Hermione E O Seu Passado Desconhecido. escrita por Isabelle Munhoz


Capítulo 41
Capítulo 39 - Hermione? Grávida? Não pode ser!


Notas iniciais do capítulo

Heey, voltei depois de muito tempo.

Nesse cap. esclareço uma coisa que muitos ainda estão com duvida se Hermione esta gravida ou não.

Queria agradever as Julieta Victória e

Manu Turra pelas recomendações. Obrigado lindas, o cap. é dedicado a vocês.

E eu quero chegar logo as 50 recomendações, e quando eu chegar prometo que o cap. vai ser hiper, mega grande.

Boa leitura



Pov. Sirius Black.

...

E vi a imagem de uma Hermione ainda tonta sumir.

– Não se preocupem tanto. – Diggory disse antes de pegar a chave de portal e seguir minha filha.

Olhei por alguns segundos o lugar que instantes antes os dois estavam e algo martelava em minha mente não querendo me deixar em paz.

Eu não era a pessoa mais inteligente do mundo, Merlin e todos sabiam disso, mas conseguia ver quando algo errado estava acontecendo com a minha filha. Não era novidade pra mim saber que ela estava sofrendo, e muito por causa do maldito do Malfoy, só que palavras não são e nunca foram o meu forte então resolvi deixar ela sofrer em silencio, porém agora pelo jeito as coisas tinham piorado para ela estar até desmaiando.

– O que será que aconteceu com a Hermione? – Tiago perguntou atraindo minha atenção e de Lily, que também estava distraída. – Será que o Alfomadinhas finalmente vai ser vovó?

Até agora estava cabisbaixo levantei o rosto e o encarei.

Hermione... Grávida?

– Para de falar besteira Potter. – a ruiva gralhou. – Hermione é sensata, não deve estar grávida, você com sua mente poluída quase mata o Sirius de susto! E eu tenho outra suposição...

Depois do discurso Tiago não estava realmente prestando atenção nas palavras dela mas eu sim. Meu amigo revirou os olhos e foi para o segundo andar se trocar enquanto Lily foi para a cozinha.

A segui imediatamente.

– O que você acha que aconteceu com Hermione? – perguntei depois de um enorme silencio.

– Do que se trata? – Lily perguntou.

– Você disse na sala que tinha um suposição? – comentei. – Qual é ela?

Lily suspirou fundo.

– Você notou que assim que ela acordou me perguntou sobre o feitiço? – assenti, também havia achado isso estranho. - E enquanto ainda estávamos em Hogwarts eu havia lido sobre esse feitiço, e vi que uma das reação poderia ser desmaios, tonturas e fraqueza.

Foi ai que captei o que ela queria dizer.

– Você acha que Hermione se lembrou de alguma coisa?

– Provavelmente. – ela deu de ombros. – Só que como ela é exatamente igual a mim, eu entendo mais ela do que vocês homens, e por causa disso penso o que eu faria, e se estivesse no lugar dela não contaria pra mim, pra não preocupar, e tentaria achar a resposta sozinha.

Típico de Lilian... e apesar de tudo, típico da Hermione.

Sai da cozinha transtornado e sem dizer nada.

...

Pov. Hermione Black.

...

Assim que consegui ver a casa que eu havia chegado tentei recuperar meu equilíbrio, a chave de portal havia me deixado bem na sala dos Weasley.

Não podia dizer que mal reconheci a sala, por que não era verdade, tudo estava exatamente igual a como estava da ultima vez que estive aqui, aquele sofá gasto parecia cada vez mais velho mas não era algo de se espantar.

– Hermione? – ouvi a voz velha e cansada da senhora Weasley, virei e a vi saindo da cozinha com um avental vindo em minha direção me abraçando logo em seguida. – Você não imagina a felicidade que é ter você aqui.

Sorri fraco.

– Também estou feliz por estar de volta. – respondi aceitando super feliz o abraço dela.

– Céus, como você esta magra querida. – Molly disse. – Sirius, aquele irresponsável, não deve estar de alimentando direito.

– Não se preocupe senhora Weasley, estou bem. – falei ouvindo um barulho no jardim, logo presumi que era Cedrico que tinha chegado. – Gina esta em casa? – perguntei.

– Não Hermione, esta na loja com os gêmeos, mas se quiser subir sabe onde ficar.

Sorri e corri pra cima.

Abri a porta do quarto dela e vi já pronta a minha cama, já me sentindo de casa coloquei minhas coisas no canto e me joguei na cama me jogando em meus pensamentos.

***

Ouvi batidas na porta.

– Entra. – falei.

A porta se abriu e Cedrico entrou.

– Vim aqui avisar que já estou indo embora. – ele disse com um sorriso tristonho.

– Mas já? – perguntei.

