Roller Coaster escrita por jgw22


Capítulo 26
Capítulo 26


Notas iniciais do capítulo

Demorei pra postar esse né? ): Me desculpem, sério. Estou triste, vocês não comentaram nada das fantasias poxa, nem sei se gostaram Ç.Ç
Bom, aí está a festa, e tem personagem novo, ou melhor, nova. :33 Espero que gostem.




ZAYN’S POV

Não sei se era porque eu sou homem, porque comecei a me arrumar cedo ou porque as garotas demoravam demais, mas fazia uma meia hora que eu e os garotos estávamos na sala esperando as quatro descerem do segundo andar, e nada.

Juro que eu já estava ansioso; Alice não me deixara ver sua fantasia no dia anterior. Tecnicamente, nenhum de nós tinha visto, apenas as garotas, e isso me deixava ainda mais nervoso. Eu sequer sabia de quê ela iria, e a cada novo pensamento que brotava, era um aperto que surgia na boca do estômago.

Depois de mais algum tempo de tortura, que por mais que meu cérebro processasse como se fossem incontáveis horas, o relógio insistia em comprovar o contrário, e que nada passara de exatamente 13 minutos, quatro garotas desceram as escadas apressadamente. Todas estavam lindas, de fato, mas meu olhar só conseguia focar na que descia a escada for último, a Bela Adormecida mais linda que eu já vira em toda a minha vida.

Eu fiquei estático, juro que não conseguia mais responder por meus comandos. Meu cérebro obrigava minhas pernas a permanecerem no lugar e meus braços sem movimentos, permitindo que apenas os olhos trabalhassem, deixando-os analisar cada centímetro da obra que havia em minha frente.

Antes que eu pudesse sair do transe, Alice me puxava porta afora, atrás de todos os outros e seguíamos para o carro de Liam, junto com Bruna e Juliana. No carro de Louis, iria ele, Jaz, Niall e Harry.

A festa era realmente badalada. Na entrada, tinham paparazzi para todos os lados, os flashes praticamente deixavam impossível a visão. Seguimos todos juntos para dentro do pub, repleto de celebridades, e as garotas foram correndo para a pista de dança.

Eu e os garotos fomos atrás delas e começamos a dançar também, fazíamos bagunça e cantávamos ao som de cada nova música. E sim, eu não conseguia tirar os olhos de Alice nunca. De vez em quando, nossos olhares se encontravam e ela lançava-me o sorriso que sempre era capaz de me tirar o fôlego.

Depois de um bom tempo naquela pista, os garotos estavam mortos e as garotas pareciam render-se também. Quer dizer, as garotas sim, menos a minha garota, que parecia ter a bateria recarregada a cada música tocada. Ela não parava de dançar um minuto, estava sozinha na pista de dança, em meio a um mar de rostos que eu não fazia a mínima questão de focalizar. Só o dela me importava. Eu estava no bar, e via Niall e Jaz num canto conversando abraçados. Harry estava próximo do bar, beijando Juliana de uma forma bem safada que mais tarde eu obviamente tiraria sarro. Liam e Bruna estavam num loft reservado, e de relance vi Louis conversando de maneira bem ‘amigável’, com uma garota fantasiada de marinheira. Caramba, o Louis finalmente encontrou a alma gêmea.

Resolvi saí do bar onde me encontrava no exato momento em que a música agitada dava espaço a melodia lenta e a casais se formando. Perfeito. Quando Alice parou de dançar e ia retirando-se da pista de dança, eu a abracei pelas costas e lhe dei um beijo na cavidade de seu pescoço. Virei-a de frente para mim e ficamos nos movendo lentamente no ritmo da música ao fundo. Realmente, a música era a coisa mais insignificante e com menos importância que meu cérebro absorvia. Eu estava concentrado demais naquele sorriso ou naqueles olhos castanhos que insistiam em me observar. Eu poderia ficar segurando-a contra meu corpo até o fim de meus dias, ficar apenas observando suas feições perfeitas. Pra mim, era difícil achar algum lugar no planeta melhor do que aquele. Coloquei o lábio levemente sobre sua orelha, mas por incrível que pareça, dessa vez não mordi. Beijei de leve e falei num sussurro:

- Será que eu posso acordar essa Bela Adormecida? – falei reunindo toda a coragem que tinha dentro de mim. Ela soltou uma risada baixa e melodiosa, perfeita de ser ouvida, e depois falou no mesmo tom.

