A Filha De Ártemis escrita por Carol C


Capítulo 9
Velhas e Novas Amizades P3 - final


Notas iniciais do capítulo

Vocês podem estar com raiva por que estou atrasada uma semana e três dias!
Eu sei disso! não me culpem! (ta eu sou a culpada) Mas não descontem em mim!




Parte 3

POV: Lily

Eu tinha adorado treinar o arco e flecha. Mas, logo cansou, sabe acertar no dez todas as vezes é estressante. O Will também cansou e me acompanhou.

Eu sou uma alma bondosa, e percebi que ele estava caindo de sono. Levei-o para o chalé de Hermes, para ele descansar, mas por um motivo que não sei explicar, a Helen foi primeiro.

– Oi Connor! Ei, cadê o Travis? - perguntei.

– Oi minha maninha! - disse ele me abraçando, mas logo me soltando- E você deve ser o campista novo... - ele disse olhando para o Will

– Sou Willian...

O Connor olhou de um jeito cúmplice para a Helena, um jeito que eu não gostei!

– Nós não temos muitos beliches vagos aqui... - ele começou mas eu interrompi

– Como não? Hermes só tem dezenove filhos e dez filhas! E esse chalé tem espaço para quarenta! - eu reclamei

– Quarenta não... O espaço é para trinta e cinco - a Helena falou olhando para mim - Contando com vocês dois, são trinta e um no chalé, mas quatro camas estão com os estoques de pegadinha do chalé...

Ela deu sorriso diferente, irritante e eu não gostei!!!!! (autora: é só até semana que vem...) (Lily: O QUE É ATÉ SEMANA QUE VÊM??) (autora: calma... E depois, eu sou a irritadiça) (Lily: Mas você é!) (autora: fica quieta!)

– E o único livre é aquele ali. - o Connor continuou apontando para o meu beliche, a cama de cima. 'um, dois, três, quatro' (autora: por quê você está contando?) (Lily: fica quieta!) (autora: mas...) (Lily: QUIETA!)

– Não tem problema, né Lily? - Helen me perguntou

– Não. - eu me virei para falar com o Will - A cama debaixo é minha, mas não tem problema você ficar na outra.

– Sério? - ele me perguntou.

Eu sussurrei

– É melhor do que acabar numa cama com pegadinha já pronta.

Ele sorriu. O Connor com seu bom humor de sempre, que tinha melhorado nos últimos dias (Lily: por que o humor dele melhorou?) (autora: você está muito lenta...) (Ly: EU NÃO SOU LENTA!), falou feliz:

– Agora, que está tudo certo, eu vou indo! αντίο ( Tchau)!

E foi-se embora!

Tá... Ele está muito estranho e alegre esses dias.

Bom, voltando! Eu fiz um gesto e levei o Will para os fundos do chalé para ele pegar um KA-AS (Kit-Acampamento Anti-Stoll) (autora: de onde você tirou esse nome?) (Lily: tem problema?) (autora: não, mas me explique.) (Lily: são coisas para acampamento óbvio! E acabou que eu fiz uma maluquice, agora nem Travis, muito menos Connor conseguem roubar o que está ali dentro.) (autora: que maluquice?) (Lily: é... para de me desviar!!!! Deixa eu narrar!).

Depois disso a Helena disse que daria os últimos avisos e falou para eu ir indo para a arena. Eu duvidei, mas fofocas é coisa da Luiza, então eu só fiz o que ela me pediu. (autora: você não disse que ela empurrou ele para o fundo do chalé para pedir isso pra você, nem que você fez carinha de cachorrinho abandonado por que não queria ir.) (Lily: isso é pessoal!) (autora: nem comece! todos aqui já sabem que você é caidinha pelo Will) (Lily: FICA QUIETA!!!!) Eu corri para a arena, peguei minha adaga antiga, sim a antiga, a nova é para uma ocasião mais especial, comecei a lutar contra os bonecos. Com todas as emoções que senti naquele dia, fiz golpes novos, e ouvi alguém falando no meu ouvido.

– Saiu e nem me deu bom dia! Isso é errado.

Eu me virei, (Lily: não me assusto com facilidade.) (autora: mas se irrita com facilidade!) (Lily: O QUE???) e abracei a Luiza. Os olhos delas estavam calmos, coloridos e curiosos, como sempre.

– É errado, eu sei!

