatinha nova? - Falou Seth, empolgado.


– Vambora. - Falei, levantando. Nos primeiros tempos, nao ficava ninguém na sala de detençao, entao saimos numa boa.


Fomos direto para o gramado, ficando meio escondidos, para nao sermos pegos. Vi as meninas em pé, em formaçao. Em frente a elas estavam as novas candidatas, que tentavam imitar o que as outras faziam. Ri, vendo algumas se embolarem e errarem os passos, apenas umas quatro se destacavam, e entre elas, enxerguei Renesmee. Ela seguia os movimentos certo, talvez melhor do que Rosalie.


Continuamos assistindo dali, cada vez Renesmee se destacava mais, seguindo todos os passos direito, parecia que tinha nascido para aquilo.


Quando acabou, ela se juntou com umas meninas, e elas comemoraram.


PDV NESS


– Nessie! Voce foi demais! Nasceu para isso! - Falou Angela. - Voce também Alice, parecia uma fadinha.


– Brigada Angie. Agora é só esperar o resultado. - Falei, eufórica. Estava feliz, tinha ido bem.


– Nós faremos uma reunião com a diretora, e colocaremos você no lugar da Rosalie. O resultado vai sair hoje, no final das aulas. - Angela ia falando, enquanto nós caminhavamos pro vestiario.


– Ótimo!. - Falei, sorrindo, eu sabia que ganharia.


Rosalie passou por mim, esbarrando propositalmente. Ela caminhou direto para sala da direçao, estava irritada.


As meninas se trocaram, e foram logo resolver a votaçao. Sobrou eu e Alice no vestiario.


– HAHAHAHAHA você viu a cara da Rosalie? - Comentei com ela, quando saí do banho. - A-D-O-R-E-I!


Rimos juntas, e continuei me trocando.


TOC TOC

Ouvimos alguém bater na porta do vestiário. Alice foi ver quem era.


– Jazz! - Ouvi ela falando lá. - Vem, entra, antes que te vejam. - Ouvi ela falando, e bateu com a porta do vestiario.


– Nessie. - Ele me cumprimentou.


– Fala ai Jasper - Falei, sorrindo simpática para ele. Acabei de pentear meu cabelo, e arrumei minhas coisas na bolsa.


– Tem uma pessoa te esperando ali fora. - Ele comentou comigo, quando eu já estava saindo. Deixaria os dois namorarem um pouco.


– Ah sim. - Falei confusa. - To indo, tchau. - Me despedi da Alice, e saí do vestiário, ainda tinha uma aula antes do almoço.


Fechei a porta, e logo alguém me puxou. O vestiario ficava na parte de fora do colégio, perto do ginásio. Então não tinha ninguem ali.


– Senti saudades. - A voz rouca que me arrepiava falou, me puxando para si.


Sorri para ele, e logo o beijei. Ele me imprenssou contra a parede, eu o abracei fortemente, desejando não soltá-lo jamais. Paravamos de nos beijar apenas para respirar, e logo voltavamos.


– Urgh.. - Reclamei. - Vamos embora daqui? - Falei, com segundas intençoes.


– Vai perder aula? - Ele falou, continuavamos abraçados, apenas dando um tempo para respirar.


– Não me importo. Vamos. To cansada daqui. - Falei, ele me olhou meio incredulo e me puxou para o estacionamento. Subi na sua moto, e ele me deu seu capacete, e acelerou com a moto. Coloquei meus braços em volta dele.O abracei fortemente, sentindo todo o seu corpo com a palma das minhas mãos, ele acelerou, o vento batia forte em meus braços, queria estar sem capacete, poder sentir aquele vento no meu rosto. Quando percebi nós ja tinhamos parado, desci da moto e tirei o capacete arrumando meus cabelos.


– E ai o que você quer fazer? - Perguntou. Olhei em volta, estavamos bem longe de casa, aqui tinha uma praça, algumas lojas, e poucas pessoas. Quase não passava carro. Tipica praça de cidade pequena.


