Roller Coaster escrita por jgw22


Capítulo 16
Capítulo 16





ZAYN’S POV

Nós estávamos em silêncio, eu não tinha palavras para descrever aquele momento. Depois que comemos e fizemos guerra de biscoitos, Alice sentou-se encostando as costas na árvore e eu deitei em sua perna, ela passava os dedos pelos meus cabelos brincando com eles, me deixando totalmente arrepiado. Eu juro que estava me segurando ao máximo para não aproximar meu rosto do dela e prendê-la num beijo. Mas por que ela estava tão quieta? Será que não tinha gostado do que eu tinha feito? Olhei para seu rosto e o sorriso presente ali me denunciou que ela estava feliz, então provavelmente ela tinha gostado sim. Mas do mesmo modo em que eu já conhecia seu sorriso, eu também já conhecia seu olhar. Ele estava distante, dizendo-me mesmo sem palavras que ela estava pensativa sobre alguma coisa. Eu queria saber o que era, na verdade, queria ser o motivo daqueles pensamentos, ela não fazia ideia o quanto me fazia bem. Ela não fazia ideia o quão ela era importante pra mim.

- Zayn, porque fez isso por mim? – ela quebrou o silêncio e dissolvendo meus pensamentos com sua voz doce.

- Posso ser sincero com você?

- Deve. Sempre. – ela falou sorrindo e enrolando uma mecha de meu cabelo em seu dedo.

- Bem, você não aparecia lá em casa desde domingo, eu tava com saudade. – falei sorrindo e sentindo o fogo tomar conta de minhas bochechas. – E também, senti alguma coisa estranha quando você e a Jaz saíram lá de casa naquele dia. Aconteceu alguma coisa na sua casa? Sabe que pode me contar tudo, né? – eu falei olhando para cima, mirando o rosto que ali me fitava. Ela ficou um tempo em silêncio, apenas mexendo em meu cabelo nervosamente, até que suspirou demoradamente e começou a falar devagar.

- Bom, os últimos dias lá em casa tem sido terríveis, você não sabe o quanto, se não fosse Jaz, acho que eu já teria feito alguma besteira. – ela tinha parado de mexer em meu cabelo nesse momento, e algo em sua voz me deixou perceber que ela estava tão nervosa que fazia um esforço bem grande para colocar seus sentimentos em palavras. – Eu não dirijo uma palavra educadamente a Edgar faz mais de uma semana, sempre que vou falar com ele, acabamos brigando feio, eu não aguento mais isso, você não tem noção. Tenho vontade de sair correndo daquela casa e pegar o primeiro avião pra qualquer lugar longe daqui, mas pensar em tudo o que eu já tenho aqui me faz pensar melhor e aguentar. – ela disse baixinho, deixando a voz se perder aos poucos pelo ar. Como assim ‘tudo o que eu já tenho aqui’? Ela estava falando do que eu estava pensando?

- Você quer dizer a gente? – eu falei muito espantado.

- Sim. – ela disse calmamente me dirigindo um sorriso.

- Alice, você sabe que qualquer coisa que acontecer você pode contar comigo e com os garotos, né? O dia que você estiver muito nervosa ligue pra um de nós e vai dormir lá em casa, ela sempre vai estar aberta pra você, nós te amamos, mesmo você não sabendo disso. – disse rindo fraquinho para esconder um pouco do nervosismo. A frase que eu queria ter dito realmente era ‘eu te amo, mesmo você não sabendo disso’, mas a timidez sempre me atrapalhava e esta frase ficou apenas em minha cabeça, ecoando, ecoando...

- Ah, para, eu sei que vocês me amam sim, e não sou convencida! Eu também amo vocês, mas só um pouquinho. – ela disse dando uma gargalhada. Ela tinha acabado de dizer que me amava, indiretamente, mas ELA DISSE QUE ME AMA. Minha felicidade não cabia dentro de mim naquele momento, eu parecia um idiota, eu sei, mas eu não podia evitar, ela provocava essa reação em mim. Eu levantei de sua perna e comecei a fazer cócegas em sua barriga, ela se debatia sobre minhas mãos, não conseguia falar nada, apenas ria. Eu estava amando aquilo, ouvir a sua risada em meus ouvidos me deixava nas nuvens, eu poderia passar o resto do dia ali e não me importaria, porque e estava com ela. E ali, só ela me importava.

ALICE’S POV

Eu estava em êxtase. Definitivamente, aquele foi o melhor dia desde que eu me mudara pra Londres. Zayn estava me fazendo a pessoa mais feliz do mundo sem nem saber. O que eu mais queria naquele momento, era aproximar meus lábios do dele, que ficavam cada vez mais irresistíveis quando ele mordiscava um dos cantos.

Nós ficamos naquele parque até começar a escurecer, depois ele me levou pra casa e foi para a sua. Eu fui imediatamente para meu quarto e antes de fechar a porta, meu celular já apitava avisando que tinha uma nova mensagem. Li e vi que era de Jaz.

Pode me dizer o que foi que houve pra senhorita chegar só agora?

E eu vi quem te largou em casa, o que houve??

Bj, Jaz.  x)

Respondi na mesma hora, sabendo o quanto ela estava curiosa, se não respondesse ela provavelmente teria uma síncope. Porém, fui o mais breve possível.

Sobe aqui no quarto que eu te conto. ;)

XOXO

Em menos de dois minutos, ela já estava sentada na minha cama com a expressão transbordando de tanta curiosidade. Dei um sorriso um tanto irônico pra ela e perguntei:

 - Ué, porque está tão curiosa? Nem aconteceu nada... – dei uma de desentendida, deixando ela um pouquinho irritada e bem mais curiosa.

 - Como nada, Alice! Você chega em casa à noite, no carro de Zayn, fica com esse sorriso bobo no rosto, e ainda vem dizer que não aconteceu nada? Eu não acredito nisso, você sabe que não. Vai, pode começar a falar.

 - O Zayn me ‘raptou’ quando eu tava vindo pra casa e me levou num parque, ele fez um piquenique pra mim. – eu disse corando.

 - Awn, que lindo, Alice! – Jaz falou toda derretida. – Ele gosta de você! E aconteceu alguma coisa? Ele se declarou?

 - Cala a boca, Jazmin! Pela milésima vez, eu sou só uma amiga para o Zayn, e não aconteceu e não vai acontecer nada entre nós dois. Ele me levou lá porque viu que eu não estava muito bem no domingo, e disse que queria me animar. Ele ainda não sabia das brigas com Edgar, então acabei desabafando um pouco com ele, mas fora isso, não aconteceu nada de diferente.

Ela ficou mais um tempo em meu quarto, e depois que saiu, eu fui direto para o banho e dali para a cama. Eu fiquei pensando no que tinha acontecido hoje mais cedo naquele parque com Zayn. Seu sorriso invadia minha mente, suas mordidas nos lábios, a sensação de seus cabelos sobre meus dedos, sentir suas mãos fazendo cócegas em minha barriga. Eu sentia cada momento daquela tarde se passar em minha cabeça como o replay de um filme, e com todas as imagens se repetindo, acabei pegando no sono.



Notas finais do capítulo

Por hoje é só pessoal (: Amanhã tento postar até o 20, se eu conseguir >< Continuem lendo e divulguem se gostaram, ok?? Muito obri ! E já sabem: aqui ou no twitter (@july_wolff) deixem seus comentários.