– Mas eu te desculpo. Alguma novidade?

Revirei os olhos, essa é a Lu. Ela busca uma novidade a cada hora, e sempre acha.

– Sim, tem mais um campista novo...

Ela deu um sorriso e olhou no fundo dos meus olhos, eu não sei exatamente o que acontece quando ela faz isso, mas normalmente parece que ela está revirando minhas emoções, tudo o que eu sei.

– Pelo que vejo... - ela começou - Você acha ele legal, gentil, amigável, engraçado e... - ela pausou por um momento - você está suspirando de amor por ele.

Eu arregalei os olhos chocada, como ela tinha descoberto isso?

– Co-como? Não estou não!!! - reclamei

– Claro que está! Você pode não ter notado, mas quando disse 'campista novo' você deu uma entonação quase apaixonada, e seus olhos brilharam. Quando eu disse que você estava suspirando de amor por ele você ficou levemente vermelha, e gaguejou! - eu devo ter corado mais por que ela continuou - E agora você esta mais corada, e isso só significa uma coisa. Είσαι ερωτευμένος! (Você está apaixonada!)

– Por favor! Não conta pra ninguém sobre isso! - desesperador? Sim, triste admitir, mas sim. O chalé de Aphrodite me irritaria até o último se descobrisse. Mais especificamente a Drew.


POV: Luiza

Vou narrar só agora? Tudo bem, pelo menos descobri que tenho o direito de narrar! O problema é que sou personagem secundária de segunda categoria... Tristeza (autora: você não é não...) (Lu: claro que não! como você caiu nessa? Sem mim o acampamento nunca estaria tão legal!)

Como eu disse sou personagem secundária de primeira categoria, sim primeira, pois eu sou a melhor! Na verdade, sou apenas secundária, pois não existem categorias, ou será que existem? Mas, voltando. Como eu só apareci duas vezes na história até agora tem algumas coisas sobre mim que vocês precisam lembrar.

Meu nome é Luiza Latifah, sou filha de Iris, também os olhos e ouvidos do acampamento. Por que eu disse que aqui sem mim não estaria tão legal? Ora, eu consigo descobrir m segredo de cada campista em menos de um dia! Sei segredos do Quíron, do Sr. D, do Percy (aquele beijo da Rachel que a Annie não sabe), da própria Rachel, da Annie, de todos! Eu posso passar o ano fora, que em menos de três dias vou descobrir tudo o que aconteceu. O legal de saber os segredos de todo mundo: eles nunca poderão te irritar, ou fazer algo contra você, pois você tem as piores armas. Uma vantagem de ser filha de Íris? Você e seus irmãos, juntos com os filhos de Tique, são os únicos que recebem mesada dos pais olimpianos!!! (autora: como assim mesada?) (Lu: nossa mãe ganha com as mensagens de Íris, então ela da para cada filho uma parte, e os filhos de Tique ganham porque a mãe deles é a deusa da fortuna!)

Agora, a notícia bombástica do dia foi: a Lilian está apaixonada! Isso é um milagre! Agora eu tenho um segredo que prenderá ela a mim até ela contar para 'ele', o garoto que eu não conheço.

Observei a Lily golpear agressivamente alguns bonecos, até que percebi um brilho na mão dela, no pescoço também. Será que ela achou a arma dela? Por que será que ela não está usando? Enquanto essas perguntas rondavam em minha mente eu senti alguém me abraçando por trás.

– Oi minha nuvem colorida feito arco-íris!

– Oi pra você também Helena! Como vai o Valdez?

Como sei que é ela? Veja e descubra!

– Tudo bem! Já sei que não posso te chamar assim até eu dizer pra ele que gosto dele, certo?

– Muito bem minha cara, você se lembrou que agora tem uma dívida comigo até esse dia.

Me virei para encara-la.

– Sabe do campista novo? - perguntei, eu quero conhecer esse garoto, para a Ly gostar dele, puxa! Tem que ser diferente do resto!

Os olhos dela se arregalaram.

– Se sei? Eu sei e muito! Acabei de deixar ele dormindo lá no chalé. A Ly ta caidinha por ele!

Acenei a mão em sinal de desprezo.

– Isso eu já sei! Conta outra.

– Ela caiu de uma árvore ele tentou segura-lá, mas caiu também e eles quase se beijaram?

Interessante, muito interessante!

– Isso eu não sabia!

