A Última Missão escrita por Angelzinha, Angelzinha2


Capítulo 3
Capítulo 3


Notas iniciais do capítulo

Autora: Olá meu povo e minha pova!!- Diz na maior cara de pau- Desculpem a demora.. é que eu toh muito ocupada por esses dias..
Sasuke: Não sabe nem mentir u.u
Autora: Fica na tua! Ninguém te chamou na conversa! ò.ó Boa leitura pessoal!!




                  Capitulo anterior:



         "Sasuke não leu todas as informções, somente as que julgava serem importantes. Depois de uma breve olhada na primeira folha, foi para a segunda na qual teve uma surpresa. Tinha uma foto de uma mulher de cabelos róseos e olhos verdes esmeraldas. Sim, aquela era a mulher na qual Sasuke ficou admirado pela beleza de manha. E agora descobriu que estava sendo pago para matá-la. "o que será que faz uma pessoa querer vê-la morta?" pensou ele- "Aff.. tenho que parar de pensar nisso, e bolar um bom plano para executar esse trabalho."

         Depois de um bom tempo tentando bolar um plano- o que foi sem sucesso- resolveu ir dormir. No outro dia poderia pensar melhor em algo."

................................................................................................................................................

         Acordou cedo, se arrumou e saiu. Tinha que bolar um plano rápido, mas não estava conseguindo. O transito estava um pouco mais calmo, mas mesmo assim as ruas já estavam cheias de pessoas apressadas, certamente querendo chegar o mais rápido possivel no trabalho. No meio de tantos carros, Sasuke olhou para o lado, e viu um Ecoesport preto ao seu lado, e para sua surpresa, uma moça de cabelos róseos era a motorista. Era muita sorte a encontrar assim tão rápido. Assim que o sinal abriu, Sasuke não pensou duas vezes em segui-la.

         Parou assim que a viu entrar no estacionamento de um hospital. Estacionou o carro um pouco afastado, e ficou a observando. Ela conversou com um cara de roupa branca, que provavelmente era um médico do hospital também, e depois de um tempo entrou. Sasuke ficou mais um tempo olhando o movimento do hospital. Sakura não saiu hora nenhuma daquele lugar. Sasuke resolveu ir embora, e a noite iria voltar.

         Era 19:00 hrs quando Sasuke voltou ao hospital. Estacionou no mesmo lugar que havia estacionado de manha, e ficou observando o hospital. O carro de sakura continuava no mesmo lugar, sinal de que ela não havia saído de lá. Esperou pacientemente a médica sair do hospital. Ás 20:30 avistou Sakura saindo do hospital com o mesmo médico que estava conversando de manha, conversaram durante um bom tempo. Sakura se despediu do suposto médico, entrou em seu carro e saiu do estacionamento do hospital. Sasuke a seguiu. Sakura estacionou o carro em uma garagem de uma bela e grande casa. Tirou uma chave de dentro da bolsa, e destrancou a porta de entrada.

         Sasuke estava a observando de longe. Nao poderia deixar nenhuma suspeita. Ficou observando a casa, precisava de um lugar para entrar. Avistou na lateral da casa, uma escada branca, que ia em toda extensão do primeiro e segundo andar. Saiu do carro, e olhou em volta. A rua estava completamente deserta, o que facilitaria para Sasuke. Foi até a escada, e começou a subir. Naquele bairro as casas não tinham muro, o que facilitou mais ainda para ele conseguir entrar. Chegou no segundo andar, entrou na primeira sacada, a luz estava apagada, e não dava para ver nada no quarto. Olhou para a sacada do lado, e viu que a luz se acendeu. Foi para a sacada, e olhou pela cortina, onde pôde ver um cabelo rosado. Um meio sorriso se satisfação apareceu em seus lábios, era sem dúvida sua próxima vítima.

         Esperou Sakura sair de seu campo de visão para entrar no cômodo. A porta da sacada estava trancada, como Sasuke esperava. Mas isso não o atrapalhava em nada, já era acostumado a entrar em lugares piores. Pegou um pequeno grampo que sempre carregava para resolver esses pequenos problemas. Destrancou a porta sem nenhuma dificuldade. Entrou no cômodo, e logo percebeu que era um quarto, e que Sakura não estava nele. Viu que tinha outra porta no quarto, de onde vinha o barulho de chuveiro ligado, certamente o banheiro.

................................................................................................................................................

         A água quente escorria em todo o seu corpo o aquecendo por completo. Mas nem aquele relaxante banho conseguia tirar sua tensão. Desde que encontrou aquele cara na praça do dia anterior, ficou com aquela sensação estranha. Ele era muito bonito, e ela não podia negar, mas algo nele a deixou com essa estranha sensação. A sensação de que algo estava prestes a acontecer. Sempre teve isso, desde o desaparecimento de seus pais sente essas coisas. E isso que mais a desesperava, sempre que ela tinha essa sensação algo de ruim acontecia. Mas devia ser apenas um pressentimento bobo, nada demais.         

