Love Of Friends, Love Of Lover.. escrita por Angelzinha, Angelzinha2


Capítulo 21
Capítulo 21- Só pode ser brincadeira –‘


Notas iniciais do capítulo

Yoo amores^^
Tah aí como prometido. Quero agradecer a TODOS que mandaram review no capitulo passado *-* 10 reviews em um único dia *o* AMEEII^^
Bem, sem mais enrolação '-'
Boa leitura!!




               Capitulo anterior:

“-Calma! Não precisa de tanto. Eu não fiz de propósito.- Ele tentou se defender, mas eu não caio numa desculpinha assim tão fácil! Soy phoda! ù.u

-Não acredito em nada que venha da sua pessoa!- Eu disse me preparando de novo para jogar o abajur, mas para meu azar, e sorte do Sasuke, meu celular tocou- Droga!- Eu disse indo correndo para minha cama para atender.

          Era Ino me perguntando que horas a gente ia para o shopping, mas quando eu disse "a gente" eu não dizer eu e ela, e sim eu e o Sasuke. Ninguém merece ter que aguentar ele até para ir no shopping! --'

  

         Eu disse que a gente ia lá pelas três da tarde. Ela desligou, e eu fui terminar de me arrumar. Passei pela porta da sacada, e me lembrei do fato ocorrido a minutos atrás. Olhei para o quarto dele, e ele tava deitado na cama dele ouvindo música no MEU mp5. Sem pensar duas vezes, abri meu guarda roupa, e peguei uma bola de basquete que tava guardada há não sei quantos século(?) e fui para a sacada. Mirei bem na cabeça dele, e bem.. acertei  a parede da cama dele --' mas como a bola é pesada, e não joguei com muita força, ela caiu na testa dele^^

-Tah louca?- Ele perguntou levantando com a mão na testa.

-Não. Só me vingando.- Eu disse dando de ombros.- A Ino ligou para saber a hora que a gente vai, eu disse três, então vai arrumar porque não gosto de andar com gente feia!

-Voce me acha feio?- Ele perguntou, mas percebi que era em tom de brincadeira.

-Bem, ás vezes te acho parecido com o Sherk ou Michael Jackson.. ainda não sei direito..- Eu disse pensativa.

-Voce é mesmo um caso perdido.- Ele disse com um sorriso de lado.- Vou me arrumar.- Disse FECHANDO A PORTA DA SACADA NA MINHA CARA! Vê se pode! Depois eu ameaço de morte e ele acha ruim ú.u”

........................................................................................................................................................

          Três e quinze da tarde=sol=deserto do Saara(?)

  

          Do que toh falando?? Bem, digamos que o sem noção/emo do Sasuke não pegou o carro com o pai dele, aí a gente teve que ir para o shopping de joga..  joga um pé, joga o outro, joga um pé jogo o outro..(??) VIRAM A GRAVIDADE DA SITUAÇÃO??? A gente tem que andar em um sol quente desses e á tarde!

-Eu vou morrer..- Eu resmunguei pela 236478374638 vez.

-Você tah dizendo isso desde que saiu da sua casa. Sedentária.- Sasuke disse.

-Você diz isso porque não é você que tah morrendo torrado nesse sol quente!

-Eu toh pegando sol do mesmo tanto que você.

-Mas minha pele é mais sensível!

-Você é mais fresca, isso sim.

-O sujo falando do mal lavado! Você nem sai de casa pra não pegar sol e nem estragar sua chapinha e seu laquê!- Eu disse apontando o dedo indicador quase no nariz dele(?)

-Eu não uso laquê e muito menos chapinha.

-Suas palavras não me convencem!

-Larga de conversar porque assim cansa mais.- Ele disse ignorando total meu apelo  contra ele. Mas um dia ainda descubro onde ele guarda os laquês e vou colocar uma manchete no jornal! AAAAHHHH!! QUE IDÉIA BRILHANTE! *-* Toh até emocionada!!(??)

-Olha! Tem água no asfalto!- Eu disse apontando para algo afastado da gente que parecia água.

-Não é água Sakura. É o calor do asfalto que dá essa imprensão.

-Hum. Que pena, eu achava que era água..- Eu disse desanimada.- Sasuke, você sempre tem teorias pra explicar as coisas?

-Quase sempre.

-Tipo o que?

-Tipo você.

-Você tem uma teoria que me explica? Como?- Perguntei curiosa.

-O fato da sua demência e falta de noção.- Ele disse dando de ombros.