– É verdade! Ela ficou vermelha como um pimentão, e com ele não foi muito diferente!

– Hahahahhahahah!!!!! Isso é ótimo!

– Sabe... - ela baixou mais a voz - Eu acho que ele tem os olhos muito parecidos com os que ela sonhou!

Sonho? Sonho... Sonho... Sonho?!

– Aquela que ela tentou esconder e ficou toda vermelha?! - a Helena acentiu - Maravilha!!!!!

Eu quase gritei, mas ai eu vi a Ly vindo na nossa direção e parei.

– Helena... Posso ter te desculpado, mas você ainda me deve uma luta por causa das palavras.

A Helena tremeu levemente, quando a Ly pediu uma luta nesse tom para um filho de Ares ele foi parar na enfermaria! Eu olhei nos olhos da Ly. Chamado de Iris, esse é o nome, você descobre todos os segredos olhando apenas nos olhos, na Ly eu tenho que olhar mais fundo, senão não adianta, parece que ela tem alguma proteção que torna mais difícil!

– Vamos logo! - a Lily puxou o pingente do colar e ele se transformou em uma adaga!

Puxa vida! Não consegui ver nada!!!!!!!!!!!! Αυτό είναι απογοητευτικό!!!!! (Isso é frustrante!!!!!!!!)

Elas começaram a lutar, e eu sentei no bandopara observar. A Ly estava lutando com tudo! Ela não estava dando uma brecha! Em outras palavras, a coisa estava feia para a Helen.

Detalhes. A Lily estava com duas adagas prateadas, a Helen com as duas de bronze. A Ly estava girando, dançando, atacando e desviando como se fosse uma lutadora profissional, até que ela observou os movimentos de pernas da Lena (outro apelido). E ai eu percebi que a luta estava no fim. Como? Observe. A Lily se abaixou e deu uma rasteira na Lena, que caiu. A Ly fez aquela cara de 'filha de Ares', E pulou em cima da Helen, deixando-a presa no chão com uma faca na garganta.

– V-vo-você ganhou! - a Helen falou com φόβος (medo), eu estava com φόβος, todos que viram a luta estavam com φόβος.

Agora vocês perceberam porque não pode ser inimigo da Lilian, não é?

– Já ganhei? Foi tão rápido! Vamos de novo!

Agora estão vendo? Ela sabe se vingar, nunca esteja na lista negra dela! A luta que aconteceu agora foi tão agressiva quanto a primeira, e tão rápida também. Vários campistas estavam assistindo a luta e todos ficaram impressionados. Novidade! (Lu: aqui tem sarcasmo está bem?) (autora: não me diga!) (­­Lu: por que motivo você está me interrompendo?) (autora: eu sempre faço isso!) (Lu: só entre quando EU quiser!) (autora: claro que não! Eu entro quando eu quiser e pronto!)

Depois dessa teve outra e outra até que a Helen já estava no chão pela sétima vez, e ela disse desesperada:

– ΠΑΡΑΚΑΛΟΥΜΕ ΣΤΑΜΑΤΗΣΤΕ! Δεν μπορώ να σταθώ! (POR FAVOR PARE!!!!! EU NÃO AGUENTO MAIS!!!!!!!!!)

– Sério? Achei que você estava tão bem... - quem disse isso? a Lily óbvio.

­­­­­­Eu me aproximei, tinha ficado longe porque não queria levar uma adaga perdida. Quando eu vi a Helena eu pensei 'Nunca na vida eu vou irritar a Lilian assim'. A Lena estava ofegante e o cabelo estava encharcado de suor, grudando no rosto, eu nunca tinha visto ela assim, e isso me deu muito medo, ainda mais porque a Ly não estava cansada! Demora muito para a Lena se cansar e a Ly fez ela ficar assim em questão de minutos! Em dez minutos ela fez uma coisa que normalmente demora mais de três horas!

– Que Zeus! Deixa eu sair daqui você é muito má Lilian ­Greene! Deixa eu descansar por um misero minuto!!!!!!!! Luta com o Percy!!!!!!!!!! Vai!

(autora: 'Que Zeus!' ? Essa é nova!) (Lu:pois é nos fizemos algumas observações sobre cada um dos três Grandes e deu que Zeus é o mais chato!)

A Ly se levantou e foi falar com o Percy, mas antes me ajudou a levar a Helena para o canto da arena para ela descansar. Eu sentei do lado da Lena e ela apoiou a cabeça no meu ombro.

