Roller Coaster escrita por jgw22


Capítulo 9
Capítulo 9


Notas iniciais do capítulo

Mais um pra encerrar a noite. huhu.




ALICE’S POV

Como que eu estava ali, no quarto de Zayn, depois de tudo aquilo que aconteceu na cozinha e eu ainda não tinha derretido? Essa era uma das muitas perguntas não respondidas naquele momento. Eu estava vidrada demais no corpo da figura sem camisa dentro do closet para conseguir responder qualquer coisa, ou para lembrar-me do meu nome, ou de respirar.

- Tome, acho que vai ficar grande, mas é a menor que eu achei – ele disse rindo e me alcançando uma camiseta dele, e trazendo uma na mão para vestir também. Porque ele não a vestia logo? Daquele jeito, acho que eu só ficava mais sem reação. Finalmente, Zayn vestiu a camiseta. Espera, o que eu estava dizendo? Eu queria vê-lo mais sem camisa! Pelo menos, com aquele corpo coberto, meus pensamentos ficavam um pouco mais claros.

Fui até o banheiro de Zayn e troquei de roupa. Meu Deus, aquele garoto tinha realmente me encharcado. Tirei meu casaco e minha blusa e vesti a blusa que Zayn tinha me emprestado, ela ficou enorme, cabia mais umas 3 Alices ali dentro. Olhei-me no espelho e me achei hilária, com as mangas nos cotovelos e a barra da camiseta um pouquinho acima do joelho. Saí do banheiro rindo de mim mesma.

- Nossa, fiquei linda, fala a verdade. – falei irônica para Zayn, que estava sentado em sua cama me esperando.

- Sim, você está linda. – disse ele sorrindo pra mim. Mas calma, onde estava a ironia na voz dele?  Ele realmente tinha me achado bonita daquele jeito? Meu Deus, esse garoto só podia ser cego, ou ter problemas. Ou os dois.

- Ah, fala sério. Estou parecendo o Monstro do Armário de Zayn Malik. – eu disse revirando os olhos e abrindo os braços pra mostrar os estado que a camiseta estava em mim.

- Eu ia gostar de achar um mostro assim no meu armário. – ele falou e mordeu o canto do lábio. Depois, acho que ele se tocou do que havia dito, abaixou a cabeça e ficou inteiramente corado.

- Ah, vem, vamos descer. – eu disse o puxando pela mão para fugir daquele momento constrangedor. Ele desceu as escadas tropeçando e quase me derrubou escada abaixo com ele, nós chegamos na sala rindo feito dois idiotas, com Zayn me abraçando pelas costas para não cairmos. Talvez aquela cena não estivesse lá muito normal: nós dois rindo abraçados, eu com a camiseta de Zayn saindo do andar cujo estávamos sozinhos, porque assim que nos recompomos, percebemos 6 pares de olhos nos olhando de forma estranha, alguns espantados e outros maliciosos.

- Estou sentindo cheiro de tinta – disse Louis com uma voz afetada. – acho que tá pintando um clima ali, hein.

- CALA BOCA, LOUIS.- eu e Zayn gritamos em uníssono assim que ele terminou a frase.

- Vamos fingir que esse momento nunca aconteceu, ok? – eu disse rindo e me sentando ao lado de Harry, com Zayn me seguindo.

Depois daquilo, todos voltaram ao normal e ficamos ali conversando, mas sei lá, algo estava estranho. Eu me sentia estranha, não sei por que, mas toda vez que Zayn ria de uma piada que eu fazia, eu me sentia feliz por ser o motivo daquela risada, algo me fazia bem naquilo. Lá pelas tantas, acho que eu estava tão imersa em meus próprios pensamentos que nem ouvi Bru e Jaz me chamando para a cozinha. Harry balançou meu ombro e só assim percebi que alguém me chamava.

Mal chegamos à cozinha e as garotas colocaram milho na panela para fazerem pipoca. Estávamos esperando ficar pronto, e antes que qualquer milho pudesse começar a estourar, elas foram logo perguntando:

- Vai, fala tudo! Porque você tá estava tão distante na sala? Tem a ver com algo que aconteceu aqui na cozinha antes? – Jaz me olhava de forma maliciosa.

- E essa camiseta, o que houve com a sua? Alguém a tirou e você colocou a primeira que encontrou? – Bru lançou-me um olhar tão malicioso quanto o que recebi antes.

- Calem a boca vocês duas! Não aconteceu nada em lugar nenhum, ok? O Zayn conseguiu me molhar quando me abraçou. – senti as duas trocando um olhar quando eu falei a última frase. - Mas foi um abraço, eu tava agradecendo pelo o que ele fez ontem por mim. Mas agora parem com essa paranoia, credo!

