A Filha De Ártemis escrita por Carol C


Capítulo 10
Músicas, Apaixonados e Reconhecidos - p1


Notas iniciais do capítulo

Voltei! Para vocês!




POV: Lily

– Ly! Você está bem? Faz um tempo que estou te chamando, você estava tão quieta. - a Helena me tirou dos meus devaneios.

– Sim, estou bem!

Voltei a pensar, 'o que será que Aphrodite quer comigo?!' Eu não entendo! Como assim? Uma deusa saí para falar com uma semideusa indeterminada? Isso está estranho, os deuses só saem do Olimpo para dar missões, avisos, mensagens e coisas do tipo. Aphrodite poderia falar comigo no dia 22 que todos os deuses vão estar aqui. Por que ela veio falar hoje? (autora: porque dia 22 ela já tem compromisso.) (Ly: desmarca o compromisso! Eu não quero falar com Aphrodite hoje!) (autora: não dá!) (Ly: me diz, qual é o compromisso dela?) (autora: brincar de cabeleireira com as filhas!) (Ly: SÉRIO?) (autora: claro que não!)

– E então como vai ser a pegadinha? Você vai falar para os 'dois'? - a Helen me perguntou.

Revirei os olhos.

– Você já viu alguém fazer pegadinha sem eles? - ela negou - Então... Claro, não é?

– Tudo bem espertinha!

A conversa acabou aqui, tivemos que jantar... Depois eu avisava pro Connor e pro Travis da pegadinha. No final nos levantamos e a Helena e o Will foram na direção da fogueira...

– Você não vem? - A Helen me perguntou

– Vou depois, vão indo.

– Corrida? - ela perguntou para o Will, ele assentiu.

Os dois dispararam e eu fui a única que restou no pavilhão. Me dirigi para os fundos do chalé de Aphrodite. Eu estava esperando achar uma mesinha com a deusa do lado me esperando, por isso que eu pulei de susto quando vi o que realmente era. Uma tenda vermelha! UMA TENDA? (Ly: você não exagerou?) (autora: era para ser o que você pensou, mas eu levei um puxão de orelha e ouvi um discurso de dez minutos dizendo porque eu não poderia fazer aquilo... E fiquei com uma enxaqueca das grandes.) (Ly: hahahahahahahahhahahahah) (autora: pelo menos não sou eu que vou ter de ouvir um discurso de meia hora sobre amor e beleza) (Ly: MEIA HORA????? É ASSIM QUE VOCÊ ME ATENDE?) (autora: a Dite queria tomar duas horas do seu precioso tempo, então, não reclame.) Valeu autora! Voltando, era uma tenda vermelha com detalhes em dourado, eu não sei como ninguém percebeu aquilo, mas aqui tudo é possível.

Eu puxei o pano para entrar. O interior impressionava mais que o exterior. Dentro tinha uma penteadeira de mogno com detalhes em ouro mais no fundo da tenda, duas cadeiras de veludo (também vermelho) estavam no centro, enquanto observava a tenda a Aphrodite apareceu, o cabelo loiro encaracolado estava solto caindo pelos ombros dela, ela vestia com um vestido vermelho justo, batom vermelho e joias douradas. (autora: não liguem! aqui tudo é vermelho ou dourado!) (Ly: mas na Aphrodite é mais chamativo e brilhante! E mogno é marrom avermelhado!!!)

– Oi querida!

– Oi lady. - eu disse fazendo uma meia reverência.

– Não precisa de tanta formalidade! Venha. - ela disse pegando minha mão e me levando para uma das cadeiras.

Eu sentei e ela sentou na cadeira que estava na minha frente.

– Querida, agora vamos falar sério! Vamos falar sobre o amor! Comece.

– Com o que? - faz favor! eu não sou expert em amor não minha gente!

– O que você sente quando está perto do garoto, do Will?

Isso... É PARA EU RESPONDER? (autora: claro que sim! essa pergunta não foi pra nada! ) (Ly: irritante)

– Eu... Não sei o que falar, e fico sem saber o que estou sentindo.

– E você fica corada muito facilmente, pelo que percebi.

Internamente fiquei chocada, mas a expressão que fiz foi 'eu sei'.

– Você precisa entender o amor! E eu vou te ajudar.

– Como? - estou confusa, essa história de amor, sinceramente, não é a minha praia.