– Nunca, nunca mais eu luto com a Lily, quando ela está com raiva.

Com essas palavras que ela falou eu sorri. Pouco depois a Ly conseguiu, aparentemente, convencer o Percy a lutar, e eles começaram devagar. Eu poderia dizer mais detalhes, mas minha atenção foi atraída por um campista que entrou na arena pouco depois. Ele... Só podia ser!!!! Devia ser O campista novo! Sim, com "O" maiúsculo. (Lu: é ele não é?) (autora: o que você acha?) (Lu: que sim?) (autora: descreva-o do seu jeito) (Lu: Sério? Puxa nunca achei que você ia pedir isso para mim, afinal, sou apenas uma personagem secundária...) (autora: não fala assim...) (Lu: HAHAHA!!!! Caiu de novo!!!!) (autora: vai logo!!!!!)

O novo campista é perfeito pras filhas de Aphrodite! (autora: Aphrodite?) (Lu: sim! elas estão suspirando por ele agora mesmo! E alguns leitores acham que a Ly é filha de Aphrodite) Cabelo loiro que está chegando na altura dos olhos (Lu: a Ly também deixa a franja dela nessa altura, você que inventou isso?) (autora irônica: claro que não...), olhos castanhos escuros... É atlético, e deve ter por volta de 1,60. (autora: o que você está pensando?) (Lu: vou falar com aqueles filhos de Eros, para eles acertarem a Ly com a flecha do Completo Amor) (autora: hahahahhahahhaha!) Minha crítica: já descobri o porque da Lily gostar dele, então está aprovado! Mas... (autora: mas o que????) (Lu: eu tenho que ser madrinha de casamento oras!) (Ly: o que é que vocês estão aprontando ai?) (Lu: como você chegou aqui?????) (Lilian: NQTI! ME RESPONDAM!) (Lu: o que é NQTI?) (autora: Nada Que Te Interesse) (Lu: O QUE??!! Lilian Greene volta para a luta senão você vai perder! e é NQTI pra você também!)

Tudo bem 'o garoto que eu não sei o nome' sentou do outro lado da Lena. Logo depois a Lena pareceu lembrar de algo

– Ah! Will essa é a Lu filha de Íris, Lu esse é o Will.

– Oi Will.

– Oi Luiza. - peraí! Como ele sabe o meu nome? (autora: fácil! Lu é apelido de Luiza!) (Luiza: de Luciene também! De Lucia, Lucimar, Lucinda...) (autora: tudo bem! sabia que a Lily e Lena já falaram um pouquinho de você pra ele?) (Lu: O QUE?????)

Não deu tempo de dizer mais nada, nem com o Will nem com a autora, pois um certo grupo de espadachins começaram a chegar perto de nós! Quem era? Lilian e Perseu! A Lily estava de costas e as espadas deles estavam brandindo de uma forma tão intensa que parecia que eles poderiam arrancar a cabeça de qualquer um! Eu pulei no colo da Lena e gritei:

– Foge eu sou muito nova para morrer!!!

– Você é a mais velha de nós três! Era para eu estar pulando no seu colo!!!!

– Mas eu sou a menor das três e a mais leve então me deixa!

– Você é a mais velha!!! Os mais velhos protegem os mais novos!!!!

– Levanta daí e corre!!!! Eu sou muito nova para morrer!! Eu tenho sonhos que quero realizar antes de morrer!!!

– Você é mais velha que eu então eu que tenho que ser salva! E criatura eu também tenho sonhos que quero realizar antes de morrer!!

– Pernas pra que te quero! Vai logo!!!

Eu parei de falar porque eu vi o Will indo mais para o lado do banco. Ai que eu vi o verdadeiro perigo. O Percy fez aquele movimento que corta a pessoa ao meio e a Lily para desviar dobrou as penas e jogos as costas para trás. Simplificando, a espada passou a centímetros de nós!

– AAAAAAHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!! - esse foi o meu grito e o da Lena.

