Apenas Amigos escrita por Luana Cristina, Larissa Oliveira


Capítulo 12
Capítulo doze


Notas iniciais do capítulo

Luna e Laris: Olá pessoal, mais um capítulo fresquinho saindo do forno! Precisamos dizer como ficamos parecendo crianças felizes com mais uma recomendação? *-*
Esperamos que vocês gostem desse capítulo. Beijos.



Sirius continuou tagarelando sobre como as coisas iriam funcionar, e eu olhava para ele com uma expressão de tédio.

- E então Lily? - o moreno perguntou, desconfiado da minha animação.

- Já posso ir embora dessa tortura? - reclamei, fingindo bocejar.

- Lilizita, nós precisamos trabalhar juntos. Você sabe muito bem o quão esperto James pode ser, e sacar nosso plano.

- Nosso plano vírgula, SEU PLANO! - apontei com um bico enorme.

- Calma Lily, eu sei que você queria ter participação numa ideia tão brilhante como essa, mas você sabe que são os poucos os gênios aqui... - ele falou com um sorriso presunçoso, no qual eu só mostrei a língua brava.

- Vamos lá, diga sua lição de casa amorzito! - ele disse, sabendo que iria me irritar.

Suspirei e comecei:

- 1) Estávamos com medo da reação dos nossos amigos. 2) Toda a história de Lene foi um plano para me causar ciúmes, e 3) Tenho que aturar você perto de mim e ser gentil e fofinha, mesmo que eu queira te socar imensamente, como agora...

- E o mais importante! - ele falou todo alegre, esperando que eu completasse.

Respirei pesadamente, uma, duas, três vezes...

- E estou completamente apaixonada por você - completei, revirando os olhos.

- Ah Lily! Você poderia demonstrar mais paixão, não é? - ele reclamou, parecendo uma criança emburrada.

- Tá, tá, não enxe! - cruzei os braços, e ele riu, dizendo:

- Vamos, vai bater o sinal, e nós temos nosso primeiro compromisso como o casal mais ilustre dessa escola.

Arregalei os olhos, o encarando como se fosse mata-lo ali mesmo.

- Que diabos de compromisso você está falando? Por favor Siriuszito, eu estou tão cansada, eu decorei todo o plano, e até prometi segui-lo, mesmo que eu tenha certeza que vai acabar em merda, deixa eu ir para casa ver Friends e comer chocolate, e depois eu viro a melhor namorada falsa que você pode ter – tagarelei enquanto fazia meu melhor bico de cachorro pidão.

- Ah, Lils! Eu vou te falar para onde vamos e se você não quiser ir, você pode ir para casa. – ele disse sorrindo como se soubesse que eu não iria recusar.

- Desembucha. – resmunguei.

- Patinação no gelo! Todo mundo vai, Dorcas, Emme, Remo, Alice, James e Marlene – ele disse os últimos nomes soltando um sorriso de isso-pode-ajudar-o-plano.

- E quanto a Caroline? – perguntei curiosa.

Estranho, havia notado que fazia um tempo e a loira não estava circulando ao redor do meu melhor amigo, e muito menos James tinha comentado algo sobre ela.

- Boa pergunta, não vejo a loira há algum tempo, tenho que me lembrar de perguntar a James sobre isso – ele coçou o queijo pensativo. – Mas, enfim, você aceita?

Maldito namorado falso! Eu amo patinar no gelo! Não é algo que eu faça muito bem, considerando minha linda coordenação motora, mas eu adoro a sensação de flutuar sobre a neve (mesmo que falsa), até consigo superar o fato que isso é seguido por tombos. Fora que seria bom para Marlene nos ver juntos, James era impossível desenvolver algum sentimento, mesmo que Sirius insistisse, eu estava no plano somente para ajuda-lo a ficar com Lene, não porque achava que iria ser beneficiada em algum momento.

- Eu aceito, cachorro. – tentei soar resmungona, mas minha voz estava feliz. Patinação, eba!