- Hmmmm, ok né, não tá rolando nada. – disse Bruna fazendo uma voz irônica, mas resolvi deixar pra lá.

Assim que ficou um silêncio na cozinha, nós começamos a ouvir outra coisa: a panela estourando milhos freneticamente. Quando olhamos em direção ao fogão, a tampa da panela já estava abrindo e revelando pipocas dentro dela. Bruna se desesperou e mais do que depressa tirou a tampa da panela. Isso fez com que as pipocas saíssem voando por toda a cozinha. Nós começamos a gritar e os garotos apareceram na porta da cozinha, todos começaram a rir muito quando viram a cena: três garotas gritando no meio de uma chuva de pipocas. Quer dizer, todos riram, menos o Niall, que estava com uma cara de quem estava no paraíso.

- Cara, tá chovendo comida. Eu to no céu! – disse ele com um sorriso no rosto parecendo estar em transe, e só voltou ao normal depois que Liam lhe deu um tapa na cabeça.

- Vai, fecha essa panela Bruna! – eu consegui finalmente falar uma frase inteira em meio aquela gritaria. Ela fechou a tampa, mas foi em vão, pois todas as pipocas já se encontravam espalhadas por toda a cozinha. Todos nós ficamos em silêncio nos encarando, e depois uma gargalhada geral invadiu o ambiente.

- Bem, pelo menos ela ficou crocante. – eu disse pegando uma pipoca que estava em cima da bancada a meu lado e provando, fazendo todos rirem mais ainda.

- Tá, vamos limpar isso aqui né? – quem falou dessa vez foi Jaz, e assim que falou, Liam e Louis saíram da cozinha e retornaram pouco tempo depois trazendo vassouras. Depois de ficarmos um bom tempo nos batendo com os cabos da vassoura e jogando pipocas para os ares. Assim que finalmente limpamos tudo, fomos todos para a sala, me sentei no sofá e Zayn sentou a meu lado. Agir normalmente, agir normalmente, agir normalmente... Assim que sentou-se ali, passou a mão por meu ombro e com a outra tirou uma pipoca que estava presa em meu cabelo.

- Opa, acho que esta não quis ir embora. – ele falou sorrindo ao me olhar.

- Nossa, só pra me deixar mais estranha do que já estou com essa sua baby look. – eu disse fazendo um biquinho.

- Ah, para. Nem ficou tão estranha assim. – ele sorriu agora mais abertamente.

- Não, imagina. – eu disse revirando os olhos.

Ficamos ali por mais algum tempo, quando vi em meu celular que já era 8 pm. Levantei num pulo e estava indo em direção a porta.

- Ei, calma! Ainda é cedo! – disse Harry.

- Cedo pra você Sr. Cachinhos, porque pra mim é tarde. Você sabe que amanhã eu ainda tenho que encarar o primeiro dia de aula, né? – eu disse fazendo uma careta. Ia me dirigir a Jaz e perguntar se ela ia comigo, mas assim que olhei pra ela, que estava com a cabeça no colo de Niall, resolvi não quebrar o clima. – Jaz, eu te vejo em casa, tchau gente.

- Não, já está escuro, não vou deixar que você saia sozinha. – disse Zayn super-protetor.

- Ah, qual é Zayn, eu morro na outra rua, lembra? – eu falei fazendo uma cara de “dã”.

- Não quero saber, você não vai sozinha e ponto final. – ele disse inflexível.

- Tá, tudo bem, vamos. Boa noite galera. – eu saí o puxando pela porta, mas ele resistiu.

- Ei, vamos? – eu disse já meio impaciente.

- E você vai com a minha camiseta? Não que eu me importe, mas acho que iria ser estranho você chegar em casa assim. – disse ele rindo de mim.

- PQP, é mesmo! Espera aí! – eu falei correndo para o banheiro de Zayn. Tirei aquela camiseta três vezes maior que eu e a coloquei dobrada em cima da cama. Coloquei minha blusa e meu casaco, ainda um pouco úmidos, e não pude deixar de perceber que eu estava com cheiro de homem. Que ótimo, pensei irônica. Mas, pra dizer bem a verdade, não estava assim tão ruim, era o cheiro dele. AH, Alice, o que é isso? Vai, para de pensar besteira e te manda pra casa. Desci as escadas correndo, obedecendo minha consciência que pela primeira vez no dia fez algo que prestasse.



Notas finais do capítulo

E aí, estão gostando? Eu realmente espero que sim :33 Por hoje é isso, mas prometo postar mais uns amanhã (: Beijos e boa noite x)