E a Ly conseguiu dizer:

– Oi garotas! - ela voltou ao normal (ereta) e continuou a lutar. Ela deu uma estrelinha para ir para trás do Percy, e ela conseguiu. Mas eu acho que ela não tinha visto o Will ainda, pois assim que ela virou de frente para nós ela reparou nele e o rosto dela ficou um pouco avermelhado! A luta estava incrível, depois da cena 'quase morte das melhores amigas', tudo melhorou, menos a distancia deles para nós! (autora: eles foram para a frente um metro, não reclame.) Teve uma hora que a espada da Ly saiu voando pelos ares! E ela apenas esticou a mão olhando para espada e aquilo simplesmente voltou para a mão dela! Até ela parecia surpresa!

– Ela sempre faz isso? - o Will perguntou olhando para mim.

– É a primeira vez! - eu disse e a Lena assentiu.

A luta continuou, mas teve uma hora que o Percy foi atacar o lado esquerdo da Ly e ela não desviou. Apenas fechou a mão esquerda e um escudo prateado apareceu. A espada do Percy bateu contra o escudo. O ele recuou surpreso. A Ly aproveitou isso, ela fez o escudo desaparecer e passou a espada de prata para a mão esquerda. Ela foi se aproximando e foi um bate-bate de novo. Mas a espada do Percy caiu a alguns metros deles, o Percy foi pegar a espada. E a Ly esticou a outra mão e a espada do Percy veio voando para ela. Ela posicionou as duas, a dela apontada para o peito do Percy e a dele estava atrás da Ly.

Lilian ganhou do Percy!!! Milagres acontecem!!!

E foi bem na hora!!! Pois logo depois tocou a corneta do almoço!!! Eu levantei, a Lena também e o Will também. A Ly veio falar com a gente com um sorriso vitorioso no rosto.

–Parabéns!! - eu disse.

–Você foi muito bem! - a Lena também.

A Ly sorriu para nós. Ai foi o Will que veio elogiar a luta dela.

– Nunca tinha visto uma luta assim! Você foi muito bem!!

Ele falou isso animado, eu gosto quando as pessoas fazem a Lily sorrir. A Lily sorriu ainda mais e abaixou a cabeça murmurando um obrigada. Eu percebi que ela estava vermelha. O que Aphrodite não faz, hein?

Nós fomos para o pavilhão almoçar. Eu sentei na minha mesa, que fica do lado da do chalé de Hades e perto do chalé de Hipnos. Eu tenho quatro irmãos por parte de mãe a Ágata, o Vitor, o Lucas e a Liza (Eliza).

O almoço foi calmo, da minha mesa eu podia ver a Helena de frente para mim, o Will e a Ly sentados lado a lado. Eu percebi um movimento na mesa de Aphrodite, e eu percebi que a pior coisa poderia acontecer hoje. Eu sou boa em comunicação, graças a mamãe, eu fiz um arco-íris pequeno na palma da minha mão e pedi para minha mãe fazer outro perto de Drew. (autora: para quem não conhece ela. A Drew é a filha mais chata de Aphrodite do Planeta! Não do Universo. Ela tem aparência asiática, cabelos negros lisos e olhos castanhos.) Eu vi a imagem da Drew aparecer no arco-íris e comecei a prestar atenção na conversa dela enquanto eu comia.

– Aquele campista novo até que é bonitinho. - a Drew disse.

– Não é não! Ele é muito mais que isso! - outra disse.

– Eu estou falando, então é o que eu falo!

– Algum problema Drew? Pelo que me lembro eu te proibi de persuadir nossos irmãos. - Piper disse.

A Drew estava olhando para a Ly, logo depois ela murmurou:

– Ela está apaixonada por ele?! - isso ninguém ouviu, mas me deu medo, eu cortei a ligação e comecei a pensar.

Se ela fosse irritar a Lily num dia normal a Ly ia dar uma resposta que faria a Drew não a incomodar por dias. Mas, como eu conheço a Ly, quando ela está com emoções que vem pouco, como tristeza, quando ela esta confusa, não sabe o que sente ela fica mais frágil, isso faz com que dependendo do assunto, se for delicado, como o fato de ainda não ter sido reconhecida ou o pai dela ter deixado ela aqui a quatro anos. Ela pode ficar mais frágil que o normal.

– Lu!! Lu! - a Liza estava me chamando.

– O que foi? - respondi

– Você já falou com o campista novo?

Um pouquinho sobre a Liza, ela tem dez anos e é a mais nova do chalé, ela tem olhos azuis esverdeados, o cabelo dela é castanho claro curto, cheio de cachinhos e ela tem mechas coloridas que vão alternando de acordo com o humor dela. Ela é curiosa igual eu, mas ela não consegue descobrir os segredos das pessoas. Como? Foi isso o que vocês perguntaram? A Liza e meus irmãos não tem o chamado de Íris, apenas eu!