Eu sabia que ele não ia se conter e um sorriso triunfante se espalhou pelos seu rosto. Mas eu ainda não estava preparada para quando o moreno pegou a minha mão e a entrelaçou, no que num impulsivo eu olhei feio e tentei recuar. Ele bufou e eu percebi o que estava fazendo, sorri sem graça e deixei com que ele entrelaçasse nossas mãos novamente. Uh, aquilo era tão esquisito!

- Me faça um favor, huh? Me lembre da próxima vez de escolher alguém que atue melhor... - ele falou, caminhando em direção ao pátio que já estava com algumas pessoas já que o sinal havia batido há uns dois minutos.

Dei um sorriso falso, e cantarolei:

- Ah amor, você sabe que me ama!

Eu ri da cara que ele fez, e logo avistei Alice, que olhou curiosa para mim e Sirius.

- Então é verdade? - ela perguntou parecendo confusa - não era só uma brincadeira do Sirius. 

Tentei reprimir minha vontade de rir, merda eu realmente preciso melhorar minha atuação, ou esse plano vai ser descoberto em instantes. 

Sirius me olhou feio antes de responder. 

- Mas é claro que é verdade Lice, acha que eu brincaria com isso? - ele fingiu estar chocado fazendo graça, idiota.

Alice continuou encarando confusa. 

- É verdade sim, eu e Sirius estamos namorando, desculpa não ter contado nada para você e para as meninas, eu estava com medo, ainda é estranho para mim...- tentei soar o máximo realista, mas tudo ainda parecia muito uma piada enquanto eu dizia, como se eu só estivesse esperando pelo grande momento para dizer "Ha, peguei vocês", mas aparentemente terei que me acostumar com isso temporariamente.

- E faço as palavras de James as minhas, Black - disse a voz familiar da minha melhor amiga. Marlene vinha caminhando com um ar de descontentamento, porém, linda. Ela parecia ter superado o episódio da coca-cola em seu cabelo, que permanecia perfeito, caindo em cachos negros abaixo dos seus ombros. Os olhos marcantes e castanhos pareciam fuzilar Sirius, que apertou minha mão com mais força e sorriu maleficamente.

- Você sabe que eu não gostaria de desafiar você e o Pontas - respondeu ele, despreocupado, usando o apelido que eu nunca entendera de James.

- Apesar de sempre ser divertido - ele completou, logo depois.

- Você deveria ter pedido minha permissão antes de sair namorando minha melhor amiga Black, permissão essa que você não teria - Marlene reclamou.

- Quanto drama, Lenezita. A Lily me ama, certo amor? 

Ótimo, me coloquem na brigam mesmo. 

Olhei feio para ele, me recusava a dizer que amava o garoto hoje, sinceramente era falsidade de mais para mim. 

- Parem vocês dois - resmunguei - Lene eu estou com o Sirius e ponto, e Sirius pare de pirraçar a Lene. 

- Lily, posso desafia-los hoje pelo menos? - os olhinhos azuis do moreno brilharam com a ideia - uma inofensiva competição no gelo. 
Marlene sorriu travessa. 

- Eu e James estamos dentro. - alguém notou que ela sequer consultou o garoto? 

Ai santinhos.

Dorcas chegou com Remus, e ela em particular parecia corada. Evitei pensar o que eles estavam fazendo antes.

- Nós também! - ela disse, animada.

- No entanto, não iremos nos envolver se isso virar o que eu estou pensando... - foi a vez de Remus dizer, com uma expressão brincalhona.

Eu o encarei confusa, e ele logo se explicou:

- Você sabe, Sirius, James e Lene numa competição? É quase como pedir meu caixão - finalizou ele, rindo de leve. Remus era assim; despreocupado e antenado.

- O que tem eu? - James perguntou, finalmente nos alcançando.

- Você está competindo contra Lily e Sirius junto comigo - Lene falou despreocupada. 

- Eu estou o que? - ele disse confuso.

- Ai James, a loirice da Caroline está passando para você, e olha que ela nem é burra - Dorcas disse rindo, enquanto James fechava a cara. 

- Eu acabei de chegar, e a Marlene não sabe explicar as coisas. - ele resmungou. 

James parecia mal humorado, o que não é nada bom.

- Você e eu, contra o cachorro e a ruiva, patinação, entendeu agora? - Marlene falou com uma voz irritada.