– Você tem que ter mais segurança quando estiver perto dele. Tem que mostrar sua verdadeira personalidade, sorria e faça tudo sendo você mesma! Não seja tímida! Mostre o que você é! E, eu lhe proíbo de ficar envergonhada, entendeu?

Assenti, com medo, não é todo o dia que uma deusa fala desse jeito com você, na verdade não é todo o dia que você fala com uma deusa.

– Outra coisa, eu não quero te ver mal arrumada, como agora.

– O que? Eu tô mal arrumada?

Olhei para minhas roupas, elas estavam um pouco amassadas e sujas, por causa das lutas, mas no geral estava boa!

– Para meus padrões está! Você tem que ter estilo, mesmo numa luta. Deixe-me lhe ajudar.

Ela balançou a mão e num passe de mágica as minhas roupas pareciam que tinham acabado de sair da mala.

– Obrigada.

– Sente aqui, deixe-me arrumar o seu cabelo.

Isso tá ficando estranho... Autora? Já passou meia hora? (autora: ainda falta o discurso) (Lily: O QUE???) (AUTORA: NÃO É MINHA CULPA!!!) (Ly: está tudo bem, só dessa vez!) Eu me sentei no chão, logo na frete a Lady e ela começou a passar as mão suavemente pelo meu cabelo, penteando-o. Logo ela começou a falar...

– Garota, o amor não é algo que você controla, ele... acontece quando você menos espera, ele te pega desprevenido e, quando você se dá conta, já está... amando! Imagine, se todo mundo soubesse quando e por quem iria se apaixonar, não iria ter a menor graça, não é?

– ... Certo.

– Você não poderá saber o quão forte é a sua paixão antes dela acontecer. Tem algumas que são básicas, você prefere salvar a si mesma do que a pessoa que ama, outras, você sente vontade de se arriscar para salvar aquela pessoa. Tem algumas que amam de uma tão pura que pensam 'ele(a) não gosta de mim, mas eu quero vê-lo(a) feliz, então eu tenho que aceitar isso.' Nunca duvide da paixão, principalmente se seu amor for puro. Algumas vezes o amor é cruel, mas ele sempre dá um jeito.

Puxa... Quanta coisa bonita... Estou admirada. (autora: claro né? Eu ajudei a fazer o discurso.) (Ly: tanto faz!) Eu não interrompi, apenas continuei escutando.

– Às vezes o amor é desesperado, assim tem aquele "Se o amor dela morresse, eu arrancaria seu coração e beberia seu sangue", acho que você conhece, não?

Sorri, 'Morro dos Ventos Uivantes' foi um dos livros que o meu pai me deu ano passado, e eu adorei! Meu pai não veio me entregar, veio pelo Correio de Hermes. Deixei-a continuar.

– Mesmo sendo trágico é lindo, aquela parte: "Se olho para estas lajes, vejo nelas gravadas suas feições! Em cada nuvem, em cada árvore, na escuridão da noite, refletida em cada objeto, por toda a parte eu vejo a sua imagem! Nos rostos mais vulgares de homens e de mulheres, até as minhas feições me enganam com a semelhança. O mundo inteiro é uma terrível coleção de testemunhos de que um dia ela realmente existiu e a perdi para sempre!" Esses são os para sempre... Mas existem os nunca esquecidos, aquele em que por alguma desventura os dois se separam, se casam com outros e depois de viúvos se reencontram e casam. Esse é romântico.

Isso já aconteceu comigo, quando eu tinha três anos... Eu ainda lembro daquele garoto... (autora: que garoto?) (Ly: POR QUE EU FUI FALAR??!! NENHUM, DEIXA QUIETO!) (autora: que garoto?) (Ly: UM QUE EU NÃO SEI O NOME!!!) (autora: claro...) (Ly: ESTOU FALANDO SÉRIO!!) (Aphrodite: posso continuar?) (Ly e autora: COM CERTEZA!)

– Se existe uma palavra para descrever o amor é magia. Você conhece alguém que vive um ano sem amor? Tem quem fale 'ninguém me ama!', mas sem saber é amado. O amor mantém as pessoas vivas até onde elas podem. Espero que você entenda isso. O mais importante é amar a todos que você sabe que fazem bem, sua aura sentimental é contagiante! Quando você está apaixonada, como hoje, ela é tão contagiosa que faz com que todos fiquem felizes com a vida! Uma vez alguém disse: ' É muito melhor viver sem felicidade, do que sem amor' também disse: 'O amor não se vê com os olhos, mas com o coração'; 'O amor é a única loucura de um sábio e a única sabedoria de um tolo'. Um que eu gosto muito disse: 'Aquilo que se faz por amor, está sempre além do bem e do mal'. Agora querida, me diga você, o que é o amor?