-AAAAAHHH NINGUÉM ME MALTRATA E SAI LESO!- Eu disse depois que raciocinei o que ele tinha falado. E sem pensar duas vezes(nunca penso mesmo ‘-‘) fui para o meio da rua para pegar um a pedra e jogar nele(??), e bem, tava vindo um caminhão nesse exato momento e eu claro que.. não vi ele ‘-‘

            Não vi muito, só senti ser agarrada pela cintura, e segundos depois sair rolando pela grama do parque que a gente tava passando. Rolamos, rolamos e rolamos um pouco mais –‘ Só paramos de rolar já perto do laguinho do parque. Ainda bem, porque eu não tava nada afim de cair dentro da água, acho que tenho hidrofobia(?) Sasuke parou bem por cima de mim, e bem, estávamos próximos demais..

-Você esta bem?- Ele perguntou.

-Toh..- Eu disse, mas na verdade eu queria dizer: ”Não, você esta muito próximo e isso é MUUYY perigoso! Alerta vermelho! ISSO É UM RISCO Á SOCIEDADE!!(?)”

            Nossos rostos estavam a milímetros de distancia. Estávamos super ofegantes, talvez pela “adrenalina” ou a proximidade, não sei. Vi que seus olhos estavam direcionados á minha boca. Quando nossos lábios estavam prestes a se tocar, ouvimos a música dos bananas de pijama(?) era meu celular ‘-‘

  

            Foi o que nos trouxe novamente á realidade. Ele se levantou rapidamente, eu olhei no visor do meu celular, e era uma mensagem da Tenten. Ela queria saber se a gente iria demorar, e eu respondi dizendo que a gente já tava chegando. O que era pura mentira, porque eu nem mesmo sabia onde a gente tava(?)

-Er.. onde é que a gente tah emo?- Eu perguntei depois de um tempo tentando raciocinar, o que foi em vão. Nem sei porque ainda tento o que sei ser impossível(??)

-Na rua.- Ele disse simplesmente.

-Eu sei que é na rua brucutu(?). Toh querendo saber bairro, rua, localidade, planeta(?).- Eu perguntei e ele me olhou com mó cara de bunda.

-Não sei você, mas eu toh no planeta terra.- Ele disse voltando a andar.

-Você entendeu que eu sei!

-Já estamos chegando, se é isso que você quer saber.- Ele disse e eu fiquei na minha. Não tava mais afim de conversar depois do quase ocorrido beijo(?)

.........................................................................................................................................................

              Chegamos no shopping, e estavam todos lá. Mas quando digo TODOS, eu digo todos MENOS a Ino e o Gaara. Manolo! Esses dois chegam atrasados em tudo que a gente marca. Eu queria saber o que eles ficam fazendo.. será que eles ficam brincando de cirandinha?(??) acho que não.. ‘-‘

-Hellow  peolpe!!- A loira/OxigenadaPorquinha disse na maior cara de pau.

-Hellow people uma ova! Isso é hora de chegar mocinha?!- Eu disse de braços cruzados e batendo o pé direito no chão(?)

-Que isso testuda? Tah até parecendo minha mãe..- Ela disse revirando os olhos.

-Quem manda chegar quase uma hora atrasada!..

-Sabe como é neh?! O trânsito é complicado nesse  horário...- Ela disse com um sorriso amarelo tipo o meu de quase todas as horas. Isso é roubo! Essa doida tah furtando o meu sorrisinho “aprontei e agora tenho medo dos ETS vir me buscar..(?)” Quequié?! Eu acredito que exista seres de outro planeta. Quero conhecer meus parentes(??) ‘-‘

-Tah, sei..- Eu disse com os olhos semicerrados.

-E aí pessoal,  que filme vamos assistir?- Tenten perguntou.

-É, o tempo tah passando. Se não formos logo vamos perder as próximas sessões.- Temari disse.

            Todos concordaram, e fomo ver os filmes em cartaz. Só tinha filme pra criança, o que me deixou super  feliz, mas como dizem eu alegria de pobre dura pouco..  pois é, cortaram o meu barato. Decidiram assistir “E se fosse verdade..” sim, comédia romântica, tudo o que eu queria no momento/SintamAIronia –‘

-Testuda, você e o Sasuke vão comprar pipocas e refrigerantes, e nós vamos comprar as entradas.- A Ino disse.

-Mas isso tinha que ser trabalho do Naruto! Ele entende de comida mais do que ninguém.- Tentei argumentar.

-Não discuta comigo e vai logo fazer o que eu mandei!

-E desde quando você manda em alguma coisa?

-Desde que nasci primeiro que você!

-Três dias mais velha não te dá o direito de mandar em mim!

-Ei! Já chega as duas!- Gaara interferiu em nossa “briga” e nem era de verdade ‘-‘

               Gaara a puxou para a direção dos resto do grupo. Senti alguém me puxando pela cintura. Eu já ia usar meu golpe de Karaté que aprendi no Kung fu panda(?) quando vi que era Sasuke.

-Ei! O que tah fazendo?- Eu perguntei.

-Tentando evitar um assassinato em massa(?)- Ele respondeu.

-Hum, agora já pode me soltar.