- Ahhhhh - James soltou, e sua expressão se tornou presunçosa.

- Fácil, fácil - ele disse em seguida, e lá se foi Sirius argumentar que ele não tinha a menor chance, enquanto James retrucava que era melhor em tudo que fazia, e assim mais uma bela discussão Potter-Black começou. Na verdade, era bem comum e hilário.

- CHEEEEEEGA - Alice gritou, estressada. Assustados com a baixinha, eles deram de ombros, sem chegar a uma resolução na discussão.

- Vamos logo, antes que a Lice comece a colocar preço nos órgãos de vocês dois - Dorcas disse, apontando para os dois que antes discutiam.

Seguimos para o estacionamento, e enquanto andavamos observei que algumas garotas olhavam feio para mim, obviamente por causa de Sirius, comecei a pensar no termo que Matt usou para descrever nosso grupo "os populares", soava ruim, mas fazia um certo sentido, engraçado que eu nunca havia notado isso antes. 

Eu já estava preparada para me dirigir ao carro de James, quando me lembrei que agora eu tinha um "namorado", todos iriam esperar que eu fosse com Sirius e não com James. Merda, to começando a ver muitas desvantagens nesse plano.

A divisão foi simples Marlene foi no carro de Emme, junto com Dorcas e Remo, e Alice foi no carro de James, e eu fui na moto de Sirius, todos nos dirigindo ao shopping que era o local onde estava a pista de gelo.

Ao descer da moto, ainda estávamos distantes do restante, e Sirius notou que eu estivera quieta e irritada durante o caminho.

- Eu sei, eu sei, você está chateadinha... - ele começou, e eu tentei desfazer a cara feia.

- É melhor isso valer a pena, Black - suspirei, um pouco cansada.

- Olhe para mim - ele disse, me parando e me fazendo encará-lo. Eu queria rir da situação, porque naquele momento, para pessoas de fora, parecia apenas um momento fofo de casal. Mas estávamos falando de mim e Sirius Black, um namoro falso e uma confusão tremenda.

- Alguma vez eu já fiz algo que soasse estúpido?! - ele continuou, ainda me encarando, no que eu sorri.

- A todo momento! - respondi, agora com um sorriso sincero.

- Hey, vocês dois! - James gritou, parecendo muito, muito insatisfeito.

Sirius passou o braço ao redor da minha cintura e virou em direção a James, sorrindo triunfante. 

- Que foi Pontas? Não posso ter um momento com a minha namorada em paz - Sirius era um maldito bom ator, diferente de mim.

- Não se ela for minha melhor amiga - James resmungou. 

E já vai começar os dois novamente, cadê Alice para gritar com eles?

- Guarde a fúria para a patinação, parceiro - Marlene disse, enquanto saia do carro de Emme, e se dirigia a James. 

- Eu não estou irritado - James disse. 

- Claro, claro. Vamos lá povo - Dorcas disse animada.

Ao entrar lá notei que o shopping parecia um pouco mais movimentado que o normal, e logo fui ao vestiário feminino com as garotas, para nos arrumar. James havia passado em casa no caminho e e pego algumas coisas para mim, já que eu era sempre a última a saber de tudo.

Marlene estava um pouco distante, meio incomodada, e eu sabia que isso se devia a Sirius Black. Porém, enquanto se arrumava, um sorriso iluminou seu resto, e ela disse:

- Lily, você viu o gato que eu fiquei hoje?

Revirei os olhos, ajustando meus patins brancos.

- Você pelo menos sabe o nome dele, Lene?

- Hey! Claro que eu sei! Ele é amigo daquele cara loiro que você conhece... - ela disse distraída, e eu me vi interessada no assunto.

- Matthew?

- Isso, isso. Eu acho que James falou que o nome do garoto era Oliver, enfim, se ficarmos mais algumas vezes eu pergunto para ter certeza - ela refletiu. 

- Marlene, como você vai perguntar para a pessoa o nome dela depois de vocês já terem saído algumas vezes? - eu falei indignada.
- Ele já me falou o nome dele antes Lily, você realmente acha que eu ficaria com alguém ser saber o nome? Eu só não lembro - ela balançou os ombros, como se isso não fosse importante.