-Só se esse piloto colocar um rumo na minha vida. – ela riu mais alto, me fazendo rir também. Aproximei meu rosto do dela e delicadamente uni nossos lábios num beijo. Eu juro que não me cansava de sentir aquilo. Era como ter mil bombas atômicas explodindo ao mesmo tempo em meu estômago; como ter choques elétricos percorrendo meu corpo inteiro em questão de segundos.  Depois de algum tempo e com muita relutância, separei nossos lábios e mantive nossas testas unidas, ela sorria em direção a minha boca, e eu fazia o mesmo para ela. Alice deu mais uma leve gargalhada contra minha pele e levantou um pouco a cabeça para que o seu olhar encontrasse o meu.

- Credo, como a gente é brega! – ela disse num tom divertido.

- Somos um casal brega. – Eu disse a abraçando contra meu corpo, mas o abraço rapidamente foi separado por ela, que me olhava com uma confusão no rosto. O que você fez agora, Zayn?

- Espera aí, somos um casal? – ela me perguntou fazendo um biquinho. Soltei uma gargalhada um tanto aliviada por ser este o motivo de tanta duvida, e então, voltei a beijá-la da forma mais fervorosa que pude como resposta.

ALICE’S POV

Definitivamente: a festa mais perfeita da minha vida. Eu estava em estado de choque. O que tinha acabado de acontecer naquela pista de dança? Zayn realmente tinha admitido sermos um casal? Eu estava nas nuvens; não era um pedido oficial nem nada, não éramos namorados, mas já éramos mais que simples amigos.  Eu irradiava felicidade, nada me acordaria naquele sonho.

Passei o resto da festa junto com Zayn, e por incrível que pareça, eu saí cedo da pista de dança. Sim, por mais desastrada e desengonçada que eu fosse, eu amava dançar. Mas realmente eu não via nenhum problema em trocar as músicas por um abraço do Zayn. Meu Zayn.

Ficamos um bom tempo num canto reservado do pub, com alguns sofás e mesas baixas. Lentamente, os outros começaram a se juntar a nós. Os primeiros foram Jaz e Niall, logo seguidos por Bru e Liam. Depois foi a vez Harry chegar de mãos dadas com Juh, o que obviamente não escapou dos nossos discretos comentários. Passado mais algum tempo, Louis veio a nosso encontro com uma menina que eu não conhecia, fantasiada de marinheira. Louis achou alguém que tenha algo em comum com ele, afinal.

A menina tinha quase a mesma altura de Louis, o que depois de alguns segundos eu percebi que era apenas pelo salto exorbitante que ela usava, e que provavelmente era baixinha. Tinha cabelos lisos cortados a alguns centímetros acima dos ombros, era castanho claro, ou loiro escuro. Os olhos eram grandes com um tom bem próximo de seu cabelo, envoltos por uma longa camada de cílios muito bem cobertos com rímel. Ela lançava um sorriso enorme em nossa direção, e antes que qualquer um pudesse cumprimentá-la, Louis foi logo fazendo as apresentações.

- Oi pessoal, essa aqui é a Luísa. – ele estava com um sorriso bobo no rosto. Hm, Hazza, você não foi o único que abandonou o relacionamento homossexual. – Piu, estes são Zayn, Alice, Jaz, Niall, Harry, Juh, Bru e Liam. – nós abríamos sorrisos a medida que ele fazia a chamada.

- Oi pessoal. – ela sorria pra nós e sentava-se ao lado de Louis numa das poltronas.

- Espera, você a chamou de Piu? – Niall perguntava confuso.

- Ah sim, é meu apelido de infância. É por causa dos olhos, boca e bochechas grandes que eu tenho, dizem que parece o Piu-Piu. – Antes que Louis pudesse responder, Luísa, quer dizer, Piu já se explicava, em meio a uma risadinha abafada.

- Parece que o Lou achou a alma gêmea. A sua marinheira com nome parecido com o dele. – Harry falou nem um pouco discreto. Fazendo todos rirem baixo, ao mesmo tempo em que Piu corava e baixava o olhar e Louis lhe lançava um olhar de advertência.

Depois do momento de indelicadeza com a menina que seu melhor amigo parecia estar de quatro, Harry finalmente calou a boca e a conversa começou a fluir normalmente. Ficamos até umas 4 horas da manhã no pub, até que decidimos ir embora. Niall apoiava num abraço praticamente todo o peso de uma Jaz sonolenta, enquanto seguíamos para o carro. Os dois, Harry e Piu iriam no carro de Louis, que iram largar Piu em casa antes de irem pra nossa. Eu, Zayn, Bru, Juh e Liam seguíamos no outro.

Chegamos em casa e segui direto para o banheiro na árdua tarefa de tirar a maquiagem do rosto; eu adorava maquiar-me, mas tirá-la depois definitivamente não me atraía. Depois do rosto limpo e de um banho merecido, joguei-me na cama já dormindo.



Notas finais do capítulo

E aí, o que acharam? Mereço reviews? :33333