Tudo bem, ela recitou Shakespeare e Nietzsche. Minha vez! (autora: QUE COMECE!!)

– 'O amor revela as qualidades sublimes e ocultas do que ama, - o que nele há de raro, de excepcional: nesse aspecto facilmente engana quanto ao que nele há de habitual', 'A melhor cura para o amor é ainda aquele remédio eterno: amor retribuído', 'Se o amor é fantasia, eu me encontro ultimamente em pleno carnaval', 'O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá mais se tem', 'Não há ninguém, mesmo sem cultura, que não se torne poeta quando o Amor toma conta dele', 'As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar.', 'Amar, porque nada melhor para a saúde que um amor correspondido', 'Aquilo que provamos quando estamos apaixonados talvez seja o nosso estado normal. O amor mostra ao homem como é que ele deveria ser sempre', 'Na vida do homem, o amor é uma coisa a parte, na da mulher, é toda a vida'.

Sou culta gente! Lord Byron, Anton Tchekhov, Vinícius de Moraes, Mário Quintana, Leonardo da Vinci, Antoine de Saint-Exupéry, e mais alguns.

– Parabéns, aprendeu rápido! Já acabei o penteado, pode levantar.

Levantei e me virei para ela, fiz uma mesura.

– Eu já disse que você não precisa ser tão formal! Mas, lembre-se, siga seu coração, ele é o seu melhor conselheiro. Até sábado querida!

Eu estava quase saindo da tenda quando uma pergunta saiu sem querer da minha boca.

– Lady, por que você está me ajudando?

Eu vi pelo olhar dela que ela já esperava isso de mim, mas era um olhar um tanto... amoroso, carinhoso, eu me senti reconfortada.

– Por que eu não gosto de ver as meninas inseguras em relação ao amor, e, também, você é uma parente bem próxima minha, precisava de ajuda.

– Obrigada!

Eu sai de lá e senti uma brisa, quando eu olhei para trás não tinha mais nada. Mas...o que foi que ela falou de mim no final da conversa? Que... EU ERA UMA PARENTE BEM PRÓXIMA DELA?!!! AUTORA!!!! (AUTORA: calma criatura!) (Ly: calma? Você pede para eu ficar calma?! Primeiro o que...) (autora: olha a hora! assim você vai perder a fogueira!) É mesmo! Ainda tem a fogueira. Eu corri para o anfiteatro.



POV: Will

ALELUIA!!!!!! QUE MILAGRE, EU VOU NARRAR!!!!! (autora: muito engraçadinho.) (Will: qual é o problema? Você no último capítulo só me deixou narrar uma página e meia!) (autora: tudo bem!)

Bom... Por onde começo? (autora: pelo começo?) (Will: você está de bom humor?) (autora: se não estivesse não estaria te irritando!) Isso! Depois que eu e a Lena chegamos no anfiteatro nós nos sentamos embaixo da bandeira que tinha o símbolo de Hermes e ficamos conversando. (autora:o que que você conversaram?! eu não sei de nada!) (Will: calma... já vou contar!) Na verdade quem começou foi ela...

– Will, o que você fez para a Ly parar de chorar? - eu olhei para ela - Que normalmente eu levo uma eternidade...

– Eu só deixei ela chorar... E depois ela falou o que aconteceu.

Ela olhou para mim e arqueou as sobrancelhas, quando viu que eu não estava brincando deu de ombros.

– Não é típico dela falar o que ela sentiu tão facilmente. Ainda mais com um menino. Quando o Connor foi perguntar uma vez ela gritou que não tinha sido nada.

A Ly tem problemas em falar com meninos? Ela parece que é tão... falante!

– Mas ela só tem problemas com eles quando ela chora, ou demonstra fraqueza. - a Lena disse como se lesse minha mente.

– Você lê mentes? - eu perguntei e ela caiu na risada.

– Por enquanto não, mas bem que eu queria!