– Meu pai ta paranóico quando o assunto é eu sair. – ele falou. – achei um milagre ele deixar eu vir aqui hoje. Está até exagerando, acha que de qualquer armário você sabe quem vai sair e me matar de novo.

Ri fraco.

– Sim, te matar de novo. – falei. – Vem vou descer com você.

Saímos do quarto de Gina e descemos as escadas, ninguém ainda havia chegado. Cedrico se despediu e foi embora, logo em seguida fui para a cozinha ajudar a senhora Weasley.

– Que bom que esta aqui querida, eu queria te perguntar uma coisa. – a Molly disse chegando mais perto de mim. – Cedrico me contou que você desmaiou hoje, é verdade?

Assenti.

– Não se preocupe senhora Weasley, foi só cansaço. – falei logo para ela não se estressar. – Estava muito cansada.

Molly suspirou.

– Tem certeza? – ela perguntou. – você não acha... você não poderia... estar grávida certo?

Agora fui pega de surpresa.

Ela realmente achava que eu estava grávida? Nem se eu quisesse poderia, Draco e eu... bem... já tivemos realmente algo, mas sempre me precavi e tomei poções feitas pra isso, logo eu Hermione Black não iria ser tão descuidada assim. 

– Não senhora Weasley, não estou grávida. – afirmei imediatamente.

– Tem certeza querida? – ela perguntou. - Por algum acaso você pode ter esquecido de tomar a poção, não é totalmente erro seu.

Ri nervosa.

– Não se preocupe, é impossível eu estar grávida. – respondi.- Eu sempre andava com a poção.

Ela suspirou aliviada.

– Que bom, isso me alivia bastante. – ela respondeu. – Pode ir Rony já deve estar chegando.

Assenti e sai da cozinha constrangida.

E como se a senhora Weasley estivesse prevendo o futuro assim que cheguei na sala vi Rony entrando pela porta da frente com a cabeça baixa, assim que me viu sorriu e veio me abraçar.

– Mione, até que enfim você chegou. – Ron disse me soltando. – Venha pro meu quarto tenho que te contar umas coisas.

Enquanto ele me puxava parei brutalmente.

– Se eu for minha castidade estará em perigo? – perguntei brincando.

– Que isso Hermione, meu tipo é outro. – ele respondeu.

E cai na risada.

– Você é gay Rony? – perguntei e ele reviu sua ultima frase.

– Não, Eu não sou gay. – ele respondeu. – Queria dizer que você não é meu tipo.

Mesmo assim não parei de rir.

Rony revirou os olhos e subiu, subi logo em seguida.

***

Ficamos algum tempo conversando, sobre tudo, principalmente Harry e como conseguiríamos derrotar Voldemort, algo que não era nem um pouco fácil.

Estava deitada na cama junto com Rony, ele mexia nos meus cachos quando nos assustamos com a porta se abrindo com tudo.

– Hermione. – Gina gritou e pulou sobre Rony e eu. – É verdade que você está grávida?

– Você esta grávida? – Rony perguntou. – Não achou importante me contar não?

Gina tinha se levantado e tinha o olhar fixo em mim.

Fala serio, até ela veio com esse assunto.

– Ouvi na floreios e borrões que você tinha desmaiado, e achavam que estava grávida. - Gina disse.

– Calma Gina, ainda não chegou o momento. – falei.

– Você só não quer admitir né? – ela disse se desesperando. – Mãe solteira, no meio dessa guerra. Mas me diz, o pai é o Malfoy?

Sinceramente eu já estava cansada desse assunto.

– Sim Gina , estou grávida. – ela arregalou os olhos e Ron também. – Não Malfoy não é o pai.

– Mione, você traiu o Malfoy? – ela perguntou surpresa, Rony me olhou desconfiado, ele sabia que eu nunca teria coragem de trair Draco. – E quem é o pai?

Respondi com toda a ironia do mundo.

– Rony.

Ela tossiu e caiu pra trás.

– Ron? Tipo Rony, meu irmão? – Gina perguntou incrédula.

Não estava acreditando que ela estava.

– Rony seu imprestável. – Gina gritou. – Como pode engravidar a Hermione?

Rony já estava vermelho de vergonha ou raiva, não sei dizer.

– Mas eu não fiz nada. – ele disse lamentando os berros da irmã.

– Nada? - Gina ironizou.

E foi nesse momento que não agüentei e comecei a rir que nem uma louca.

Os dois viraram pra mim.

– Por que esta rindo Hermione? – Gina perguntou seria. – Isso é importante, você e meu irmão vão ter um filho.

– Gi-gina, não sei como você acreditou. – falei rindo até minha barriga doer. – Eu não estou grávida, e nunca transei com o Rony, se acalma.

E nesse momento que Gina se jogou de joelhos enquanto Rony e eu riamos alto.

...

Continua....






Notas finais do capítulo

O que acharam?