-Não vai querer voltar para a briga de patty?- Ele perguntou com um meio sorriso.

-Não.- Eu disse sorrindo.- E não sou patty.- Disse dando um tapa em seu braço.

-Isso só pode ser brincadeira..- Sasuke disse olhando para um ponto fixo.

-O que..- Eu parei de falar quando vi quem se aproximava com a maior cara de cínica.- Não acredito! Isso só pode ser perseguição!..

-Oi amores!- A ruiva falsificada disse com um sorriso super cínico. Tenho medo do que possa acontecer. Todas vez que encontramos ela acontece alguma catástrofe!- Como vocês estão?

-A gente estava bem melhor antes de você aparecer!- Eu disse, e seu sorriso só aumentou.

-Pode guardar suas garrinhas querida! Meu assunto hoje não é com você. Sasuke-kun, preciso falar com você em particular.- Ela disse olhando para Sasuke.

-Não tenho nada para falar com você.

-É muito importante, eu garanto.

-Pode falar então.

-É pessoal. Prefiro falar em particular.

-Não tenho nada a esconder de ninguém.- Sasuke disse e vi sua expressão irritada.

-Se você quer assim..- Ela disse mexendo em sua bolsa vermelha.- Tome.- Disse entregando um envelope branco para Sasuke.

-O que é isso?- Ele perguntou com uma sobrancelha levantada, depois de ler o papel.

-É um exame de gravidez.

-Eu sei. Quero saber o que isso me interessa.

-Eu estou grávida, e você é o pai.

                Aquilo foi como uma bomba. Não sei o que foi pior: saber que Sasuke iria ser pai, ou saber que ele iria ser pai de um filho da Karin. Olhei para ele, e sua expressão estava indescritível, estava mais branco que o normal.

-Sasuke.. você tah bem?- Perguntei preocupada pegando em sua mão, e me surpreendendo com a temperatura. Estava super gelada. Eu tinha que fazer alguma coisa ou ele daria um treco lá mesmo(?) Olhei para  Karin, e ele mantia aquele sorriso cínico. Aquilo aumentou mais ainda minha raiva, o que resultou em um tapa bem dado em sua cara. Ficou a marca dos meus 5 dedos certinho.

-Já deu seu recado, agora já pode ir. Sua va-dia!- Soletrei cada letra da última palavra. Ela passou a mão onde eu tinha acertado o tapa, e saiu. Mas algo me dizia que as coisas só iriam piorar de agora para frente.

            Comprei uma água para Sasuke, pra ver se ele se recuperava ou voltava á realidade. Ele tava com um olhar distante, e isso me preocupava. A gente não estava mais com clima pra filme, mas se a gente não fosse assistir, teríamos que contar a verdade para o pessoal, e isso iria só piorar a situação. Sem outra escolha fomos para onde o pessoal estava. Nos perguntaram várias vezes se tinha acontecido algo, e eu disse que não. Assistimos o filme, e depois fomos pra casa em total silencio. Eu não sabia nem o que dizer, e vê-lo assim estava me matando.

......................................................................................................................................................

            Eu estava deitada na minha cama depois que cheguei do shopping. Admito que eu estava super entediada e com vontade de ver como ele estava. Resolvi  ir até lá, mas claro, pela sacada. Estava fechada, mas a porta estava destrancada. Abri, e o vi deitado na cama fitando o teto.

-Voce tah bem?- Perguntei sentando na cama ao seu lado.

-Toh. Eu acho..- Ele disse e percebi que ele estava bem mal.

-Não fique assim eminho..- Eu disse colocando a cabeça dele no meu colo e passando a mão em seus cabelos.- Isso passa..

-Sabe, eu não sei o que tah acontecendo. Nem me lembro o que aconteceu naquela noite, e agora descubro que vou ser pai.- Ele disse respirando fundo. Senti um aperto imenso no coração. Não sabia se era por lembrar que ele vai ter um filho com a Karin, ou se é de ver o quanto ele tah sofrendo com isso.

-Eu quero que você saiba de uma coisa. Independentemente do que acontecer pode contar comigo.- Eu disse sorrindo e dando um beijo na testa dele . O que eu disse era verdadeiro, mesmo com o que tinha acontecido, eu não conseguia sentir raiva dele, e nem culpá-lo de nada, até porque sei muito bem que a Karin para conseguir alguma coisa, ela é capaz detudo.



Notas finais do capítulo

E aí, o que achara?? Espero que tenham gostado -
Ah, gostaria de pedir um coisa a vocês. Quem não se importar, me passe o Orkut ou msn para eu poder manter contato com vocês^^
Bem, até o próximo XD
Kisses ^.~
Ps: Peço que leiem a fic Entre dois corações da Leti e da Bia. A fic é ótima e as escritoras são super gente de boa^^ Vale a pena ;)