Foi ai que eu notei que tinha um holofote numa das paredes, isso é um pouco estranho. Bom eu sou novo aqui e a maior parte da tarde a Kath ficou me dando bronca, então não tem problema em perguntar.

– Lena, o que é que aquele holofote faz ali?

Ela olhou para o negócio, depois para mim e deu um sorriso com o canto da boca.

– Lembra que eu disse que na fogueira o pessoal contava histórias e cantava?

Assenti.

– É Apolo que controla o holofote, é ele que escolhe quem vai cantar.

– E se você não quiser?

– Você vai ser obrigado pelo público.

– Alguém já conseguiu ser escolhido e não cantar? - se não, eu queria ser o primeiro!

– Já. E essa pessoa se livrou de cantar por, pelo menos, cinco vezes.

– Quem foi? - puxa quem será que conseguiu isso dez vezes?

– A Lily, ela sempre faz isso. - Minha boca caiu, como ela fez isso? - Na primeira vez o holofote parou nela, ela fingiu que não viu. Apolo ficou impaciente e veio falar, pessoalmente, com ela para ela subir no palco logo. Ela só pegou a faca antiga, aquela de bronze, começou a mexer nela. Quando o Apolo disse: Suba nesse palco agora! A Ly só lançou a faca e esta ficou apenas três centímetros de acertar a cabeça do Apolo. Ele ficou com medo e escolheu outro. E depois disso toda a vez que o holofote para nela ela só pega a faca e fica girando ela nos dedos.

– Ela é agressiva assim normalmente? - perguntei me lembrando da luta de hoje de manhã.

– Não, na verdade ela tem a força dela, mas é só isso. Ela só é agressiva quando está com raiva, e acredite, eu nunca vi ela com raiva!

– Você nunca viu ela com raiva? Parece que ela fica com raiva toda a vez que ela encara a Drew!

A Helena riu.

– Não ela só fica irritada por estar perto dela.

Se aquilo é só estar irritada, não quero ver a Ly com raiva.

– Falando em raiva e pessoas irritadas - ela continuou - Você conhece a Kath desde quando?

Com essa eu tive que rir.

– Conheço ela desde que me mudei pra cá! Mas você chamou ela de raivosa e irritante, é demais.

– Por que?

– Eu já disso isso pra ela, o Theo e a Clair também, mas ela é teimosa demais para aceitar!

– Eu não sou irritante nem teimosa! - disse a Kath pulando no meu colo.

– Não disse, Lena?

A Lena ficou com aquela cara que diz 'De onde que ela surgiu?', mas perguntou outra coisa.

– Você é atenta as conversas pelo jeito não é, Kath?

– Claro, mencionem meu nome em uma conversa, que logo estarei te dando um susto!

– É, mas isso não muda o fato de você ser teimosa! - eu disse.

– Você não pode falar nada! Você às vezes é tão teimoso quanto eu!

– 'Às vezes', falou muito bem! Você é sempre!

– Irritante.

– Eu?! Você que é irritante!

– Você é mais! E... - ela deu uma pausa e olhou para a Helen que tinha balançado a cabeça e murmurado alguma coisa, que eu não entendi. - Onde é que você tá vendo briga de namorados?

A Lena levantou a cabeça assustada.

– Como você soube que eu falei isso?

– A Kath tem ouvido biônico! - eu disse

– Não tenho não! - ela me corrigiu, me dando um tapa. - Mas, Lena, diz pelo amor dos deuses que você não pensou isso!

Eu levei um segundo para perceber o que significava aquela frase que ela tinha murmurado.

– Tudo bem, eu não pensei!

Eu olhei pra Kath, e ela pra mim, e falamos ao mesmo tempo.

– Claro que você pensou! - aí a Kath continuou sozinha - Ele é o meu irmãozinho, é irritante, chato, brincalhão. E eu NUNCA seria namorada dele!

– Isso é verdade! Principalmente porque se fosse, o irmão dela já teria me matado!

– Que irmão? - a Lena perguntou curiosa.

– O gêmeo dela! - a Kath me deu outro tapa, sorte que ela não bate forte!

– Você tem irmão gêmeo, Kath?!

– Não... - ela disse com um sorriso - É que eu e o Theo só temos um dia de diferença e falam que somos parecidos. Só isso!

Ficamos falando por mais uns cinco minutos até que o Quíron pediu para todos sentarem nos lugares certos, isso quer dizer cada campista com seu chalé.