– Sim eu já falei com ele, por que?

– Ele parece que é legal...

– Ele é.

– Descobriu mais alguma coisa? - Ágata perguntou, ela e a Liza são irmãs de pai e mãe, a única diferença é que o cabelo da Ágata é preto.

– Ainda não, por enquanto não preciso.

O almoço já tinha acabado eu me levantei e fui correndo até a Ly, eu não queria que a Drew a magoasse.

– Oi de novo gente!!! Você vai treinar mais Lily?

– Vou sim! Eu quero treinar luta de lança com a Clarice!

A tarde depois disso foi mais normal, a Ly consegui vencer da Clarisse (outro milagre). Por volta das duas a Helena me disse que o Will tinha ido procurar uns amigos e que depois ia encontrar a gente. Quando estava quase no pôr do sol nós saímos da arena. E olha quem estava vindo na nossa direção! Não, não é o Will.

É a Drew.


POV: Lily

Eu não entendi o motivo da Lu ter ficado tão estranha de repente. Eu segui o olhar dela e vi a Drew vindo na nossa direção. Esse deve ser o motivo a Drew é mais chata que a pessoa mais chata do mundo! Ihh ela não é não porque a pessoa mais chata do mundo é ela! hahahaahhahahah

– O que você quer? - sou simples, e como não gosto dela vai ser assim mesmo!

– Só te falar algumas verdades.

– Suas são verdades na maioria são mentiras! - eu respondi.

– Mas essa não é!

– Diga então! - essa garota me irrita profundamente.

– Eu sei que você gosta do novato.

Como ela soube disso? Eu olhei para a Lu pelo canto do olho, e ela negou. Olhei para a Lena do mesmo jeito e ela também negou.

– Eu sei que você, mutante, não é amada por ninguém! E minha querida mãe não faria aquele garoto se apaixonar por alguém como você! E suas amigas só ficam com você por pena! Seu pai não liga pra você por isso te deixou aqui e foi embora a quatro anos!

Meus olhos começaram a ficar marejados, mas mesmo assim ela continuou.

– Você sabe por que sua mão ainda não te reclamou? Eu sei! Me sinto do mesmo jeito que ela. Ter uma filha mutante! Quem é que quer isso! Ninguém iria querer isso! Seu eu fosse sua mãe teria colocado você em um orfanato! E também, aposto que aquele garoto, assim que descobrir que você é uma mutante vai parar de falar com você, como todos deveriam fazer!

As lágrimas começaram a escorrer, cada vez mais, e eu corri para o chalé. Quando cheguei lá me joguei na minha cama e chorei, chorei e não parei. Falar assim comigo é baixaria! Isso não é justo! Por que eu sou diferente? Por que não fui reconhecida? Essas eram as únicas coisas verdadeiras. Eu não parei, nem quando eu senti alguém colocando a mão nas minhas costas, e passando-a até o meu ombro numa forma de consolo. Esse jeito que a pessoa fez, só me fez chorar ainda mais! Era assim que o meu pai fazia quando eu estava triste.

Eu abri os olhos minimamente para ver quem era, quando eu vi chorei ainda mais. Não era a Lu, nem a Helen. Era o Will, isso é novidade. Mas me fez chorar em pensar na possibilidade que a Drew falou.

– Por que você está chorando? É a segunda vez que você chora hoje, e você não tem cara de quem chora todo o dia.

Eu me apoiei nos cotovelos e virei a cabeça para ver ele. Ele estava preocupado, isso dava pra ver de longe. A coisa que eu fiz depois disso foi coisa de desespero, como eu fazia com meu pai quando tinha sete anos. Me joguei no ombro dele e segurei a camisa dele. Chorei no ombro dele, ele no início não fez nada, provavelmente surpreso, mas eu estava desesperada, mas logo depois ele passou a mão nas minhas costas. Eu chorei por vários minutos, quando eu finalmente consegui parar eu me afastei.

Eu vi que a blusa dele ficou um pouco amassada onde eu segurei, mas o que me surpreendeu foi que a blusa dele e a minha estavam encharcadas, não imaginei que tinha chorado tanto.

– Está melhor?

– Sim, um pouco. - eu sussurrei.