- Um dia eu desisto de você - resmunguei. 

- Você tem que ter paciência comigo, afinal seu namorado é pior que eu. - ela alfinetou. Marlene tinha uma personalidade que meu Deus. 

- Sirius mudou, já falei isso para você. 

- Mudou claro, semana passada ele estava atrás de mim, e essa está namorando com você, como ele mudou. - Lene soou mal humorada. 

- Marlene, chega. - Alice disse saindo do box em que se trocava.

- Vou tentar me comportar - ela me lançou uma expressão angelical, - Claro que só depois de deixar claro o quão superiores eu e James somos - ela terminou, sem nem um pingo de carinha de anjo.

- Hunpf, você fala como se eu fosse tão ruim assim! - exclamei fingindo-me de magoada.

- Tão iludida! - Marlene cantarolou, indo em direção à pista.

Dorcas, Remus, Alice, Sirius e Lene foram se aquecer na pista, enquanto eu me via com problemas com meu patins. James veio me ajudar, com uma expressão nada agradável. Sirius provavelmente já havia o irritado no box.

- Você poderia ter me avisado que gostava do Sirius, não é Lily? - ele resmungou. 

- Ahm... Desculpe, eu fiquei com medo da sua reação. - eu disse envergonhada, ainda tentando colocar esses malditos patins. 
Ele me olhou feio, mas ao notar meu problema se abaixou para me ajudar. 

- Você me conta tudo Lily, não gosto de você escondendo as coisas de mim. E gosto muito menos do fato de você estar com Sirius - ele continuou resmungando enquanto me ajudava. 

- Mas o Sirius é seu melhor amigo, eu sou sua melhor amiga, você devia ficar feliz - sorri, tentei encontrar um lado positivo para mostrar a James. Estou melhorando nessa coisa de mentir.

Ele finalmente arrumou meu sapato e completou.

- Exatamente porque vocês são meus melhores amigos, eu conheço os dois muito bem para ficar feliz com isso.

- Você não entende... - falei baixinho, e ele realmente não entenderia, essa é a verdade. Quando vi Sirius girar perfeitamente na pista de gelo, jogando charme e se mostrando para uma Lene que fingia não se irritar com isso, mas que também se exibia, dando uma volta inteira impecavelmente e fazendo uma manobra bonita.

James encarou a cena que eu estava vendo, e me fez levantar. Ele me abraçou, e eu enfiei minha cabeça em seu peito engolindo um soluço. De repente, bem ali, eu queria chorar. Reação estranha, eu sei, mas entendam, mas sentir o perfume familiar do meu melhor amigo me causou essa sensação. O apertei mais forte, afinal, era o meu mundo ali. Ele não era só o meu amor de infância, mas também era meu porto seguro. Acredito que todos tenham um, e sabem como é estar com o seu, se sentir segura, e me senti boba por toda aquela mentira que estava contando a ele.

De verdade? Eu respirei bem fundo para não contar tudo ali mesmo. Mas foi lembrando do quão teimosa Lene é, e do orgulho de Black que eu sabia que precisava ajudá-los. Eu sei lá. Eu também, no fundo, queria causar ciúmes em James. Mas tinha Caroline... Mas tinha tudo, sabem? Então guardei tudo para mim, e apenas sussurrei:

- Eu te amo, besta.

- Eu também te amo ruiva, e nem mesmo o cachorro do almofadinhas vai te tirar assim fácil de mim, está me ouvindo?

Eu ri, e me separei de seu abraço, vendo o típico sorriso maroto que ele continha nos lábios.

- Agora amizades a parte, que a competição irá começar. - James riu enquanto se reunia a Lene. E eu fui em direção a Sirius, coitado escolheu uma péssima parceira de patinação. 

- Vamos detona-los, Lily - Sirius sorriu. 

É claro que ele se arrependeu, porque é óbvio que eu levei vários tombos, mas no final mesmo com a vitória de James e Marlene, todos nos divertimos. Até que namorar Sirius Black poderia ser suportável.



Notas finais do capítulo

Reviews?