Depois disso as coisas ficaram mais chatas, a Ly ainda não aparecia, as histórias eram chatas, porque eu já conhecia todas, e não deu para prestar atenção nas histórias das Grandes Profecias. (autora: tem alguém apaixonado aqui?) (Will: não.) (autora: como não?!) A fogueira ficou mais legal quando as pessoas começaram a ser escolhidas para cantar.

O primeiro foi o... filho de Hades, depois um filho de Morfeu, uma filha de Perséfone, uma filha de Apolo, a Annabeth foi depois.

– Você toca? - a Helen perguntou olhando pra mim.

– Sim, por que?

– Você não para de bater os dedos no ritmo, como se você tivesse tocando.

– É costume.

Ela olhou para o palco e sorriu.

– Vamos ver quem vai ser escolhido agora.

O holofote ligou e girou, pouco depois ele parou em alguém do chalé de Deméter. E a escolhida foi... a Kath! Ela subiu saltitante no palco, pediu a música para o Will colocar, e logo começou a dançar. E a música era... Part of Me da Katy Perry! Isso não é novidade, ela canta essa música toda a hora.

Já estava na metade da música e a Ly ainda não tinha chegado! Que coisa! (autora: por que você está impaciente?) (Will: por nada.) (autora: tem certeza?) (Will: claro!) Eu me virei para perguntar uma coisa, mas logo esqueci. A Ly tinha acabado de chegar, e ela estava mais linda do que antes... (autora: não vai continuar?) (...) (autora: não, pelo visto! Agora o Will não pode me escutar, só agora! Deixe explicar-lhes o que aconteceu. Bom, Aphrodite brigou comigo mentalmente enquanto estava falando com a Lily, porque ela achava que trinta minutos era muito pouco para falar sobre o amor, então eu decidi que assim que a Ly saísse da tenda ela estaria arrumada do jeito que a Aphrodite achasse melhor. E foi isso! Agora a Ly está maquiada, com roupas novas e limpas. Melhor dizendo: ela esta com uma calça jeans nova, uma camiseta do acampamento roxa de manga curta roxa com um lobo prateado no meio, e por baixo dessa ela está com uma blusa de manga comprida branca. Will pode continuar) (...) (autora: CONTINUA!!!!) (Will: o que? continuar? tudo bem.)

A Ly sentou do lado da Helena, e esta perguntou:

– Você saiu só para trocar de roupa?

– Trocar de roupa?! Mas eu não troquei de roupa! - a Ly olhou para baixo, fez uma cara confusa e logo continuou - Nem pergunte!

– Você ficou linda! Metade dos meninos daqui babaram quando você chegou. - a Helena disse.

– Sério? - ela deu uma risada.

– É verdade, não é Will?

– É sim. - respondi. E ela sorriu.

Ela fica mais linda sorrindo... (autora: TÁ APAIXONADO!!!!!!) (Will: o que? Eu só to falando a verdade!) (autora: você está A-PAI-XO-NA-DO!!!!!!)

– Quem será o próximo que vai cantar? - o Will perguntou lá do palco.

O holofote girou, rodou e girou e parou na... Lily?! O que será que vai acontecer agora? Para minha surpresa e da Helena a Ly se levantou.

– Hoje estou de bom humor, então, acho que não tem problema cantar uma música.

Ela foi correndo para o palco. E eu olhei para a Helen.

– Ela não canta nunca, certo?

– Não sei o que deu nela hoje! Mas vamos ficar quietos, a Ly tem uma dança para cada música e ela adora pedir para as pessoas subirem no palco.

– Mas você disse que ela nunca cantou na fogueira...

– Mas ela sempre diz pra mim o que vai fazer!

Olhei para o palco, a Ly já estava no centro e o Will estava mexendo nos aparelhos. Ai a música começou.


It's the boy you never told I like you
It's the girl you let get away
It's the one you saw that day on the train
But you freeked out and walked away
It's the plane you wanna catch to Vegas
Things you swear you'll do before you die
It's the city of love that waits for you
But you're too damn scared to fly


Hit the lights, let the music move you
Lose yourself tonight, come alive
Let the moment take you, lose control tonight
Hit the lights, let the music move you
Lose yourself tonight, come alive
Let the moment take you, lose control tonight

Nessa hora algumas pessoas subiram no palco, e a Helena me empurrou para ir também.