– Por que estava chorando? Eu só vi você falando com aquela menina e depois você saiu correndo chorando.

Se ele viu tudo, por que a Lu e a Helen não vieram também?

– E a Lu e a Lena? - eu perguntei sussurrando

– Se eu te responder, você me responde? - eu assenti. - Esta bem eu vi você correndo e elas duas discutindo feito loucas com a outra menina. Satisfeita? Agora, por favor, me responde.

– Ela disse que meu pai não ligava ou gostava de mim, por isso ele me deixou aqui a quatro anos e não vem me ver...

– Isso é verdade?

– Não, ele viaja muito, por isso que me deixou aqui.

Ele fez uma cara confusa.

– Não entendi. Por que ele não volta para te visitar então?

– Deixa eu explicar melhor, só para você ter uma ideia. Onde você acha que eu nasci?

– Na... - ele observou por um momento - Inglaterra.

Puxa! Ele acertou!

– Já te digo a resposta, onde eu cresci?

– Você tem um jeito que eu diria ser francesa rebelde. - ele disse com um meio sorriso.

Acertou de novo!

– Bom, vou te explicar, meu pai conheceu a minha mãe em Nova York, mas ele é inglês e só estava viajando, eu nasci na Inglaterra, quando eu fiz seis meses meu pai teve que se mudar para os EUA, depois quando fiz três anos ele falou que teríamos que nos mudar para a França. Aos sete anos voltei para cá com ele, mas dois anos depois ele recebeu outra promoção, mas decidiu me deixar aqui.

– Isso não é mau, ele te deixou para você não ter que mudar de escola o tempo todo!

Ele me fez sorrir com isso. Foi bem isso que o meu pai falou quando me deixou no acampamento. Eu olhei para a janela, não devia faltar mais de cinco minutos para o pôr do sol.

– Também deve ter outra coisa que te fez chorar, o que foi?

Como ele soube? Isso eu não sei!

– Eu tenho um 'probleminha' de noite.

– Que tipo de problema? - ele olhou nos meus olhos quando perguntou isso.

– Eu mudo um pouquinho... Na aparência... Eu só vou mostrar isso pra você, mas não conta pra ninguém! Se me achar bizarra pode parar de falar comigo, pode gritar comigo, mas não fale para ninguém! - ele arregalou os olhos, as assentiu. Ai eu disse mais calma - Só a Lu e a Helen que sabem disso.

Eu olhei para a janela e contei baixinho.

– 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1.

Eu peguei uma mecha do meu cabelo e fiquei olhando para ela, eu não queria olhar para o Will, estava muito nervosa. A mecha que eu segurava começou a ficar prateada, assim como o resto do meu cabelo.

Meu cabelo fica prateado? Sim, ele fica quando muda de cor, acho que a autora já falou isso para vocês. (autora: que ele muda de cor, sim, já falei. Mas não falei que ele fica prateado) (Lily: obrigada por não ter falado, isso é muito pessoal.) Uns dois minutos se passaram, o prateado logo sumiu do meu cabelo, deixando um castanho avermelhado.

Eu ainda estava com receio do que o Will ia pensar, mas respirei fundo e levantei a cabeça. Ele olhava para o meu cabelo com os olhos arregalados. não estava conseguindo decifrar o que a expressão dele mostrava.

– E então? - eu perguntei

Passou um, dois três segundos ai ele respondeu.

– É fantástico! Isso é muito legal! Aposto que muitas meninas tem inveja de você!

Fantástico?! Legal?! Inveja?! Peraí! Ele só pode estar de brincadeira!

– Você está falando sério?

Ele me olhou nos olhos e sorriu.

– Claro que estou! É diferente! E para mim o diferente é muito legal! E várias meninas devem ter inveja de você por que seu cabelo muda naturalmente, e as outras quando querem mudar a cor dos cabelos tem que pintar.

Puxa! Isso é verdade, nunca tinha pensado dessa maneira!

– Obrigada. - foi só eu agradecer que o sinal do jantar tocou

Nós levantamos e saímos do chalé eu fui surpreendida por duas meninas me abraçando feito loucas! Eu dou para vocês apenas uma chance para vocês descobrirem quem eram.

Resposta? Lu e Helena óbvio! Elas pularam no meu pescoço e eu gritei.

– Suas loucas!!!! Eu não consigo respirar!!!!!!!!