– Vamos comprar alguma coisa para beber - Sugeri apontando uma loja de conveniencias, Jacob tirou as chaves da moto e me seguiu, entramos na lojinha e demos algumas voltas até eu achar o que eu estava precisando, uma boa e grande garrafa de vodca.


– Hey Jake - Chamei pegando a garrafa


– O que? - Perguntou vindo até mim com alguns pacotes de salgadinhos.


– Você é maior de idade né? - Perguntei balançando a garrafa na minha mão


– Hãn, sou... mas porque você quer levar isso? Tem refrigerantes do outro lado - Falou.


– Eu sei, mas não quero refrigerantes - Disse com um sorriso malicioso. Ele parecia meio perdido. Depois que pagamos, pela garrafa e mais os salgadinhos que ele quis levar, fomos nos sentar em baixo de uma arvore na praça pouco movimentada, fiquei encostada nele, ele com os braços em volta de mim, quem via deveria pensar que eramos um casal de namorados. Peguei a garrafa abri e virei um gole, me segurei para não engasgar com o gosto forte do liquido queimando minha garganta. Jacob me olhou surpreso, eu sorri e ofereci a garrafa pra ele, Jake rejeitou e abriu um pacote de salgadinho começando a comer.


– E ai, agora é lider de torcida? - Perguntou


– Não, os resultados só saem no final da ultima aula. Mas acho que vou pegar amanhã, já que não pretendo volta lá hoje.


– Ah, Sabe nunca pensei que você um dia fosse fazer teste pra lider de torcida - Comentou rindo.


– Porque? - Perguntei, ficando séria.


– Sei lá, você sempre me pareceu o tipo de garota que não gosta dessas coisas.


– Talvez você que não me conheça bem o suficiente - Falei e entonei mais um gole da vodca, que passava queimando.


– Eu acho que conheço, a garota que prefere ficar estudando a sair para uma festa, que não se importa com o que as pessoas pensam dela, que tem em mente um futuro perfeito, e que com certeza irá realiza-lo. - Falou, me olhando intensamente. Bebi mais um gole, e desviei meus olhos dele.


– Você errou, isso só prova que você, Jacob Black, não me conhece nem um pouco. - Falei, e oferecia a garrafa a ele, novamente.


– Talvez eu não conheça a nova Renesmee, mas a antiga eu conheço muito bem - Falou, e recusou a garrafa. Me recusava de pensar no que ele havia falado, entornei mais um gole.


– Você não conhece nenhuma Renesmee - Falei, e ja me preparava para tomar outro gole, mas Jacob tomou a garrafa da minha mão.


– Então quem é você? - Perguntou, subjetivamente,


– Só o que posso falar, é que não sou quem você pensa. - Falei, e senti falta da garrafa.


[...]


Passamos a tarde toda ali, abraçados, aproveitando o momento, de vez em quando eu o beijava, dava algumas mordidinhas, mas como no enontro anterior, conversamos muito. Eu queria tocar no assunto Rosalie com ele, mas não achei que fosse a hora certa.


– Ei, quer dar uma volta? - Falei.


– Quer ir em La Push? Estamos pertinho. - Ele falou.


– Vamos. - Falei, me levantando, fui até a moto, ele subiu, e me entregou o capacete, neguei, dizendo que queria o vento batendo no meu rosto. Ele insistiu, mas recusei novamente.


Em poucos momentos estavamos parados no estacionamento da praia, que nesse horario estava vazia. Tirei minhas botinhas, colocando na bolsa, e me sentei na areia, encostando num tronco velho que tinha ali. Ele se sentou ao meu lado, e ficamos observando o pôr-do-sol. Era lindo ficar ali, ouvindo os barulhos das ondas batendo fraco. Aves ao fundo...


Depois de um tempo parados ali, resolvi dar uma volta. Ele veio atras. Entrelaçamos nossas mãos, e fomos caminhando, perto do mar.


