A Filha De Ártemis escrita por Carol C


Capítulo 2
O Começo


Notas iniciais do capítulo

Primeiro Capítulo.





POV: Will

Meu nome é Willian de Vega.

Tenho doze anos de idade. Até alguns dias atrás eu um estudante "comum" na Carl W. Goetz Middle School. Minha vida já era bem estranha,mas não tanto. Eu via Ελληνική τέρατα (monstros gregos) por toda a parte,mas, graças aos Θεοί (deuses), nenhum se interessava em mim.

Estranho? Também acho. Para você entender vou explicar o que aconteceu mais cedo.



Era um dia normal. Faltava apenas uma semana para as férias, e duas para o meu aniversário. Estava louco para o fim da aula, como sempre. Por motivos quase inexplicáveis (ler-se distração muito grande) a professora me mandou para a detenção. A detenção era legal só para mim, cheguei e lá estavam o Theo, Clair e Kath, todos conversando.Quando me viu Theo já perguntou.

- O que foi dessa vez?

- Distração máxima, e você?

- Joguei as atividades no lixo assim que a professora começou aescrever no quadro.

Só ele mesmo, pensei. Perguntei pras outras o motivo.

- Estava falando de como a aula era chata, um pouco alto demais -disse Clair.

- Eu estava lendo uma revista, aí o professor: "Kath, leia o próximo parágrafo.", eu não prestei atenção, então comecei a ler a revista em voz alta. "Para escolher o vestido perfeito para o baile. Veja se combina com sua aparência e sua personalidade..."

Sentei em uma das carteiras e começamos a conversar. Quando começaram a falar sobre os professores (falar como deveriam ser legais ematérias interessantes). Estava só ouvindo os comentários, então peguei um livro na mala e comecei a ler. Já tinha passado uma hora quando os outros notaram que eu estava lendo.

- Sobre o que é esse? - Theo perguntou

- μυθολογία (Mitologia) - respondi calmamente.

- Isso eu já sabia. Você só lê livros sobre mitologia.

- τιτάνες (Titãs). Melhorou agora? - levantei os olhos e fechei o livro.

- Sim, agora traduza.

Me endireitei e expliquei. Cinco minutos de explicação e o sinaltocou.

Peguei a mochila e fui para casa. Já tinha andado três quadrasquando vi um movimento diferente. Olhei por cima do ombro. Dois"homens" estavam vindo em minha direção os dois eram altos e com um olho de cada cor.

Manticores, pensei. No momento seguinte já estava correndo para despistá-los. Corri por dez minutos sem parar. Só então fui para casa.



POV : Lily

Acordei quando senti algo pegajoso e gosmento escorrendo no meu rosto. Nem abri os olhos (eu não sou maluca) coloquei a mão na testa. O que era? Um sapo!

- Travis e Connor!!!!! Είστε τηγανητά (Vocês estão fritos)!!!!- gritei pro nada, afinal estava de olhos fechados.

Só ouvia as risadas deles. Segurei o sapo, pra fazer isso precisei de muita força de vontade, e joguei na direção das risadas. Pelo som, acertei a cara de alguém. Peguei o travesseiro e "limpei" o rosto nele. Finalmente abri os olhos. Travis estava rindo de Connor, que, aparentemente, foi quem eu acertei.

Nesse momento Annabeth passou pela janela. Ela olhou, revirou os olhos e falou:

- Lilian, o Χείρωνα (Quíron) está te procurando, ele quer te fazerum αίτημα (pedido).

- Já vou, Annie.

Me arrumei o mais rápido possível. Minha lógica era simples:

Quíron + Pedido = Sair do Acampamento (eu esperava por isso)

Passado um tempo já estava na Casa Grande quase pulandode χαρά (alegria).



POV : Quíron

Fui ver a Lilian, ela estava na βεράντα (varanda). Os olhos verdes dela brilhavam de έξαψη (empolgação), quando ela me viu deu um sorriso enorme.

- Quíron, qual é o pedido?

Ela disse isso, sem conter a ανησυχία (ansiedade) na voz.

- Lilian, você sabe por que Annabeth esta saindo tanto?

- Não é por causa dos έργα (projetos)?

- Não, todos estão quase prontos. Ela está saindo para procurar mais meio sangues.

- Quíron, isso é muito legal, mas pode me responde. Qual é o pedido?

Sorri, sabia pelo olhar que ela estava achando que o pedido era "mostre o acampamento para eles quando chegarem"

- Querida, eu quero te chamar para ακολουθούν(acompanhar) nas próximas buscas. Você aceita?

Ela olhou para mim sem acreditar.

- Eu?! Por quê?

- Você é a única do acampamento que sente as αύρες τηςμαγείας (auras de magia) dos campistas. Não é?

- Sim, mas eu posso levar alguém?

- Eu já falei com a Helena. Ela pode ir se quiser.

- Eu aceito, você não vai se arrepender.



Notas finais do capítulo

Gostaram?