It's the time that you totally screwed up
Still you're trying get it out your brain
It's the fight you had when you didn't make up
It's the past that you're dying to change
It's all the money the you're saving
While the good life passes by
It's all the dreams that never came true
'cause you're too damn scared to try


Hit the lights, let the music move you
Lose yourself tonight, come alive
Let the moment take you, lose control tonight
Hit the lights, let the music move you
Lose yourself tonight, come alive
Let the moment take you, lose control tonight

Acabou que eu fiquei dançando com a Ly, todo mundo me empurrou para o meio do palco. (autora: 'todo mundo' era a Helena e a Kath)


It's a mad world, gotta make an escape
It's a perfect world, when you go all the way
Hit the lights, let the music move you
Lose yourself tonight


So let's go go go go
All the way, yeah let's go go go go
Night and day, from the floor to the rafters
People raise your glasses
We could dance forever


Hit the lights, let the music move you
Lose yourself tonight, come alive
Let the moment take you, lose control tonight
It's a mad mad world, gotta make an escape
It's a perfect world, when you go all the way
Hit the lights, let the music move you
Lose yourself tonight

Estou dizendo, essa foi a música mais animada até agora!

– Você dança bem. - eu disse.

– Você também. - ela disse com um sorriso, eu já disse que o sorriso dela é lindo?

(autora: já disse, seu bobo apaixonado!) (Will: EI! Não perguntei pra você!) (autora: o que você disse?) (Will: nada.)

– Pessoas!!!! PODEM DESCER DO PALCO FAZENDO O FAVOR!!!! - gritou o Will lá da bancada de som. Em menos de 10 segundos o palco já estava vazio. - Obrigado.

Ele passou os olhos por todos na plateia e logo continuou.

– Pelo que vejo, parece que teremos alguns casais novos daqui algum tempo.

(autora: tá o Will não vai dizer, mas ele se sentiu desconfortável, quando ouviu isso) (Will: Não fiquei não!) (autora: você ficou, os Stoll ficaram, a Kath, a Katie, Lena, Clair e o Theo ficaram, e mais alguns que eu não lembro!) (Will: chega, eu já entendi)

– Qual será o próximo que vai cantar? - ele continuou. - Quem será?

E o holofote se virou e parou em mim. Por que eu estou com tanto azar agora? (autora: você foi grosso comigo!) (Will: se eu pedir desculpas você me tira dessa?) (autora: não) Eu estava me levantando quando a Kath gritou.

– Tem que ser deles! Você está me devendo! E Theo pode ir lá agora!!!

Ela estava de pé me olhando, eu fui corendo o mais rápido possível para o palco. Logo o Theo já estava do meu lado.

– Que música vai ser?

Eu olhei para o Theo, e ele deu de ombros.

– Não sei, mas acho vamos precisar de mais três pessoas. - ele disse

– De qual banda vai ser?

Eu respondi. O Will revirou os olhos e chamou no microfone.

– Connor e Travis Stoll e Leo Valdez, subam no palco! A música vai ser de um quinteto!



POV: Kath

(autora: o seu...) (Kath: já sei! pequeno mas essencial!) (autora: como você soube?) (Kath: você falou isso da outra vez!)

Eu não acreditava que um simples pedido ia dar tão certo! Na verdade, uma troca. O Will quase me matou do coração, então eu tinha que receber algo em troca, não é? Vocês não estão entendendo nada, certo? Tanto faz. Eu falei pro Will, de tarde, que se ele cantasse na fogueira teria que ser uma música que a banda que eu falei já cantou, e vai ser assim por uma semana! Seria por duas, mas não pode, vai ser aniversário dele no fim dessa semana, então não dá.

Mas, sinceramente, estou doida para saber que música eles vão cantar! Eles estavam falando com o Solace, depois pegaram os microfones, e foram para o meio. Nesse meio tempo eu fui me sentar perto da Lena e da Ly.

– Por que você gritou daquele jeito? - elas me perguntaram.

Dei de ombros.

– Apenas um trato que fizemos, gritei para ele não esquecer.

Os meninos se arrumaram em fila nessa ordem: Travis, Theo, Connor, Leo e Will. Só me pergunto por que o Will ficou no final. E eles começaram a cantar.