Eu ria, cantando e conversando com ele.


– Sabe, não venho a La Push a muuuito tempo! - Falei. E rodopiei no ar. - Adooooro isso. - A vodca parecia estar fazendo efeito agora. Eu ria, e ele me acompanhava, sorrindo fraco.


Corri, em direçao ao mar, com o intuito de me jogar. Ele veio atras de mim, me segurando pela cintura.


– Ei, sua doida. Quer morrer congelada? - Falou, tentando me puxar de volta.


– AH! - Gritei, pegando agua e jogando nele.Fiquei rindo.


Ele ficou olhando para a blusa molhada.


– Aaaah, agora voce me paga Renesmee Cullen! - Falou, me olhando sinistramente. Eu ri e sai correndo.




Ele veio correndo atras de mim, rindo também. Continuei correndo, até que ele me alcançou, tropeçamos e caimos no chão. Demos altas gargalhadas, até eu olhar fundo nos seus olhos, e ele fazer o mesmo comigo, eu estava por baixo dele, e ele me abraçava, me encarando profundamente.


Sem contar mais, nos beijamos, tão intensamente e apaixonadamente. Segurei na nuca dele, e continuamos com nos beijando, sem parar nem para respirar. Quando paramos, dei um sorriso sapeca para ele, e rimos juntos.


Mas quando olhei novamente nos seus olhos, tão entregue a mim, o ataquei novamente, beijando sua boca carnuda com extase. Ele correspondia perfeitamente a mim, me beijava com paixão, e de um jeito que me deixava louca.


[...]


Acho que perdemos a noção do tempo, já tinha escurecido, e continuamos sentados na praia, mesmo estando escuro, e eu sentindo um pouco de frio.


Ficamos abraçados, como dois bobos apaixonados. Só faltava fazer juras de amor.


Meu celular começou a tocar.


– Alô?


Renesmee. Onde você está? Venha para casa, esta ficando tarde, seu pai nao vai gostar nada se não te encontrar no jantar. – Falou minha mãe.


– Oh. Sao que horas?


Ja passa das sete. Estou enrolando para servir o jantar, venha logo.


– Ok mãe, estou indo. Beijos - Falei e desliguei.


– O que houve? - Perguntou Jacob, preocupado.


– Tenho que ir para casa. - Falei, me levantando e limpando o short.


– Vamos. - Ele falou, segurando minha mão.


Subimos na moto, e rapidamente chegamos a minha casa. Ele se despediu de mim, com um beijo desentupidor, mas muito apaixonado. Entrei em casa rindo, ele estava caindo direitinho na minha.


Corri para o meu quarto para tomar banho, ainda tinha o jantar..


[...]


Terminei o jantar e subi para o meu quarto, ligaria para a Alice para saber se passamos no teste. Mas assim que cheguei lá, meu celular começou a tocar, corri para atender.


– Alô?


Renesmee. É o Mike. Eu sei que ta tarde, mas nao estava conseguindo falar com voce, e ai, ainda quer sair?


– Ah oi Mike. ée..r - Pensei rápido, poderia pular a janela? - Sim, quero sim. Voce passa aqui?


Sim, daqui a meia hora estou ai. Beijos.– Ele falou, e desliguei.


Corri para arrumar uma roupa. Teria que sair de fininho de casa, era só isso que me preocupada. Mas tudo bem, pelo menos me divertiria um pouquinho...












Notas finais do capítulo

Ai está o capítulo meninas. Tentei caprichar, mas ficou horroroso. Comentem, e se rolar, uma recomendaçao.
Bruuh, agora to usando o polyvore, como voce tinha pedido para ver as roupas.
JackieDS, obrigada por estar acompanhando a historia :D
Beeeijos meninas, até a proxima semana.
Ah, nao deixem de acompanhar Republica https://www.fanfiction.com.br/historia/154626/Republica
e A Proposta https://www.fanfiction.com.br/historia/203963/A_Proposta, duas fics da Mari, que são muuito boas.