A Little More: Oh Shit! escrita por LideColafati


Capítulo 16
you can aim all the spotlights


Notas iniciais do capítulo

Desculpem pela demora... Eu sinceramente estou sofrendo de um problema terrível: Falta de criatividade...
Pois é meus bebês, tá foda pra mim criar alguma coisa! Provas direto, problemas de família, problemas de saúde... Tá mesmo difícil!
Tenho lido algumas fics pra ver se "aparece" um tiquinho de ideia... Mas não vem absolutamente NADA na cabeça...
Então me desculpem se a fic está um cocô, por eu demorar pra postar... Desculpem!
Obrigada pra quem continua lendo aqui...
Novo capítulo! :3
Enjoy!



POV Patrick


Todos os capangas de Beckett estavam derrotados... Menos a tal da Elizabeth, a que me mordeu...

Ela segurava James, que tentava correr.

Beckett, assustado com a derrota gritou:

– ELIZABETH! VAMOS! - Ele correu em direção a ela.

Ela rapidamente soltou o garoto e os dois (ela e Beckett) desapareceram...

– What The... - Pete começou a falar.

– Eles sumiram? - Joe disse, confuso.

– Pois é...

James já havia corrido até Pete, que estava com ele no colo.


...


Chegando na casa de Sam, encontro ela dormindo, deitada no colo de Gerard, que estava sentado no sofá.

James corre até ela, e a acorda.


POV Sam


– Sammy... Cheguei... - Eu reconhecia essa voz.... JAMES!

Levantei rapidamente e o abracei.

Olhei em direção a porta, onde Pete estava encostado.

James se soltou de mim e foi até Andy, que estava no outro sofá.

Ele adorava o Andy, que sempre fez o possível pra distrair James de todos os problemas que estavam acontecendo.

Gerard colocou a mão no meu ombro.

– Eu falei que ia ficar tudo bem! - Falou ele, sorrindo.

Eu balancei a cabeça.

– Mas ainda não acabou... - Joe falou, se sentando ao lado de Andy.

– Como não? - Brendon se sentou ao meu lado.

– Beckett e Elizabeth fugiram... - Patrick disse, ficando de pé, ao entre os dois sofás.

– Como? - Perguntei.

– Fugiram! Sumiram! Do nada! - Joe falou.

Pete ainda estava encostado na porta.

Me levantei e fui em direção a ele.

Fui pegar sua mão, mas ele logo se afastou.

– Pete... Por favor... - Falei... Estava na cara que ele estava com ciúmes do beijo que dei em Patrick...

– Sam... Não... Não dá... - Ele saiu de perto de mim, indo em direção as escadas.

Fiquei um tempo ali, de pé... Pensando...

Logo corri atrás dele.

Ele estava em um dos quartos de hóspedes, sentado na cama de casal, com o abajur aceso.

Eu fechei a porta atrás de mim.

Ele parecia triste...

Me sentei ao seu lado, e tentei pegar seu rosto, mas ele segurou minha mão, antes de toca-lo.

– Você sabe que eu te amo... - Falou, olhando pra mim.

– Pete... Eu achei que...

– Não deveria ter feito isso...

– E se ele morresse?

– VOCÊ É MINHA NAMORADA! - Pete gritou, se levantando.

– Ele também me ama... Mas achei que nunca mais iria ve-lo novamente...

Pete olhou pro chão...

– Você sabe que eu nunca seria capaz de fazer isso... - Falei, me aproximando dele, e o beijando.

Ele segurou minha cintura com força...

– Então prove... - Cochichou em meu ouvido.

– Pete... Eu não...

– Não o que? - Ele começou a respirar em meu pescoço.

– Não estou pronta...

– Pra que?

– Você sabe pra que... Você só está com ciúmes... Não... Ah! - Me soltei dele e saí do quarto, indo em direção ao meu.

Ele me seguiu, e trancou a porta depois que entrou.

– Olha... Eu não queria ter te tratado daquele jeito. - Falou.

– Não vem não, Pete... Tava na cara que você queria...

Eu estava deitada na cama, olhando pro teto.

– Se você não está pronta... - Falou, se arrastando pela cama, parando em cima de mim - Não vou te forçar a nada...

– Não?

– Não...

– Desculpe por ter beijado ele...

– Eu entendi o motivo...

– É que... Eu estou tão confusa... Gosto de vocês três... Mas não tanto quanto...

– Quanto?

Engoli seco... Seus olhos estavam castanhos, não mais avermelhados...

– Quanto você... - Falei, baixinho.

Ele sorriu. Um sorriso de vitória... E de felicidade ao mesmo tempo... Sabe aquele sorriso de criança? SUPER IGUAL!

Ele me beijou.


...


Os quartos já haviam sido divididos.

Eu e Pete no meu antigo (e atual) quarto; James, Patrick e Brendon no quarto de James; Andy, Joe e Gerard em um quarto de hóspedes; e o outro quarto serio o quarto das armas.

Antes de todos irmos dormir, nos reunimos na sala, para decidir o que faríamos apartir daquele dia.



Notas finais do capítulo

O sorriso (lindo) do Pete: http://24.media.tumblr.com/tumblr_m03357QoRH1rqtgkeo1_500.jpg
Caralho... Tô muito sem criatividade .-.
Então... Sei lá...
Reviews! '-'



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Little More: Oh Shit!" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.