Will:


From the moment, I met you
Everything changed I knew I had to get you
Whatever the pain
Leo: I had to take you and make you mine (had to make you mine)




Will:


I would walk through the desert
I would walk down the aisle
I would swim all the oceans just to see you smile


Leo: Whatever it takes is fine (whatever it takes it's fine)




Todos:


Oh oh oooh oh
So put your hands up
Oh oh oooh oh
'Cause it's a stand up
I won't believin
'Till I've finished stealing every piece of your heart (every piece of your heart)




Connor:


I know your heart's been broken
But don't you give up
I'll be there yeah I know it
To fix you with love
Theo: It hurts me to think
That you've ever cried




Todos:


Oh oh oooh oh
So put your hands up
Oh oh oooh oh
'Cause it's a stand up
I won't be leaving
'Till I've finished stealing every piece of your heart (every piece of your heart)


Oh oh oooh oh
So put your hands up
Oh oh oooh oh
'Cause it's a stand up
I won't be leaving
'Till I've finished stealing every piece of your heart




Travis:


And now I'll steal us the car
And we will drive to the stars
I will give you the moon
It's the least I can do
If you give me the chance




Todos:


Oh oh oh oh oh
So put your hands up
Oh oh oh oh oh
'Cause it's a stand up


Todos:I'm a thief, I'm a thief
Leo: You can call me a thief
Todos:I'm a thief, I'm a thief
Leo: But you should know you're a part


(I'm a thief, I'm a thief)
Leo: I'm only here
(I'm a thief, I'm a thief)
Leo: Because you stole my heart




Todos:


Oh oh oh oh oh (I'm a thief, I'm a thief)
So put your hands up
Oh oh oh oh oh (I'm a thief, I'm a thief)
'Cause it's a stand up
I won't be leaving
Till I'm finished stealing every piece of your heart


Travis: 'Cause you stole my heart
Todos: Oh oh oooh oh (i'm a thief, i'm a thief)
Travis: Call me a thief
Todos: oh oh oooh oh (i'm a thief, i'm a thief)
Travis: But you should know you're a part
Todos: oh oh oooh oh (i'm a thief, i'm a thief)
Travis: I'm only here
Todos: oh oh oooh oh
Travis: Because you stole my heart


AAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!! EU AMO ESSA MÚSICA!!!!! O Will sabe o que escolher!!! Todas as garotas ficaram pulando, gritando, e dançando!!!! Quando eles desceram do palco eu fui correndo e pulei no Will.

– Adorei!!!! Você sabe me deixar orgulhosa!! - Ele me olhou e sorriu. - Vocês também foram muito bem, garotos.

Nós fomos nos sentar no chalé 11, sim, estou indo contra as regras, mas isso não tem importância.

– E aí pessoal!! Parece que o final agora foi bem animado. Mas, como todos, ou quase, falta o dueto! Qual será o de hoje? Será que eles gostam um do outro? Ou não se suportam? Pai, agora é com você! - o Solace gritou lá do palco.

Esses duetos me deixam nervosa, teve uma vez que eu quase fui escolhida. Mas, para o dueto, não tem regra, às vezes Apolo quer tentar dois que a voz fica em harmonia, mas pode ser qualquer um, um que acabou de cantar, ou outro que nunca cantou. Apareceu o holofote do dueto, ele girou sem parar, foi ficando mais lento até parar completamente. E os dois estavam focalizados para o meu lado.

(autora: quer narrar mais um pouco?) (Kath: agora que eu vi quem foi, claro que quero.)

A Ly se levantou e o... Will também. Ei, estou com o pressentimento de que algo vai acontecer. Não sei o que mas vai. Os dois subiram no palco, a Ly falou rapidamente com o Solace e perguntou algo para o Will ele assentiu e os dois foram para o centro do palco.

Ela começou a fazer alguns passos e ele revidava como se fosse uma briguinha para ver quem fazia melhor. Pensa... Da onde que esses passos são? Quando ele cantou o primeiro verso, eu já lembrei! Era New Classic do Drew Seeley e da Selena!!

(autora: vejam o vídeo a partir da do minuto 1:14)

No final, a pose foi igual a do filme, mas teve uma coisa diferente.Eles não se separaram e agradeceram. Eles pareciam hipnotizados, se eu posso dizer isso. Ele estava chegando mais perto dela, ela também dele e...



Notas finais do capítulo

Gostaram do capítulo?