         Desligou o chuveiro, e vestiu seu roupão. Tirou o excesso de água do longo cabelo com uma toalha, e os jogou para trás com um pente. Saiu do banheiro, e foi para a direção de sua cama. Antes de chegar em sua cama sentiu uma mão tapando sua boca, e algo metálico em seu pescoço. O desespero tomou conta de seu corpo. Não sabia o que fazer, se ficava quieta com o risco de que aquele objeto a perfurasse, ou se corria. Queria escolher a segunda opção, mas suas pernas não a obedeciam. Tentou gritar mas foi em vão, derepente se lembrou das aulas de auto-defesa que tivera na adolecencia. Sem hesitar deu uma cotovelada na barriga do ser que estava a segurando, e chutou entre suas pernas. Percebeu que a pessoa tinha a soltado, e se afastou rapidamente. Quando se virou, teve um choque.

-Vo-voce??- Perguntou surpresa.- O-o que voce esta fazendo aqui?- Perguntou ofegante.

-Não interessa.- Disse se aproximando de Sakura.

-O que voce quer comigo?- Sakura disse se afastando. Sasuke nã respondeu, apenas se aproximou mais.- Por favor, leve o que quiser mas não faça nada comigo..- Diz suplicando.

-Não quero nada seu. Só preciso te matar.- Disse sério.

         As últimas palavras de Sasuke a fez estremecer.Como? Porque ele queria a matar? Ela nunca fez nada a ninguém..

-Mas porque quer me matar? Nunca te fiz nada!..- Sakura disse com os olhos marejados.

-Eu não quero. Eu tenho.- Sasuke a corrigiu.

-Mas me diz pelo menos o motivo..- Sasuke nada respondeu, mas uma voz chamou a tenção.

-Sakura querida, voce está no quarto?- Tsunad perguntou com uma voz abafada, provavelmente estava no andar de baixo.

-Quem é?- Sasuke perguntou a Sakura.

-Mi-minha mãe.

-Desce, dê a ela uma desculpa qualquer e volte.- Disse frio como sempre.

-Ta bom..- Sakura disse e saiu rapidamente.

-É bom que volte mesmo. Ou nunca mais ninguem terá notícias de sua mãe.

         Aquilo foi como uma facada no peito de Sakura, doeu mais do que saber que teria que morrer. Ela não disse nada, apenas assentiu e foi em direção a porta do quarto. Jamais se perdoaria se algo acontecesse com sua mãe por sua culpa. Desceu, e encontrou sua mãe na cozinha.

-Oi querida!- A mulher loira disse .

-Oi mãe..- Sakura respondeu.

-Tudo bem com voce? Voce me parece abatida..- Disse preocupada.

-Na verdade não estou muito bem, estou meia indisposta, e vim avisar que já estou indo dormir.- Disse com o coração apertado.

-Ta bom, mas antes coma alguma coisa.

-Não mãe, estou sem fome.

-Tudo bem então. Qualquer coisa me chame.- Disse com um sorriso doce para a filha.

-Ta bom, te amo mãe..- Disse dando um abraço apertado na mulher, que retribuiu.

-Também te amo muito filha! Boa noite.- Disse dando um beiijo na testa da filha.

-Boa noite..- Disse daindo da cozinha. Não conseguiu segurar uma lágrima, que escorreu livremente em seu rosto pálido. Só de pensar que nunca mais a veria, doía muito. Subiu as escadas rapidamente, com medo que o assassino perdesse a paciência, e resolvesse matar as duas.

         Entrou no quarto, e trancou a porta para não correr o risco de sua mãe entrar. Quando chegou, encontrou Sasuke de costas para ela, estava olhando o lado de fora pela porta da sacada.

-O que disse a ela?- Sasuke perguntou ainda de costas, com as mãos no bolso da calça.

-Que.. que não estava me sentindo bem, e que eu iria dormir agora..- Sakura respondeu olhando para o chão do quarto, não tinha coragem de encará-lo.

-Muito bem.- Ele disse se virando, e andando na direção de Sakura, o que fez o coração da rosada disparar em desespero. "É agora.." pensou ela deixando as lágrimas escorrerem.



Notas finais do capítulo

Autora: E aí, o que acharam??
Sasuke: Uhul! É agora que a Sakura morre! XD
Sakura: Hã?? Voce quer que eu morro??-Disse cerrando os punhos.
Sasuke: Eu não disse isso.. voce entendeu erra..- Foi interrompido por um par de sapato que Sakura jogou.
Sakura: Não interessa o que eu entendi! Eu ouvi muito bem!- Disse jogando tudo o que via pela frente em sasuke.
Autora: Xii Sasuke! O bicho pegou para o seu lado!.. Bom, enquanto esses dois resolvem seus assuntos pendentes, que tal voces deixarem sua opinião sobre o que achou do capítulo?! Críticas/dúvidas/sugestões--> reviews XD
Até o próximo!! Ja ne!! Bjiim ^.~



Hey! Que tal deixar um comentário na história?
Por não receberem novos comentários em suas histórias, muitos autores desanimam e param de postar. Não deixe a história "A Última Missão" morrer!
Para comentar e incentivar o autor, cadastre-se ou entre em sua conta.