Elas me soltaram e eu passei a mão no pescoço, olhei de canto para ver o Will, mas ele tinha virado a cabeça e estava com a mão na boca para esconder um sorriso.

– Que bom que você está bem! Ficamos preocupadas! - Helena disse

– O que vocês fizeram com a Drew que fizeram vocês demorarem tanto?

– Nós gritamos com ela que não era para ela não fazer aquilo com você, mais algumas coisas, eu chamei o Leandro, aquele filho de Ares (autora: lembram dele? o que foi derrotado pela Kath?).

– Você não chamou ele Lu! Você o ameaçou! Dizendo que ia contar daquela luta que ele perdeu. - a Lena corrigiu-a

– Tanto faz Lena! Ai eu pedi para ele segurar a Drew ali por uns instantes.

– Ai nós corremos para o chalé de Aphrodite, entramos pegamos todas as roupas e artigos de maquiagem da Drew e voltamos para onde tínhamos deixado-a com o Leandro, perto do lago.

– E disse para ele nos seguir e não soltar ela! Quando chegamos na beirada do píer eu e a Lena jogamos as coisas que tínhamos pego do chalé dela no lago, bem na frente dela. - a Lu disse rindo

– E por último a Lu pediu para o Leandro jogar a Drew na água, e ele jogou!!

Nós quatro começamos a rir feito loucos, sim quatro porque o Will também está aqui.

– EI!! Pessoal vocês vão perder o jantar! - o Connor nos avisou.

Saímos correndo para o pavilhão, a Lu foi para a mesa dela, A Lena se sentou na minha frente e o Will do meu lado. Quando eu fui procurar a Drew na mesa de Aphrodite quase não a reconheci!!! Ela estava usando as roupas da Piper, que são ultra normais, não são de marca, e são simples. Eu comecei a rir quando a Helen viu também riu.

Eu vi uma pessoa vindo por trás da Lena, mas não falei nada.

– Lily o kit pegadinha já está pronto. - o Leo sussurrou por cima da cabeça da Lena.

E ela pulou no banco assustada quando viu que era o Leo ela se endireitou e não falou nada.

– Obrigada. - eu sussurrei de volta.

– Vai ser hoje?

– Sim! - seria melhor fazer hoje do que qualquer outro dia.

– Posso participar?

– Claro! - eu desviei meus olhos para ver a Lena, ela estava um pouco avermelhada, mas continuou quieta.

– Até depois.

Ele saiu e o Will perguntou também.

– Eu posso ver como que vocês vão fazer? - foi a minha vez de ficar avermelhada.

Pelo menos, meu cabelo é castanho avermelhado de noite, esconde um pouco!

– Sim.

–Vai ser depois da fogueira, não é? - a Helen perguntou.

– Claro!

– Seu olho tá mais azul que o normal, você está bem?

– Por que está perguntando?

– Nada. Apenas curiosidade.

Eu olhei para ela, queria entender o por que o meu olho está mais azul. 'É o amor criança' uma voz falou na minha cabeça. 'Quem é?' eu pensei. 'Aphrodite óbvio, me encontre atrás do meu chalé antes de ir para a fogueira!'

Com essas últimas palavras eu comecei a jantar.




Notas finais do capítulo

Aphrodite e Lily... O que será que vai acontecer?
Lily: se não vier coisa boa eu vou invadir o set no meio da história! estou falando sério!
Diz puxando a adaga.
autora: ta bem!!!! você vai ter apenas uma simples conversa com ela!
Lily: desmarca a conversa!
autora: claro que não!
Kath, Lu e Helen: não desmarca não!!!
Lily: Desmarca!
autora: três a um! perdeu querida! Se vocês, leitores, não mandarem reviews eu não escrevo! preciso de pelo menos 6!
aurora cruza os braços e sai da sala.
Lu, Helen e Kath: Mandem reviews se não vocês não vão mais nos ver!!!
Lily: se vocês não mandarem não vão ter a continuação que será com... Autora! Você falou que vai ter uma continuação depois dessa! Quem serão as personagens principais?
autora aparece na porta: as suas filhas com um personagem desconhecido!
autora sai correndo.
Lily: isso ai vão ser com as minhas filhas! FILHAS?! PERAÍ VOLTA AQUI AUTORA EU VOU TE MANDAR PARA O TIO SOMBRINHA E O TIO RAIVOSO!!!!
lily sai correndo atrás da autora.